Imagem de pessoa usando uma lapiseira preta e azul para escrever um relátorio
Ultima atualização: 12 de maio de 2020

Como escolhemos

13Produtos analisados

14Horas investidas

2Estudos avaliados

44Comentários coletados

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil, onde você encontra os melhores artigos sobre uma infinidade de produtos. Hoje vamos falar das lapiseiras e de todos os seus benefícios, seja para estudantes ou no local de trabalho.

Desenvolvidas como uma opção aos lápis tradicionais, a lapiseira é um item mais durável, afinal ela permite que você a use indefinidamente apenas trocando o grafite conforme ele acaba.

Atualmente elas são um item cada vez mais comum e a variedade de opções é enorme. Por isso preparamos esse artigo especialmente para que você entenda melhor sobre o produto e todos os seus benefícios.




Primeiro, o mais importante

  • Alguns modelos de lapiseira já contam com uma borracha embutida em uma de suas extremidades.
  • Os grafites possuem diferentes variações de espessura, então é preciso escolher um adequado para seu tipo de lapiseira.
  • As lapiseiras possuem uma infinidade de estilos, cores e estampas, então basta encontrar uma que combine com sua personalidade.

Melhores lapiseiras: Nossas favoritas

A lapiseira da marca top do mercado

Reconhecida com uma das melhores marcas do mercado, a Faber-Castell oferece sua lapiseira técnica TK-FINE VARIO L com ponta e clip metálicos para grafites de 0,5 mm.

Ideal para produções artísticas, ele possui uma regulagem que permite que o grafite fique mais solto e macio que facilita a escrita ou então duro, onde o grafite fica fixo, perfeito para desenhos. Seu corpo é confeccionado em plástico e metal e ela ainda conta com uma borracha.

Uma lapiseira extremamente confiável

Para aqueles que procuram uma lapiseira top de linha, o modelo Graphgear da Pental é uma opção extremamente confiável, com corpo metálico resistente e um grip que deixa a pegada mais firme, seja para escrever ou para desenhar.

Ela possui regulagem para ponta dura ou macia e é compatível com grafites de 0,5 mm. Extremamente leve, ela é uma opção ideal tanto para estudantes quanto para o local de trabalho e ainda conta com uma borracha protegida por uma tampa de metal.

Lapiseira elegante e com design inovador

Elegante e com design inovador, a lapiseira 844 Classic da Caran D’Ache possui corpo hexagonal em alumínio, tornando-a muito mais leve e ideal para o uso profissional e trabalhos técnicos.

Fabricada na Suíça, ela conta borracha acoplada, reservatório extra para grafites e um clip metálico flexível, permitindo mais suavidade nos traçados. Compatível com grafite de 0,7 mm, ela é uma opção ideal para usuários mais exigentes.

Uma excelente lapiseira mais rústica

Se você procura uma opção alternativa, com mais rusticidade, a lapiseira da Koh-I-Noor é uma ótima opção, pois seu corpo é todo confeccionado em madeira, tornando-a muito mais leve e confortável durante o uso.

Resistente, seu mecanismo é feito de metal, garantindo muito mais durabilidade. Ela é compatível com minas de 2,0 a 2,5 mm, ideal para o uso técnico e artístico.

Lapiseira funcional e altamente confiável

Com um design funcional e bonito, a lapiseira da linha 600 da rOtring é uma excelente opção para quem procura um produto confiável e de altíssima qualidade, especialmente para trabalhos técnicos que precisam de mais sutileza e precisão.
Seu corpo hexagonal tem um grip que permite uma pegada mais firme, garantindo exatidão nos traçados. Ela é compatível com grafite de 0,7 mm, oferecendo linhas bem demarcadas. Leve e resistente, essa lapiseira é sem dúvida uma excelente opção para estudantes ou para o local de trabalho.

Guia de compra

As lapiseiras são uma excelente opção para quem procura diferentes tipos de traçado e não quer se preocupar com lápis, apontadores e pontas se quebrando a todo momento.

Porém, as opções são imensas quando se trata de lapiseiras. Por isso, não deixe de conferir nosso guia de compras com dicas, comparativos e mais informações sobre o produto para que você faça a escolha certa.

Imagem de pessoa usando uma lapiseira para começar um desenho em uma folha em branco em cavalete de madeira

As lapiseiras são excelentes ferramentas, tanto para a escrita quanto para produções artísticas. (Fonte: i love simple beyond/ Pexels)

O que é uma lapiseira?

As lapiseiras são um utensílio para escrita ou desenho feitas de um corpo hexagonal ou cilíndrico que pode ser produzido em diferentes tipos de materiais e que possui um mecanismo com mola que permite a utilização e controle sobre o grafite.

O primeiro modelo de lapiseira foi patenteado na Grã-Bretanha em 1822 e desde então adotou uma porção de avanços tecnológicos que as tornaram muito mais práticas e leves, tornando-se uma ótima opção para substituir os lápis tradicionais.

Com diferentes espessuras, ela permite a utilização de diferentes tipos de minas de grafite para que você consiga variação no tipo de escrita ou desenho realizado. E o melhor de tudo, elas duram muito mais do que os lápis comuns.

Atualmente é possível encontrar uma grande variedade de modelos, estilos e funcionalidades para agradar a todo tipo de usuário, tornando-as itens muitas vezes indispensáveis no ambiente escolar e nos escritórios.

Imagem de lapiseira metálica de ponta fina sobre fundo branco

Com uma lapiseira você pode conseguir traços muito mais finos e precisos. (Fonte: slf-2005/ Pixabay)

Quais as vantagens e desvantagens de uma lapiseira?

As lapiseiras oferecem inúmeros benefícios. Elas são mais resistentes e duram muito mais do que os lápis comuns. Em muitos modelos é possível usar mais de uma espessura de grafite. E, além disso, elas são muito mais versáteis e muitos modelos acompanham uma borracha embutida.

Porém, é preciso notar algumas desvantagens. É necessário comprar grafites separadamente para realizar a troca quando eles acabam. Caso o mecanismo interno se quebre, é necessário comprar outra lapiseira. E, além disso tudo, elas ainda custam bem mais caro do que os lápis tradicionais.

Vantagens
  • As lapiseiras são resistentes e duram muito mais que um lápis
  • Em muitos modelos é possível usar mais de uma espessura de grafite
  • Completas, muitas lapiseiras já contam com borrachas embutidas
Desvantagens
  • É preciso comprar grafites separadamente para realizar a troca
  • Caso o mecanismo interno se quebre, é necessário comprar outra lapiseira
  • Elas ainda custam bem mais caro do que os lápis tradicionais

Lapiseira ou lápis. Qual o melhor produto?

Além dos lápis, existem dois tipos principais de lapiseiras: as tradicionais e as técnicas. As lapiseiras tradicionais são ideais para o uso do dia a dia, elas permitem o uso de diferentes espessuras de grafite e podem ser encontradas por um preço acessível.

As lapiseiras técnicas são perfeitas para trabalhos mais técnicos ou artísticos, elas são mais leves e mais firmes na pegada, oferecendo traços mais precisos. Porém, esses modelos costumam custar mais caro.

Por fim, os lápis ainda são a opção mais comum. Eles podem ser usados tanto para escrever quanto para desenhar, não exigem praticamente nenhuma manutenção e são os modelos mais baratos do mercado.

Considerando tudo isso, vale a pena conferir qual o melhor custo/benefício para suas necessidades. Confira a tabela comparativa abaixo.

Lapiseira tradicional Lapiseira técnica Lápis
Indicação de uso Para o uso do dia a dia Perfeita para trabalhos técnicos e artísticos Podem ser usados tanto para escrever quando para desenhar
Benefícios Permite o uso de grafite de diferentes espessuras São mais leves e mais firmes, oferecendo traços mais precisos Não exigem praticamente nenhuma manutenção
Preço Podem ser encontradas por um preço acessível Esses modelos costumam custar mais caro São os mais baratos do mercado

Quanto custa uma boa lapiseira?

O preço das lapiseiras pode variar muito dependendo do material do corpo, do tipo de modelo e até mesmo do estilo. Os modelos tradicionais e mais simples podem ser encontrados de R$ 2 a R$ 10.

Lapiseiras técnicas custam um pouco mais cara, variando de R$ 50 a R$ 200, com modelos que são encontrados por valores ainda mais altos. Para que você tenha mais noção sobre o preço de boas lapiseiras, os modelos mostrados em nosso ranking estão em uma faixa de preço que varia de R$ 50 a R$ 210.

Imagem de lapiseira de plástico com corpo emborrachado sobre caderno aberto

É possível encontrar excelentes opções de lapiseira por preços bastante acessíveis. (Fonte: gaustin11/ Pixabay)

Onde eu posso comprar uma lapiseira?

Você pode encontrar as lapiseiras em papelarias e nas principais lojas especializadas em artigos de escritório ou material escolar. Alguns modelos podem ser encontrados até mesmo nas prateleiras de grandes supermercados.

Mas, se você está procurando por um modelo mais específico que não consegue encontrar em sua cidade ou está em busca de uma boa promoção, também é muito fácil encontrá-las em lojas de comércio eletrônico e em grandes distribuidores como a Amazon, que entrega o produto em sua casa com toda rapidez, segurança e praticidade que você merece.

 Imagem de lapiseira preta de plástico ao lado de caderno aberto

É importante escolher uma lapiseira de acordo com sua necessidade para não gastar muito em um modelo da qual você não aproveitará todas as funcionalidades. (Fonte: Taffarel Micaloski/ Pexels)

Critérios de compra: O que considerar ao comprar uma lapiseira

É inegável as vantagens que as lapiseiras oferecem em comparação aos lápis. Elas duram mais e possuem pontas mais finas, para traços mais detalhados, servindo tanto para escrita quanto para desenhos.

No entanto, é preciso observar alguns critérios de compra para ter certeza que você está comprando a lapiseira que oferece melhor custo/benefício para sua utilização.

Analise com cuidado cada um dos tópicos abaixo para entender melhor sobre as especificações das lapiseiras e encontrar qual o melhor modelo para chamar de seu, seja para o trabalho ou para os estudos.

Material do corpo

O material do corpo é um dos fatores determinantes quando se trata da resistência e durabilidade de sua lapiseira. Independente do formato, seja cilíndrico ou hexagonal, é importante escolher um material que atenda às suas expectativas.

Hoje vários materiais são utilizados no corpo das lapiseiras. O mais comum é o plástico, mas também é possível encontrar modelos feitos de metal, madeira e até mesmo de papelão.

Algumas lapiseiras também oferecem um grip, seja emborrachado ou texturizado, que ajuda você a segurá-la de forma mais firme, oferecendo muito mais segurança e exatidão no seu traçado.

Imagem de lapiseira preta de plástico sobre bloco de notas com laptop aberto ao lado

Mesmo com o advento dos computadores, as lapiseiras não vão desaparecer tão cedo. Se você escolher uma de um bom material, ela vai durar ainda mais. (Fonte: P.R.R./ Pexels)

Espessura da ponta

As lapiseiras possuem uma ponta com um clip, geralmente metálico, por onde o grafite passa e é ajustado do tamanho desejado para o uso. Na maioria das lapiseiras, essa espessura varia de 0,2 a 0,7 mm.

Alguns modelos ainda permitem um ajuste para que você possa usar grafites de diferentes espessuras. O importante aqui é notar qual será sua utilização, pois a espessura do grafite determina se o traço será mais sútil e delicado ou mais firme e grosso.

Antes de realizar a compra, verifique essa especificação do produto para ter certeza que você estará comprando os grafites certos para ela, caso contrário eles podem ficar frouxos e se soltarem ou então entupirem a ponta, caso sejam mais grosso do que o indicado, o que pode acabar danificando a lapiseira.

Imagem de duas lapiseiras coloridas com grafites espalhados sobre fundo branco

Com uma boa lapiseira e um jogo de grafites você pode dar adeus a amolação de apontar os lápis constantemente. (Fonte: Gadini/ Pixabay)

Versatilidade

A maior vantagem das lapiseiras é sua versatilidade. Muitos modelos oferecem pontas reguláveis com opções mais macias, ideal para a escrita, e regulagens mais duras, para que o grafite fique bem preso e seja utilizado para desenhos técnicos ou artísticos.

Diferente dos lápis, você não precisa de um apontador. O mecanismo interno é muito simples, fácil de usar e regular. Elas são mais resistentes e duram por muito mais tempo sem que seja necessário realizar uma troca.

Além disso, praticamente todo modelo de lapiseira já vem com uma borracha embutida, tornando-a assim um utensílio completo, seja para o trabalho ou para os estudos.

Imagem de lapiseira de ponta fina sobre folha quadriculada com fórmulas matemáticas

Na lapiseira, o grafite está sempre pronto para o uso e oferece uma espessura regular sem que haja a necessidade de apontadores. (Fonte: 491013/ Pixabay)

Cores e estilos

Por fim, as lapiseiras hoje são fabricadas em uma infinidade de modelos, cores, estampas e estilos. Não há regras aqui, basta escolher um modelo que mais se encaixe em suas necessidades.

Você pode ter um modelo mais sofisticado e elegante para seu trabalho, modelos com estampas divertidas para as crianças e uma lapiseira com cores mais vibrantes para usar em casa.

Use e abuse das opções disponíveis e encontre a lapiseira que mais combine com sua personalidade e com a ocasião, lugar ou tipo de trabalho em que ela será utilizada.

(Fonte da imagem destacada: Startup Stock Photos/ Pexels)

Por que você pode confiar em mim?

Natália Nunes Professora
Professora do Ensino Fundamental nas redes pública e particular, Natália tem experiência de sobra para saber o que faz as crianças felizes e o que lhes incomoda. Além dos pequenos, ela também é apaixonada pelas palavras. Na internet, une as duas paixões e escreve sobre o curioso universo dos pequenos.