Imagem de um liquidificador com base preta, e dois tipos de frutas picadas em seu interior.

Seja muito bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Nossa missão hoje parece super simples, mas o assunto pede muita atenção, afinal nós vamos falar sobre um dos eletrodomésticos mais conhecidos e utilizados da cozinha brasileira: o liquidificador.

Esse utensílio doméstico é muito fácil de usar e bastante útil no preparo de bebidas, caldos, vitaminas, molhos e outros tipos de refeições. Atualmente, é difícil imaginar uma cozinha bem completa sem uma ferramenta dessas.

Com o avanço da tecnologia, os liquidificadores vêm se modernizando cada vez mais e é exatamente sobre o que há de melhor no mercado que nós vamos falar a seguir. Aqui você também vai saber quanto eles custam, onde comprar e os critérios que devem ser analisados antes de decidir pelo seu.

Primeiro, o mais importante

  • Os liquidificadores são a melhor ferramenta para o preparo de vitaminas, sucos, molho e caldos, uma vez que tem como função triturar e misturar os alimentos.
  • Alguns liquidificadores possuem uma função específica para trituração de gelo, e estes são os mais indicados se o seu objetivo é fazer smoothies, batidas e outras bebidas geladas.
  • Por ser um dos eletrodomésticos mais utilizados nas cozinhas brasileiras, os liquidificadores são muito fáceis de encontrar nas mais diferentes lojas de eletroeletrônicos.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 7 melhores liquidificadores

Com tantas opções no mercado, encontrar o liquidificador certo para sua casa pode ser um desafio. Mas saiba que existem opções para todas as necessidades e bolsos. Confira o ranking de melhores modelos:

1º – Liquidificador Problend 6 Lâminas – Philips Walita

Este modelo super avançado da Philips Walita é o melhor que você irá encontrar no mercado. Ele possui 6 lâminas bastante afiadas que cortam e trituram com muita facilidade.

A sua, jarra com tecnologia Duravita, é 20x mais resistente à possíveis impactos, choques térmicos e outros riscos que podem ser provocados durante o funcionamento do produto.

Além disso, o liquidificador possui 5 diferentes velocidades, função pulsar e 800 watts de potência. Ele vem acompanhado por um filtro e tem design bastante moderno.

Review em Vídeo

2º – Liquidificador PH900 – Philco

A linha PH900 da Philco é uma excelente opção se você busca itens potentes. Seus liquidificadores possuem 1000 watts de potência, além de 12 diferentes velocidades e função pulsar.

Os modelos da linha possuem capacidade para 3 litros e estão disponíveis em mais de 10 cores, o que pode contribuir para a decoração da sua cozinha.

3º – Liquidificador Diamond – KitchenAid

Esta opção da KitchenAid também possui muitas vantagens, especialmente se você busca um liquidificador com perfil profissional. Ele possui formato de diamante, o que puxa os alimentos em direção às lâminas e garante melhor resultado na trituração, além da preservação dos nutrientes.

A sua potência é de 650 watts e a capacidade de 1,7 litros. O liquidificador possui 5 velocidades, além das funções pulsar e triturar gelo. A única questão é que esse eletrodoméstico possui um valor mais alto que a média.

4º – Liquidificador Soup + Stile – Arno

O Arno Soup + Stile oferece um proposta diferente mas bem interessante. Além das funções tradicionais de trituração de um liquidificador, ele também cozinha.

Perfeito para o preparo de sopas, molhos e sucos, esse liquidificador 2 em 1 possui 4 funções automáticas quentes, 3 funções também automáticas frias e uma função manual.

5º – Liquidificador Turbo Premium – Mondial

Com 12 velocidades diferentes e função autolimpeza, esse liquidificador muito completo da Mondial não poderia ficar de fora.

As lâminas do Turbo Premium são serrilhadas em inox, além de ele ter 1000 watts de potência e capacidade para 3 litros. Esse liquidificador é uma ótima opção se você busca praticidade e bons resultados na cozinha.

6º – Liquidificador Osterizer – Oster

Um modelo campeão no quesito design é o Osterizer, da Oster. Além de muito bonito, este liquidificador possui lâminas projetadas para uso em alimentos mais firmes.

Ele tem 600 watts de potência, controle giratório com 3 velocidades, sistema de impulsão metálico para maior durabilidade e capacidade para 1,25 litros.

7º – Liquidificador Clic Lav Top – Arno

O liquidificador Clic Lav Top, da marca Arno, é prático, clássico e atende bem às demandas de uma rotina doméstica. Ele possui 5 velocidades, função pulsar, e vem acompanhado de um filtro.

Este utensílio tem 700 watts de potência, capacidade para até 1,6 litros e é muito fácil de usar e de limpar.

Guia de Compra

O liquidificador é o queridinho em qualquer cozinha. Um utensílio versátil que pode ser usado no preparo de muitos alimentos. Mas para comprar um modelo para sua casa, algumas características precisam ser observadas para que não haja arrependimentos.

Nesse guia, vamos te apresentar todos os detalhes desse equipamento mega power!

Mulher preparando suco verde com um liquidificador.

O liquidificador serve para o preparo de bebidas e massas mais pesadas. (Fonte: Katarzyna Białasiewicz / 123RF)

O que é um liquidificador e quais suas principais vantagens?

Os liquidificadores caíram no nosso gosto e estão entre os eletrodomésticos mais usados nas residências brasileiras. Se você gosta e tem o hábito de cozinhar, dificilmente passa muito tempo sem um desses, não é?

A verdade é que eles são uma ferramenta realmente muito útil na hora do preparo de uma infinidade de receitas, pois servem para triturar e misturar alimentos, desde os mais maleáveis, aos mais consistentes.

Para preparar vitaminas, smoothies, sucos, molhos e caldos, você irá depender totalmente deste utensílio e por isso é importante escolher muito bem qual modelo você irá comprar.

Foto tirada de cima, de uma mulher de blusa branca segurando uma bebida cor de rosa, com frutas dentro.

Liquidificadores são grandes aliados na hora de preparar smoothies, sucos e vitaminas. (Fonte: Kaboompics.com / Pexels)

Apesar de existirem há muito tempo, os liquidificadores têm se modernizado bastante e hoje em dia é comum encontrarmos no mercado versões bem tecnológicas.

Normalmente, essas versões vêm equipadas com inúmeras possibilidades de velocidades, lâminas de inox super afiadas (por vezes serrilhadas), design exclusivo, e funções especiais, como pulsar ou triturar gelo e alimentos mais firmes.

A maioria dos liquidificadores modernos também é muito potente e faz o seu trabalho de maneira muito rápida, sendo quase que indispensável em uma rotina de cozinha diária.

Por fim, é muito difícil encontrar desvantagens para um produto como esse, mas a principal delas é que alguns modelos não aguentam bater alimentos sólidos e podem ter suas lâminas prejudicadas ou até mesmo queimar.

Por isso, dependendo de qual será a finalidade do seu liquidificador, pode valer a pena comprar modelos industriais especiais, algo que vamos discutir na próxima sessão.

Vantagens
  • Prático e rápido
  • Diversas variedades
  • Os modelos modernos são bem avançados tecnologicamente
Desvantagens
  • Alguns modelos não suportam bater alimentos menos maleáveis

Liquidificador tradicional, industrial ou mixer?

Agora que você já conhece todas as características e vantagens de um bom liquidificador tradicional, chegou a hora de conversarmos sobre as variáveis deste utensílio doméstico.

Como já sabemos, a sua principal função é misturar e triturar alimentos, mas o liquidificador comum não é o único eletrodoméstico que tem essa finalidade.

Os liquidificadores industriais e os mixers também são produtos bastante procurados quando o assunto é fazer batidas, sucos e molhos, pois também oferecem bons resultados.

Apesar de possuírem características bem semelhantes às de um liquidificador convencional, são muitos os pontos que diferem essas ferramentas. Antes de você escolher o seu, é bom entender como funciona cada um deles para descobrir qual se adequa melhor às suas necessidades.

Liquidificadores industriais

Este aparelho tem objetivo e design muito parecido com um liquidificador tradicional. O que difere esses dois, é que o liquidificador industrial foi projetado para o uso profissional.

Ele é indicado para donos de restaurantes, bares e lanchonetes, que precisam de um liquidificador potente o suficiente ser usado muitas vezes ao dia.

Além disso, alguns modelos desses liquidificadores são capazes de triturar alimentos sólidos com maior facilidade, e podem checar a suportar até 20 litros em seu interior.

Caso você procure um liquidificador para turbinar o seu negócio, recomendamos que compre um modelo especializado pra isso, pois um liquidificador doméstico não possui a resistência necessária para a função.

Esses equipamentos são mais caros e um pouco mais complexos, por isso é interessante se informar sobre as melhores opções antes de escolher o seu.

Em uma situação de uso doméstico, não há a necessidade de um aparelho desses, uma vez que não vale o custo-benefício. Se esse for o seu caso, prefira o liquidificador tradicional.

Mixers

Ao contrário do liquidificador industrial, que foi projetado para trabalhar com altas demandas, o mixer é voltado para as baixas demandas.

Trata-se de um mini processador com potência bem reduzida (algo entre 300 watts e 400 watts), que também tem como objetivo a trituração e mistura de alimentos.

Ele tem a vantagem de ser portátil e muito prático de usar, mas aguenta bater apenas massas e líquidos bem levinhos, como sucos, papinhas para bebês e mousses.

O mixer é uma boa indicação se você não tem muito o costume de usar um liquidificador em casa, mas gostaria de ter um substituto prático e que ocupa pouco espaço para os raros momentos de necessidade.

Liquidificador tradicional Liquidificador industrial Mixer
Uso Indicado para uso doméstico Indicado para uso comercial Indicado para uso doméstico
Potência Média/alta Alta Baixa
Forca Média Alta Baixa
Capacidade Até 4 litros Até 20 litros Vem como copo separado. Normalmente até 1 litro

Os três eletrodomésticos são bem fiéis ao que prometem, mas cada um foi projetado para um tipo diferente de situação. Cabe ao consumidor analisar seu próprio cenário para decidir qual deles irá oferecer maiores vantagens.

Quanto custa?

De maneira geral, os liquidificadores costumam oferecer boas condições de preços, levando em conta tudo o que oferecerem.

Como todo eletrodoméstico, os valores variam de acordo com a marca e os modelos, mas a discrepância não é das mais altas e você deverá encontrar preços bem atraentes no mercado.

Em média, um bom liquidificador custa entre R$150 e R$300, porém em algumas raras exceções de modelos muito avançados, esse valor pode ser superior a atingir até R$900.

Estes mais caros costumam ser aqueles usados para fins profissionais, no entanto, para o uso esporádico e residencial, um liquidificador de custo mediano é o mais indicado e deve atender muito bem.

Foto de um suco verde, com maçãs, brócolis e verduras ao redor.

O liquidificador tem como objetivo triturar e misturar alimentos. Seu preço não costuma variar muito e é acessível, levando em conta o que oferece. (Fonte: Rawpixel.com / Pexels)

Onde comprar?

Opções de mercado não irão faltar quando o assunto são liquidificadores. Este produto é bastante fácil de achar nos mais variados tipos de lojas e na internet, até porque sempre foi um dos tipos de eletrodomésticos mais bem recebidos no mercado.

Os locais onde você irá encontrar uma maior variedade de modelos e marcas deste utensílio são nas lojas de eletrodomésticos convencionais, como Casas Bahia, Magazine Luiza, Ponto Frio e Fast Shop.

Algumas lojas de departamento, apesar de não serem as mais especializadas nesse tipo de produto, também oferecem bons liquidificadores por bons preços, são elas: Walmart, Rede Carrefour, Lojas Americanas e Supermercados Extra.

Além de todas essas opções, temos ainda a possibilidade de comprar online através da versão online das lojas que já citamos, e de e-commercers como Amazon, Shoptime e Submarino.

Critérios de compra: Fatores para comparar os modelos de liquidificador

A maioria dos liquidificadores possuem características bem parecidas, mas é sempre bom ficar de olho em todos os fatores que podem afetar o funcionamento do seu produto. Alguns deles são:

  • Jarra
  • Potência
  • Capacidade
  • Velocidade
  • Copos extras
  • Triturador de gelo
  • Painel de controle

A seguir, vamos detalhar cada um desses pontos, para que não te reste nenhuma dúvida na hora de comprar o seu próprio liquidificador.

Jarra

A jarra de um liquidificador é a sua parte principal, pois é onde toda a mistura acontece. Elas podem ser de vidro ou de plástico, sendo que ambos os tipos tem suas vantagens e desvantagens.

  • Vidro: As jarras de vidro são as mais largas e elegantes. Elas têm a vantagem de não absorver odores ou manchas, mas em contrapartida são bem pesadas e podem acabar quebrando em algum momento de correria na cozinha.
  • Plástico: Já as jarras de plásticos são bem menos propensas a quebrarem e são mais levinhas, porém podem absorver odores, manchas e também podem arranhar.

É interessante observar também se a tampa da jarra possui uma abertura, pois ela pode ser muito necessária se você for fazer receitas como maionese, em que os ingredientes são adicionados durante a mistura.

A questão da jarra ideal é algo muito pessoal e varia de consumidor pra consumidor. A dica geral que podemos te dar é que você priorize as jarras mais largas, pois isso facilita tanto o preparo de uma receita, quanto a limpeza que vem depois.

Potência

A velocidade que sua bebida ou refeição irá demorar para ficar pronta está muito atrelada à potência de seu liquidificador, por isso é importante levar em conta essa questão.

Em média, a potência desses utensílios varia entre 600 watts e 1100 watts. Liquidificadores com potência menor que 600 watts podem perder um pouco do bom desempenho, então não estão entre as melhores opções.

É sempre bom que tenhamos em mente que cada produto tem seu público alvo. Basta você encontrar aquele é mais a sua cara e que irá entregar bons resultados dentro da sua demanda individual.

Capacidade

Os liquidificadores possuem capacidade variando entre 1,5 litros e 3 litros, o que para uso doméstico está muito bom, visto que sua demanda dificilmente será superior a isso.

Se você tem uma família bem grande, recomendamos que você compre o liquidificador de 3 litros, assim não terá problemas ao cozinhar para todos.

Uma questão que vale a pena lembrar, é que sempre devemos deixar cerca de um terço do liquidificador livre, pois na hora da agitação da mistura esse espaço é preenchido, e caso ele não esteja livre, o líquido irá vazar.

Velocidade

É importante que o seu liquidificador tenha um bom leque de níveis de velocidade, pois isso representa maior controle na hora de preparar sua bebida ou refeição.

A maioria dos liquidificadores possuem no mínimo 4 velocidades diferentes, mas os melhores deles possuem até 12 velocidades, além das funções extras.

Caso você tenha muita necessidade de usar o liquidificador para mais de um tipo de receita, recomendamos que você priorize aqueles que têm mais possibilidades de velocidade e te dão maior controle.

Copos extras

Este é um fator adicional que poucos liquidificadores possuem, mas que pode ser bastante interessante. Alguns modelos acompanham um copo extra, em tamanho menor e que normalmente possui tampa.

Ele não é exatamente necessário para o uso do liquidificador, mas é de grande ajuda se você pretende preparar um suco ou uma batida, e levar a bebida com você, seja para o trabalho, academia ou qualquer outro local.

Triturador de gelo

Liquidificadores mais modernos possuem essa função que é excelente se você tem o costume de bater no aparelho bebidas que levam polpas e gelo, como sucos e smoothies.

A grande vantagem é que ao ativar essa função, o funcionamento do motor muda e a trituração é feita de forma a não danificar as lâminas do seu liquidificador, que irão entrar em contato com um elemento sólido.

Painel de controle

O painel de controle do seu liquidificador é o local onde você encontrar todos os botões e usa para colocar o aparelho para funcionar. Costumamos dizer que não existe um painel de controle ideal, visto que essa é uma questão 100% pessoal.

Alguns painéis possuem tecnologia touch screen e são bem mais fáceis de limpar, porém algumas pessoas podem achar mais complicados de manusear.

Já os painéis tradicionais, que possuem botões comuns, podem ser mais simples de manusear, mas acabam acumulando um pouquinho de sujeira nas suas laterais. Como dissemos, esse questão é bastante pessoal e vai muito da preferência do consumidor.

(Fonte da imagem destacada: opaye / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

Carla Balta Redatora
Carla Balta
Os redatores do portal REVIEWBOX pesquisam e escrevem artigos informativos de alta qualidade sobre os mais variados produtos e assuntos.