Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje vamos falar de um gênero literário em voga nos dias de hoje: os livros de autoajuda.

Os livros de autoajuda estão entre os mais vendidos atualmente. Com a função de auxiliar no autoconhecimento e na mudança de hábitos, essa categoria de livros se expandiu e hoje existem os mais variados temas.

Em meio a tantas opções, vamos mostrar neste artigo o que você deve levar em conta antes de comprar os livros de autoajuda que irão lhe ajudar a superar desafios e encarar a vida com mais leveza.

Primeiro, o mais importante

  • Livros de autoajuda podem sim servir de guia motivacional para o seu autoconhecimento, superação de novos hábitos e obstáculos.
  • Mas é preciso atenção ao escolher o tema e o autor para não cair em promessas milagrosas.
  • Vamos mostrar para você o que analisar antes de escolher os melhores livros de autoajuda.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 3 melhores livros de autoajuda

Quem busca por livros de autoajuda, quer informação e solução para problemas pessoais. Para atender a todos os públicos, as editoras investem em temas variados e autores renomados.

Por isso, a seguir, nós vamos apresentar para você os melhores modelos de livros de autoajuda disponíveis hoje em dia no mercado.

1º – A Sutil Arte de Ligar o F*da-Se: Uma estratégia inusitada para uma vida melhor

“A Sutil Arte de Ligar o F*da-Se”, da editora Intrínseca, está em sua primeira edição e tem 224 páginas. O autor, o nova yorkino Mark Manson, propõe com uma linguagem bem-humorada e ácida, um novo olhar para a vida.

Este livro, na versão imprensa e com capa comum, tem as seguintes dimensões: 20,8 cm x 13,6 cm x 1,2 cm. Também existe a versão kindle, com 168 páginas e por um preço diferenciado.

2º – O milagre da manhã

“O milagre da manhã”, é um dos livros de autoajuda do momento. O autor Hal Elrod explica os benefícios de acordar cedo e propõe mudanças de hábito e uma nova rotina para melhorar a saúde, relacionamentos e espiritualidade.

Com capa comum e 196 páginas, essa versão impressa é da editora BestSeller em sua 32ª edição. Além disso, esse livro de autoajuda mede 22,6 cm x 15,2 cm x 1,6 cm. A versão kindle tem 246 páginas.

3º – Mindset

PROMOÇÃO

“Mindset” é um dos livros de autoajuda de Carol S. Dweck, professora de psicologia na Universidade Stanford e especialista em sucesso e motivação. O livro trata da atitude mental com que encaramos a vida.

Com capa comum e 312 páginas, a versão impressa mede 23 cm x 15,6 cm x 2 cm, é da editora Objetiva e está em sua primeira edição. A versão kindle, com preço diferenciado, possui 342 páginas.

Guia de Compra

À primeira vista, parece simples escolher a melhor opção entre tantos livros de autoajuda. Mas é preciso atenção para não se deixar levar por falsas promessas de soluções instantâneas.

Por isso, criamos este Guia de Compra com todas as informações que você precisará para tomar a melhor decisão ao comprar os livros de autoajuda.

Mulher sentada na beira de um rio lendo livro.

Os livros de autoajuda permitem a reflexão e o autoconhecimento. (Fonte: silviarita / Pixabay)

O que são livros de autoajuda?

De acordo com o dicionário Aurélio, autoajuda é um método de aprimoramento pessoal para buscar soluções para problemas emocionais e a superação de dificuldades.

Todos os gêneros literários, de uma forma ou de outra, podem ser considerados de autoajuda. Isso porque um livro tem o poder de nos levar à reflexão e, então, a agir de maneira diferente.

No entanto, com a popularização de livros que tratam de superar obstáculos, praticar o autoconhecimento e expandir a espiritualidade, vários autores começaram a investir na categoria chamada de livros de autoajuda.

Também conhecidos como livros de autoconhecimento, em geral, abrangem acontecimentos da vida principalmente os emocionais, sociais, espirituais e profissionais.

Os livros de autoajuda também apresentam textos que, além de aconselharem, sugerem e fornecem estratégias para resolução de desafios.

No entanto, alguns livros de autoajuda prometem fórmulas e soluções instantâneas e milagrosas. Daí a necessidade de analisar fatores como o autor e a temática antes de escolher o ideal para você.

De acordo com os especialistas é possível analisar de antemão quais são as características que definem bons livros de autoajuda. São aqueles que:

  • Procuram desmontar as nossas crenças irracionais;
  • Estão estruturados de forma esquemática;
  • Têm exercícios práticos.

Quais os melhores autores dos livros de autoajuda?

A cada dia surgem mais escritores de livros de autoajuda. Mas é possível listar os mais renomados desse gênero. Confira a seguir os melhores autores de livros de autoajuda:

  • Augusto Cury: Médico, psiquiatra, psicoterapeuta, doutor em psicanálise, professor e escritor brasileiro. Seus livros já venderam mais de 25 milhões no Brasil, tendo sido publicados em mais de 70 países.
  • Dale Carnegie: Escritor norte-americano, autor de best-sellers como “Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas”. Vendeu mais de 70 milhões de cópias em 38 idiomas.
  • Deepak Chopra: Médico indiano radicado nos Estados Unidos, escritor e professor de ayurveda, espiritualidade e medicina corpo-mente. Autor de mais de 25 livros de autoajuda, traduzidos em 35 línguas.
  • Eckhart Tolle: Escritor e conferencista alemão, conhecido como autor de best sellers sobre iluminação espiritual. Seu livro mais conhecido é “O Poder do Agora”.
  • James C. Hunter: Consultor-chefe de uma consultoria americana de relações de trabalho. Seu livro “O Monge e o Executivo” foi traduzido para 10 línguas e vendeu mais de 420 mil cópias só no Brasil.

Quais são as temáticas dos livros de autoajuda?

Os livros de autoajuda podem ter inúmeras temáticas. Por exemplo, essa categoria de livros pode ajudar na carreira, ao trazer informações e conselhos para o desenvolvimento pessoal e profissional.

Além disso, os livros de autoajuda também se valem de crenças orientais, física quântica, até culinária e parábolas para transmitir mensagens positivas e que promovem a reflexão.

Mas, de forma geral, existem três grandes classes de livros de autoajuda e de autoconhecimento:

  • Os que se baseiam na psicologia positiva, filosofia e nas terapias cognitivo comportamentais;
  • Os que focam em técnicas de meditação e de relaxamento;
  • Os que fazem a integração entre a psicologia e a dimensão mais espiritual.
Pessoa lendo um livro no parque.

A temática dos livros de autoajuda abrange relacionamentos pessoais, profissionais e desafios individuais. (Fonte: Pexels / Pixabay)

Mas, mesmo que possamos classificar os livros de autoajuda nessas categorias, o fato é que as temáticas encontradas nesse gênero literário são ainda mais vastas.

Hoje é possível encontrar palavras motivacionais e técnicas práticas caso você precise de ajuda para emagrecer, para melhorar as relações no trabalho ou mesmo para ajudar no tratamento de doenças.

Confira a seguir as principais questões tratadas nos livros de autoajuda:

  • Para emagrecer;
  • Para depressão;
  • Para relacionamento;
  • Para ansiedade;
  • Para enriquecer;
  • Para ser uma pessoa melhor.

Os livros de autoajuda realmente funcionam?

O fato é que o gênero de livros de autoajuda causa polêmica. Isso porque, segundo alguns críticos, esse tipo de livro sugere técnicas que prometem melhorar a vida de forma milagrosa, sem persistência ou paciência.

Afinal, dependendo do seu estado emocional, comprar livros de autoajuda errados pode colocá-lo na direção errada em sua busca por respostas para seus dilemas pessoais.

Isso porque, alguns livros de autoajuda, por oferecer respostas fáceis para problemas complicados, podem frustrar o leitor que não conseguir alcançar a meta e piorar a situação.

Mas, se bem escolhidos, os livros de autoajuda podem ter papel importante na vida dos leitores. Já está comprovado que os livros de autoajuda podem de fato levantar o astral das pessoas e apontar-lhes alternativas para resolver problemas.

Para os especialistas, o importante é que, se você se aventurar por livros de autoajuda, você deve praticar o que aprendeu e incorporar novos comportamentos na sua rotina.

Isso porque, o sucesso dos livros de autoajuda depende mais da reação e da resposta do leitor do que do seu conteúdo.

Ressaltando ainda que nenhum livro pode resolver a sua vida ou seus problemas. Eles podem oferecer caminhos, mas o trabalho na prática precisa ser seu.

Destaque de mão com livro aberto.

Os livros de autoajuda podem sim ajudar você, principalmente se você fizer a sua parte. (Fonte: Free-Photos / Pixabay)

Quais as vantagens e desvantagens dos livros de autoajuda?

Com vimos existem prós e contras quando tratamos de livros de autoajuda. Porém, a principal vantagem desse tipo de gênero literário é que ele promove autoconhecimento, reflexão e ação.

Os livros de autoajuda têm a vantagem de nos fazer parar e aprender a nos conhecer melhor, avaliando nossas emoções, hábitos e comportamentos conosco e com os que estão ao nosso redor.

Outra vantagem, é que os livros de autoajuda oferecem bons exemplos e experiências e dados de pesquisas científicas.

Mulher sentada no chão, lendo livro com mar ao fundo.

Livros de autoajuda promovem o autoconhecimento, reflexão e mudança de hábitos. (Fonte: StockSnap / Pixabay)

Além disso, os livros de autoajuda, em geral, apontam um caminho a ser seguido para mudar hábitos nocivos e encontrar novas formas de resolver os problemas.

Como desvantagem, os livros de autoajuda muitas vezes prometem soluções rasas e instantâneas. Por isso, é importante que você tenha em mente que os livros de autoajuda não irão acabar com seus problemas, nem fazer isso por você.

Eles podem sim ser um guia positivo, mas é preciso que você se esforce e atue para mudar o que precisa. A seguir, você confere as principais vantagens e desvantagens dos livros de autoajuda:

Vantagens
  • Promove o autoconhecimento
  • Oferece bons exemplos, experiências e dados científicos
  • Motiva e aponta caminhos diferentes
  • Incentiva mudança de hábitos e novas formas de resolver problemas
  • Variedade de temas e autores renomados
Desvantagens
  • Alguns oferecem fórmulas mágicas para acabar com seus problemas

Quanto custa?

O preço dos livros de autoajuda varia bastante em função da editora, do autor, do formato e do número de páginas. Mas você vai encontrar os livros de autoajuda custando entre R$ 10 e R$ 300.

É claro que você não precisa comprar o mais caro de todos. Hoje em dia é possível encontrar valores mais acessíveis, inclusive, se você considerar comprar livros de autoajuda em formato ebook ou até versões usadas.

Onde comprar?

Você vai encontrar os livros de autoajuda à venda em livrarias, lojas de departamento e hipermercados como Lojas Americanas e Extra.

Ainda assim, nós recomendamos que você realize a sua compra em lojas online como a Amazon Brasil. Dessa forma, você terá mais opções para escolher, por preços promocionais, e ainda adquire os seus livros de autoajuda do conforto de casa.

Critérios de compra: Fatores a observar antes de escolher livros de autoajuda

Como vimos, é preciso atenção se você quer comprar livros de autoajuda realmente eficazes e não apenas os que prometem fórmulas mágicas. É preciso, portanto, que você avalie o que de fato diferencia um livro de autoajuda de outro.

Para ajudar você, selecionamos os principais fatores que devem ser levados em conta antes de comprar os livros de autoajuda:

  • Autor
  • Sinopse
  • Formato
  • Edição
  • Editora

A seguir, nós vamos explicar cada um desses fatores em detalhes para que você tome a melhor decisão e invista nos melhores livros de autoajuda.

Autor

O primeiro fator que você deve levar em conta antes de escolher livros de autoajuda é o autor. Hoje em dia qualquer pessoa se diz escritor. Mas, quando tratamos de autoajuda, é preciso considerar a experiência de vida e profissional do autor com relação ao tema tratado.

Recomendamos que você pesquise antes sobre o autor e sobre outros livros que ele já tenha escrito.  Avalie também a forma de escrita do autor, se é simples e fluida ou se requer mais expertise para ser compreendido. Na dúvida, opte por autores renomados, que já tenham um currículo vasto sobre o assunto.

Além disso, se o livro for uma tradução de outra língua, recomendamos que você também pesquise sobre o tradutor. Afinal, uma tradução mal feita pode fazer você desistir da leitura em pouco tempo.

Sinopse

Em seguida, leve em consideração a sinopse dos livros de autoajuda. Essa é a forma mais eficaz de você ter um contato prévio com o tema do livro antes de comprá-lo.

Você pode ter uma ideia sobre a história ao ler as primeiras páginas do livro, função disponível em algumas edições dos livros de autoajuda vendidos na Amazon, por exemplo.

Formato

Verifique também o melhor formato para você ler os livros de autoajuda. Aqui, você pode optar por dois tipos: livro impresso ou digital.

A escolha aqui é muito pessoal, pois leva em conta o conforto e o prazer da leitura e a possibilidade de levar os livros de autoajuda para onde quiser.

Os livros de autoajuda impressos podem ter diferentes dimensões: pequeno, médio e grande. Essa escolha é importante se você quiser ler a caminho do trabalho. Nesse caso, o ideal são os livros de autoajuda nas versões de bolso, que são menores.

Mulher sentada lendo no kindle.

Livros de autoajuda em formato digital são mais práticos e leves. (Fonte: Pexels / Pixabay)

Se a dúvida for o preço, que é maior em livros maiores, você também pode optar por comprar livros de autoajuda usados.

Mas, se você quer uma mobilidade ainda maior, o mais indicado são os livros de autoajuda no formato digital, que você pode ler a qualquer momento no kindle (leitor de livros digitais).

Esse formato pode ser mais barato ou até mais caro que a versão impressa, não há regra. O número de páginas também tem variações. Mas o fato é que é mais leve para ser levado, por exemplo, na bolsa ou na mochila.

Confira abaixo as diferenças entre os livros de autoajuda impressos e digitais.

Impresso Ebook
Mobilidade Depende Alta
Peso Maior Menor
Ocupa espaço Sim Não

Edição

Recomendamos que você também verifique o ano de edição dos livros de autoajuda. Nesse caso, isso pode representar uma boa variação de preço.

Em geral, edições mais novas costumam ser mais caras. No entanto, edições antigas e raras podem custar muito caro também.

O número de edições de um livro também revela a sua popularidade e interesse entre os leitores, o que pode lhe ajudar na hora de escolher os melhores livros de autoajuda.

Editora

Leve em conta ainda o renome da editora que publicou o livro. Em geral, as melhores editoras investem na qualidade do papel, da impressão e do tamanho da fonte.

E tudo isso reflete na qualidade da sua leitura. Por isso, busque por livros de autoajuda que contém uma boa diagramação e pouco ou nenhum erro de revisão.

(Fonte da imagem destacada: congerdesign / Pixabay)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
27 Voto(s), Média: 4,52 de 5
Loading...