Uma mulher encontra-se lendo um livro ao lado de uma janela.
Ultima atualização: 28 de setembro de 2019

Como escolhemos

14Produtos analisados

17Horas investidas

4Estudos avaliados

71Comentários coletados

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil, o seu site de análises da internet. No texto de hoje iremos falar sobre os livros espíritas, objetos de consumo de adeptos à religião e também estudiosos e simpatizantes da doutrina.

Nos parágrafos que compõem este artigo iremos falar sobre autores, algumas das obras mais importantes, além do espiritismo em si e parte de sua história.




Primeiro, o mais importante

  • Livros espíritas começaram a ser escritos no século XIX, pelo francês Allan Kardec, codificador do espiritismo.
  • Os livros espíritas podem ser de romance ou de estudo da doutrina.
  • Chico Xavier, Bezerra de Menezes, Divaldo Franco e Yvonne do Amaral Pereira são alguns dos autores brasileiros de livros espíritas.

Você também pode gostar:

Os melhores livros espíritas: Os favoritos da nossa redação

A redação do ReviewBox Brasil montou para você uma lista especial com as melhores opções de livros espíritas. Cheque-as abaixo.

O livro introdutório ao espiritismo

Publicado em 1857, O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, traz os Espíritos explicando, em forma de perguntas e respostas, tudo o que a humanidade estava pronta para saber, jogando luz em cima de vários questionamentos, como de onde viemos, nossa função aqui e para onde iremos. Ele é o primeiro registro da doutrina do espiritismo.

O livro espírita mais vendido

Psicografado e escrito pelo brasileiro Chico Xavier, o autor conta a história do espírito de André Luiz, seus primeiros anos como médico e sua desencarnação em uma colônia espiritual chamada Nosso Lar. A obra fala sobre questões acerca da lei da causa e efeito, o valor do trabalho e dignidade. Desde sua publicação, em 1944, o livro vendeu mais de 2 milhões de cópias e foi traduzido em 10 línguas.

Um romance espírita

Escrito por Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho, ditado pelo espírito Antônio Carlos, este romance narra a história de um casal que acaba de ganhar seu primeiro filho, um menino. Porém, algo inesperado acontece: a criança nasce com Síndrome de Down e os pais começam a se questionar por que isso aconteceu com eles. O livro trabalha questões relacionadas à reencarnação, lei do retorno, lei do amor e da caridade.

Um livro sobre espiritismo na cultura negra

O livro do médium brasileiro Robson Pinheiro acompanha pretos-velhos, caboclos e guardiões para explorar assuntos controversos envolvendo tabus e preconceitos de práticas espíritas de matriz negra, como magia negra, os elementais, espíritos da natureza citadas na obra de Kardec. O livro traz detalhes do que acontece em cultos, terreiros de candomblé e umbanda, por exemplo, e também a vida no plano extrafísico.

Guia de Compra

Os livros espíritas estão sempre em alta no Brasil, já que o país possui uma grande comunidade que segue a doutrina. Este guia pretende trazer informações que lhe ajudem na hora de adquirir seu exemplar.

Uma pessoa está sentada à mesa segurando uma xícara enquanto lê um livro, aberto em cima da mesa.

O Brasil possui a maior comunidade espírita do planeta, com mais de 3 milhões de adeptos. (Fonte: Priscilla Du Preez / Unsplash)

O que são os livros espíritas?

Os livros espíritas tratam de assuntos relacionados ao espiritismo, seja em forma de doutrina ou narrativa.

O espiritismo surgiu no século XIX, com o pedagogo francês Hippolyte Leon Denizard Rivail, que mais tarde assumiria o pseudônimo de Allan Kardec. A proposta do espiritismo é unir a ciência com a religião, além de ter caráter filosófico.

foco

Você sabia que o Brasil possui a maior comunidade espírita do planeta? Segundo dados do IBGE de 2010, são 3,8 milhões de espíritas declarados, enquanto outros 40 milhões são simpáticos a ideias espíritas, incluindo reencarnação.

A doutrina busca aprimorar moralmente o indivíduo por meio de ensinamentos de espíritos e almas desencarnadas. A comunicação deles com os vivos é efetuada por intermédio de médiuns.

Sob a ótica do espiritismo, a reencarnação é real, sendo a morte apenas uma etapa da evolução do espírito presente em cada um. A morte não deve ser encarada de modo negativo, mas sim como o encerramento da missão daquele espírito no mundo dos vivos.

A doutrina também acredita que existe vida em outros planetas, além de afirmar que Jesus Cristo não é o filho de Deus na Terra, mas sim um espírito mais evoluído, que serve de guia para a humanidade.

Quais são as obras fundamentais dos livros espíritas?

Ao todo, são cinco as obras fundamentais dos livros espíritas, sendo todas de autoria de Allan Kardec.

Os cinco livros fundamentais do espiritismo são O Livro dos Espíritos (1857), O Livro dos Médiuns (1859), O Evangelho Segundo o Espiritismo (1863), O Céu e o Inferno (1865) e A Gênese (1868).

Allan KardecTrecho de O Livro dos Espíritos

"O orgulho e a ambição serão sempre uma barreira erguida entre o homem e Deus. São um véu lançado sobre as claridades celestes, e Deus não pode servir-se do cego para fazer perceptível a luz."

Tudo se deu início quando, em Paris, mesas girantes chamaram a atenção de algumas pessoas, incluindo a de Kardec. Adepto de rigorosos métodos científicos, ele teve dificuldade em aceitar os fenômenos no início.

Kardec, no entanto, passou a estudar atentamente e se deparou com uma força inteligente, a responsável pelos fenômenos. Eram os “espíritos dos homens”.

O pedagogo então buscou por médiuns que passaram a conversar com os espíritos, obtendo informações, e as filtrando pelo crivo da razão. Através de sua codificação, nasceu O Livro dos Espíritos. E a partir disso Kardec passou a adotar o pseudônimo pelo qual é conhecido até hoje.

Quais as diferenças entre livros espíritas e livros espiritualistas?

O termo espiritismo surgiu pela primeira vez com Allan Kardec e a doutrina é baseada no conhecimento codificado pelo autor.

Já o espiritualismo é um termo que serve para denominar religiões e doutrinas filosóficas que têm em comum a crença da sobrevivência do espírito, que ele segue, não acabando com a morte, em oposição ao materialismo.

O próprio espiritismo se encaixa dentro do espiritualismo, mas o contrário não se aplica.

O próprio espiritismo se encaixa dentro do espiritualismo, mas o contrário não se aplica. Outros exemplos de espiritualismo são a umbanda, o budismo e o chacra.

Portanto, livros espíritas são exclusivamente sobre espiritismo, enquanto os livros espiritualistas incluem o próprio espiritismo e outras religiões, crenças e doutrinas baseadas na crença de que a alma do homem é imortal, indo além da matéria.

Quais os filmes recomendados baseados em livros espíritas?

Filmes com temática espírita são bem comuns no Brasil. E uma boa porção deles são baseados em livros espíritas. A seguir, listamos alguns deles.

O Filme dos Espíritos (2011)

Um homem pensa em tirar sua vida depois da morte da esposa e a perda do trabalho. Porém, ele se depara com O Livro dos Espíritos e começa uma jornada de transformação em sua vida.

O filme é inspirado em O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, e foi lançado nos cinemas no mês de outubro em celebração ao aniversário do autor.

As Mães de Chico Xavier (2011)

Neste filme, três mães desesperadas com os desafios da maternidade buscam o aconselhamento do médium Chico Xavier.

O longa-metragem é baseado no livro Por Trás do Véu de Ísis, lançado em 2004 e escrito pelo jornalista brasileiro Marcel Souto Maior.

Nosso Lar (2010)

Ciente da morte, ainda que sinta fome e sede, André Luiz passa pelo sofrimento do purgatório e depois é levado para a cidade de Nosso Lar, onde entra em contato com novos conhecimentos e aprende sobre a vida em outra dimensão.

Baseado no livro homônimo, esta é a primeira obra psicografada por Chico Xavier sob a influência do espírito de André Luiz. O livro foi lançado em 1944.

Por sua vez, o filme foi um grande sucesso de bilheteria, levando mais de 4 milhões de pessoas aos cinemas e arrecadando mais de R$ 36 milhões.

Critérios de Compra: O que considerar antes de comprar livros espíritas

Se você está decidido a adquirir livros espíritas, trazemos esta última lista com alguns itens que podem te ajudar a fazer uma escolha melhor. Eles são:

  • Autores
  • Romance ou estudo da religião
  • Lançamento ou clássico
  • Coleções

Nas próximas linhas iremos destrinchar cada um dos itens citados.

Uma pessoa está sentada no chão, em cima de um tapete, e está com um livro aberto em mãos.

Léon Denis, Divaldo Franco, Chico Xavier são alguns autores de livros espíritas. (Fonte: Yuliya Kosolapova / Unsplash.com)

Autores

Existem vários autores de livros espíritas, mas alguns são os que ganham mais destaque. Apostar em autores consagrados é sempre uma boa alternativa na hora de escolher o seu livro.

Nomes como Allan Kardec, Chico Xavier, Bezerra de Menezes, Divaldo Pereira Franco, Ernesto Bozzano, Léon Denis, Amalia Domingo Soler e Yvonne do Amaral Pereira são alguns dos mais notórios.

Enquanto parte deles eram teóricos, pesquisadores e estudiosos sobre o espiritismo, alguns eram médiuns e escreviam sob a influência do espírito de terceiros, a exemplo de Xavier.

Na tabela abaixo, listamos uma das obras de cada um dos autores citados:

Nacionalidade Principais obras
Allan Kardec (1804-1869) Francês O Livro dos Espíritos
Chico Xavier (1910-2002) Brasileiro Nosso Lar
Bezerra de Menezes (1831-1900) Brasileiro A Loucura Sob Novo Prisma
Divaldo Pereira Franco (1927) Brasileiro Transição Planetária
Ernesto Bozzano (1862-1943) Italiano A Crise da Morte
Léon Denis (1846-1927) Francês Cristianismo e Espiritismo
Amalia Domingo Soler (1835-1909) Espanhola Memórias do Padre Germano
Yvonne do Amaral Pereira (1900-1984) Brasileira Recordações da Mediunidade

Romance ou estudo da religião

Entre os livros espíritas, existem tantos os romances espíritas quanto os livros de estudo da religião. Mas como diferenciá-los?

Os romances contam uma história de maneira lúdica, se preocupando com uma narrativa cronológica de ações e fatos. Eles trazem conhecimento, porém de modo mais superficial.

Enquanto isso, livros de estudos focam-se no conhecimento, abordando mais a fundo a parte técnica e teórica.

Nosso Lar, de Chico Xavier, e Vivendo no Mundo dos Espíritos, de Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho, são exemplos de livros espíritas de romance.

Os Exilados da Capela, de Edgard Armond, e as cincos obras fundamentais do espiritismo escritas por Allan Kardec são exemplos de livros espíritas de estudo.

Uma mulher em pé está com a cabeça baixa lendo um livro em meio a um cômodo cheio de livros ao redor.

O pedagogo francês Allan Kardec foi quem nos trouxe o termo “espiritismo”. (Fonte: Bùi Nam Phong / Pexels)

Lançamento ou clássico

Existem livros espíritas escritos ainda no século XIX e alguns se tornaram clássicos da literatura ao ajudar a consolidar a doutrina.

Não tem como deixar para trás os ensinamentos de Allan Kardec ou os romances espíritas de Chico Xavier. Entretanto, você não precisa se restringir somente a esses autores.

O espiritismo continua sendo pauta de vários autores e estudiosos, incluindo obras contemporâneas de Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho, Robson Pinheiro, Alexandre Caldini Neto e Elizabeth Pereira.

Opções de qualidade não faltam, basta você definir se prefere ler algo mais recente, ficando atualizado com os lançamentos, ou mergulhar nas obras obrigatórias para quem é adepto ao espiritismo e seus valores.

Um homem sentado ao ar livre em um campo está segurando um livro aberto.

Livros espíritas são exclusivamente sobre espiritismo, enquanto os livros espiritualistas incluem o espiritismo e outras religiões. (Fonte: João Geraldo Ben White / Unsplash)

Coleção

Para presentear alguém ou para sua própria coletânea de livros espíritas, você pode recorrer às coleções.

Autores como Chico Xavier, Allan Kardec e Robson Pinheiro são alguns autores cujas obras estão compiladas em determinados boxes. Além de padronização das cópias, ainda tendem a ser mais baratas do que na compra individual deles.

(Fonte da imagem destacada: Rahul Shah / Pexels)

Por que você pode confiar em mim?

Rodrigo Ramos Jornalista
Jornalista por formação, Rodrigo sempre foi apaixonado por livros, filmes e séries. Ou seja: falou em cultura, falou com ele. No ReviewBox, além de compartilhar seu conhecimento sobre essas artes, traz informações sobre acessórios que podem auxiliar e divertir o dia a dia de crianças e adultos.