Uma lixadeira sendo utilizada sobre uma superfície de madeira.
Ultima atualização: 26 de outubro de 2020

Como escolhemos

15Produtos analisados

19Horas investidas

4Estudos avaliados

65Comentários coletados

Hoje, na ReviewBox Brasil, vamos falar sobre as melhores opções de lixadeira e como escolher o modelo mais adequado para você. Elas facilitam - e muito - a vida de profissionais em diversas áreas de trabalho.

Há diversos tipos de lixadeiras no mercado e explicaremos as diferenças e indicações de uso dos tipos mais comuns.

Além disso, também abordaremos as diferenças entre lixadeiras, esmerilhadeiras e politrizes. Apesar de serem ferramentas parecidas, a aplicação de cada uma é um pouco diferente, como iremos explicar a seguir. Fique conosco para saber dos preços, vantagens e critérios essenciais de escolha.




Primeiro, o mais importante

  • Lixadeiras são ferramentas elétricas para lixar madeira e outros materiais, tais como plásticos, acrílicos, etc.
  • Os principais tipos de lixadeiras são: orbital, roto-orbital e de cinta. Nós vamos explicar as características e diferenças de cada uma delas.
  • As lixadeiras mais baratas estão na faixa de R$ 100, sendo possível escolher dentre uma grande variedade de marcas e tipos pagando menos de R$ 500.

Você também pode gostar:

Ranking: As 3 melhores lixadeiras

Se você precisa comprar uma lixadeira, mas não sabe por onde começar, está no lugar certo. Nós reunimos aqui, nesse ranking, os melhores modelos para que você nem precise ficar procurando. Confira abaixo:

1º - Lixadeira de cinta - Makita

Este modelo se destaca pela potência elevada de 980 Watts. Além disso, tem coletor de pó, o que ajuda a manter o ambiente limpo e dá mais conforto durante a realização do lixamento.

Esta é uma lixadeira do tipo cinta e que tem lixa de 610 mm comprimento e 100 mm de largura. Este tipo de lixadeira é ideal para aplicação em grandes superfícies de madeira. Como a rotação da máquina é alta, o lixamento é realizado com velocidade elevada.

Se você quer entender melhor o que é uma lixadeira tipo cinta, não deixe de continuar lendo este artigo, pois iremos explicar as diferenças entre os tipos de lixadeira nas próximas seções.

Review em Vídeo

2º - Lixadeira roto-orbital - Bosch

Trata-se de uma lixadeira roto-orbital, tipo de lixadeira diferente dos mencionados nos produtos acima. Além de fazer os movimentos de vibração (órbita), faz movimento de rotação. Para entender melhor as particularidades deste tipo de lixadeira, não deixe de ler as próximas seções este artigo.

Este modelo produz 12.000 rotações e 24.000 oscilações por minuto. Tem potência de 250 Watts e peso de apenas 1,3 kg. Para facilitar o trabalho, tem sistema que recolhe boa parte do pó, velcro que permite a substituição rápida do disco da lixa e sistema eletrônico que permite controlar a velocidade de rotação.

3º - Lixadeira orbital - Wesco

Lixadeira orbital com 12.000 oscilações por minuto quando está sem carga. Para comodidade, possui sistema de aspiração de pó, que fica acumulado em uma bolsa traseira.

Para facilitar o trabalho, é construída especialmente para ter peso baixo (1,6 kg). Sua potência é de 240 Watts e a base de lixação tem pouco mais de 10 por 10 centímetros.

Guia de Compra

Lixadeiras podem ser utilizadas para lixar materiais diversos, como madeiras, compensados e metais. E por esse motivo é uma ferramenta versátil, usada em diversas áreas.

Mas não é tão simples assim adquirir uma lixadeira. Para isso, precisamos esclarecer alguns pontos. Vem com a gente!

Homem usando lixadeira para lixar metal, produto está soltando faíscas.

Existem diversos tipos de lixadeira, e é preciso estar atento para comprar o produto correto. (Fonte: 12019 / Pixabay)

O que é uma lixadeira e quais os diferentes tipos?

Como o próprio nome sugere, uma lixadeira é um equipamento que permite lixar certas matérias primas com mais facilidade e velocidade. Um trabalho que antigamente era feito a mão, hoje conta com essas ferramentas para auxiliar no processo.

Vimos acima que existem muitas lixadeiras disponíveis no mercado podem ser classificadas em diversos tipos. Aqui, neste guia, vamos destacar os três tipos mais comuns: orbital, roto-orbital e de cinta.

E para que você entenda as características de cada uma detalhadamente, vamos descrevê-las abaixo.

Lixadeira orbital

Este tipo de lixadeira é conhecido como treme-treme por fazer um movimento de vai e vem rápido. Este movimento é chamado de órbita, o que explica o nome deste tipo de lixadeira.

Lixadeiras deste tipo têm as vibrações perpendiculares a base onde você faz o lixamento. Por exemplo, se você tiver algo para lixar colocado na horizontal em uma bancada, o movimento de órbita da lixadeira será para cima e para baixo.

Esse tipo de lixadeira costuma ter base retangular (ou quadrada) e não há um disco. O formato da base é provavelmente a forma mais fácil de distingui-la das lixadeiras roto-orbitais, explicadas abaixo.

Costumam ser portáteis, de pequeno porte e peso. São ferramentas mais delicadas, para trabalhos de lixamento leves e suaves. Geralmente são utilizadas em MDF e madeira compensada.

https://www.instagram.com/p/B03olDEFUgt/

Lixadeira roto-orbital

É uma lixadeira onde o disco, além de fazer o movimento orbital (que é o movimento de vai e vem), também gira (faz o movimento de rotação). Ao contrário da lixadeira orbital, a lixadeira roto-orbital tem base com disco circular.

Essas lixadeiras têm maior eficiência e podem ser consideradas mais agressivas que as lixadeiras orbitais. Com ela você poderá produzir mais em menos tempo. A desvantagem é que o preço é mais alto e pode ser difícil encontrar opções de lixa no mercado.

https://www.instagram.com/p/BQqbzyHj6cX/

Lixadeira de cinta

As lixadeiras de cinta possuem um motor elétrico que aciona dois tambores nos quais fica colocado um laço de lixa contínuo. A medida que a lixadeira é utilizada, os tambores giram e a lixa se movimenta, de forma parecido com o que acontece numa esteira.

As lixadeiras de cinta têm duas variantes: a portátil e de bancada. No primeiro caso você segura a máquina pela mão e a movimenta para fazer o lixamento.

A lixadeira de cinta de bancada é construída para ficar parada em determinado lugar e você levará o objeto a ser lixado até ela. Está disponível em diversos tamanhos, desde poucos centímetros até mais de metro. Geralmente são utilizadas em ambientes industriais.

A lixadeira de cinta é considerada como uma ferramenta mais agressiva e geralmente é utilizada nos estágios iniciais de lixamento ou para remover facilmente parte do material. Um segundo uso da lixadeira de cinta é remover pintura e acabamento de madeiras.

Qual a diferença entre politriz, lixadeira e esmerilhadeira?

Agora iremos explicar diferenças entre as lixadeiras e outras duas ferramentas elétricas bastante parecidas: as esmerilhadeiras e as politrizes.

As lixadeiras servem para lixar, seja pedras, madeiras ou metais. Tem rotações baixas, algo na faixa de 5.000 rotações por minuto (RPM). São ferramentas que apresentam um torque intermediário, nem tão forte, nem tão fraco.

As esmerilhadeiras servem para esmerilhar, desbastar. Sua rotação é alta (geralmente entre 8.500 e 11.000 rotações por minuto). Quando forçadas, não costumam ter diminuição da velocidade de giro. Podem ser usadas em grandes estruturas metálicas. Por exemplo, para desbastar rebarbas de solda.

Uma esmerilhadeira em operação em uma peça metálica.

Exemplo de utilização de uma esmerilhadeira para desbastar rebarbas de um metal. (Fonte: Powertools / Pixabay)

Já as politrizes são utilizadas para polir. Quando se compara com as outras máquinas que explicamos aqui, costumam ter a menor velocidade de rotação.

O motivo para isso é evitar que a superfície seja queimada por aquecimento excessivo durante a sua aplicação. Se a rotação for muito elevada, pode haver dano ao objeto. São usadas, por exemplo, para polir peças de inox e latarias de automóveis.

Cada uma das 3 ferramentas que explicamos aqui têm a sua utilização própria para um determinado fim e há diferenças grandes na construção das máquinas.

O ideal é utilizar ferramentas diferentes para polir, lixar e esmerilhar. Tentar utilizar uma única ferramenta para todos os fins pode dificultar a realização do trabalho, resultar em mau acabamento e comprometer a durabilidade da ferramenta.

Lixadeira Esmerilhadeira Politriz
Indicada para Lixar pedras, madeiras ou metais Esmerilhar ou desbastar Polir
Rotação Média (5.000 rpm) Alta (8.500 e 11.000 rpm) Menor velocidade

Lixadeira a bateria vale a pena?

Um número muito pequeno de lixadeiras funciona a bateria, ao contrário do que acontece com outras ferramentas elétricas, como furadeiras, parafusadeiras, serras etc.

A vantagem do uso de baterias é a conveniência e a facilidade para trabalhar. Não há necessidade de tomar cuidado com o cabo de alimentação nem de utilizar extensões até a tomada mais próxima.

As baterias utilizadas costumam ser do tipo lítio-íon, que é um tipo bastante conveniente. Elas não apresentam efeito memória, têm boa quantidade de carga, são pequenas e leves. Certamente são características bem atrativas para seu uso em lixadeiras.

A desvantagem do uso de lixadeiras a bateria é o valor do investimento inicial. Estes produtos têm preço mais elevado que em modelos similares que funcionam ligados na tomada. Esta característica é comum para praticamente todas as ferramentas elétricas.

Uma segunda desvantagem da lixadeira a bateria é a possibilidade de a bateria descarregar-se completamente antes de você terminar o seu trabalho. Por causa disso, é recomendável ter uma bateria reserva que possa ser utilizada enquanto a outra recarrega.

Vantagens
  • Conveniência e mobilidade
  • Leves e pequenas
Desvantagens
  • Preço elevado
  • Bateria pode descarregar e você ficar na mão

Quanto custa?

A opção mais barata de lixadeira são as do tipo orbital e a mais cara são as de cinta. As lixadeiras do tipo orbital têm preços entre R$ 100 e R$ 300. A área de lixamento de todos os modelos costuma ser similar, havendo mudanças na potência da lixadeira e em recursos como contrapeso, que tornam o uso mais agradável.

Já as roto-orbitais que possuem os discos com menor diâmetro têm preços iniciando em R$ 300. As lixadeiras roto-orbitais com qualidade industrial, que costumam ter disco de maior tamanho e podem ser utilizadas em regimes de trabalho mais intenso, têm preços a partir de R$ 800.

As lixadeiras de cinta portáteis, que costumam ter cintas com largura próxima de 10 cm, têm preços entre R$ 300 e R$ 700. Há diversas opções de tamanhos maiores nos modelos de bancada, que geralmente têm preços mais elevados.

Lixadeira orbital Lixadeira roto-orbital Lixadeira de cinta
Preços entre R$ 100 e R$ 300 A partir de R$ 300 Entre R$ 300 e R$ 700

Onde comprar?

As lixadeiras podem ser encontradas em lojas de ferramentas, principalmente aquelas voltadas para trabalhadores da área de construção civil e construção de móveis.

Se você procura uma grande variedade de preços, modelos e marcas, talvez uma das melhores opções seja comprar ferramentas online. A grande vantagem, sem dúvida, é o conforto de evitar deslocamentos para várias lojas diferentes.

Dentre as opções de sites de compra online com maior variedade, podemos citar Amazon e Mercado Livre.

Critérios de compra: Fatores para comparar os modelos de lixadeira

Agora iremos explicar em mais detalhes os principais pontos a observar para escolher sua lixadeira:

  • Potência
  • Número de oscilações
  • Velocidade de rotação
  • Aspiração de pó
  • Insumos para utilização
  • Voltagem
  • Nível de ruído

Abaixo, vamos entender a importância de cada um desses pontos.

Potência

Quanto maior a potência, menor tende a ser o número de vezes que será necessário repassar a lixadeira numa mesma superfície. Também tende a ser menor a chance da lixadeira perder muita velocidade ao ser pressionada com mais força contra um objeto a ser lixado.

Para o caso das lixadeiras orbitais e roto-orbitais, a maioria dos modelos no mercado tem potência um pouco superior a 200 Watts. Os modelos mais potentes chegam na faixa de 300 Watts.

Já para as lixadeiras de cinta, as potências costumam ser mais altas. A maior parte dos modelos no mercado tem entre 700 e 1.000 Watts. Para facilitar, abaixo mostramos um resumo das potências de cada tipo de lixadeira:

Lixadeiras orbitais Lixadeiras roto-orbitais Lixadeiras de cinta
Entre 200 e 300 Watts Entre 200 e 300 Watts Entre 700 e 1000 Watts

Comparar a potência é um bom critério para decidir entre lixadeiras de um mesmo tipo. Entretanto, não faz sentido comparar potências de lixadeiras de tipos diferentes para decidir qual modelo fará o trabalho mais facilmente.

Antes de observar a potência, é necessário escolher o tipo de lixadeira que é mais indicado para você.

Número de oscilações

Toda lixadeira tem um determinado número de oscilações por minuto, as vezes abreviado como “opm”.

O número de oscilações por minuto costuma ser 14000 ou 12000 para modelos do tipo orbital. Para as lixadeiras roto-orbitais, pode-se encontrar valores na faixa de 24000 opm.

Imagem de pessoa com lixadeira lixando madeira.

A lixadeira tem um determinado número de oscilações por minuto. (Fonte: Monika Wisniewska / 123RF)

Velocidade de rotação

É importante não confundir a velocidade de rotação com o número de oscilações. A rotação aplica-se somente para as lixadeiras roto-orbitais, que são aquelas que têm disco circular que gira.

Para as lixadeiras orbitais - aquelas com base quadrada ou retangular - não há nenhuma velocidade de rotação, apenas oscilação.

A velocidade de rotação costuma ser dada em rotações por minuto, muitas vezes abreviada por (RPM). De um modo geral, quando maior a velocidade de giro, melhor tende a ser o resultado do lixamento.

Valores típicos de velocidade de rotação são 12.000 RPM, o que corresponde a 200 giros completos do disco por segundo.

Aspiração de pó

A grande maioria dos modelos de lixadeiras no mercado possuem algum sistema de aspiração de pó.

Além de evitar sujeira e dificultar a visibilidade em ambientes fechados, a lixadeira sem coletor de poeira trará um trabalho adicional para você, que é limpar o ambiente onde foi feito o lixamento. Apenas certifique-se de que o produto também possua essa função.

Insumos para utilização

Antes de comprar uma lixadeira, convém verificar se a marca que você escolher tem insumos para a utilização (como a lixa, por exemplo) disponíveis no mercado na sua região.

Um segundo ponto a levar em conta é o preço dos insumos. Dependendo do modelo e do fabricante, o preço para a utilização aumentará. Por causa disso, nem sempre trabalhar com uma lixadeira com preço inicial mais baixo pode ser a opção mais barata.

De um modo geral, costuma ser um pouco mais complicado encontrar lixas para lixadeira roto-orbital que para a lixadeira orbital.

Imagem de lixadeira sobre superfície de madeira.

Antes de comprar, verifique se a lixadeira vem acompanhada de lixa ou se é fácil de encontrar onde você mora. (Fonte: Yauheni Herasimovich / 123RF)

Voltagem

Praticamente todas as lixadeiras disponíveis no mercado podem ser utilizadas apenas em 110 Volts ou apenas 220 Volts. Não é possível encontrar modelos que tenham chave seletora de voltagem nem que possam trabalhar com as duas.

Por isso, antes de finalizar a sua compra, não deixe de conferir se a voltagem do produto que você escolheu é a correta para a sua região. Caso contrário, você pode acabar queimando o produto na primeira utilização.

Nível de ruído

Uma lixadeira mais barulhenta pode tornar o trabalho mais desconfortável e cansativo, por isso é sempre interessante avaliar quanto ruído uma lixadeira faz antes de comprar.

Para escolher a opção correta, você deve observar o número de decibéis (abreviado por “dB”) nas especificações da lixadeira. Quanto maior esse número, mais barulho é produzido durante a utilização.

Apesar de ser um fator importante para o conforto do seu trabalho, há lojas que não especificam o número de decibéis na descrição de muitos produtos. De qualquer forma, é possível conferi-lo no manual de instruções, que muitas vezes está disponível no site dos fabricantes.

(Fonte da imagem destacada: 1861 / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?