Comprimidos de luteína.
Ultima atualização: 7 de outubro de 2019

Como escolhemos

12Produtos analisados

20Horas investidas

7Estudos avaliados

69Comentários coletados

Bem-vindo ao ReviewBox Brasil. Hoje vamos falar sobre a luteína, um carotenoide de vitamina essencial para a saúde dos olhos.

Além de impedir o desenvolvimento de doenças oftalmológicas, a luteína também traz benefícios para a saúde cardiovascular, auxilia nas funções cerebrais, combate a diabetes tipo II e previne alguns tipos de cânceres.

Mas a luteína não é produzida pelo organismo, por isso precisa ser consumida através de suplementação. Neste artigo você vai conhecer as funções e benefícios deste suplemento. Boa leitura!




Primeiro, o mais importante

  • O suplemento de luteína é encontrado em cápsulas líquidas. A concentração varia de 5 a 25 mg por porção (uma ou duas cápsulas), sendo que a dose diária recomendada varia de 15 a 30 mg.
  • Outra substância presente neste suplemento é a zeaxantina, um carotenoide com funções e benefícios complementares à luteína. A dose diária recomendada é de 6 mg.
  • O suplemento de luteína pode ser enriquecido com as vitaminas A, C e E e com os minerais selênio, zinco e cromo.

Você também pode gostar:

Os melhores suplementos de Luteína: Nossas escolhas

O suplemento de luteína é eficiente na manutenção da saúde dos olhos e prevenção de doenças oftalmológicas. Para comprar um suplemento de qualidade e devidamente aprovado pela Anvisa, confira nossa seleção com excelentes opções.

Para fortalecer a saúde dos olhos

O suplemento da Phytomare fornece 100% da necessidade diárias de luteína (20 mg), vitamina C (45 mg) e vitamina E (10 mg). Essa composição tem ação antioxidante, fortalece a saúde dos olhos e previne doenças cardíacas.

A dose recomendada é de duas cápsulas ao dia, uma pela manhã e outra pela noite (ingira durantes as refeições). Cada frasco vem com 60 cápsulas.

Uma opção rica em antioxidantes

O Forvix da Vitafor é um suplemento rico em compostos antioxidantes. Cada dose fornece 10 mg de luteína, 2 mg de zeaxantina, 5 mg de vitamina E, 7 mg de zinco e 34 mcg de selênio.

O suplemento é em cápsulas líquidas com óleo de groselha negra (fonte de ácido elágico). A recomendação de uso é de uma cápsula, duas vezes ao dia, antes das principais refeições. Cada frasco tem 60 cápsulas.

Para prevenir doenças

O suplemento de Luteína da Katiguá é enriquecido com vitamina A (150 mcg), importante na proteção da saúde dos olhos e prevenção de doenças oftalmológicas.

As cápsulas softgel contém óleo de abacate, rico em ácidos graxos monoinsaturados e poli-insaturados, que contribuem para a saúde do coração. A recomendação de uso é de duas cápsulas ao dia.

Uma opção completa

O suplemento de luteína da Vitaminlife é completo, pois oferece as doses diárias recomendadas de luteína (20 mg), vitamina E (10 mg), vitamina A (300 mcg), zinco (7 mg), cromo (10,5 mcg) e riboflavina (0,325 mg).

Para usufruir dos benefícios, basta ingerir duas cápsulas ao dia, antes de uma das principais refeições. Cada frasco vem com 60 cápsulas.

Guia de Compra

Você sabe para que serve a luteína, quais são os benefícios dessa substância, onde comprar o suplemento e quanto custa? Essas e outras informações você confere neste Guia de Compra.

Imagem de uma mulher tomando uma pílula.

A luteína traz inúmeros benefícios à saúde. (Fonte: puhhha / 123RF)

O que é luteína?

A luteína é um dos principais carotenóides encontrados na pigmentação dos olhos. A substância está concentrada na mácula do olho e é encontrada em menores quantidades na retina e no nervo óptico.

O pigmento serve como um filtro que controla a absorção de luz e protege os tecidos dos olhos contra danos causados pela luz azul. A luteína também protege a retina contra os raios solares.

Em conjuntos com outros antioxidantes, a luteína serve para evitar doenças oftalmológicas como catarata, retinite pigmentosa e degeneração macular relacionada à idade.

Imagem dos olhos de uma mulher asiática.

Muitos médicos e nutricionistas chamam a luteína de “vitamina dos olhos”. (Fonte: Min an / Pexels)

Além de estar presente nos olhos, a luteína também compõe a pele, colo do útero, cérebro, mamas e sangue, apresentando benefícios para todas essas áreas do corpo.

Nosso corpo não produz luteína, por isso é importante suplementar.

Mas a luteína não é produzida pelo organismo, por isso é essencial que você consuma alimentos ricos nessa substância como brócolis, couve, espinafre, kiwi, uva, milho, abóbora e gema de ovo.

Também é essencial incluir uma suplementação de luteína. Esse suplemento é encontrado na forma de cápsulas e em diferentes concentrações.

Alguns carotenóides têm função antioxidante (luteína e zeaxantina), enquanto outros fornecem a vitamina A (betacaroteno). Essas substâncias estão associadas à prevenção de diversas doenças.

Quais são os benefícios da luteína para a saúde dos olhos?

A luteína tem grande poder antioxidante, por isso ajuda a combater os danos causados pelos radicais livres nas células saudáveis, previne o estresse oxidativo e a inflamação de diversos sistemas do corpo.

Essa substância desempenha papel importante na manutenção da saúde ocular. Um dos benefícios é aumentar a espessura da mácula, estrutura da retina que ajuda a absorver o excesso de luz azul e raios ultravioletas.

Imagem de três pessoas se abraçando.

A luteína funciona como óculos de sol natural. (Fonte: nappy / Pexels)

Estudos comprovam que o aumento dos níveis dietéticos de luteína, através da adoção de um suplemento, pode prevenir e tratar a degeneração macular (que pode causar perda de visão) e a incidência de catarata, comum em pessoas da terceira idade.

Outros benefícios comprovados da luteína são:

  • Redução da fadiga ocular.
  • Redução da sensibilidade ao brilho da luz.
  • Fortalecimento do tecido ocular.
  • Melhora na qualidade da visão.

Quais são os benefícios para a pele?

A luteína traz muitos benefícios para a pele. A começar pela propriedade antioxidante que ajuda a preservar o colágeno e os lipídios (gorduras que compõem a pele) da degeneração oxidativa.

Outro benefício é a proteção aos raios ultravioletas, que além de causarem o envelhecimento precoce, também podem provocar o desenvolvimento de câncer de pele.

O suplemento também ajuda a reforçar a saúde da pele, deixando-a com aparência saudável, hidratada, com elasticidade e coloração homogênea. E além do suplemento em cápsulas, você também encontra a luteína de uso tópico.

 Imagem de uma mulher segurando um chapéu em dia ensolarado com as paited ladies de São Francisco, na Califórnia, ao fundo.

A luteína protege a pele contra os raios ultravioletas. (Fonte: rawpixel.com / Pexels)

Quais são os outros benefícios da Luteína?

Veja abaixo mais alguns benefícios do uso de Luteína:

Funções cerebrais

A luteína é o carotenoide dominante no cérebro. A substância tem vários papéis como processamento visual, auxílio na capacidade de memória e de aprendizagem.

Benefícios cardiovasculares

A luteína está presente no plasma sanguíneo, desempenhando funções antioxidantes benéficas para o sistema cardiovascular (coração, vasos sanguíneos e artérias).

Uma dessas funções é prevenir a peroxidação dos lipídios e colesterol no sangue, reduzindo a formação e acúmulo de placa nos vasos sanguíneos. A luteína também ajuda a prevenir o engrossamento das paredes das artérias, diminuindo o risco ou a progressão da aterosclerose.

Imagem de um homem com dor no peito.

A luteína também ajuda na prevenção de ataques cardíacos e derrame. (Fonte: Pexels / Pixabay)

Auxilia no tratamento da diabetes

Além da função antioxidante, o suplemento de luteína ajuda a equilibrar os níveis de açúcar no sangue e aumenta a sensibilidade à insulina.

Previne a formação de tumores malignos

As propriedades antioxidantes da luteína podem ser úteis na prevenção de alguns cânceres (de colo do útero, cólon e de próstata). Entretanto, a substância não traz nenhum benefício para outros tipos de cânceres.

Vantagens
  • Auxilia na prevenção e tratamento de doenças oculares
  • Cápsulas líquidas são mais fáceis de ingerir
  • Alguns suplementos são enriquecidos com vitaminas e minerais
  • Tem um preço bem acessível
Desvantagens
  • A maioria dos suplementos oferece uma dosagem inferior à recomendada por dia
  • A única forma de apresentação são as cápsulas

Quem deve consumir suplemento de luteína?

A suplementação de luteína é especialmente recomendada para pessoas com a idade mais avançada, pois à medida que envelhecemos, há a redução da luteína nos tecidos oculares.

O suplemento também é indicado para pessoas de olhos azuis, fumantes e mulheres após a menopausa, pois esses grupos tendem a ter níveis mais baixos de luteína no organismo.

Imagem de uma pessoa com olhos azuis.

Pessoas com olhos azuis tendem a ter menos luteína no organismo. (Fonte: Adina Voicu / Pixabay)

Qual é a dose recomendada de luteína?

A prescrição pode variar de uma pessoa para a outra, mas uma dose diária entre 15 e 30 mg já é suficiente para trazer grandes benefícios, principalmente para a saúde dos olhos e a visão.

O consumo do suplemento deve ser feito preferencialmente após as refeições. Dica: alimentos com gorduras boas como oleaginosas e azeite melhoram o processo de absorção da luteína pelo organismo.

Quanto custa a luteína?

O suplemento de luteína é vendido em frascos com 60 cápsulas e o preço é bem acessível, varia de R$30 a R$70. Você também encontra kits com dois ou mais frascos por até R$90.

Onde comprar a luteína?

Você encontra a luteína em farmácias como Drogaria São Paulo e Ultrafarma, em lojas de produtos naturais como Natue e Mundo Verde, farmácias de manipulação e lojas de suplementos como Now Nutrição Esportiva.

Se preferir dá para comprar o produto pela internet em lojas como Amazon, Mercado Livre, Americanas, Magazine Luiza, entre outros.

Critérios de compra: Fatores para comparar os diferentes modelos de Luteína

A luteína em cápsulas é uma excelente alternativa para complementar as necessidades diárias dessa substância. Para escolher o suplemento ideal, analise as seguintes características:

  • Concentração
  • Zeaxantina
  • Vitaminas e minerais
  • Cápsula

Vamos explicar cada um dos itens ao longo desta seção.

Concentração

Você encontra suplementos com diferentes níveis de concentração de luteína, de 5 a 25 mg por porção. Como já mencionamos anteriormente, a dose diária recomendada varia de 15 a 30 mg, por isso procure suplementos com concentração maior.

E fique atento, pois alguns fabricantes colocam o peso total da cápsula como informação de destaque na embalagem, o que pode confundir algumas pessoas, por achar que aquela é a concentração de luteína.

Zeaxantina

A zeaxantina é carotenoide similar à luteína. Ambas as substâncias têm propriedades antioxidantes e funções similares como a manutenção da saúde dos olhos e da pele (embora a luteína seja mais completa).

Alguns suplementos de luteína são enriquecidos com zeaxantina, a concentração varia de 1 a 5 mg por porção (a dose diária recomendada é de 6 mg).

Imagem dos olhos de uma mulher.

A zeaxantina também é importante para a saúde dos olhos. (Fonte: PublicDomainPictures / Pixabay)

Vitaminas e minerais

O suplemento de luteína pode ser enriquecido com vitaminas e minerais com propriedades complementares. A vitamina A é excelente para a visão e as vitaminas C e E têm propriedades antioxidantes.

O selênio também tem alguns benefícios importantes como fortalecimento do coração, ação antioxidante, prevenção de doenças degenerativas e alguns tipos de cânceres.

O zinco combate os radicais livres, fortalece o coração, melhora a saúde mental, combate o envelhecimento, entre outros benefícios similares aos proporcionados pela luteína.

Cápsula

Geralmente, o suplemento de luteína é em cápsulas líquidas. A luteína e demais ingredientes da composição podem ser diluídos em dois tipos de óleos: óleo de abacate e óleo de groselha negra.

O óleo de groselha negra tem os seguintes benefícios:

  • Equilibra os hormônios femininos, previne os sintomas da TPM e retarda e menopausa;
  • Tem ação antioxidante;
  • Tem ação anti-inflamatória;
  • Melhora o aspecto da pele, pois tem ômega 6, ácido graxo que faz parte da estrutura da pele.

O óleo de abacate também tem inúmeros benefícios: auxilia na saúde ocular, é bom para a pele e para o cabelo, reduz a pressão arterial, fortalece o sistema cardiovascular, previne alguns tipos de cânceres, reduz processos inflamatórios, auxilia na absorção de nutrientes, perda de peso, entre outros.

(Fonte da imagem destacada: Pixabay / Pexels)

Por que você pode confiar em mim?

Apaixonada por ler e escrever, empenha-se em produzir conteúdo relevante sobre áreas pelas quais tem muito interesse, como tecnologia, qualidade de vida, beleza e lazer.