Imagem mostra magnésio em pó sobre tábua de madeira.
Ultima atualização: 11 de setembro de 2020

Como escolhemos

13Produtos analisados

20Horas investidas

7Estudos avaliados

88Comentários coletados

Olá, seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje falaremos sobre magnésio, o suplemento que vem ganhando popularidade entre atletas, idosos, crianças e quem mais busca uma dieta mais equilibrada.

À nível celular, o magnésio é considerado um mineral essencial para o corpo humano. Com papel-chave no metabolismo, o elemento atua em mais de 300 reações celulares, da síntese de músculos e ossos à produção de energia e auxílio na circulação.

Tanta função só poderia gerar uma infinidade de suplementos diferentes, de fórmulas e finalidades distintas. Neste Guia, vamos mostrar um pouco dessa variedade, e como escolher dentro dela o produto ideal para você, sua rotina e seu corpo.




Primeiro, o mais importante

  • Recomendamos fortemente que você consulte um médico ou nutricionista antes de consumir, sequer de comprar o produto. Só um especialista pode te dizer corretamente a sua dosagem, as contraindicações e até se você está apto a usar o suplemento.
  • Fique atento às indicações das substâncias do suplemento. O magnésio não é absorvido pelo nosso corpo sem se associar à outras substâncias, como o cloro, por exemplo.
  • O preço do suplemento de magnésio pode variar bastante, de R$ 7 a R$ 350, dependendo de sua fórmula, sua concentração e até seu método de consumo.

Você também pode gostar:

Melhores suplementos de magnésio: Nossas recomendações

Montamos especialmente para você uma lista com os melhores modelos de suplemento de magnésio no mercado. Além do custo-benefício, levamos em conta sua composição e seus efeitos no nosso organismo.

Magnésio em cápsulas da Unilife

O maior objetivo do Cloreto de Magnésio da Unilife é fornecer ao corpo uma fonte fácil de magnésio, a ser absorvida facilmente na região intestinal, com a adição de vitamina B6, substância associada ao metabolismo e ao funcionamento do sistema nervoso. São 60 cápsulas vegetarianas por embalagem, de 800 mg cada, o que somado ao seu valor abaixo da média, fazem do produto um bom custo-benefício.

Suplemento produzido nos EUA

Produzido nos EUA, este suplemento de magnésio tem zero valor energético, e não tem gorduras, açúcares, glúten, corantes ou conservantes artificiais. Além do magnésio, é composto por ácido málico, que potencializa seus efeitos. Vem com 60 comprimidos e cada uma oferece 350 mg de magnésio.

Excelente suplemento de magnésio em pó

A versão em pó do Cloreto de Magnésio da Unilife compensa bastante para quem rotinas intermitentes, pelo maior tempo de armazenamento, ou para quem usa em grandes doses, pela duração de cada sachê dissolvido. São 33 g por pacote, a serem adicionados em um litro de água, que a partir da indicação de consumo do fabricante, dura pelo menos 20 dias, com validade máxima de 30. São 10 sachês, é bom lembrar.

Guia de Compra

A importância do magnésio dentro do organismo é traduzida, mercadologicamente falando, em versatilidade, sendo (quase) o mesmo produto útil em diferentes frentes relacionadas ao cuidado com o nosso corpo.

Balancear uma dieta, dar energia à uma atividade física, potencializar o fortalecimento do corpo, tudo isso pode ser feito com o suplemento certo. Aqui, neste Guia de Compra, vamos mostrar quais são esses cuidados e principalmente os benefícios que o produto traz a eles.

Imagem mostra uma mulher se exercitando com cordas, em frente à uma parede branca e sob um piso escuro.

O suplemento de magnésio tem resultados ainda melhores quando associados à uma rotina de exercícios e alimentação balanceada. (Fonte: scottwebb / Pixabay)

O que é o suplemento de magnésio?

O magnésio, elemento metálico da tabela periódica, a oitava substância em maior abundância no planeta, é, também, dentro do nosso corpo, um “faz tudo”.

Suas propriedades químicas reagem de uma maneira à nível celular que o fazem imprescindível para diversas reações do corpo, especialmente no metabolismo, a atividade básica da célula - daí o nome mineral essencial.

Como todo metal, ele não é sintetizado naturalmente pelo corpo humano, tampouco é absorvido de maneira simples por ele, necessitando da ajuda de nutrientes e outras substâncias para ser levado do nosso sangue e trato digestivo para dentro das células.

Imagem mostra um punhado de pílulas e cápsulas sob uma superfície lisa e azul.

O magnésio precisa se unir à outras substâncias para ser absorvido pelo corpo humano. (Fonte: cateyz / Pixabay)

O suplemento de magnésio nada mais é que um composto que une o elemento com esses auxiliares, de modo a ser processado de maneira mais rápida e eficiente.

Assim como o magnésio é multitarefa dentro das células, os outros componentes do suplemento podem atuar em áreas diferentes do corpo, como na digestão, excreção, circulação, entre outros, fazendo a procura pelo produto ser diversa.

Potencializar exercícios físicos, balancear dietas, melhorar a qualidade do sono e das atividades cognitivas no geral, enfim, o suplemento de magnésio pode fazer tudo isso, e mais - com a fórmula certa, é claro.

Quais as vantagens e desvantagens do magnésio?

A lista de benefícios do magnésio é extensa, afinal, ele participa de uma infinidade de processos químicos e atividades celulares no corpo humano, logo o consumo do seu suplemento acumula algumas vantagens, assim como desvantagens e contraindicações.

A primeira, como já mencionamos, é a sua versatilidade, podendo auxiliar diversos processos biológicos, e que refletem em atividades do dia a dia, como exercícios, dietas, sono, entre outras.

Isso se deve ao resultado de muitas das suas reações químicas dentro da célula, como por exemplo, a produção da adenosina trifosfato, conhecido como ATP, unidade de alta capacidade energética.

Sua atuação na síntese de músculos e ossos é outra vantagem, especialmente para garotos e garotas atrás daquela forma ideal. Outro benefício consagrado é sua capacidade de prevenir câimbras, que são resultado de desequilíbrios de magnésio dentro das células musculares.

Imagem mostra um idoso separando uma pílula para consumo. Ele usa a sua mão direita para tombar o frasco, e na mão esquerda repousa a pílula.

Um dos minerais mais atuantes no corpo humano, o magnésio traz vantagens para diferentes funções do corpo humano. (Fonte: rawpixel.com / Pexels)

Por fim seu efeito vasodilatador é extremamente benéfico, já que uma melhor circulação de sangue significa um melhor sistema imunológico e uma pressão sanguínea mais equilibrada.

No entanto, há contraindicações, e com elas, as desvantagens. A primeira é o fato de que o elemento puro não pode ser absorvido pelo corpo humano, o que, de certa forma, só complica seu consumo, já que depende de substâncias auxiliares.

A sua concentração desnivelada também pode acarretar em reações adversas dos seus próprios benefícios, como por exemplo, fraqueza muscular e queda de pressão. O produto é também contraindicado para quem tem insuficiência renal.

Por fim, é necessário consumir o suplemento de maneira responsável. Além de ter uma alimentação rica em verduras e legumes, seu usuário deve ficar atento ao que come e bebe, para não causar os desequilíbrios e efeitos citados acima. A cafeína, por exemplo, atrapalha, e muito, a absorção da maioria dos compostos.

Vantagens
  • Energia
  • Síntese de músculos e ossos
  • Prevenção de câimbras
  • Vasodilatador
Desvantagens
  • Não é absorvido “puro”
  • Fraqueza muscular
  • Queda de pressão
  • Restrições alimentares

Magnésio: Cloreto, Dimalato ou Quelato?

Entre as inúmeras possibilidades de composição entre magnésio e suas substâncias auxiliares, são três as mais populares, que acabam por formar a maior reserva de mercado dos suplementos deste mineral.

São eles: o Cloreto de Magnésio, o Magnésio Dimalato e o Magnésio Quelato. São seus efeitos práticos que os tornam mais famosos, pela sua utilidade prática no dia a dia.

O Cloreto, por exemplo, facilita a absorção do magnésio pelo intestino, um dos um dos locais do corpo mais rápidos e eficazes nessa tarefa. É muito utilizado para pós-treinos, no caso para a recuperação muscular, e para corrigir possíveis problemas do corpo em aproveitar o mineral.

Imagem mostra, em primeiro plano, cinco pílulas repousando numa superfície lisa. Ao fundo, o frasco dessas pílulas e a sua caixa, ao lado. Ambos estão desfocados.

Os suplementos contam com substâncias associadas que dão outras funções ao produto. O Cloreto é o “construtivo”, o Dimalato o “energético”, e o Quelato, o “relaxante”. (Fonte: Julie Viken / Pexels)

O Dimalato, é, por sua vez, um dos mais “energéticos”. Associado com o ácido málico, este muito encontrado em frutas e vegetais, o que torna sua absorção natural. A propriedade energética o torna ideal para pré-treinos e para aumentar a disposição para as tarefas diárias.

O Quelato, por outro lado, é, entre os três, o suplemento mais “tranquilo”. Isso porque aproveita o efeito inibitório do aminoácido ao qual está associado, sendo um contraponto a hiperatividades de músculos e nervos. Ideal para quem busca controlar a pressão, melhorar o sono, e relaxar, enfim.

Cloreto Dimalato Quelato
Associação Cloro Ácido málico Glicina
Absorção Rápida Rápida Normal
Função Síntese e reposição Energia Relaxamento

Quanto custa?

Muitas utilidades, muitos produtos e muitos preços. A variação dos valores dos suplementos de magnésio é grande, aumentando conforme sobe o grau de complexidade de sua fórmula, a concentração de sua dosagem e maneira como o composto é consumido.

Os mais baratos podem ser encontrados a partir de R$ 7, e os mais caros, por até R$ 350.

Onde comprar?

Em shoppings, galerias ou mesmo pelas ruas, você não terá dificuldade para encontrar lojas especializadas em suplementos alimentares e para performances atléticas. Mas as grandes redes, como a Corpo Ideal, oferecem maior variedade.

Nas lojas online, como a Amazon, Mercado Livre, além de Netshoes e especializadas como a Madrugão Suplementos, há ainda mais modelos, com uma oferta maior de preços, e o melhor: tudo no conforto de sua casa. Para comprar os produtos mencionados neste Ranking basta clicar no link disponível.

Imagem mostra uma estante com porta de vidro e várias prateleiras de suplementos diversos.

Há uma infinidade de lojas de suplementação alimentar e atlética, mas as grandes redes oferecem maior variedade. (Fonte: moakets / Pixabay)

Critérios de Compra: Como comparar as ofertas de magnésio

Abaixo, você verá uma lista que montamos, contendo algumas características do produto, fora algumas questões relacionadas ao seu uso, que valem a pena serem notadas com maior atenção.

Vamos, então, falar de cada um dos itens acima. Quanto mais informado você estiver, maiores as chances de escolher o seu modelo ideal.

Finalidade

De frente para uma prateleira ou da tela do seu computador, é essencial que você saiba para que pretende usar o seu suplemento. Antes, na verdade, é muito importante que você consulte um médico e/ou um nutricionista.

Definida a finalidade de seu suplemento, você pode optar pela composição que se encaixe na sua necessidade. Para um maior efeito nutritivo, por exemplo, é mais indicado um suplemento com Cloreto de Magnésio.

Para atividades físicas, o Cloreto também pode ser uma boa pedida, assim como o Magnésio Dimalato. Já ao visar diminuir a intensidade das suas atividades metabólicas, controlar a pressão, ou mesmo melhorar o sonho, o melhor suplemento provavelmente será o Magnésio Quelato.

Imagem mostra, em primeiro plano, um par de pernas no ar, saltando. Ao fundo, dois rapazes assistem, desfocados. O da esquerda bebe água.

Quanto mais agitada for sua rotina, mais prático precisa ser seu método de consumo. Se uma pausa no exercício é a hora que você tem, líquidos ou pílulas são melhores para você. (Fonte: dylan nolte / Unsplash)

Concentração

O próximo item a se atentar é a concentração da composição no suplemento. Ainda que a quantidade ideal esteja relacionada com a dosagem, e esta, mais uma vez, dependa de orientação profissional (além de idade, porte físico, etc), vale seguir a lógica do custo-benefício.

Ou seja, o menor valor possível para a maior concentração possível será, fatalmente, o melhor negócio possível. A maioria dos produtos atua numa faixa entre 200 mg e 1.000 mg por dose.

Componentes adicionais

Um ótimo critério de desempate são os componentes adicionais das fórmulas. Não confundir com as substâncias associadas ao magnésio para viabilizar sua absorção.

Neste caso, são vitaminas e outros nutrientes, até mesmo uma combinação entre os associados, como um Magnésio Dimalato Quelato, por exemplo, que somam outros efeitos ao suplemento. Eles não são essenciais, mas contribuem para diferenciar os produtos.

Cápsulas, líquido ou em pó

O método de ingestão é outra boa maneira de selecionar o seu suplemento ideal, e tem muito a ver com a sua rotina e com a finalidade para qual você consome o produto.

Quanto mais agitado for seu dia a dia, mais prática e rápida precisa ser sua ingestão. Nesse caso, compostos líquidos, que são mais raros, e em cápsulas, são os indicados.

Para maior eficiência, e sem a necessidade de uma absorção rápida, os suplementos em pó costumam ser uma boa pedida. Cápsulas com liberação prolongada também cabem nesta situação.

Imagem mostra uma mão segurando um punhado de pílulas. Ao fundo, cartelas de pílulas, desfocadas.

A finalidade, a dosagem e a concentração de seu suplemento são informações vitais para optar pelo produto ideal. (Fonte: Pixabay / Pexels)

(Fonte da imagem destacada: siamphotos / 123RF)

Por que você pode confiar em mim?

Lucas Ayres Jornalista
Fanático por esportes e apaixonado por música, vive antenado às novas tecnologias e tendências da moda masculina. Escreve sobre os produtos que orbitam nesses assuntos, e outros que deixam a casa e o dia a dia mais fácil, prático e, além de tudo, saudável.