Imagem mostra um martelete ao lado de um capacete de proteção sobre pedaços de concreto.

Bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Se você trabalha com construção civil ou simplesmente está envolvido com uma reforma, em algum momento precisará lidar com um martelete. Quer saber mais sobre essa ferramenta? Então chegou no artigo certo!

Os marteletes são apresentados no mercado de várias formas, mas a função primordial é a demolição de colunas, superfícies ou estruturas prontas. Nas próximas linhas, vamos falar sobre tudo o que é importante que você saiba antes de adquirir a sua ferramenta. Fique conosco e se torne um especialista no assunto!



Primeiro, o mais importante

  • O martelete se assemelha fisicamente a uma furadeira, mas é maior e mais potente. Ele é capaz de fazer furos bem maiores, além de ser empregado com eficiência em tarefas de demolição.
  • Serviços de construção e demolição, limpeza de sujeiras incrustadas em paredes e algumas indústrias são os setores que mais precisam de marteletes.
  • Dentre as especificações mais importantes dos marteletes, precisamos destacar a potência, a capacidade de perfuração e a força de impacto.

Você também pode gostar:

Os melhores marteletes: Nossas recomendações

Entre martelete perfurador ou rompedor, pneumático ou elétrico, com diversos tamanhos e especificações técnicas, escolher o modelo ideal não é fácil. Por isso, montamos uma lista com algumas ferramentas que estão entre as melhores disponíveis no mercado!

O melhor custo-benefício

A Vonder é uma marca brasileira capaz de oferecer preços abaixo da média do mercado. Com o martelete perfurador MPV 620, a história se repete. Ele é indicado para uso em concreto e alvenaria, tem 620 W de potência e força de impacto de 2,8 J. Uma haste adaptadora ainda permite a perfuração de vários materiais.

O martelete mais versátil

Para não precisar escolher entre martelete elétrico ou pneumático, que tal adquirir um modelo 2 em 1? É o caso dessa excepcional ferramenta da DeWalt, chamada eletropneumática! Conta com funções de perfurador com impacto, sem impacto e rompedor, potência de 800 W e 2,6 J de força de impacto.

O ideal para profissionais

A Stanley apresenta um dos marteletes mais completos do mercado: Potência de 1250 W, velocidade reversível e variável, empunhadura lateral e três funções diferentes tornam esse modelo especial. Ele ainda acompanha diversos itens extras, como maleta, ponteira, brocas SDS e talhadeira.

Guia de compra

Afinal, o que diferencia um martelete pneumático de um elétrico? E um rompedor de um perfurador? Quais as vantagens de usar essa ferramenta, e não outras de perfuração ou demolição?

Acompanhe o nosso guia de compra para conhecer as respostas de todas essas questões!

Imagem mostra um homem usando um martelete para derrubar uma parede.

O martelete é a melhor ferramenta para derrubar paredes. (Fonte: Dmitry Kalinovsky/ 123rf.com)

O que é um martelete e para que ele serve?

O martelete é uma ferramenta usada em construção civil, reformas e algumas indústrias. Ele tem uma pequena semelhança física com uma furadeira, mas é maior e usa brocas diferentes. Pode ser elétrico ou pneumático.

A principal função do martelete é a demolição. Ele é capaz de derrubar colunas, peças de concreto e alvenaria. Também pode perfurar diversos materiais, mas com muito mais potência e eficiência do que uma furadeira comum.

Em relação a furos, o martelete pode ser empregado para inserir canaletas, canos e tubos de PVC, por exemplo.

Outro uso comum é a retirada de rebocos, restos de cimento ou demais sujeiras de paredes, tijolos ou estruturas. Assim, é fácil notar porque o martelete é tão importante dentro do ramo de construção civil.

foco

Você sabia que as primeiras ferramentas de perfuração surgiram no início do século XIX? A princípio, elas funcionavam via compressão de ar, e logo se tornaram muito importantes em áreas como mineração e construção de túneis.

Entre as primeiras grandes obras a usarem ferramentas de perfuração, podemos destacar o Gotthard Pass Tunnel, que foi fundamental para ligar Suíça e Itália por vias ferroviárias.

Quais as vantagens de um martelete?

Ao comprar um martelete, você terá a principal ferramenta do mercado para as funções de perfuração de grande porte, demolição de estruturas de concreto e alvenaria e quebra de pisos e tijolos.

Ele é capaz de efetuar todas essas funções com muita potência, o que te dá agilidade em seu trabalho e faz com que a obra seja efetuada em menos tempo. Não podemos esquecer da versatilidade da ferramenta, principalmente quando ela traz de fábrica várias funções.

O uso do martelete em si é bastante simples, já que a ferramenta é similar a uma furadeira. Porém, quando o assunto é demolição, é importante ter um profissional supervisionando a obra para evitar danos estruturais.

A grande desvantagem do martelete é que seu uso é muito específico: Não existe utilidade em adquiri-lo se você não trabalha em nenhuma das áreas que necessitam dele. Para o investimento valer a pena, é preciso que haja a ferramenta seja necessária de forma constante.

Veja abaixo as principais vantagens e desvantagens do martelete:

Vantagens
  • É a melhor ferramenta do mercado para perfurações grandes e demolições simples
  • Muitos modelos são versáteis, podendo ter mais de uma utilidade
  • O uso é simples, não exigindo cursos ou treinamentos
  • Dá agilidade e velocidade às obras
Desvantagens
  • A aquisição vale a pena somente para profissionais que usarão a ferramenta com frequência
  • Em obras, o uso precisa ser supervisionado

Quais os profissionais que precisam usar um martelete?

É muito difícil encontrar um uso doméstico ou por hobby para o martelete. Na maioria dos casos, profissionais de áreas específicas farão uso da ferramenta.

Mas quais são esses profissionais? Como a ferramenta é versátil, podemos citar diversas áreas.

  • Profissionais da construção civil: É a área que mais precisa de marteletes. A ferramenta ajuda principalmente no momento da demolição de estruturas, mas também pode ser importante para adicionar vigas, canaletas e outras importantes partes de uma edificação.
  • Encanadores: Pela capacidade grande de fazer furos que possui, o martelete ajuda no momento de inserir canos e tubos de PVC. Assim, o trabalho dos encanadores fica reduzido.
  • Pedreiros e pintores: Em reformas domésticas simples, o martelete pode ser importante no momento de cortar pisos ou azulejos, limpar tijolos ou alvenarias sujas ou danificadas ou, claro, na demolição de alguma estrutura.
  • Profissionais de indústrias específicas: A capacidade de limpeza do martelete é fundamental em algumas indústrias. Por exemplo, aquelas que usam fornalhas a altas temperaturas para formar seus produtos. O martelete é uma ótima opção no momento de desgrudar as sujeiras da estrutura após o uso.

Ainda há mais aplicações profissionais para o martelete, mas essas são as principais. Sem trabalhar em nenhuma área dentre as citadas, o motivo mais provável para você precisar da ferramenta é se estiver reformando a sua casa por conta própria.

Martelete pneumático ou elétrico?

Existem dois tipos de martelete quanto à alimentação: Elétrico, que necessita de conexão via cabo de força, e pneumático, que funciona via compressor de ar. Eventualmente, você encontrará modelos chamados “2 em 1” que oferecem as duas possibilidades.

O martelete pneumático tem a vantagem de não precisar de alimentação elétrica.

Muitas vezes, construções ou reformas são feitas em lugares isolados, com difícil acesso a eletricidade. Essa é a primeira vantagem clara do martelete pneumático, que não precisa de alimentação elétrica.

Mas há mais vantagens dos modelos pneumáticos: Eles são mais leves, o que torna o trabalho a longo prazo menos incômodo, e mais duráveis. Por outro lado, os preços são maiores.

O principal fator de escolha aqui é se você está disposto a pagar mais pelo modelo pneumático e o tamanho da sua necessidade de contar com um. Caso vá trabalhar sempre em locais com acesso à rede elétrica, ela não é muito grande.

Fizemos a tabela abaixo comparando os dois tipos:

Martelete elétrico Martelete pneumático
Forma de alimentação Via cabo elétrico Via compressor de ar
Vantagens Menor preço, maior facilidade para encontrar peças e assistência técnica Pode ser usado mesmo onde não há eletricidade, mais leve, mais durável
Desvantagens Seu uso está restrito a lugares com eletricidade Preço bastante elevado em relação aos modelos elétricos

Martelete perfurador ou rompedor?

Outra diferença que você encontrará nas descrições de marteletes está na função principal da ferramenta: Perfurador ou rompedor.

O martelete perfurador está mais próximo a uma furadeira. Claro, é uma versão mais potente de uma, mas ainda limitado a fazer furos. Ele é capaz, de acordo com a potência e a força de impacto, de ser usado em qualquer material.

Quando falamos em demolição, o ideal é ter um martelete rompedor. Ele é o responsável por derrubar paredes, quebrar tijolos, vigas e concreto. Para os trabalhos de limpeza e raspagem, também é o recomendado.

Você encontrará ainda alguns modelos de martelete perfurador e rompedor por um preço um pouco mais alto. Caso precise dos dois tipos de ferramenta, pode ser uma ótima pedida!

Em mais uma tabela, mostramos para você a comparação dos dois tipos:

Martelete perfurador Martelete rompedor
Funcionamento Bloqueio de percussão Sistema de golpeamento
Peso Modelos têm entre 4 e 13 kg Modelos podem chegar a 40 kg
Funções Perfurações de todos os tipos de materiais e estruturas Demolição quebra de todos os tipos de materiais, limpeza e raspagem

Como usar um martelete?

Uma ferramenta pesada como o martelete requer muito cuidado em seu manuseio. Use, no mínimo, óculos de proteção, luvas e mangas compridas. O protetor auricular também é recomendado pelo alto nível de ruído produzido.

Tome cuidado para não causar acidentes com rede elétrica ou encanamento usando seu martelete.

Tome cuidado redobrado ainda com onde irá usar a ferramenta. Em caso de demolição ou de perfuração, tenha certeza de que não irá atingir fios com condução de eletricidade, canos cheios de água ou estruturas que possam causar desabamentos indesejados.

O uso de um martelete requer acessórios extras que têm a mesma função das brocas em uma furadeira. Entre eles, podemos mencionar ponteiros, ponteiros autoafiáveis, cinzéis, talhadeiras e, claro, brocas para perfuração.

Nunca tente usar uma broca para furadeira em um martelete. Acidentes podem acontecer.

O manuseio do martelete é bastante simples. Selecionamos um vídeo do canal Casa do Construtor que mostra um passo a passo:

Quanto custa e onde comprar um martelete?

O preço de um martelete varia de acordo com o tipo, a potência e a forma de funcionamento. Os modelos mais baratos são encontrados por volta de R$ 200, e a média está entre R$ 300 e R$ 600. Ferramentas profissionais, projetadas para usos específicos, podem alcançar os R$ 1.000.

Lojas de materiais de construção ou especializadas em ferramentas são os melhores lugares para encontrar marteletes de qualidade. Nossa recomendação é que você faça a compra pela internet, usando a Amazon brasileira. Acesse também Mercado Livre e Amazon internacional.

Critérios de compra: O que levar em consideração ao escolher um martelete

Depois de conhecer as serventias dos marteletes, diferenças entre tipos e os porquês de ter um, a aquisição ficou mais fácil. Mas ainda temos critérios técnicos importantes para discutir! Selecionamos quatro:

Abaixo, entramos em mais detalhes sobre cada um deles.

Potência

Quanto mais potente um martelete é, mais performance ele terá para trabalhos pesados. Será possível efetuar demolição ou perfuração de grandes colunas em menos tempo e exigindo uma quantidade de esforço inferior da máquina e do usuário.

Se você pretende fazer trabalhos mais simples com o martelete, pode optar por um modelo que não alcance uma potência muito alta. Profissionais devem adquirir modelos que passem dos 1200 W, uma vez que farão uso frequente da ferramenta e, provavelmente, em situações que exijam mais dele.

Imagem mostra duas pessoas usando marteletes no piso de um lugar.

Marteletes potentes são ótimos para romper o piso de edificações. (Legenda: c_badeja/ Pixabay.com)

Capacidade de perfuração

Normalmente medida em centímetros, a capacidade de perfuração mostra o quanto um martelete consegue penetrar em cada superfície. Essas especificações são listadas tanto por diâmetro, como por profundidade.

Para usuários que precisam fazer um trabalho mais duro, é importante contar com uma ótima capacidade de perfuração. As especificações necessárias da ferramenta ideal dependem muito dos trabalhos que você pretende fazer com ela. Conferir os números é importante antes de tomar a sua decisão final!

Força de impacto

A força de impacto de um martelete é medida em joules (J) e indica justamente a intensidade do impacto entre a ferramenta e a superfície na qual ela é aplicada. Essa é uma especificação importante apenas para os modelos de demolição.

Uma alta força de impacto facilita muito a vida de quem precisa demolir grandes estruturas.

Os marteletes de demolição mais simples costumam ter cerca de 2 joules de força de impacto, enquanto os profissionais podem chegar a quase 100. Se você pretende derrubar grandes estruturas de concreto, talvez essa seja a categoria na qual um número alto mais facilita a sua vida.

Não se preocupe muito com a força de impacto se o uso do seu martelete será apenas para tarefas eventuais. Mesmo com menos de 5 joules é possível fazer um trabalho eficiente nesses casos.

Itens extras

O custo-benefício importa muito na compra de qualquer ferramenta. Claro que com o martelete não é diferente! E o que ajuda muito nesse sentido é a presença de itens extras, que tornarão desnecessária a aquisição de acessórios em separado.

Dentre os itens extras mais comuns de marteletes, podemos citar maletas para transporte, ponteiras variadas como brocas e talhadeiras, empunhaduras auxiliares para canhotos e acessórios que ajudam a medir profundidade. Quanto mais o modelo escolhido oferecer, melhor!

(Fonte da imagem destacada: Estações Digitais/ Flirck.com)

Por que você pode confiar em mim?

Carlos Massari Jornalista
Jornalista especializado em esportes e podcaster. Apaixonado por cinema, literatura e artes em geral. Curioso nato, pesquisa e escreve sobre diversas áreas, principalmente tecnologia, ferramentas, artigos esportivos e objetos que tornam a vida e o cotidiano mais fáceis.