Cabeça de martelo bola.

É sempre um prazer ter você aqui conosco, na ReviewBox Brasil! O local das melhores análises de produtos. Hoje, o assunto é para você que gosta de uma atividade de construção ou reparo. Vamos falar sobre o martelo bola!

Nos martelos normais uma das extremidades serve para calçar e retirar pregos, não é esse o caso do martelo bola. Nele, essa extremidade possui um formato arredondado, também para impacto, de onde vem seu nome.

Utilizado principalmente em atividades de funilaria e usos diversos no metal, ele faz parte de uma caixa de ferramentas completa. E aqui você vai aprender tudo sobre características, usos e modelos, para ter o melhor modelo à sua disposição e uso!

Primeiro, o mais importante

  • O martelo bola já foi muito utilizado na antiguidade, para serviços ligados à manipulação manual do metal. Hoje, com máquinas realizando a maioria dos trabalhos, ele ficou restrito a atividades de menor amplitude.
  • Você vai encontrar o martelo bola principalmente em funilarias, onde são utilizados para moldar, amassar ou aplainar superfícies metálicas.
  • Seu uso é feito inclusive por ourives em joalherias, para moldas delicadamente o metal. Existem martelos bola com peso a partir de 60 gramas (levíssimos).

Você também pode gostar:

Ranking: Os 3 melhores modelos de martelo bola

Comprar um martelo pode parecer atividade fácil, mas existe uma grande quantidade deles. De diferentes usos, conhecer a todos é tarefa difícil e vai tomar bastante tempo. Para simplificar, nós montamos uma lista com alguns dos melhores.

1º – Martelo bola Vonder

Martelo bola com cabo em fibra, evitando assim afrouxe da conexão com a cabeça por oscilações de temperatura. Com peso de 400 g, é ideal para atividades de maior necessidade de impacto.

A cabeça em aço forjado fornece maior resistência ao martelo bola, ideal para uso contra outros metais. É indicado para o uso industrial e mecânico.

2º – Martelo bola Tramontina

Martelo com cabeça forjada em aço especial para maior resistência a impactos. Fixação da cabeça por cunha metálica no cabo em madeira, promovendo maior encaixe dos materiais.

Com peso de 200 g, é ideal para atividades mais leves, que exijam precisão nos metais trabalhados. São feitos para usar em rebites, deformar e endireitar metais não endurecidos.

3º – Martelo bola Stanley

Martelo bola com diferentes opções de peso, para usos em atividades leves ou mesmo nas mais pesadas. Com fixação da cabeça por duas cunhas junto ao cabo, oferece maior durabilidade do conjunto.

É a solução perfeita para marcenaria, funilaria, serralheria e artesanato. A marca Stanley é conhecida no mundo das ferramentas como das melhores para uso.

Guia de Compra

Um martelo bola tem função específica da parte arredondada. Ele já foi muito utilizado para o dobramento de metal (fabricação de peças por impacto), e hoje funciona mais para tarefas de soco e abaulamento. Você vai entender agora como eles podem ser úteis no dia a dia.

Homem carregando caixa de ferramentas com uma parede de tijolinhos ao fundo.

O martelo bola deixa qualquer caixa de ferramenta mais completa. (Fonte: olegdudko / 123rf)

O que é o martelo bola?

Se você não teve que lidar com forjas, não precisou ir a uma funilaria e nem lidou em trabalho com metais, então é possível nunca ter visto esta ferramenta. Claro, a informação acima já serviu também para você entender os muitos usos do martelo bola.

O martelo bola tem uma das extremidades em formato de semicírculo.

Muito similar ao martelo normal, ele se difere em apenas uma particularidade: o formato em semicírculo de uma das extremidades. Que em um martelo comum seria a “tesoura” para prender e alavancar os pregos.

O cabo dele pode variar de material igual a de um martelo comum. Podem ser de madeira, metal ou fibra. Agora, a parte do impacto é sempre de metal. Geralmente aço temperado para maior resistência.

Quais as vantagens do martelo bola?

O martelo bola é tão versátil em seu uso, que existem diferentes tamanhos (e pesos) deles. Eles costumam variar de 60 gramas até mais de 1,3 kg.

Outra vantagem é que, sendo utilizado principalmente para impacto em outros metais, o martelo bola é bem mais resistente que um martelo normal. Isso significa uma menor chance de ele quebrar ou lascar durante o uso.

Vamos conhecer um pouco mais das vantagens de um martelo bola:

Vantagens
  • Mais resistentes
  • Mesma utilização de um martelo comum
  • Formato de bola permite fazer sulcos
  • O impacto concentrado permite menos força para penetrar em materiais
Desvantagens
  • Sem “orelha” para alavancar

Quais os usos mais comuns de um martelo bola?

Apesar de realizar toda e qualquer tarefa possível a um martelo comum – com exceção daquelas necessárias da “orelha” ou “unha” -, o formato de bola tem uma função específica.

Ele foi originalmente projetado para auxiliar no molde de metais após submetidos ao calor intenso (processo chamado de forja). Depois que o metal saia do molde, era este martelo quem moldava sua forma apropriada.

Eles também já foram aumentados de tamanho e utilizados como martelos de guerra. O formato em semicírculo permitia uma deformação mais fácil da armadura adversária, para atingir o corpo.

Hoje, seu uso ficou restrito a marcação e moldagem de materiais metálicos, formando a modelagem inicial da peça.

Seus usos mais comuns são para moldar extremidades metálicas e também para aplainar e remover amassados em diversos metais.

É muito provável que todo o “martelinho de ouro” seja, na verdade, um modelo de martelo bola.

Há também um uso industrial deste martelo para bater rebites, onde são considerados melhores de utilizar que o modelo comum. Devido ao formato circular, o fechamento do rebite ficará também aberto, se prendendo melhor à base que com uma pancada reta.

Como usar um martelo?

A maioria das pessoas que realizam reparos ou trabalhos por hobby (ou necessidade) tem uma interpretação do uso do martelo. Basta segurá-lo com a mão próxima ao final do cabo, me movimentar e dar “o porrete” sobre o local que pretende martelar.

Se você já viu, ou realizou esta cena, sabe que algumas coisas podem dar errado no processo. Afinal, o martelo é uma ferramenta, e todas elas possuem alguns macetes de uso:

  • Sempre utilize a cabeça do martelo para os impactos, virá-lo para acertar mais fácil a peça pode prejudicar seu uso. O metal não é endurecido em toda a extensão da ferramenta, e pode trincar ou rachar.
  • Se precisar atingir algo delicado (ou mais resistente), use um pedaço de madeira entre a peça e o martelo. Isso vai distribuir melhor a força e evitar vincos, reduzindo os riscos de dano no trabalho.
  • Verifique regularmente o encaixe do cabo com o metal, altas mudanças de temperatura podem deformar o material, afrouxando a ligação.
  • Caso a base esteja meio solta, deixe o martelo de molho com a parte superior na água. A absorção do líquido vai inchar o cabo e deixá-lo novamente apertado no encaixe.
Martelo bola em oficina antiga com outras ferramentas velha atrás.

O martelo bola é uma ferramenta muito versátil. (Fonte: olivierl / 123rf)

Quanto custa?

Um martelo bola não é das ferramentas mais caras que você terá em sua caixa. Com preços a partir dos R$ 40, você poderá escolher ótimas opções para sua necessidade.

Lembrando que a principal característica que muda em um martelo bola é seu peso, que indica exatamente a capacidade de uso. Martelos bola mais pesados vão custar mais, esta é a verdade.

Onde comprar?

O martelo bola é uma ferramenta existente já há bastante tempo, embora sua utilização tenha sido reduzida pelos efeitos da tecnologia. Ainda assim, você encontrará opções em qualquer loja de ferragens.

Lojas de material de construção poderão também te oferecer algumas opções, e costumam existir em todas as cidades (o que ajuda bastante, pois nem todo lugar tem uma loja especializada em ferramentas).

Mas, você também pode optar pela aquisição na internet. Você poderá comparar os diferentes tipos e fazer a escolha com calma, em lojas virtuais como a Amazon. Ela tem uma quantidade gigante de martelos bola à venda.

Critérios de Compra: Fatores para comparar as ofertas de martelo bola

Agora que você conhece o martelo bola e quais seus usos, é provável que esteja começando as pesquisas na internet. Porém, antes de fechar negócio, é importante ainda você observar alguns critérios.

Para ter um martelo bola adequado à sua necessidade, leve em consideração algumas características principais, como:

  • Utilização
  • Peso
  • Cabo
  • Tratamento

Confira cada fator em detalhes logo abaixo:

Utilização

Um martelo bola deve ser, antes de tudo, escolhido conforme seu uso. Há uma diferença entre escolher um para lidar com joias e outro para bater rebites. Da mesma maneira, conforme o trabalho de funilaria a desempenha, o fator importa na escolha.

Após definir exatamente o que pretende com o martelo bola, procure especificação da ferramenta que recomendam o uso para aquela atividade. Não se deixe levar apenas pela beleza do martelo.

Imagem de um conjunto de ferramentas, estando mais acima delas o martelo bola, com cabo metálico, de aparência bem gasta (utilizada).

Escolha o martelo bola de acordo com a sua utilização. (Fonte: Free-Photos / Pixabay)

Peso

Fator importantíssimo na escolha de qualquer ferramenta. Afinal, sua capacidade de manipular ela ao longo do tempo tem relação direta com o tempo. Já imaginou ficar o dia todo movimentando uma peça de 1 kg?

Na primeira hora não fará diferença. Mas o passar do tempo vai acrescentar um peso enorme ao martelo bola, devido ao uso contínuo da sua musculatura. Procure sempre o martelo mais leve capaz de realizar a atividade que pretende.

No geral, os martelos bola costumam ter peso mais comum entre 300 e 500 g. É bem provável que o de 500 g consiga realizar todas as tarefas de grande porte ou exigência de força.

Agora, se pretende lidar com joias, por exemplo, opte por modelos menores. Existem martelos bola que pesam menos de 60 gramas.

Cabo

Com uma finalidade não tão prática quando estética, é importante que você saiba: martelos bola podem ter cabos de diferentes materiais: madeira, fibra de vidro e metal.

Todos possuem elevada resistência e tratamento para garantir um uso prolongado, além de ter boa durabilidade. Mas é claro que existem diferenças.

A opção de madeira fornece uma aderência melhor para as mãos, podem, é o material que mais “trabalha” devido a oscilações de temperatura. Você precisa ficar de olho na conexão do cabo com a cabeça do martelo constantemente. Isso vai evitar algo pesado voando.

A fibra de vidro também de boa resistência, e geralmente vem com uma parte emborrachada do cabo, para segurar. É um material bem liso. Além disso, os impactos mais fortes podem causar micro ranhuras que com o passar do tempo podem partir o cabo durante uma tarefa.

O metal, por sua vez, acaba trazendo mais peso à estrutura do martelo bola, mas é sem dúvida a opção mais resistente das três.

Martelo bola antigo sobre superfície de madeira.

O cabo de madeira é um dos mais comuns no martelo bola. (Fonte: olivierl / 123rf)

Tratamento

Em uma ferramenta de impacto, o tratamento térmico é de extrema importância. Isso significa maior rigidez do material, e tem tudo a ver com o martelo bola, pois sua função é lidar com outros materiais.

Opte por ferramentas que tenham passado por tratamento térmico, sendo assim mais resistentes. Evite também o uso que não seja pelas extremidades do martelo, é onde o tratamento térmico foi realizado.

Bater com a lateral poderá provocar rachaduras e danificar a ferramenta, às vezes até rachando sua estrutura.

(Fonte da imagem destacada: didden / 123RF)

Por que você pode confiar em mim?

Gabriel Zimath
Gabriel Zimath
Redator
Os redatores do portal REVIEWBOX pesquisam e escrevem artigos informativos de alta qualidade sobre os mais variados produtos e assuntos.