Imagem mostra um par de pernas com meião de uma pessoa deitada na grama. Ele tem chuteiras calçadas nos dois pés e um pequeno cone de treino ao seu lado.
Ultima atualização: 24 de janeiro de 2020

Como escolhemos

14Produtos analisados

13Horas investidas

2Estudos avaliados

48Comentários coletados

Olá, seja muito bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje é dia de falar sobre meião, o acessório esportivo que não só ajuda a dividir os times, mas também os boleiros, pela maneira em que é vestido, pelo número de pares usados, até a altura de seu cano.

Isso porque o meião é, ao mesmo tempo, um complemento do uniforme e uma extensão do calçado ou da chuteira. É um vestuário confortável e que diferencia equipes adversárias por cor, além de prover estabilidade para a “máquina” das pernas, segurando caneleiras e dando firmeza às chuteiras.

Neste Guia, vamos te dar aquela força para encontrar o meião ideal, um que seja confortável, eficiente e duradouro. Assim, mostraremos alguns dos melhores modelos do mercado, suas vantagens, desvantagens, suas características e como elas podem ser bons critérios de escolha na hora da compra.




Primeiro, o mais importante

  • O seu nível de prática vai guiar o modelo a ser comprado. Há uma adaptação e uma tecnologia adequada para cada um, entre a prática eventual, a habitual e a intensiva.
  • Recomenda-se a menor porcentagem possível de algodão na composição do tecido. Dito isso, o melhor, ainda assim, é buscar o modelo que ofereça o maior conforto.
  • Seu preço varia de R$ 9 a R$ 60, dependendo muito da qualidade e do tipo de material do tecido, além de seu tamanho e até as tecnologias empregadas.

Melhores modelos de meião: Nossos favoritos

Meião Twr King - Umbro

O meião da Umbro é altamente tecnológico, composto de elastano e poliamida. Além da sola atoalhada para deixar os pés secos, o modelo tem um tensor na sola e no tornozelo.

Com o cano alto, mas não até o joelho, seu punho, ou silhueta, é de elástico canelado, trabalhado em diferentes contrições, para maior estabilidade e compressão.

Meião Matis - Penalty

A grande aposta da Penalty no Matis é a sua tecnologia. A principal é o desenvolvimento de um fio especial que dá maior leveza ao tecido, além de fazê-lo antiodor e antipilling (aquelas bolinhas desagradáveis).

O meião tem ainda faixa tensora nos tornozelos e os pés completamente atoalhados, que junto do isolamento térmico que provém do fio especial, garante o aquecimento dos pés mesmo nas menores temperaturas.

Guia de Compra

Item obrigatório em qualquer competição de futebol e imprescindível para esportes como basquete e vôlei, o meião é também muito presente nas peladas e bate-bolas por aí, por conta da estabilidade que dá à passada e ao conforto que possibilita mesmo em meio à tantos acessórios (chuteira, caneleira, etc).

Até a nossa circulação o meião ajuda. E é a custa de muita variedade que este produto simples atinge esse status no mercado. Seus modelos são pensados para diferentes pernas, diferentes gostos e níveis de prática. Neste Guia de Compra, veremos essas variedades, além de seus prós e contras.

Imagem mostra ao centro um homem uniformizado correndo num campo de futebol. Seus meiões verdes são da mesma cor da camisa.

O meião é, acima de tudo, um complemento do uniforme. (Fonte: Pixabay/ Pexels)

O que é o meião?

O meião não é nada mais do que uma meia maior e própria para a prática esportiva. Dividida entre cano, tornozelo e pé, tem uma malha mais fina e elástica nas duas primeiras partes, e uma mais reforçada nos pés, principalmente nas subdivisões entre biqueira e calcanhar.

A região do peito do pé costuma a ter uma abertura maior na malha, para maior ventilação. Já o cano é a parte mais elástica, idealmente com uma compressão variável, aumentando conforme o tecido vai chegando mais próximo ao tornozelo.

Isso porque o tornozelo é a região que requer a maior estabilidade, por ser a responsável pela agilidade e flexibilidade dos pés - e, portanto a mais vulnerável em relação a lesões.

Imagem mostra um corte das pernas de um rapaz uniformizado para jogar futebol. Seus meiões são verdes, do mesmo tom do campo em que pisa.

O meião deve cobrir a totalidade da panturrilha e da canela. (Fonte: Stefan C. Asafti/ Unsplash)

Quais as vantagens e desvantagens do meião?

Com as adaptações, desenvolvimentos e tecnologias, o meião passou a agregar boas vantagens para a prática desportiva. A estabilidade que oferece, por exemplo, é uma delas.

O meião é capaz de te fazer confortável e seguro para se movimentar mesmo com pelo menos três acessórios diferentes acoplados à sua perna. Calçado, tornozeleira, caneleira, enfim, tudo fica unido e certinho por baixo do meião.

Outra vantagem é o complemento que o meião dá ao uniforme. Ele ajuda a resolver questões práticas de diferenciação dos times, entrando com cores destacadas ou muito opostas do adversário. Durante o jogo, ele é uma referência fácil para encontrar seus companheiros livres para receber a bola.

Com as tecnologias empregadas, o meião também passa a oferecer prós como auxílio da circulação de sangue nas pernas, ou de circulação de ar dentro dos calçados e até reforço da segurança dos tornozelos.

Imagem mostra o corte do tronco e pernas de uma mulher que ajusta o meião da perna direita, com as mãos logo abaixo do joelho. A mão de uma outra pessoa mira um spray na região.

O meião estabiliza os acessórios da perna, complementa o uniforme e ainda auxilia na circulação de sangue e de ar na região. (Fonte: Andriy Popov/ 123rf.com)

Ao mesmo tempo, sua expansão de mercado trouxe alguns pontos negativos, até porque é muito difícil acolher a preferência e até o biotipo de todos os seus usuários.

Assim, seu encaixe nem sempre é perfeito, o que é uma desvantagem. As vezes o material é fino demais dentro dos calçados, ou apertado demais nas canelas. O mais comum é ser solto demais, precisando ser arrumado durante o jogo.

Até por isso, seu ajuste é pouco prático, outra desvantagem. Profissionais ou casuais, muita gente passa um tempinho ajustando o meião, seja calçando dois pares, colando tornozeleira, fita, etc.

Por fim, há o ponto negativo da sua durabilidade, o que é mais intrínseco à proposta do produto em si. Sempre em contato com muito suor e pouco ar, sua vida útil é menor, em especial se há maiores porcentagens de algodão no tecido, por ter uma absorção maior de água.

Vantagens
  • Estabilidade
  • Complemento do uniforme
  • Auxílio na circulação
  • Versátil
Desvantagens
  • Encaixe
  • Ajuste pouco prático
  • Menor vida útil

Meião com silhueta na canela ou no joelho?

Não há tantos elementos diferentes entre meiões a ponto de separarem por tipos, até porque seu corte e seu uso são simples. Ainda assim, nas suas pesquisas, você deverá se deparar com dois modelos diferentes no que diz respeito a altura da silhueta.

A silhueta é o elástico no topo da peça, para fixar o meião à perna. A maioria tem o cano com uma altura que deixa a silhueta na região logo acima da canela e logo abaixo do joelho.

Há, porém, os modelos com a silhueta acima do joelho. Ao contrário da primeira variedade, em que a altura da silhueta acaba ficando ao gosto do usuário, neste tipo é difícil fugir do que o produto propõe.

Não que seja possível usar um meião de silhueta alta no meio da canela, mas será pouco prático e até pouco recomendado, pela quantidade de tecido que se acumularia, prejudicando não só a estabilidade dos acessórios da perna, como a circulação de sangue na região.

 Imagem mostra dois jogadores de futebol disputando a bola.

Usar meiões grandes para usar com o cano baixo e dobrado pode prejudicar a circulação de sangue na perna. (Fonte: KeithJJ/ Pixabay)

Meião ou meia de compressão?

Outra variedade que você pode encontrar em suas pesquisas é a meia de compressão. Com o tamanho similar a um meião, ela tem mais tecidos elásticos em sua composição (cerca de 20% de elastano), o que faz com que aperte mais a perna.

Dessa maneira, ela auxilia a circulação de sangue na região, o que pode ajudar nas dores durante a atividade e principalmente acelerar a recuperação ao fim dela.

Por estes benefícios, elas são mais usadas e mais indicadas para corridas e corredores. Para esportes que exigem maior movimentação das pernas, elas podem apertar além da conta e desequilibrar a região do tornozelo, que no futebol, por exemplo, tem esforço completamente diferente do que numa corrida.

Meião Meia de Compressão
Elastano ou Fibra Elástica 1-18% 18-22%
Indicação Esportes Corrida

Quanto custa?

Os meiões mais básicos podem ser encontrados a partir de R$ 9, enquanto os mais completos, por até R$ 60 o par.

O valor aumenta conforme aumentam as tecnologias, como painéis em mesh e outras malhas respiráveis, além de reforços de acolchoamento e flexibilidade. A maior incidência de fibras elásticas também contribui para o aumento do preço.

Onde comprar?

As grandes lojas físicas de esportes, como a Centauro e a Decathlon, assim como as lojas de grandes marcas, como Adidas e Nike, oferecem produtos de qualidade, fora a possibilidade de experimentar os modelos.

Lojas online como a Amazon, Mercado Livre e Netshoes, assim como as versões digitais dos estabelecimentos citados acima, todos têm uma variedade ainda maior de modelos e de preços, e no conforto e praticidade de uma compra de dentro da sua casa.

View this post on Instagram

⚽️ #futebol #meião #zezavariedades

A post shared by Zeza Variedades (@zezavariedades) on

Critérios de Compra: O que considerar antes da escolha do seu meião

Logo abaixo, elencamos alguns critérios para a escolha do seu meião na hora da compra. Eles foram pensados a partir de características do produto e aspectos do seu uso:

Vamos falar, é claro, de cada um dos itens, para que a sua opção seja a melhor informada possível, e que o modelo escolhido seja o mais adequado para você.

Frequência

A frequência com a qual você joga seu futebol ou pratica seu esporte é de suma importância para decidir o seu meião. Saber se você joga eventualmente, habitualmente ou intensivamente, vai ajudar a escolher o modelo com maior vida útil e ainda te economizar alguns trocados.

Uma prática intensiva precisa de meiões mais aptos a sua exigência, assim como uma prática eventual não precisa ir muito além nas tecnologias.

Para os esportistas mais casuais, basta um modelo com tecido bem respirável, ainda mais se houver um reforço na área do peito do pé. Os atletas mais habituais precisam, além de respiro, um bom suporte em seus modelos, que são ranhuras no tecido de maneira a firmar seus pés na chuteira.

Os boleiros intensivos, enfim, precisam combinar a respirabilidade e o suporte com elementos específicos na biqueira e calcanhar. O primeiro não deve ter costuras, para não machucar seus dedos do pé, e o segundo, acolchoamento.

Imagem mostra dois adversários disputando a bola durante um jogo de futebol. O jogador da esquerda, de branco, tem os meiões completamente manchados com lama.

A frequência qual a qual você joga ou pratica um esporte vai ditar a durabilidade e eficiência ideal de seu modelo. (Fonte: Pixabay/ Pexels)

Tecido

O tecido é um critério essencial para a escolha de seu meião. É quem vai apontar a “performance” do seu modelo. A malha precisa ser, ao mesmo tempo, leve, flexível e bastante aberta, para “lidar” com o suor durante a atividade.

O melhor, de começo, é ter uma composição 100% têxtil, para maior conforto e para resistir às sucessivas lavagens.

Depois, o ideal é que seu modelo tenha até 15% de elastano, ou outra fibra elástica, para ser flexível e ajustável, mas que não aperte demais a perna.

Privilegie também, os modelos com malha em mesh, que são aqueles tecidos com vários “furinhos”. Tecnologias como Dry-fit e ou climacool agregam ainda mais eficiência nesse sentido. Eles facilitam a circulação de ar e secagem do suor no tecido, não a sua absorção por ele.

Por isso, tome cuidado com o algodão. Ele é muito confortável e flexível, e é importante que seu meião tenha pelo menos uma porcentagem desta fibra, mas não muito. O algodão absorve muita água, e pode deixar o seu pé “pesado” durante o jogo.

View this post on Instagram

Saudade ⚽️

A post shared by ene10ta Érre 🇧🇷 👻 neymarjr (@neymarjr) on

Pé direito e pé esquerdo

Este é simples. Se você se encontrar em uma dúvida entre dois modelos, olhe com maior carinho para aquele que houver indicação entre pé esquerdo e pé direito.

O advento é básico e não vai alterar o seu desempenho na hora da atividade, mas pode aumentar e muito a vida útil de seu par, já que o tecido se molda à apenas um formato de pé. Garanto que aquele furinho na biqueira vai demorar muito mais para aparecer.

Imagem mostra um close das panturrilhas de uma criança. Ela usa uma calça curta, e seus meiões são visíveis, logo acima de seu calçado. Ela está sob um terreno de cascalhos

Os modelos com diferença entre pé direito e pé esquerdo tendem a ter maior vida útil . (Fonte: Andrik Langfield/ Unsplash)

Acabamento

Outro critério que é muito importante e facilmente aplicado na hora da compra é o acabamento do seu par. Ele pode ditar a durabilidade do produto e o seu conforto durante o uso.

Observe, portanto, se o seu modelo tem: elástico na sua silhueta, para melhor fixação; acolchoamento na região do calcanhar, para proteção e conforto; e se a biqueira é livre de costuras, para preservar seus dedos durante o atrito com o calçado.

(Fonte da imagem destacada: spotpoint74/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Lucas Ayres Jornalista
Fanático por esportes e apaixonado por música, vive antenado às novas tecnologias e tendências da moda masculina. Escreve sobre os produtos que orbitam nesses assuntos, e outros que deixam a casa e o dia a dia mais fácil, prático e, além de tudo, saudável.