Mãos segurando celular e jogando videogame.
Ultima atualização: 25 de agosto de 2020

Como escolhemos

14Produtos analisados

19Horas investidas

4Estudos avaliados

75Comentários coletados

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Se você está em busca de mobilidade na hora de jogar videogame, veio ao lugar certo! No artigo de hoje, nós vamos ajudar você a escolher o melhor celular para jogos.

Independentemente do seu orçamento, hoje é possível ter um bom smartphone para jogar uma grande variedade de games. Nós vamos explicar o que você deve considerar na hora de comparar os modelos disponíveis e quais são os top de linha do momento.




Primeiro, o mais importante

  • Hoje já existem os smartphones games, os celulares projetados especificamente para jogar videogame, mas a um custo muito alto.
  • A boa notícia é que é possível comprar um celular para jogos de alta eficiência sem gastar tanto.
  • É importante considerar o tipo de jogo que você pretende baixar no celular e avaliar se é compatível com o desempenho do processador.

Você também pode gostar:

Melhores celulares para jogos: Nossas recomendações

O melhor celular para jogos como um todo

O Xiaomi Black Shark 2 é um celular que vem com o chipset Snapdragon 855 Qualcomm, memória RAM de 8 GB e 128 GB de armazenamento. Esse modelo conta com o modo Ludicrous, bateria de 4000 mAh, tela Amoled de 6,39 polegadas, vídeo em 4k e um joystick para jogar.

O melhor Iphone para games

O iPhone XS da Apple possui tela Oled de 5,8 polegadas com retro iluminação e câmera dual de 12MP. Com processador Neural Engine Chip A12 Bionic, esse smartphone conta com 64 GB de memória interna e 4 GB de RAM.

O celular para jogos com a maior tela

Com Snapdragon 855 Plus, o Rog Phone II é um smartphone game com tela Amoled de 6,59 polegadas e bateria de 6.000mAh. Com 128 GB de armazenamento e 8 GB de RAM, esse aparelho tem ainda câmera frontal de 24 MP e secundária de 13 MP.

Guia de Compra

Poder jogar quando e onde quiser é o que todo jogador de videogame deseja. Hoje em dia isso é possível graças à diversidade de celulares que já conseguem rodar até os jogos mais pesados.

Para saber como identificar um celular para jogos, qual a média de preço e onde comprar convidamos você a continuar conosco nesse Guia de Compra.

Dois jovens sentados na calçada, jogando com o celular.

Com um bom celular é possível jogar quando e onde você quiser. (Fonte: natureaddict/ Pixabay.com)

Por que investir em um celular para jogos?

Se você joga videogame no PC ou no notebook sabe que, em algumas ocasiões, um smartphone cai bem. Afinal, nem sempre você terá dispositivos como esses à sua disposição.

Seja para viagens, seja para passeios, nos quais você não poderá ter acesso ao computador, um celular será o ideal para continuar jogando. Assim, a mobilidade é, de fato, a primeira razão pela qual vale a pena investir em um smartphone para jogar videogame.

Mãos jogando videogame no celular.

Hoje existem celulares projetados especificamente para videogames. (Fonte: ITECHirfan/ Pixabay.com)

No entanto, não raro, os jogadores se desanimam na hora de comprar um celular apenas para jogar por conta do alto preço. De fato, os aparelhos com melhor processador e configurações são bem caros. Mas você não precisa comprar o melhor smartphone para jogar.

Como veremos logo mais nesse artigo, hoje em dia já existem ótimos celulares que não foram projetados para jogos, mas que são igualmente eficientes, e contam com preços acessíveis.

Quais as características do melhor celular para jogos?

Você vai encontrar dois tipos de aparelhos para jogar videogame: O smartphone gamer e o celular comum. O smartphone game é um celular que foi projetado especialmente para os jogadores de videogame.

Esse aparelho tem processador e hardware robustos e de alto desempenho, tela de alta resolução e bateria de longa duração. Isso apenas para citar alguns dos principais recursos.

No entanto, trata-se de um smartphone bastante caro. Mas, como vimos, não há porque desanimar.

Pessoa jogando com o celular e com tela de computador na frente.

O melhor celular para jogo terá as configurações adequadas para rodar os seus jogos preferidos. (Fonte: ArtificialOG/ Pixabay.com)

Com a evolução da tecnologia, até mesmo os celulares comuns possuem configurações à altura, capazes de rodar até jogos pesados.

O mais importante na hora de escolher o melhor celular para jogos é analisar a capacidade do aparelho de rodar os games de sua preferência. De modo geral, é fundamental que você escolha um processador veloz.

Além disso, o melhor celular para videogame certamente terá uma tela grande e com alta resolução, não apresentará problemas com superaquecimento e ainda terá uma bateria de longa duração. Alguns modelos contam até com um joystick para facilitar na hora de jogar.

Qual o melhor celular de acordo com o tipo de jogo?

Como vimos, a escolha do celular ideal para jogos vai depender do tipo de jogo que você pretende rodar e da capacidade de processamento do smartphone.

Geralmente, os usuários buscam por modelos capazes de rodar com eficiência os games pesados.

No entanto, já existem diversos jogos que rodam muito bem em smartphones de configuração mais simples ou intermediária.

Confira a seguir, alguns exemplos de jogos que podem rodar em diferentes tipos de celulares:

  • Free Fire: O battle royale da Garena é um jogo mais leve e que não tem grandes exigências gráficas. Por isso, é compatível com a maioria dos celulares disponíveis atualmente no mercado, e pode rodar inclusive em smartphones mais baratos, que custam menos de R$ 1 mil;
  • PUBG Mobile e Pokémon GO: Esses jogos já são mais pesados e demandam um celular com melhor desempenho, que geralmente está na categoria dos intermediários em termos de preço e configuração;
  • Fortnite: Para jogar o famoso Fortnite, será preciso investir em um celular para jogos que ofereça um desempenho superior, com um processador potente e, portanto, mais caro.

Além disso, vale destacar que existem celulares comuns, mas top de linha, que são até mesmo usados em campeonatos oficiais de videogames.

Isso é possível porque alguns jogos são otimizados para rodar em qualquer tipo de dispositivo móvel, incluindo os aparelhos celulares menos potentes.

Por isso, alguns games como Clash Royale, Candy Crush e Hay Day são tão populares entre o público que joga no celular.

Outros exemplos de jogos que rodam bem em smartphones mais simples são o Pet Rescue Saga e Bubble Witch Saga.

foco

Você sabia que o Free Fire é o game mobile mais jogado no Brasil?

O game de tiro ultrapassou até mesmo o Candy Crush Saga, que é um jogo de raciocínio com mais de 500 milhões de downloads nos celulares Android e iOS.

Quais as vantagens e desvantagens de jogar no celular?

Se você chegou até aqui, já viu que a grande vantagem do celular para jogo é, de fato, a mobilidade que ele oferece. Com um smartphone, você pode jogar quando e onde quiser sem depender de um notebook, nem de um PC.

Além disso, atualmente, é possível escolher entre o smartphone game e até mesmo um celular comum. E ainda que seja recomendado um celular com boas configurações, não necessariamente você precisará gastar muito na compra do aparelho.

Isso porque já existem muitos jogos que rodam com eficiência na maioria dos celulares, incluindo os da categoria básica.

Justamente por isso, outra vantagem é que existem configurações variadas para você escolher em termos de processador, memória, armazenamento interno, bateria e tamanho de tela.

gamer em sala escura gritando em frente a um PC usando headset

17 de agosto de 2020

Imagem de pessoa jogando em pc gamer com iluminação azul.

14 de agosto de 2020

Por outro lado, é bem verdade que, com um celular, nem sempre é possível jogar todos os games com a mesma qualidade gráfica que oferece um PC ou um notebook game.

Sem contar que se o jogo for pesado demais, é provável que a bateria do aparelho acabe com mais rapidez. E, de modo geral, os celulares acabam superaquecendo ao rodar games, o que pode, nos casos mais graves, danificar o aparelho.

Além disso, ainda que seja possível encontrar aparelhos mais baratos, de modo geral, o melhor celular para jogos ainda será bem caro.

Para que você possa visualizar os principais prós e contras de um celular para jogos, confira a tabela que criamos a seguir:

Vantagens
  • Mobilidade
  • Grande variedade de jogos disponíveis para smartphones simples e intermediários
  • Nem todos os jogos demandam alto poder de processamento
Desvantagens
  • Os melhores são muito caros
  • Bateria acaba mais rapidamente
  • O aparelho pode superaquecer

Qual o preço e onde comprar o melhor celular para jogos?

Como vimos, de maneira geral, o melhor celular para jogos é bem caro. Tanto é que os top de linha chegam a custar mais do que R$ 5 mil. Mas é sim possível encontrar opções básicas que custam entre R$ 1 mil e R$ 2 mil e algumas até menos que isso.

Para encontrar o melhor smartphone de game à venda, as opções são maiores e vão desde lojas de informática, de departamento até grandes redes de supermercados como Ponto Frio e Carrefour.

No entanto, a maior variedade de marcas e modelos está disponível na internet. Se você optar por comprar online, recomendamos que o faça na Amazon Brasil para garantir tranquilidade e segurança do início ao fim do processo.

Critérios de Compra: Como comparar os melhores celulares para jogos

Você já sabe que, na hora de escolher o melhor celular de jogo, você poderá optar pelo smartphone game ou por um celular comum. Mas, além disso, existem outros aspectos que merecem sua atenção na hora de comparar os modelos disponíveis. São eles:

A partir daqui, vamos explicar detalhadamente cada um desses aspectos para que você compre o melhor celular para videogame.

Resolução, tamanho e tipo de tela

Como já mencionamos, o melhor celular para jogos precisa de um tela grande e de alta resolução. Sobre o tamanho, você vai encontrar modelos com tela de 5 a 6,5 polegadas.

Já a resolução deve ser de alta definição para garantir uma imagem mais nítida, detalhada e com cores fiéis. Assim, o ideal é que a tela do seu smartphone seja pelo menos Full HD. A melhor de todas será a 4k.

Além disso, considere o tipo de tela que pode ser: LCD, IPS, Oled, Amoled e Super Amoled. As duas últimas, Amoled e Super Amoled, são mais indicadas para os gamers.

Processador e núcleos

Se você joga games no computador já deve saber que o processador é o cérebro do dispositivo. E o mesmo vale para o celular.

O ideal é que o celular para jogos tenha um processador com vários núcleos.

Como é ele quem irá executar as tarefas e o processamento do aparelho, o ideal é que o celular para jogos tenha um processador com vários núcleos.

Quanto mais núcleos o processador do smartphone tiver, maior será a eficiência do aparelho para rodar os jogos.

Assim, os aparelhos que tenham pelo menos 4 núcleos, ou quad-core, terão um processamento mais satisfatório, com menos riscos de travamento.

RAM e armazenamento

Tanto a RAM quanto a capacidade de armazenamento interno são configurações importantes para quem joga games no celular. A RAM precisa ser alta já que ela é responsável por executar tarefas com agilidade.

Assim, um celular para jogos que tenha entre 4GB e 8GB de RAM poderá executar todos os processos, inclusive os mais pesados, de maneira eficiente. Porém, aparelhos com 2GB vão conseguir rodar jogos mais leves sem problemas.

A capacidade de armazenamento interno será importante se você precisar baixar jogos e guardar na memória do celular. Essa capacidade varia bastante, mas o ideal é que seja de 128 GB com um slot para cartões microSD de 512 GB.

Duração da bateria

Também vimos que, geralmente, o celular para jogos consome muito a bateria. E ninguém quer ficar sem bateria no meio de uma partida, certo?

Por isso, quanto mais duradoura for a bateria do smartphone, mais eficiente o aparelho será para que você consiga jogar os games de sua preferência. Nesse ponto, você vai encontrar boas opções com baterias que variam entre 4000 mAh e 6000mAh.

(Fonte da imagem destacada: ITECHirfan / Pixabay.com)

Por que você pode confiar em mim?

Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.