cabeleireira alisando o cabelo de uma mulher com chapinha
Ultima atualização: 23 de junho de 2021

Como escolhemos

16Produtos analisados

16Horas investidas

3Estudos avaliados

58Comentários coletados

As mulheres sabem que o cuidado com o cabelo é essencial. Apesar de não ser tudo na vida, se sentir bonita é um dos pilares para a autoestima. E para te ajudar a ficar em paz com seu visual e, ao mesmo tempo, sem agredir suas madeixas, falaremos sobre as vantagens em utilizar uma chapinha profissional.

Então, se você está à procura de uma transformação saudável para os seus cabelos, confira a nossa resenha completa sobre as melhores chapinhas do mercado.




Primeiro, o mais importante

  • As chapinhas profissionais se diferenciam das comuns principalmente em relação a capacidade de aquecimento e na preservação da saúde dos fios.
  • Analise cada produto com base nos seus objetivos e nas características naturais do seu cabelo.
  • Investir em chapinhas de cerâmica e que oferecem tecnologias como infravermelho e turmalina pode fazer toda a diferença na beleza dos seus fios.

Melhores chapinhas profissionais: nossas recomendações

Se você não sabe por onde começar a sua busca, confira os melhores modelos de pranchas para cabelo oferecidos pelo mercado atualmente.

Guia de compra: tudo o que você precisa saber sobre chapinha profissional

Nós acreditamos que antes de qualquer compra, o consumidor deve avaliar bem todos os critérios. Por isso, preparamos um guia especial que vai te auxiliar na escolha da melhor chapinha profissional.

duas chapinhas e um secador preto sob uma superfície plana

Existem vários tipos de chapinha no mercado, para diferentes cabelos. (Fonte: Shari Sirotnak / Unsplash)

Qual a diferença entre a chapinha comum e a profissional?

No caso das chapinhas, o preço não é o único fator que diferencia um modelo comum de um profissional.

Chapinhas domésticas esquentam em torno de 200ºC, enquanto alguns modelos profissionais chegam a 350ºC.

Um dos principais pontos de diferença é a temperatura. Enquanto as chapinhas domésticas esquentam em torno de 200ºC, alguns modelos profissionais chegam a 350ºC, isso porque as cabeleireiras precisam ter um desempenho melhor e mais ágil na hora de alisar o cabelo das clientes.

Outro ponto importante é a saúde dos cabelos. Chapinhas profissionais costumam ter revestimentos que são responsáveis por causar um menor atrito entre o produto e o cabelo, o que dificulta a quebra dos fios.

Qual a temperatura ideal das chapinhas profissionais para quem faz progressiva?

Especialistas consideram que, para ter um resultado satisfatório em quem possui progressiva, a prancha deve chegar a pelo menos 230ºC, principalmente na raíz. Porém, é importante lembrar que essa quantidade de calor é extrema, e por isso, deve ser utilizado um protetor térmico antes da utilização do produto.

Um detalhe a ser destacado é que as chapinhas podem ser encontradas com a temperatura de 450° F (Fahrenheit), o que praticamente equivale aos 230 graus Celsius como conhecemos no Brasil.

450° F (Fahrenheit) equivale a 230º C (Celsius) 

Qual é o melhor tipo de chapinha para cada tipo de cabelo?

Essa é uma dúvida muito frequente entre as mulheres. Para cada tipo de cabelo, uma chapinha pode ser melhor do que a outra.

As loiras, por exemplo, devem optar por chapinhas que tenham um botão termostato que permite o ajuste da temperatura. Segundo especialistas, o ideal é não passar dos 180ºC para não correr o risco de ressecar e amarelar o cabelo.

Quem tem o cabelo fino, o recomendado é a prancha de titânio. O ideal também é que sejam pranchas mais finas para alcançar os pontos escondidos do cabelo, como os fios próximos a testa.

Por último, quem tem cabelo grosso e/ou crespo, o recomendado é que sejam utilizadas chapinhas mais largas porque permitem alisar uma mecha maior por vez. E se o seu cabelo ainda tiver muito frizz, os materiais turmalina e titânio são ótimos controladores dos fios.

chapinha preta em cima de uma mesinha com batons e luminária ao lado

Cuidados com o cabelo auxiliam na autoestima e no bem-estar feminino. (Fonte da imagem: Andrea Donato / Unsplash)

Chapinha de alumínio ou cerâmica? Qual a melhor?

Apesar de as chapinhas de alumínio serem bastante comuns, elas não são as mais adequadas. Isso porque o aquecimento do aparelho ocorre de forma irregular e além de tornar o processo mais lento, aumenta a exposição dos fios ao calor e pode danificar seu cabelo pelo excesso de temperatura.

A cerâmica, por sua vez, consegue manter a temperatura estável e além de agilizar o alisamento, ainda impede a queimadura dos fios.

Critérios de compra: O que levar em conta ao comparar os modelos de chapinhas profissionais

Depois de esclarecermos algumas das principais dúvidas acima, agora chegou a hora de listarmos outros pontos que você deve se atentar no momento de decisão de compra da sua chapinha.

Tecnologia do produto

Algumas das principais tecnologias encontradas nas chapinhas são:

  • Íons de titânio: essa tecnologia proporciona cabelos mais lisos, ajuda a selar a cutícula dos fios reduzindo o frizz e ainda promete manter a hidratação e a umidade natural do cabelo.
  • Safira: a principal vantagem desta pedra é que por ter superfície lisa, ela cria menos atrito com os fios e dessa forma evita quebras durante o processo de alisamento.
  • Turmalina: a tecnologia da turmalina também emite íons negativos, que agem de dentro para fora, oferecendo um aspecto mais saudável ao cabelo.
  • Infravermelho: o infravermelho ajuda a não danificar os cabelos já que penetra nos fios de dentro para fora. Também atua nas moléculas de água dos fios e melhora a aparência do cabelo.

Temperatura alcançada

Como foi dito anteriormente, a temperatura ideal varia de acordo com o tipo de cabelo, mas é importante lembrar que quanto mais a chapinha suporta uma temperatura elevada, mais resultado no alisamento ela terá.

Por isso, é importante que ela tenha o botão termostato para que você regule a temperatura conforme sua necessidade.

Acessórios

Caso não queira uma prancha sem fio, é interessante que você opte pelos produtos que possuem cabo giratório, já que eles garantem uma maior movimentação durante o uso da chapinha e, consequentemente, faz com que o processo de alisamento seja mais rápido e eficaz.

Alguns modelos também vêm com modeladores de cachos, luvas térmicas e bolsas para transporte. Tudo vai depender de quais são as suas necessidades.

Objetivos para o seu cabelo

Por falar em necessidades, outro ponto a ser levado em consideração é se você é uma pessoa que gosta de sempre mudar o visual. Isso porque existem chapinhas que tanto alisam quanto formam cachos, de acordo com a preferência de quem for usá-la.

Também é importante levar em conta se você tem progressiva ou coloração no cabelo ou se pretende fazer algum processo químico nos próximos meses, já que as chapinhas profissionais costumam ter um tempo de vida médio, durando por vezes, até anos.

mulher de cabelo longo e liso virada de costas para a câmera

É fundamental conhecer o seu cabelo antes de adquirir uma chapinha. (Fonte: Gabriel Mikowski / Unsplash)

Voltagem

O ideal é que o aparelho seja bivolt para que não haja riscos de queimá-lo em uma tomada de voltagem diferente durante viagens ou passeios, por exemplo.

Mas caso você opte por comprar uma chapinha de 110V ou 220V, o recomendável é comprar também um transformador de voltagem para que ela possa ser utilizada em qualquer lugar.

Resumo

É bom relembrar que conhecer o seu cabelo é o principal fator para se levar em conta antes de realizar a compra, já que é a partir dele que a temperatura, modelo, espessura e demais características das chapinhas profissionais serão analisadas.

Se você ficou interessada em comprar uma prancha de cabelo, lembre-se que priorizar o seu bem-estar e sua autoestima só depende de você. Se tiver dúvidas, deixe-nos um comentário e vamos te ajudar.

(Fonte da imagem destacada: Congerdesign / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas