Cápsulas de suplemento.
Ultima atualização: 23 de agosto de 2020

Como escolhemos

18Produtos analisados

23Horas investidas

8Estudos avaliados

79Comentários coletados

O uso de suplementos de colágeno é considerado benéfico para a beleza e a saúde do corpo. Mas, com tantas variedades de fórmulas e dosagens, você sabe qual o melhor colágeno para pele?

No artigo de hoje, você vai descobrir quais são os tipos de colágenos, como analisar o melhor produto de acordo com o seu objetivo e onde comprar a melhor opção.




Primeiro, o mais importante

  • O colágeno é um tipo de proteína encontrada na pele, cabelos, unhas, ossos, articulações e cartilagens, e responsável pela resistência, firmeza, hidratação e elasticidade destes tecidos.
  • Para consumir o melhor suplemento de colágeno para pele é importante avaliar a composição e a forma de ingestão.
  • Existem diversos tipos de colágenos, sendo o hidrolisado e o não hidrolisado os mais comuns utilizados em forma de suplementos.

Você também pode gostar:

Melhores colágenos para pele: Nossas recomendações

O melhor colágeno com vitamina C e E

O colágeno hidrolisado da New Millen possui 120 cápsulas. Sem carboidratos, essa opção contém em sua fórmula o mineral Cromo e as vitaminas C e E. A fabricante recomenda ingerir duas cápsulas, duas vezes ao dia.

O melhor colágeno hidrolisado para pele

O kit com três frascos do colágeno para pele hidrolisado da Dark Labs garante um total de 360 comprimidos. Ao consumir quatro cápsulas por dia, você estará ingerindo também 45 mg de vitamina C e 3,6 mg de betacaroteno.

O melhor colágeno para pele em pó

Da Verisol, esse kit com dois colágenos hidrolisados vem com 60 sachês. Com a ingestão de apenas um sachê por dia, você garante o consumo de 2,3 gramas de proteínas. Para tanto, basta dissolver o conteúdo em água.

Guia de Compra

Comprar um suplemento de colágeno para a pele é sempre um desafio. Até porque, com uma simples pesquisa você vai encontrar inúmeros tipos, para diferentes objetivos.

Para se certificar de que a sua escolha é, de fato, a ideal para você, nós criamos esse Guia de Compra. A partir daqui você descobre quais são os tipos de colágenos, para que serve cada um deles, quanto custa e onde comprar.

Rosto de mulher jovem.

O colágeno é um dos responsáveis pela firmeza e beleza da pele. (Fonte: ivanovgood/ Pixabay.com)

O que é colágeno para pele?

O colágeno é uma proteína produzida naturalmente pelo nosso organismo e é o principal responsável pela formação e sustentação dos tecidos, incluindo a pele. Mas com o processo natural de envelhecimento, a produção de colágeno diminuiu.

A longo prazo, essa diminuição vai se refletir na perda da firmeza dos tecidos e em problemas de saúde.

A pele sem colágeno, por exemplo, fica com uma aparência envelhecida e flácida. Além disso, podem ocorrer dores articulares e até diminuição da massa magra.

Cápsulas e frasco aberto.

omo a produção de colágeno diminui ao longo do tempo, os suplementos podem ser necessários. (Fonte: ivabalk / Pixabay.com )

A procura pelos suplementos de reposição de colágeno é grande justamente por conta da redução natural dessa proteína em nosso organismo.

Mas o interesse é ainda maior no caso da estética. Isso porque, o colágeno para pele promete atrasar o processo fisiológico do envelhecimento.

Sendo assim, de modo geral, a busca pelo melhor colágeno para pele começa a partir dos 30 anos de idade, seja para prevenir, seja para tratar problemas que surgem naturalmente.

Para que serve o melhor colágeno de pele?

O colágeno é excelente para ajudar a manter a firmeza da pele e, com isso, retardar o envelhecimento e o aparecimento de rugas.

Mas os seus benefícios vão além e, por isso, você vai encontrar suplementos de colágeno para diferentes objetivos como, por exemplo, para pele madura, para a pele do corpo ou do rosto e até para flacidez.

Para exemplificar ainda mais, o melhor colágeno para pele vai servir para:

  • Prevenir o aparecimento de celulite;
  • Diminuir o surgimento de estrias;
  • Aumentar a elasticidade da pele;
  • Prevenir e retardar o surgimento de rugas e linhas de expressão no rosto.

Além disso, o colágeno também pode ser um ótimo aliado para o cabelo e as unhas. Afinal, ele ajuda a hidratar, combater o frizz, proteger e estimular o crescimento dos fios.

Sem contar que o melhor colágeno para pele também vai além da estética e pode atuar na melhoria da saúde e até mesmo tratar doenças. Veja a seguir como um suplemento de qualidade pode agir:

  • Aliado da dieta de baixas calorias, já que tem alto teor de proteína e não possui gordura;
  • Atua no aumento da massa muscular;
  • Pode minimizar a dor da artrite.

Quando usar o colágeno para pele?

O colágeno, assim como qualquer outro suplemento, deve ser consumido com orientação do seu médico, dermatologista ou nutricionista.

Mas, de modo geral, essa proteína pode ser usada de forma preventiva ou para tratamento de problemas de saúde.

Preventivamente, o colágeno para pele costuma ser usado a partir dos 30 anos de idade. Com isso, ele pode agir para evitar ou tratar:

  • Aumento da flacidez e perda de elasticidade da pele;
  • Surgimento de rugas e de linhas de expressão;
  • Aparecimento de estrias;
  • Pele fina e desidratada.

Além disso, os suplementos de colágeno para a pele são ainda mais importantes a partir dos 50 anos. É nessa fase da vida que ocorre uma redução mais drástica da produção dessa proteína em nosso organismo e os efeitos se tornam mais visíveis.

Existe contraindicação do colágeno para pele?

De modo geral, não existem contraindicações quanto ao uso do colágeno. Mas podem ocorrer efeitos colaterais. Um deles é o desconforto intestinal.

Além disso, se você possui alguma doença ou se está grávida, é preciso conversar com o seu médico antes de iniciar a suplementação.

Melhor colágeno para pele: Quais são os tipos?

Para escolher o melhor colágeno para pele você precisa entender quais são os tipos disponíveis à venda. E o fato é que existem mais de 16 categorias de colágeno.

Para simplificar, quase todos eles são compostos pelos tipos 1, 2 e 3, que se diferenciam pelo local onde atuam no nosso organismo.

  • Tipo 1: é encontrado na pele, nos tendões, ossos, ligamentos, dentes e tecidos intersticiais;
  • Tipo 2: está presente na cartilagem e no humor vítreo, no olho;
  • Tipo 3: também pode ser encontrado na pele, além dos músculos e vasos sanguíneos.

No entanto, na hora de transformar esses colágenos em suplementos alimentares dois deles são os mais utilizados. E é sobre isso que vamos tratar no tópico a seguir.

Hidrolisado ou não: Qual o melhor colágeno para pele?

Quando tratamos de suplementos, existem duas categorias básicas de colágeno: O hidrolisado e o não hidrolisado.

O colágeno para pele hidrolisado, também chamado de tipo 1, é aquele que passa por um processo onde a proteína é quebrada em pedaços menores. Por isso, a digestão desse tipo de colágeno é facilitada.

foco

Você sabe o que são peptídeos bioativos de colágeno?

Os peptídeos são formas ainda menores de colágeno, o que otimiza a sua absorção.

Esse formato ficou mais conhecido por meio de uma empresa alemã que criou esse suplemento para a pele e deu o nome comercial de Verisol.

Outro suplemento de colágeno desenvolvido a partir dos peptídeos bioativos é o Bodybalance. Porém, essa opção é específica para o crescimento dos músculos e o tratamento de problemas nas cartilagens e articulações.

Para a pele, o colágeno hidrolisado é considerado o melhor. Isso porque ele atua melhorando a firmeza e elasticidade, além de evitar e reduzir rugas e celulites, assim como também fortalecer unhas e cabelos.

Já o colágeno não hidrolisado, ou o tipo 2, como está presente nas regiões das cartilagens e articulações é o suplemento ideal para prevenir ou tratar lesões como, por exemplo, artrite e artrose.

Confira a seguir, a diferença entre o colágeno para pele tipo 1 e tipo 2:

Tipo de colágeno Indicado para
Tipo 1 Pele, unhas, cabelo, músculos e celulite
Tipo 2 Cartilagens e articulações

Quanto custa e onde comprar o melhor colágeno para pele?

O preço do melhor suplemento de colágeno para pele vai depender da marca fabricante, da composição da fórmula e da quantidade que vem no frasco. De todo modo, é possível adquirir o colágeno para pele custando a partir de R$ 12. O mais caro, no entanto, pode chegar a custar R$ 500.

Comprar esse suplemento é fácil, seja em farmácias, lojas de departamentos ou grandes redes de supermercados. Alguns exemplos são: Lojas Americanas, Magazine Luiza e Extra.

Ainda assim, se o que você busca é conforto e comprar sem nem mesmo sair de casa, recomendamos que você adquira o seu colágeno em lojas da internet. A Amazon Brasil, por exemplo, tem marcas variadas e preços promocionais de tempos em tempos.

Critérios de Compra: Como escolher o melhor colágeno de pele

Como vimos, para escolher o melhor colágeno para pele, o primeiro passo é optar pelo suplemento do tipo 1 hidrolisado. Além disso, você pode escolher entre o que tem absorção normal ou otimizada, no caso dos peptídeos bioativos.

Mas não basta levar apenas esses fatores em consideração. Para acertar na escolha, observe também os seguintes aspectos:

A seguir, você vai entender melhor como levar em conta cada um desses aspectos na hora de escolher o melhor colágeno de pele.

Forma de consumo

Um dos critérios mais importantes que você deve analisar na hora da compra é a forma de consumo. As versões em pó do melhor colágeno para pele são, em geral, as mais indicadas.

Isso porque elas são mais fáceis de consumir na quantidade recomendada e podem facilitar a digestão e absorção.

O colágeno em pó pode ser diluído em sucos, no iogurte ou colocado em outras receitas.

Vendido em sachê, o colágeno em pó pode ser diluído em sucos, no iogurte ou colocado em outras receitas.

Mas se você prefere consumir o suplemento em cápsulas, as opções são ainda maiores. Nesse caso, é preciso atenção redobrada para respeitar a dose recomendada.

O fato é que, para atingir a dosagem recomendada pelo fabricante, o consumo de cápsulas durante o dia costuma ser grande, o que pode ser incômodo principalmente durante a deglutição.

Dose

O consenso entre os especialistas é que 2 gramas por dia é o consumo de colágeno considerado ideal para a preservação da textura da pele.

O conteúdo de um sachê costuma ter a dose diária recomendada de 8 a 10 gramas. Já na forma de cápsula, para atingir a dosagem, você poderá ter que ingerir entre 4 e 10 comprimidos por dia.

Com ou sem vitamina C

Outro aspecto que merece a sua atenção é o fato de que os melhores colágenos para pele podem ser encontrados em sua forma pura ou combinada com nutrientes e vitaminas que também tem efeitos positivos sobre a nossa pele.

É muito comum, por exemplo, encontrar o suplemento de colágeno cuja fórmula conta com vitamina C, E, A além de minerais como o Cromo e o Zinco.

A vitamina C, no entanto, é a mais comum de ser encontrada em conjunto com o colágeno. Isso porque ela é um micronutriente fundamental para a produção de colágeno.

No entanto, quando tratamos da suplementação de vitaminas e minerais é essencial que você tenha o acompanhamento do seu médico. Com isso, você evita a suplementação desnecessária ou em excesso que podem causar danos à sua saúde.

Aditivos artificiais

Outro fator importante que você deve analisar na hora de escolher o melhor colágeno para pele é se o produto possui aditivos e quais são eles.

A adição de componentes como carboidratos, corantes, aromatizantes e adoçantes podem, a longo prazo, ser prejudiciais à saúde. Por isso, o ideal é sempre procurar por suplementos de colágeno isentos de aditivos químicos.

Quantidade e kits

Por fim, não deixe de verificar a quantidade de colágeno, seja em gramas, seja em cápsulas. Aqui, a variedade é grande, mas quanto maior for a embalagem maior será o preço.

Para economizar, vale considerar os kits, que vêm com duas ou mais caixas do melhor colágeno para pele.

(Fonte da imagem destacada: HeungSoon / Pixabay.com)

Por que você pode confiar em mim?

Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.