Ultima atualização: 10 de agosto de 2021

Como escolhemos

11Produtos analisados

23Horas investidas

6Estudos avaliados

64Comentários coletados

Nos dias de hoje a ciência está disponível para qualquer um que esteja interessado, então ferramentas como microscópios têm se tornado cada vez mais populares. Este é um instrumento especializado com muitas peculiaridades para se prestar atenção. Aqui nós lhe dizemos tudo que você precisa saber para escolher o perfeito.

Microscópios são dispositivos usados para ampliar imagens muito pequenas, a fim de poder observá-las em detalhes. É um instrumento essencial para o desenvolvimento de inúmeras ciências, tais como medicina, biologia, geologia e muitas outras. Mas também é amplamente utilizado por amadores que procuram experimentar por si mesmos.

O que acontece com os microscópios é que eles são instrumentos que têm muitas especificações e exigências. Aspectos como o número de oculares, iluminação e ótica são alguns dos aspectos que definem o perfil do microscópio. Discutiremos estes e outros critérios com mais profundidade mais tarde.




O mais importante

  • Os microscópios são instrumentos essenciais para várias ciências, pois permitem o estudo de objetos vivos e não-vivos de pequenos tamanhos. O desenvolvimento desta ferramenta representou um grande passo para o conhecimento sobre o universo de microorganismos e micropartículas.
  • O número de oculares é um dos aspectos mais importantes de um microscópio. Quanto maior o número de oculares, maior o campo de visão para estudar uma amostra. Portanto, microscópios com várias oculares têm um perfil profissional. O uso pretendido do microscópio é o principal critério para a escolha de um número de oculares.
  • Existem microscópios digitais e ópticos. A diferença entre elas é que a primeira trabalha ampliando digitalmente a imagem, enquanto a segunda trabalha com lentes que são tratadas e dispostas para ampliar a imagem através de estratégias ópticas. Ambos têm vantagens e desvantagens, que serão discutidas em mais detalhes abaixo.

Microscópio: nossa recomendação dos melhores produtos

Guia de compra: o que você precisa saber sobre microscópio

Uma das características dos microscópios é que eles são instrumentos com muitas especificações técnicas. Portanto, é importante saber como eles funcionam bem, a fim de entender o que procurar em um bom microscópio. Aqui nós explicamos não apenas o que é, mas também outras particularidades deste útil instrumento.

Microscópios são instrumentos comumente usados em laboratórios e projetos científicos. (Foto: Alexander Raths/123rf.com)

O que é um microscópio e quais são suas vantagens?

Microscópios são dispositivos que ampliam a imagem através de lentes ou digitalmente. Eles tornam possível olhar de perto os objetos, tanto vivos quanto mortos, e estudar suas características físicas. Desde sua invenção, eles se tornaram uma ferramenta essencial para qualquer cientista.

Eles são compostos de várias lentes de diferentes calibres que permitem vários níveis de abordagem da amostra. No caso dos microscópios ópticos, a abordagem é através da refração da luz que passa através das lentes, enquanto os microscópios digitais ampliam a imagem eletronicamente.

Embora a operação básica seja a mesma, os microscópios de hoje têm muitas características que os pioneiros não poderiam sequer imaginar. Mas a verdade é que os microscópios são parte do dia-a-dia de muitos laboratórios profissionais e amadores ao redor do mundo.

Vantagens
  • Permitem a observação de objetos que não podem ser vistos a olho nu
  • Oferecem a oportunidade de estudar microorganismos ou microobjetos em detalhes
  • São uma ótima ferramenta para o estudo científico
  • São versáteis e podem ser usados em várias ciências
Desvantagens
  • São instrumentos delicados
  • Os de melhor qualidade são bastante caros
  • Requerem cuidados especiais

Microscópio monocular, binocular ou trinocular - A que você deve prestar atenção?

Há várias coisas a serem consideradas ao escolher o microscópio certo para as suas necessidades. Uma das primeiras decisões a serem tomadas diz respeito ao número de oculares que o microscópio possui. As oculares são os tubos de visão a partir dos quais o usuário observa a amostra em estudo.

Com várias oculares é possível estudar a mesma amostra de diferentes perspectivas, enquanto uma única ocular pode ser incômoda.

Portanto, microscópios com múltiplas oculares são considerados profissionais, enquanto aqueles com uma única ocular são considerados simples, simples e em alguns casos para amadores. Há três tipos de microscópios de acordo com o número de oculares que eles têm: microscópios monoculares, que têm uma única ocular; microscópios binoculares, que têm duas oculares; e microscópios trinoculares, que têm três oculares.

Monocular Binocular Trinocular
Número de oculares Uma ocular Duas oculares Três oculares
Complexidade de uso Baixa Média Alta
Para uso inx Experimentos com alunos Laboratórios universitários e pesquisas Pesquisa profissional de alto nível
Conforto de uso Baixa Alta Alta

Os microscópios são instrumentos delicados e os de melhor qualidade são muitas vezes caros. Mas há muitas opções no mercado. (Foto: Vitaly Korovin/123rf.com)

Onde comprar um microscópio?

Devido às vantagens que as compras online oferecem, tornou-se um dos métodos favoritos do público. Ser capaz de comprar e receber os produtos no conforto de sua própria casa é um enorme benefício. Você pode verificar plataformas de vendas online, onde há uma grande variedade de microscópios.

Mas se você quiser comprar pessoalmente, você pode optar por lojas especializadas. O microscópio não é um instrumento muito comum, mas é possível obter modelos em lojas especializadas em instrumentos científicos.

Critérios de compra: fatores que permitem comparar e classificar diferentes modelos de microscópio

Temos certeza de que você já quer sair correndo e comprar um microscópio, mas primeiro leia nossa última seção e considere estes critérios quando estiver tomando uma decisão entre vários modelos de microscópio.

Tipo de microscópio

Existem muitos tipos de microscópios no mercado que são classificados por vários aspectos, mas o mais marcante é o tipo de mecanismo operacional. De acordo com esta classificação existem numerosos microscópios, mas a maioria deles são para usos muito específicos, enquanto os comuns são resumidos em microscópios ópticos, digitais e compostos.

Microscópios ópticos: Eles têm o mecanismo mais simples e o primeiro a ser desenvolvido. Eles trabalham com iluminação e misturas de óticas que ampliam a imagem da amostra, que é colocada sobre a zona focal bem iluminada. Os modelos atuais são inspirados no modelo de Anton van Leeuwenhoek.

Microscópios compostos: Estes são aqueles com um segundo sistema para ampliar a imagem. O primeiro sistema é o que projeta a imagem na ótica, enquanto o segundo sistema é o que projeta a imagem na ocular. Eles também são mais robustos que os microscópios simples e digitais, o que é sempre uma vantagem para o usuário.

Microscópios digitais: eles são uma revolução no mecanismo do microscópio, pois não usam a luz para ampliar a imagem, mas em vez disso usam elétrons. Os microscópios digitais não são usados para visualizar a imagem diretamente, mas o usuário observa e estuda uma imagem ampliada digitalmente. A escolha entre estes tipos não é uma questão de capricho, mas de uso pretendido.

Se você precisa registrar observações, um microscópio digital com o qual você pode salvar as imagens obtidas é muito útil. Enquanto que se você estiver procurando observações esporádicas, um microscópio ótico oferece uma experiência direta com a amostra.

Iluminação

Este é um aspecto essencial dos microscópios óticos, pois a iluminação é parte do sistema de ampliação de imagem. Portanto, é um aspecto que deve ser considerado com o devido cuidado, pois pode degradar a funcionalidade do microscópio.

Os modelos mais baratos não têm iluminação própria, mas usam espelhos angulares para tirar proveito da luz natural. Isto não é o mais vantajoso, pois a luz pode ser fraca, então é preferível optar por microscópios com sua própria iluminação, e uma vantagem extra é que ela é regulável. As iluminações mais comuns são tungstênio, fluorescente e LED.

O tungstênio é o mais comum e o mais barato, mas gera muito calor. Fluorescente é um pouco mais caro e reinou supremo até o advento do LED. Estes são, em última análise, os mais populares, pois dão boa iluminação, consomem muito menos energia e não emitem calor.

Óptica

Naturalmente, um dos critérios mais importantes para avaliar um microscópio é a ótica. Estes são os componentes dos microscópios ópticos que ampliam a imagem, portanto eles precisam ser de excelente qualidade. A maioria dos microscópios tem 3 objetivas com ópticas 4x, 10x e 40x.

Estes são adequados para o estudo de muitos campos, mas também há calibres que vão até 400 aumentos, mas estes já fazem parte dos microscópios profissionais e são usados em laboratórios que têm grandes orçamentos.

Microscópios são dispositivos com muitas especificações que requerem boa atenção. Especialmente na fabricação. (Foto: dolgachov / 123rf.com)

Microscópios portáteis

Os microscópios são geralmente fixos, e a amostra deve ser colocada sobre a fonte de luz para que seja observada. Isto porque o mecanismo óptico exige que a amostra seja fixa, a uma certa distância da óptica e o mais móvel possível.

Mas o advento dos microscópios digitais deu liberdade, pois eles não precisam ser fixos para serem eficazes. Foi assim que surgiram os microscópios portáteis, permitindo que a câmera fosse manipulada e a amostra estudada onde quer que ela esteja. Estes tendem a não oferecer tanta ampliação de imagem, mas são muito úteis para o trabalho de campo.

(Foto da imagem em destaque: kkolosov / pixnio.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas