Ultima atualização: 10 de junho de 2021

Como escolhemos

7Produtos analisados

21Horas investidas

6Estudos avaliados

30Comentários coletados

A ideia de poder levar o seu desktop para qualquer lugar já é possível com o mini PC. Mas esse dispositivo ainda é relativamente novo entre a maioria dos usuários e, por isso, gera muitas dúvidas. Assim, nosso artigo de hoje será todo dedicado a ele.

Aqui você vai descobrir para que serve, como utilizar e quais são os componentes que você deve analisar na hora de escolher o melhor modelo de mini PC.




Primeiro, o mais importante

  • O mini PC é uma versão reduzida em tamanho, e em preço, de um computador desktop.
  • Esse mini desktop portátil usa menos energia, mas não necessariamente acompanha acessórios como teclado, mouse e display.
  • Na hora de analisar qual é o melhor mini PC para você ou a sua empresa leve em conta a capacidade de armazenamento, o tamanho da memória RAM, o sistema operacional e o tipo de processador.

Melhores modelos de mini PC: nossas recomendações

Para começar, nós selecionamos para você as melhores opções de mini PCs disponíveis no mercado brasileiro. Confira:

Guia de compra: tudo o que você precisa saber sobre o mini PC

Antes de você escolher o mini PC ideal, é preciso entender um pouco sobre o funcionamento e as configurações de um dispositivo como esse. Nesse Guia , nós vamos ajudar você a tirar todas as suas dúvidas.

O mini PC é uma versão ultra reduzida do computador tradicional.
(Fonte: Gregoriosz: 8259199010/ 123rf.com)

Quais são as características de um mini PC?

O mini PC é um dispositivo portátil, que pode até caber na palma da mão, e que armazena todas as informações do seu computador desktop. Para acessar os dados salvos nele, basta conectar o mini PC a um monitor, teclado e mouse.

Ou seja, de modo geral, o mini PC não vem com esses acessórios. Mas com ele você pode gerenciar remotamente vários dispositivos e realizar configurações à distância.

Além disso, por conta do tamanho compacto, muitos pensam que o mini PC não tem a mesma eficiência de um computador ou notebook. Mas desde que foi lançado, esse aparelho evoluiu muito.

Monitor, teclado, mouse, celular e tablet sobre mesa com janela atrás.

O mini PC pode ser conectado a um monitor de forma fácil.
(Fonte: Free-Photos / Pixabay)

Hoje a maioria dos mini PCs já contam com os mesmos processadores presentes em computadores intermediários ou de ponta.

Outra vantagem é que o mini PC não costuma ter um cooler interno, o que faz com que ele economize energia e seja mais silencioso. Na tabela abaixo, mostramos as vantagens e desvantagens desse mini desktop:

Vantagens
  • Desktop portátil
  • Realiza ações remotamente
  • Silencioso
  • Facilmente instalado
  • Tem entrada para fones de ouvido, microfone e USBs
  • Preço acessível
Desvantagens
  • Não costuma ser vendido com teclado, mouse e monitor
  • Nem sempre tem um processador potente

Qual a diferença entre o mini PC e um desktop?

Vimos que o mini PC é um desktop portátil. Mas a verdade é que existem inúmeras diferenças entre esses dois dispositivos. A primeira, é claro, está relacionada ao tamanho e o design.

O mini PC não tem CPU nem periféricos como monitor, teclado e mouse como o computador e, por isso, espaço não é um problema para sua instalação.

O consumo de energia elétrica do mini PC, como vimos, também é reduzido, enquanto que o desktop consome muita energia. Por isso, diferentemente do computador de mesa, o mini PC não precisa de cooler.

E tem mais. A seguir, você confere outras diferenças entre o mini PC e o desktop tradicional:

  • Customização: Quando uma peça quebra ou estraga no computador, é fácil substituí-la. Como o mini PC possui muitos componentes integrados, isso dificulta a substituição de peças isoladas.
  • Durabilidade: Se os componentes de um desktop são resistentes, os do mini PC são ainda mais duráveis;
  • Performance: De fato, o desktop é mais potente para rodar aplicações mais robustas e pesadas. Mas as novas versões de mini PCs estão cada vez melhores, com memória e processador mais atualizados.

Onde é utilizado o mini PC?

A utilidade de um mini PC se aplica a diversas situações e áreas de trabalho. Mas, de modo geral, esse dispositivo é mais utilizado em indústrias, no comércio e no ambiente corporativo.

Isso tanto para otimizar e permitir o trabalho remoto, como para reduzir a quantidade de computadores nos escritórios. Além disso, o mini PC também pode ser usado para criar roteadores personalizados, servidores domésticos e HTPCs.

 Escritórios com mesas e computadores.

Com o mini PC, os escritórios não precisam de tanto espaço para acomodar os desktops.
(Fonte: Sigmund/ Unsplash)

Agora, se o seu objetivo é jogar videogame, é preciso destacar que nem todos os mini PCs possuem placa dedicada.

Na verdade, são poucos os fabricantes que oferecem esse componente. No entanto, se você jogar jogos mais leves, um bom processador já será o suficiente para suportar a demanda.

Mini PC ou Barebone: Qual é o melhor?

Se você está em busca de um mini PC, deve estar se perguntando o que é barebone, termo que sempre aparece associado ao desktop portátil.

O barebone vem equipado com o mínimo de componentes necessários para o seu funcionamento.

Assim como o mini PC, o barebone é um tipo de computador. No entanto, o barebone vem equipado com o mínimo de componentes necessários para o seu funcionamento.

Enquanto que o mini PC é, de fato, um computador completo se considerarmos suas configurações.

Alguns modelos de barebone, por exemplo, possuem processador, placa e fonte de energia, mas nem sempre contam com memória interna e memória RAM. Com isso, esses componentes precisam ser adquiridos separadamente e instalados no equipamento.

É claro que, por conta da simplificação de sua estrutura, o barebone é ainda mais barato do que um mini PC.

Critérios de compra: O que levar em conta ao analisar as opções de mini PC

Para garantir que você vai comprar o dispositivo certo, você precisa fazer uma análise de alguns componentes que variam bastante entre os modelos disponíveis. Mas como são muitos, nós selecionamos os mais importantes para você. Confira:

Processador

Como vimos, hoje em dia, alguns fabricantes já investem em processadores potentes para mini PCs. Tanto que a maioria dos modelos contam com os mesmos processadores de notebooks e computadores mais avançados.

É comum encontrar mini PCs i5 e i7, que são considerados de alta performance.

No caso dos processadores da Intel Core, os mais populares em dispositivos assim, é comum encontrar mini PCs i5 e i7, que são considerados de alta performance.

No entanto, nem sempre você vai precisar de um processador assim, a não ser que você pretenda jogar games e trabalhar com programas robustos.

Para tarefas comuns do dia a dia, um processador Core i3, por exemplo, já será o suficiente.

Windows ou Linux

Também recomendamos que você leve em conta qual é o sistema operacional do mini PC antes de finalizar a compra.

Nesse aspecto, você vai poder optar entre um mini desktop portátil que já vem com Windows 10 instalado ou com o sistema operacional Linux. Esse último é mais barato e serve bem para atividades mais simples.

No entanto, se você precisa trabalhar com o pacote Microsoft Office, é preciso saber que ele apenas é compatível com o sistema operacional Windows 10.

Memória RAM

Em seguida, analise o tamanho da memória RAM, que é responsável por garantir eficiência no desempenho do mini PC, assim como ocorre em computadores e notebooks.

Quanto maior for a RAM, mais capacidade o dispositivo terá para funcionar sem travamentos e com mais sobrecarga na execução de programas e aplicativos. Os melhores modelos de mini PC terão, em média, 4GB de memória RAM. Mas é possível encontrar mini PCs com até 16GB de RAM.

Armazenamento interno

Assim como todos os dispositivos desse tipo, também o mini PC terá um espaço interno limitado para armazenamento de arquivos e programas. Por isso, escolha bem o seu modelo que pode chegar a ter 256 GB em SSD ou 2 TB em HD de memória interna.

SSD é uma forma de armazenamento de alta velocidade que, ou substitui o HD interno ou trabalha em conjunto com ele para garantir espaço suficiente para guardar arquivos, documentos e programas.

E, se por um lado, o HD pode chegar a 2 TB, esse tipo de memória é mais lento do que o SSD e pode ter o disco corrompido se houver danos. Já o SSD é mais seguro e pode ser até 20 vezes mais rápido.

Resumo

O mini PC é uma versão ultracompacta de um desktop. Ele serve para que você possa transportar com facilidade os dados que, de outra forma, ficariam acessíveis apenas no seu computador.

Mais barato, econômico e silencioso, hoje já existem opções com processadores de alta performance, além de boa memória RAM e grande capacidade de armazenamento interno. Mas é preciso escolher as configurações ideais de acordo com o seu objetivo de uso.

(Fonte da imagem destacada: leomorgan/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas