Na foto um moedor de pimenta em cima de um ramo de cebolinha, com alhos e tomates cerejas ao lado.
Ultima atualização: 21 de março de 2020

Como escolhemos

10Produtos analisados

14Horas investidas

2Estudos avaliados

45Comentários coletados

Já diziam os mais antigos: não existe comida ruim, existe comida sem tempero. E isso de fato é uma grande verdade. Além do alho e do sal, a pimenta também faz a diferença nos pratos. E para tê-la fresquinha e saborosa, o moedor de pimenta é essencial. É sobre ele que vamos falar hoje aqui no ReviewBox Brasil.

Presente em praticamente todas as cozinhas profissionais, esse utensílio faz a diferença e com seu design e utilização muito simples, consegue agregar mais sabor e aroma a qualquer prato.

E se você está buscando justamente por isso, nesse artigo vamos trazer todas as informações sobre o moedor de pimenta. Ao final da leitura você saberá se ele é ou não ideal para as suas necessidades. Então continue com a gente e vamos lá!



Primeiro, o mais importante

  • O moedor de pimenta pode ser encontrado no formato manual e também no elétrico.
  • Ele pode ser utilizado para outros tipos de tempero como sal, mostarda em grãos e muito mais.
  • A maioria dos modelos possui regulador de moagem e assim é possível obter diversos tamanhos de grãos.

Você também pode gostar:

Melhores moedores de pimenta: Nossos favoritos

A dúvida na hora de comprar um moedor de pimenta começa quando você se depara com diversos modelos diferentes e não se sabe qual escolher. Pois para te apresentar os melhores do mercado, preparamos essa lista com algumas das melhoras opções. Confira:

Moedor de Pimenta em Madeira Captan Forest Cole & Mason

Fabricado com madeira nobre e acabamento manual, esse moedor de pimenta oferece seis tamanhos de moagem e conta com um sistema de precisão, que fornece um produto final com mais sabor e de acordo com a necessidade.

O diferencial desse moedor é que ele não esmaga os grãos da pimenta, mas sim os tritura e assim consegue retirar deles o máximo de sabor e aroma. Além disso, ele conta com um mecanismo de aço com mola que garante uma moagem e vazão consistentes e não enferruja com o uso.

Moedor de Pimenta em Madeira Trudeau Preto

Fabricado pela Trudeau, marca mundialmente conhecida em utensílios de cozinha, esse moedor de pimenta é confeccionado com madeira de alta qualidade na cor preta e conta com lâminas em aço e carbono que oferecem uma moagem precisa e eficiente.

Ele possui 27 centímetros de altura, comporta uma grande quantidade de sal ou pimenta e possui diferentes regulagens de altura para que seja possível ajustar a espessura desejada dos grãos de acordo com a preferência.

Moedor de Pimenta Keswick Cole & Mason em Madeira

Confeccionado com madeira nobre e tendo um recipiente para pimenta em acrílico, esse moedor possui um design simples, porém muito funcional, e conta com sistema de moagem em aço inox com mola, que não enferruja e garante um resultado final preciso, sem esmagar os grãos.

Tem ainda seis regulagens de tamanho para moedura da pimenta, que vão do fino ao grosso, tem tampa de pressão para facilitar o reabastecimento e pode ser utilizado diretamente na mesa ou dentro da cozinha durante o preparo das receitas.

Guia de Compra

Considerado um dos maiores aliados para quem adora usar a pimenta-do-reino nos seus pratos, o moedor de pimenta é um equipamento que praticamente todo chef de cozinha possui e que pode ser facilmente utilizado também por cozinheiros amadores.

E se você se encaixa em uma dessas classificações e está em busca de um desses, saiba que nesse guia de compra vamos responder todas as suas dúvidas de uma vez por todas. Para isso basta ler até o final.

Saiba como escolher o seu próximo moedor de pimenta. (Fonte: Sonja Punz / Unsplash)

O que é um moedor de pimenta e como utilizá-lo?

O moedor de pimenta é um utensílio de cozinha encontrado em diversos tamanhos e que serve para moer pimentas em grãos, fazendo com que se tornem menores de maneira instantânea.

Também pode ser usado para moer sal grosso e outros temperos.

Ele está disponível em variados modelos e pode também ser usado para moer sal grosso e outros temperos.

O moedor de pimenta possui um funcionamento muito simples. Para utilizá-lo basta colocar a pimenta em seu reservatório, regular a rosca para definir o tamanho dos grãos e girar a sua parte superior para que o tempero seja liberado.

foco

O moedor de pimenta foi inventado na França em 1842 por Jean Pequignot Peugeot e até hoje são produzidos modelos dessa marca.

Quais as vantagens e desvantagens do moedor de pimenta?

Além da praticidade, o moedor de pimenta é responsável por dar mais aroma e sabor a comida devido ao trabalho que realiza com esse ingrediente.

Logo que a pimenta é moída, ela libera óleos aromáticos que conferem a ela muito mais intensidade e gosto. Porém, conforme o tempo vai passando, esses óleos se dispersam e nas opções de pimenta moída encontradas nos supermercados eles já não existem.

Com um moedor em casa, é possível utilizar de maneira total os óleos produzidos pela pimenta assim que ela é moída, e com isso se atinge um resultado final mais aromatizado e com sabor diferenciado.

Já com relação ao sal, não se tem uma alteração no gosto final, porém com o moedor consegue-se ter grãos um pouco maiores do que o em pó e assim é conferida a comida uma textura diferenciada.

Outro ponto positivo desse produto é que ele é muito fácil de usar e encontrado em valores bem em conta. Graças a isso pode fazer parte da cozinha de qualquer pessoa, não sendo um item de uso apenas profissional.

A única questão que deve-se tomar cuidado com o moedor de pimenta está relacionada ao fato de que existem alguns modelos que são feitos com materiais que podem enferrujar e isso acaba diminuindo a durabilidade do produto.

Vantagens
  • Mói a pimenta na hora e permite a utilização de seus óleos
  • Pode ser usado com sal e outros temperos e dá mais textura a comida
  • É fácil de utilizar
  • Existem opções com valor muito em conta
Desvantagens
  • Alguns modelos enferrujam com o uso

Moedor de pimenta elétrico x manual: Qual escolher?

Atualmente, é possível encontrar dois tipos de moedores de pimenta, os manuais e os elétricos. Por mais que ambos gerem um resultado final igual, eles possuem algumas particularidades.

O moedor manual é o mais simples. Para funcionar basta girá-lo que a pimenta sairá moída. Já o elétrico é ligado a partir de pilhas e possui um design muito parecido com o modelo anterior.

Para ter a pimenta moída basta acionar um botão que ele fará todo o processo sozinho. O único porém é que muitas pessoas relatam que os moedores elétricos possuem uma durabilidade menor e também custam um pouco mais caro.

Moedor manual Moedor elétrico
Acionamento Manual girando a sua base Basta apertar um botão para que realize a moagem
Eficiência Mói os grãos em diferentes tamanhos de maneira eficiente Mói os grãos em diferentes tamanhos de maneira eficiente e sem esforço
Durabilidade Possui excelente durabilidade Pode quebrar com mais facilidade

Quanto custa?

O preço dos moedores de pimenta varia de acordo com a marca, material e tipo de moedor, sendo que os elétricos acabam sendo mais caros.

Com isso, é possível adquirir um desses por um valor inicial de R$ 11 e o maior preço médio encontrado é de R$ 580.

Na foto um vaso de flores, um copo de leite, uma peça de queijo, uma tábua com alimentos e dois moedores de pimenta em inox.

Os moedores de pimenta elétricos estão entre os mais caros. (Fonte: LubosHouska / Pixabay)

Onde comprar?

Os moedores de pimenta são produtos fáceis de serem encontrados, em praticamente todas as lojas que vendem utensílios de cozinha é possível adquiri-los. É comum encontrar esse artefato em lojas como Preçolândia, Camicado e Etna.

Online também existe uma vasta gama de moedores de pimenta e neles é muito fácil de encontrar modelos de marcas específicas. Há diversas opções de lojas online e as que possuem boa quantidade de produtos são o Amazon, Americanas, TokStok e Mercado Livre.

Critérios de Compra: Fatores para comparar as opções de moedor de pimenta

Agora que te explicamos com detalhes tudo sobre o moedor de pimenta, chegou o momento de mostrarmos quais pontos você deve levar em consideração na hora de escolher um e são eles:

  • Material
  • Capacidade do moedor
  • Intensidade de uso
  • Regulagem

Detalhamos abaixo cada um deles para que você não erre!

Material

Os moedores de pimenta podem ser fabricados em diversos materiais, existindo opções em madeira, acrílico, aço inox e vidro.

Os moedores de madeira são tradicionais e estão entre os que mais duram, porém visualmente falando os que são confeccionados em vidro, acrílico e inox acabam sendo mais modernos.

Mas independente da estética, é importante se atentar com relação à matéria-prima do mecanismo de moagem. Ele não pode ser confeccionado com materiais metálicos simples, pois o sal corrói o metal e acaba prejudicando a sua durabilidade e dando gosto no tempero.

Na foto um moedor de pimenta com alguns grãos derrubados em sua volta ao lado de quatro espigas de milho assadas.

Os moedores de madeira são muito comuns e eficientes. (Fonte: lightfieldstudios / 123rf)

Capacidade do moedor

Outro ponto importante que deve ser analisado é a capacidade do moedor, e isso está diretamente relacionado a necessidade que você terá de abastecer o reservatório conforme ele é utilizado.

Dessa forma, os moedores maiores são ideais para ambientes onde há um amplo uso da pimenta nos pratos como restaurantes, por exemplo. Por terem um tamanho maior eles acabam não combinando com todos os modelos de mesa, ficando mais restritos ao ambiente da cozinha.

Já quem faz um uso mais caseiro pode optar pelo moedores menores. Por mais que neles caiba menos pimenta ou outro tempero eles acabam podendo ser levados para a mesa e também não ocupam muito espaço.

Intensidade de uso

Existe ainda a possibilidade de adquirir um moedor comum ou os descartáveis, que já acomoanham uma quantidade específica de pimenta, e devem ser trocados quando seu conteúdo termina.

Qual deles escolher irá depender da sua frequência de uso. Para quem usa bastante a pimenta nos seus pratos vale mais a pena investir em um tradicional e comprar separadamente os grãos, visto que com o tempo o valor sai mais em conta.

Por outro lado, quem usa pouco ou não sabe se o produto é uma boa opção para a sua realidade pode investir nos descartáveis porque eles já vem completos e podem custar menos.

Regulagens

Além de todos os itens que citamos, deve-se também levar em consideração o número de regulagens de moagem que o moedor possui e isso pode fazer a diferença para algumas formas de utilização.

Há opções que contam com até seis regulagens e isso faz com que se consiga grãos mais finos e menores ou até mesmo os maiores, que são ideias para temperar peças de carne.

Esse fator precisa ser levado em conta porque existem modelos simples que não contam com essa possibilidade. Logo, se você precisar do moedor para algo mais profissional, quanto mais níveis de moagem, melhor será o resultado final.

(Fonte da imagem destacada: Mikhail Laptev / 123rf)

Por que você pode confiar em mim?

Danielle Assis Jornalista
Dedica-se a produzir conteúdos interessantes e informativos. Apaixonada por viagens, moda, animais e adora dar presentes. A curiosidade é uma de suas características mais marcantes e está sempre em busca de produtos que tornam o dia a dia das pessoas mais prático e interessante.