Muito bem-vindo ao ReviewBox Brasil. O assunto de hoje é mop, um esfregão multiuso que vai facilitar a limpeza da sua casa ou local de trabalho. O uso do mop vem crescendo muito nos últimos tempos.

Ele substitui o trabalho realizado pela vassoura, pá, pano de chão e rodo, tudo em um único produto. O mop também é mais higiênico, pois diminui o contato das suas mãos com a sujeira.

O mais legal é que esse esfregão não serve só para limpar o chão da sua casa. Você também pode usá-lo para limpar vidraças e janelas, o exterior e interior de automóveis e diversos tipos de superfícies.

Primeiro, o mais importante

  • O mop é composto por balde, dispenser para colocar produtos de limpeza, centrífuga (geralmente em aço inox), cabo do esfregão e refil de tecido ou cerdas macias.
  • O balde do mop tem dois níveis, um para a centrífuga e outro para colocar água limpa com produto químico. A centrífuga tem função rotatória que ajuda a higienizar, remover o excesso de água e secar o esfregão.
  • A grande vantagem de usar um Mop para fazer a limpeza da sua casa é que além de ele ser mais prático, também é bastante higiênico, pois você não precisa colocar suas mãos na água suja.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 5 melhores modelos de mop

Agora, vamos apresentar a você os melhores modelos de mop. Nosso ranking leva em consideração os produtos de maior qualidade, mais práticos de usar e que os consumidores mais gostam. Confira:

1º – Mop Inox Duplo Estágio Linha Top Premium – FlexMop

O mop da linha premium da FlexMop tem padrão norte americano, design arrojado e robusto, similar aos produtos da linha profissional. Tem a vida útil mais longa, pois não trava como a maioria dos modelos, então você não vai precisar ficar comprando acessórios de substituição como cabos e cestas.

Ele também tem alguns diferenciais: é o único modelo com centrífuga de duplo estágio. O dispositivo no fundo da cesta lava o esfregão. Um pouco mais acima há outra peça que remove o excesso de água do equipamento através de um sistema de rotação em alta velocidade.

Também tem suporte antimofo, com posicionador para arejamento do refil, evitando a proliferação de fungos e bactérias.

2º – Mop Esfregão – Mop Perfect

O mop da Mop Perfect é um modelo completo, possui cabo ergonômico com 1,60 m de altura, balde com capacidade para 7 litros e 3 diferentes refis: esfregão de microfibra, esfregão de limpeza à pó e escovão de limpeza pesada.

Os refis têm diferentes usos, servem para limpar carro, vidro e chão, sem danificar essas superfícies. Basta molhar, centrifugar e passar.

3º – Esfregão Mop Limpeza Prática – MOR

O Mop esfregão da Mor é indicado para limpezas molhadas e úmidas. O balde dividido em duas partes tem capacidade para 16 litros e sistema que facilita a remoção do excesso de água e lavagem do equipamento.

Esse esfregão pode ser articulado em um ângulo de 180º, para facilitar a limpeza de locais mais difíceis, como extremidades, cantos de parede, embaixo dos móveis ou quinas.

4º – Mop BSL-3 – Braslu

O mop BSL3 da Braslu tem esfregão que limpa, remove o pó, absorve líquido e seca o chão. Esse modelo tem sistema de rotação 360º e o acionamento é feito pelo cabo. A centrífuga é de inox e as demais peças de plástico ABS.

Esse modelo vem com balde com 4 rodas e capacidade para 12 litros, uma base giratória de inox para centrifugar, um esfregão e um refil. O fabricante dá três meses de garantia.

5º – Mop Esfregão Limpeza Prática com Cesto – Uitech

O esfregão Mop Limpeza Prática da Uitech é um kit de limpeza que serve para higienizar pisos, vidraças, móveis, interior e exterior do seu automóvel. As franjas do esfregão são feitas de microfibra, que além da alta capacidade de absorção, retira a sujeira sem agredir ou riscar as superfícies.

Para usá-lo basta encher o balde com água e um pouco de desinfetante, molhar o esfregão e limpar o local desejado. Você também pode optar por usá-lo a seco. Por causa da rotação em 360º, esse aparelho limpa qualquer cantinho.

Guia de Compra

Agora que você conheceu os sete melhores modelos de mop, vamos falar um pouco mais sobre as características deste produto, quais são as vantagens e desvantagens dele, quais são os diferentes estilos, quanto custa este produto e onde comprá-lo.

Depois de saber tudo isso você saberá escolher o melhor mop para deixar sua casa sempre limpinha e cheirosa.

Imagem de uma mulher limpando o chão da sala com um mop e balde amarelo.

O Mop é um equipamento muito prático, pois substitui a vassoura e o pano de chão. (Fonte: Vadim Guzhva / 123RF)

O que é um mop e onde utilizá-lo?

É inevitável fazer limpeza na casa, principalmente por que ela tem influência na saúde e humor dos moradores. Mas, essa não precisa ser uma tarefa cansativa e chata, pois cada vez mais surgem ferramentas e produtos que facilitam a limpeza diária.

Um exemplo é o mop (traduzido do inglês significa esfregão). Esse equipamento é bastante comum nos Estados Unidos e países da Europa, e chegou ao Brasil há alguns anos.

O Mop pode ser usado para limpar o chão, paredes do banheiro ou cozinha, janelas e portas de vidro, exterior e interior de carros, entre outros. Por ter as franjas feitas de tecidos macios, ele não danifica nem risca qualquer que seja a superfície.

Imagem de uma mulher limpando o chão da corredor com um mop e outros equipamentos para limpeza

O Mop era muito utilizado em empresas do segmento industrial. Logo foi remodelado e passou a ser usado também na limpeza doméstica. (Fonte: Dmitry Kalinovsky / 123RF)

Há vários modelos de mop, os quais detalharemos melhor no próximo tópico. O mais completo é o modelo mop 360º, pois ele substitui os outros equipamentos de limpeza e alcança até os lugares mais difíceis.

Uma das características mais legais desse modelo além do giro 360º (daí vem o nome), é a ergonomia da peça. A maioria é feita de cabo telescópico, com altura regulável.

Outra coisa legal, é que você nem vai precisar tocar no pano para torcê-lo, pois o mop tem centrífuga que retira o excesso de água. Esses modelos também possuem trava para a retirada do esfregão.

Como usar o mop?

É muito fácil usar o mop, mas é preciso alguns cuidados para que ele tenha a vida útil mais longa e com isso evitar trocas excessivas do refil do esfregão. Quando o refil é de boa qualidade e é cuidado, ele pode durar cerca de 300 usos.

Você já reparou que o mop é composto de dois baldes unidos por uma peça ou com uma divisão em uma única peça?! Pois bem, no balde vazio você vai colocar água com um pouco de desinfetante.

Depois você irá molhar o esfregão nessa primeira repartição, até todas as franjas do mop estarem encharcadas de água. Depois, é só transferir o esfregão para a segunda repartição do balde e ativar a centrífuga.

Pronto! Você já pode usar o Mop. O ideal é usar fazendo movimentos circulares em forma do número oito.

Imagem de uma mulher usando um Mop para limpar a cozinha.

Em geral, o mop vem com um balde que tem uma divisão, uma parte para molhar o esfregão e a outra para retirar o excesso de água. (Fonte: rawpixel.com / Pexels)

Outro benefício do mop é que ele ajuda a economizar água e desinfetante, pois não é necessário trocar a água várias vezes.

Você também pode usar o mop à seco para retirar a poeira que vai se acumulando no chão durante o dia a dia. A microfibra absorve o pó e impede que ele se espalhe no ar e móveis.

Após o uso é importante limpar o esfregão, para evitar que ele estrague ou fique com mofo. Para higienizar o pano de microfibra é só desencaixar da base do rodo e lavar com um pouco de água e sabão neutro. Deixe secar naturalmente.

Uma coisa legal que você pode fazer é varrer a casa antes de usar o esfregão, dessa maneira as sujeiras e fios de cabelo não se acumulam no tecido. Para remover resíduos grandes como folhas de árvores, mantenha o uso da vassoura.

Confira uma tabela com as vantagens e desvantagens do produto:

Vantagens
  • Praticidade e redução no tempo de limpeza
  • Evita o contato das mãos com a água suja, produtos químicos e pano de chão
  • Utiliza tecidos de alto desempenho como a microfibra, algodão, e lã
  • O cabo é retrátil, você pode ajustar a altura de acordo com o local que esteja limpando
Desvantagens
  • Precisa trocar o refil do Mop periodicamente
  • É recomendado usar vassoura para remover sujeiras antes do mop, dessa forma ele dura mais
  • É mais caro do que os equipamentos de limpeza convencionais

O que diferencia um modelo de mop de outro?

Há vários tipos de mop além do esfregão convencional do qual estamos falando até então. Falaremos um pouquinho sobre cada tipo abaixo:

Mop com rolo

Este tipo de mop substitui o rodo com pano, pois lava e seca o chão. O mop com rolo possui uma esponja que absorve a água, e uma alavanca que espreme a esponja e remove a água absorvida. A esponja deve ser trocada esporadicamente por um refil.

Mop vassoura

O mop vassoura veio para substituir de vez as vassouras comuns, isso porque nem sempre o mop convencional de algodão, microfibra ou lã é recomendado, sem que seja feita uma limpeza prévia, usando a vassoura para recolher sujeira e fios de cabelo.

Esse modelo varre, aspira e coleta resíduos automaticamente em um recipiente acoplado à vassoura, que depois deve ser descartado diretamente no lixo. O tamanho do cabo também é ajustável e ele não emite ruídos.

Mop de lã

O mop de lã de carneiro é recomendado para lustrar o piso ou carro com cera ou outros produtos que dão brilho. Esse tipo de mop garante mais uniformidade na aplicação e não solta fiapos, o que resulta em um acabamento homogêneo. Por causa do material, o mop de lã pode ser lavado na máquina e dura até 300 usos.

Mop para vidro

O mop para vidro é o modelo ideal para limpar janelas, pois ele tem o cabo longo e leve que alcança lugares mais altos e difíceis de limpar.

De um lado ele possui espuma para limpar o vidro que não risca nem danifica a superfície. Do outro ele tem um rodinho para secar o vidro. Veja como é fácil e prático de usar esse modelo no canal Tu organizas por Nina Braz:

Mop para pó

O mop para pó tem as fibras feitas de algodão, acrílico ou microfibra, três materiais com grande capacidade de absorção, e indicados para tirar poeira. Esse modelo tira o pó do chão sem levantá-lo ou espalhá-lo.

Por causa da mobilidade da base, o mop para pó alcança locais de difícil acesso, como debaixo de móveis ou extremidades.

Imagem de um Mop para poeira.

Há vários modelos Mop, um dos mais usados é o Mop para pó. (Fonte: Stevepb/ Pixabay)

Mop spray

O mop em spray é o modelo mais moderno. Ele possui um reservatório próximo à base que serve para colocar produtos de limpeza, que são liberados durante a limpeza em respingos de spray acionados por um dispositivo manual no cabo do mop.

A base é feita de microfibra e esse modelo pode ser usado em pisos frios, de matéria-prima sintética ou natural. Veja um vídeo de comparação no canal ‘Organize sem Frescuras!’ entre o mop convencional e o em spray:

Mop ou esfregão elétrico?

O esfregão elétrico também é um tipo de mop, ele possui uma estrutura bem similar, de cabo e refil de microfibra, algodão ou cerdas macias na ponta.

A diferença é que você só precisa ativar o funcionamento da rotação e ir posicionando-o nos lugares que você deseja limpar.

Esse modelo tem a bateria recarregável, com duração de cerca de uma hora e vem com o cabo para recarga. O motor tem capacidade de até 300 RPM (rotações por minuto).

Preparamos uma tabela comparando as principais diferenças e similaridades entre o mop convencional e o esfregão elétrico, confira abaixo:

Mop convencional Esfregão elétrico
Custo Custa mais barato, a partir de R$ 50 É mais caro, custa a partir de R$ 200
Funcionamento Manual À bateria recarregável
Ideal para Limpar pisos de todos os tipos, janelas, interior e exterior de automóveis, entre outros Limpar banheiro, cozinha, pisos e paredes
Centrífuga Vem com centrífuga Não tem centrífuga
Uso Pode ser usado úmido, molhado ou seco Pode ser usado úmido, molhado ou seco

Quanto custa?

Alguns fatores influenciam no preço de um mop, como a capacidade em litros do balde, se tem centrífuga, quais são os materiais de fabricação da peça, se há dispenser para colocar outros utensílios e produtos de limpeza, etc.

O mais barato custa a partir de R$ 50, há excelentes modelos que custam até R$ 100. Mas, você também pode investir em um equipamento com mais apetrechos que pode custar até R$ 600.

Onde comprar?

Você pode encontrar o mop em supermercados como Walmart, Carrefour e Extra, em lojas de móveis e eletrodomésticos como Magazine Luiza, Casas Bahia e Ponto Frio, ou mesmo em lojas de departamento, como Americanas.

Mas, com o Guia de Compras da ReviewBox Brasil, você nem vai precisar sair do conforto da sua casa para comprar um. Recomendamos alguns e-commerces (lojas virtuais) como Amazon, Submarino e Mercado Livre.

A site da Amazon é um dos melhores, lá você consegue fazer buscas por departamentos, comparar modelos, marcas e preços, olhar várias imagens do produto e ler os comentários de pessoas que já compraram o produto.

foco

Você sabia que o mop foi inventado por Cassius White em 1875 nos Estados Unidos? White queria aperfeiçoar uma vassoura comum e deixá-la mais prática para usar, foi por isso que ele começou a acrescentar algodão na ponta do cabo de madeira.

A invenção foi um sucesso com os amigos, então o inventor começou a fabricar alguns modelos de maneira artesanal e com a ajuda de seus filhos. 30 anos depois, ele abriu a primeira fábrica, a White Mop, e o esfregão é um sucesso até hoje.

Critérios de compra: Fatores para comparar e qualificar os diferentes modelos de Mop

Você está querendo comprar um mop, mas não sabe qual modelo escolher? Não se preocupe, pois vamos falar sobre os principais critérios de compra, ou seja, o que você deve levar em consideração na hora de escolher um modelo de mop. São eles:

  • Tecido do esfregão
  • Capacidade do balde
  • Material de fabricação da peça
  • Funcionalidades extras

Agora vamos detalhar cada um dos itens citados acima, para que você não fique com nenhuma dúvida e possa escolher um equipamento que melhor atenda às suas necessidades.

Tecido do esfregão

Os mops utilizam tecidos de alto desempenho como matéria-prima do esfregão, eles são bastantes eficientes na absorção da sujeira e resíduos líquidos e bem fáceis de centrifugar.

Os mops podem ser de fibras sintéticas ou naturais.

Alguns modelos vêm com a base e várias opções de refis, enquanto outros são apropriados para determinados tipos de limpeza e superfícies e por isso utilizam apenas um tipo de tecido.

Vamos dividir esse tópico em duas partes, para explicar melhor a origem e tipos de fibras naturais e sintéticas. Ao final, vamos detalhar quais são as melhores para cada caso, para que você não erre na compra.

Fibras sintéticas

Os refis de fibras sintéticas são resistentes, fáceis de montar e secam rapidamente. Um dos tipos mais usados é a microfibra, que é originada da junção do poliéster e poliamida (nylon), e quando unidas criam uma fibra capaz de absorver umidade, sujeira e detritos.

Outra vantagem da microfibra é que o nylon cria uma carga estática que atrai sujeira e a prende dentro do tecido até que ele seja lavado.

A fibra acrílica é outro tipo de fibra sintética, bastante similar ao algodão, que pode ser lavada sem prejudicar a forma, é resistente a mofo, bolores, óleo, produtos químicos e raios solares.

Imagem do refil de um Mop de microfibra verde.

O tecido de microfibra é sintético, bastante macio e tem alta capacidade de absorção. (Fonte: Rkit / Pixabay)

Fibras naturais

As fibras naturais são feitas a partir de matérias-primas de origem vegetal como algodão ou de origem animal como a lã do carneiro.

O algodão é um dos tipos mais utilizados, pois oferece maciez e suavidade e pode ser usado em superfícies secas ou úmidas. A lã de carneiro é usada para lustrar pisos e superfícies.

Agora, o que você precisa pensar é: “Em quais situações eu vou usar o mop?”. Se o seu uso for para limpar pisos frios, opte por modelos de algodão, fibras sintéticas ou espuma densa de alto poder de absorção.

Se o intuito for tirar a poeira, os tecidos de algodão e microfibra são bastante recomendados, pois absorvem a sujeira sem levantar pó no ar ou nos móveis. Para dar brilho e encerar pisos e lataria de carro, opte por um Mop de lã de carneiro.

Por fim, escolha os modelos com esponja macia para limpar vidros e secar pisos e esponjas abrasivas para remover sujeira impregnada de pisos rústicos como cimento, pedras naturais, entre outros.

Capacidade do balde

Geralmente o mop convencional vem com duas repartições, uma para colocar a água limpa com produto de limpeza e a outra com a centrífuga, apenas para remover o excesso de água das fibras do tecido.

Em alguns casos a água que será usada na limpeza e a centrífuga ficam na mesma repartição e a outra repartição serve apenas como dispenser para armazenar outros equipamentos e produtos de limpeza.

Seja como for, os baldes têm capacidades em litro diferentes uns dos outros. O modelo mais básico suporta apenas cinco litros, enquanto outros maiores suportam de 10 a 20 litros.

Mesmo os modelos menores são bastante práticos, pois com o mop você não precisa ficar trocando a água com frequência. Opte por um modelo que melhor atenda às necessidades do tamanho do lugar que você vai limpar.

Material de fabricação da peça

O material do balde sempre vai ser plástico PVC ou ABS, mas é importante escolher bem o material da centrífuga. Por ser uma peça metálica que ficará em contato frequente com água e produtos químicos fortes, essa peça deve ser de aço inoxidável, pois ele não enferruja.

Em relação ao material do refil de limpeza, há opções com fibras naturais e sintéticas, detalhamos quais tipos são mais indicados de acordo com o tipo de limpeza e superfície que será limpa, leia no primeiro tópico desta seção.

Funcionalidades extras

O mop convencional pode ter várias funcionalidades extras, que facilitam e agilizam ainda mais a limpeza. O cabo com regulagem de altura é um requisito quase fundamental no mop, isso porque ele ajuda a limpar até os lugares mais difíceis sem prejudicar a sua coluna por isso.

Outra peça bastante útil é o pedal para prender e soltar o mop da centrífuga. Para usá-lo basta posicionar o mop, travar com o pedal, acionar o dispositivo de centrifugação (geralmente no próprio cabo) e depois destravar usando o pedal novamente.

Imagem de mop com pedal e outros produtos de limpeza ao redor.

O pedal do Mop é utilizado para prender e soltar ao centrifugar o esfregão. (Fonte: serezniy / 123RF)

Para eliminar a água suja depois da limpeza, alguns modelos vêm com tampinha na parte inferior do balde, basta abrir diretamente no ralo, sem precisar entrar em contato com a sujeira.

A alça para transporte também é bastante útil para locomover o mop de um cômodo para o outro. Alguns modelos também contam com rodinhas nas quatro extremidades.

Por fim, o suporte antimofo para arejar o refil e evitar a proliferação de fungos e bactérias também é bem vantajoso. Mas lembre-se, depois de usar o mop você deve lavá-lo e deixá-lo secar antes de usá-lo novamente.

(Fonte da imagem destacada: serezniy / 123RF)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
51 Voto(s), Média: 4,04 de 5
Loading...