Ultima atualização: 10 de agosto de 2021

Como escolhemos

12Produtos analisados

21Horas investidas

6Estudos avaliados

72Comentários coletados

Bem-vindo à ReviewBox! Embora esperemos que você nunca tenha sofrido (ou nunca irá sofrer) uma lesão, as lesões são a ordem do dia no mundo em que vivemos. Felizmente, a medicina tem uma série de ferramentas úteis que nos permitem lidar com a vida cotidiana enquanto nos recuperamos. Uma delas é a muleta, sobre a qual falaremos hoje.

As fraturas e entorses das pernas são particularmente inconvenientes porque requerem imobilização temporária para curar. Isto pode ser um grande problema, pois precisamos nos deslocar para fazer atividades como ir ao trabalho ou à escola. Se o médico aprovar o uso de muletas, eles podem diminuir este problema.

Esta é uma boa razão para querer estudar as muletas e aprender mais sobre elas. Portanto, nós criamos este guia para ajudá-lo a se familiarizar com as muletas. Apresentaremos a você o tópico com nosso ranking das melhores muletas do mercado e, em seguida, analisaremos os aspectos particulares das mesmas, bem como os principais fatores de compra.




Primeiramente as coisas mais importantes

  • As muletas são instrumentos médicos para apoiar o corpo. Quando uma perna (ou parte de uma perna) é ferida, é necessário imobilizá-la durante o processo de recuperação, o que dificulta o processo de caminhada. As muletas fornecem suporte adicional que facilita a mobilidade, tornando a recuperação mais gerenciável.
  • Existem dois tipos de muletas, cujos nomes se referem às partes do corpo com as quais elas são mantidas: axilar e antebraço. As muletas Axillary são as mais comuns e fáceis de usar. As muletas para antebraços são mais difíceis, mas proporcionam uma maior variedade de movimentos e são comuns em lesões com períodos de recuperação muito longos.
  • Para escolher as muletas mais apropriadas e tornar o processo de recuperação o mais tolerável possível, é importante considerar o tipo de lesão para a qual elas estão sendo usadas, o conforto oferecido pelos aparelhos, o tamanho/altura do usuário e a facilidade de transporte.

Muletas: nossas recomendações

Guia de compras

Agora que você conhece as melhores opções de muletas do mercado, vamos analisar os pontos característicos destes instrumentos médicos úteis. Deve-se notar que as informações aqui contidas são apenas para referência, portanto você deve procurar aconselhamento médico se você sofrer qualquer lesão ou desconforto.

As muletas fornecem o suporte necessário para mantê-lo em movimento enquanto se recupera de uma lesão (Foto: Wang Tom/123rf.com)

O que são muletas e quais são suas vantagens?

As muletas são ferramentas médicas que fornecem apoio adicional ao corpo durante a caminhada, o que é necessário quando uma perna (ou parte de uma perna) é imobilizada devido a uma lesão. O usuário se inclina sobre eles ao dar passos, o que proporciona estabilidade e suporte e facilita o processo de mobilidade.

As muletas são geralmente feitas de alumínio, embora existam algumas versões mais antigas, mas ainda em uso, que são feitas de madeira. Embora venham em tamanhos, eles têm sistemas de ajuste adicionais que permitem que eles sejam perfeitamente adaptados à altura do usuário.

Vantagens
  • Elas permitem caminhar durante a recuperação de lesões
  • aprender a usá-las é muito fácil
  • são bastante acessíveis
  • são úteis para pessoas com deficiências
Desvantagens
  • São difíceis de transportar
  • ocupam espaço considerável quando não estão em uso
  • são geralmente desconfortáveis
  • são difíceis de usar ao subir escadas

Muletas axilares e do antebraço - o que procurar

Existem dois tipos de muletas: axilares e do antebraço. O propósito central dos dois tipos é o mesmo: apoiar o corpo para caminhar; no entanto, eles diferem na forma de apoio, o que, por sua vez, tem outras implicações.

Muletas axilares: As mais comuns e mais fáceis de usar. Eles são normalmente usados para lesões com um tempo de recuperação curto a médio (aproximadamente 5 meses no máximo). Estas muletas são suportadas pelas axilas, e também têm pegas mais baixas que o usuário segura para maior controle e direção ao pisar.

Embora altamente eficazes, elas têm alguns inconvenientes. Se usadas por longos períodos de tempo, elas podem causar cólicas, dormência ou dor nas axilas. Além disso, seu uso faz com que o usuário se descuide naturalmente, o que pode ter repercussões a longo prazo na postura.

Muletas de antebraço: Este tipo de muleta é às vezes referido como uma "bengala inglesa" porque são mais comuns na Europa. Eles são menos comuns. Elas são normalmente mais apropriadas para aquelas lesões com sequelas irreversíveis, ou para usuários que necessitam de suporte permanente adicional.

Com estas muletas, o usuário é apoiado por duas pegas de mão no nível da mão, enquanto um par de suportes do antebraço fornece estabilidade adicional. Eles são, portanto, mais difíceis de usar, pois é necessária uma maior força do braço. Entretanto, o alcance do movimento é maior, e a postura do usuário é mais natural.

Mãos e antebraços Axilares Mãos e antebraços Axilares
Eles são mantidos de As axilas As mãos e antebraço
Facilidade de uso Alto, virtualmente sem necessidade de prática Baixo, requer prática e desenvolvimento de força
Desvantagens Cãibras e dormência axilar Fadiga nos antebraços
Ideal para Lesões com períodos de recuperação mais curtos Recuperação longa, seqüelas permanentes, usuários deficientes

Critérios de compra: fatores que permitem comparar e classificar diferentes modelos de muletas

As muletas são muito úteis porque permitem que você permaneça móvel (moderadamente, é claro) durante o período de recuperação. Para o uso mais eficaz e apropriado das muletas com base na sua situação, é importante escolher as muletas certas. Com isto em mente, listamos os fatores de compra mais importantes:

Tipo de lesão

Como mencionado acima, o uso de muletas axilares e do antebraço difere principalmente em dificuldade. O tempo de recuperação depende do tipo de lesão e está diretamente relacionado ao tipo de muletas que você deve usar para facilitar ao máximo o seu tempo de recuperação.

Fratura: As muletas ideais para fraturas são muletas axilares. Estas muletas fornecem apoio suficiente, são muito fáceis de usar e você não precisa ter muita força em seus braços, o que é perfeito considerando que o tempo de imobilização para tal lesão é de alguns meses.

Entorse: A entorse também tem um tempo de recuperação baixo-médio, portanto, novamente, as muletas são a escolha ideal. Embora você certamente possa optar por muletas para o antebraço, o esforço necessário para se acostumar a elas provavelmente não vale a pena, pois as muletas axilares são mais fáceis de usar.

Lesão permanente: Infelizmente, alguns ferimentos deixam seqüelas por toda a vida, o que obriga o usuário a usar instrumentos de suporte permanentemente. Para tais casos, as muletas para antebraços são a melhor opção porque oferecem maior liberdade de movimento. Acostumar-se a elas levará alguns meses, mas valerá a pena.

Tamanho

Para tornar o uso das muletas o mais confortável possível, é necessário considerar seu tamanho e altura. As muletas vêm em certos tamanhos. Estes não são padronizados ou universais, mas geralmente não diferem muito de um fabricante para outro. A seguinte tabela mostra as alturas médias das muletas:

Small Medium Large
Altura total aproximada 1.35 - 1.55 m 1.55 - 1.75 m 1.75 - 2m

Como você pode ver, a altura de cada tamanho é expressa em um intervalo. Se você já determinou seu tamanho ideal, mas sua altura está bem no meio da faixa, não se preocupe. Todas as muletas podem ser ajustadas para alcançar qualquer altura dentro de sua respectiva faixa, para que você possa adaptá-las perfeitamente às suas necessidades.

As muletas para antebraços são um tipo de muleta menos comum, mas igualmente eficaz (Foto: kaboompics / pixabay.com)

Conforto das muletas

O conforto é muito importante, pois se não estiver presente, o uso das muletas pode ser um tormento, assim como o processo geral de recuperação. Isto depende em grande parte do material e da composição do aparelho (axilar ou antebraço).

Quanto mais suaves eles forem, mais confortáveis eles estarão. A maneira mais fácil de testar o conforto de seus suportes de muletas é experimentá-los e caminhar com eles por dois minutos, sem parar, e tentar apoiar seu corpo o máximo possível.

Se após dois minutos você sentir algum desconforto, você provavelmente deve procurar outras muletas com suportes mais confortáveis.

Facilidade de transporte

As muletas são objetos volumosos e longos que, na maioria dos casos, são difíceis de transportar. Eles podem ser difíceis de caber em muitos carros, e também podem ser um problema ao usar o transporte público.

Portanto, vale a pena encontrar a opção mais fácil de transportar com base na sua situação. Se você acha que suas circunstâncias dificultam o transporte de muletas axilares, você pode consultar seu médico para determinar se o uso de muletas para o antebraço (que são mais curtas) é apropriado para a sua condição.

Se este não for o caso, recomendamos optar por muletas dobráveis, cujo tamanho pode ser reduzido pela metade.

(Foto em destaque: Racorn/123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas