Imagem mostra dois Nintendo 3DS abertos e desligados lado a lado, um preto e outro branco, sob uma superfície bicolor.

Olá, seja bem vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje vamos falar sobre o Nintendo 3DS, o sucessor do console portátil mais bem sucedido da história, o DS, e a linha com uma das maiores “famílias” dentro da gigante empresa japonesa.

A grande inovação do 3DS é a capacidade de projetar imagens em 3D sem a necessidade de óculos. Porém, com o tempo o console foi se alinhando à era dos smartphones e desenvolveu seu sistema operacional a tal ponto que existem modelos baseados somente nele, sem a projeção 3D.

E são muitos modelos, lançados ao longo de quase uma década de linha. Neste Guia, iremos destrinchar todos eles, explicar suas vantagens e desvantagens e listar critérios que possam ajudar a escolher qual é o ideal para você.

Primeiro, o mais importante

  • A Nintendo recomenda que a função 3D seja usada por crianças somente a partir dos sete anos de idade.
  • A “família 3DS” é enorme. Entre o clássico, os XL, ou 2DS e os “New”, há mais de meia dúzia de modelos diferentes.
  • Seu preço varia de R$ 300 a R$ 1500 , principalmente devido à tecnologia empregada, o tamanho do modelo e a sua data de lançamento.

Os melhores modelos de Nintendo 3DS

Nintendo New 3DS XL

O New 3DS XL é (até então) a última evolução do portátil da Nintendo, combinando um maior tamanho de tela com a incrementação no software e hardware, com destaque para a maior velocidade de processamento e para a equalização automática da projeção 3D.

O modelo conta ainda com novidades nos controles, como o “C-control” e os botões “ZL” e “ZR”.

Nintendo New 2DS XL

O melhor custo benefício fica como New 2DS XL, que mantém o mesmo poderio tecnológico e ergonômico do modelo “superior” (New 3DS XL), por um preço menor – devido à ausência da tecnologia 3D.

De novidades, o uso de um design colorido e em “flip”, ausente em outros 2DS, com a câmera posicionada na barra de articulação, de modo a economizar espaço para a tela.

Guia de Compra

Não é à toa que o Nintendo 3DS é uma das linhas de portáteis mais duradoura. O console consegue se manter atual combinando uma jogabilidade que se encaixa com seus usuários e com atributos alinhados com seu nicho de mercado.

Esse nível, porém, veio à custo de muitos lançamentos, tantos que um jogador de primeira viagem pode ficar perdido. Então, nesse Guia de Compra, vamos falar sobre cada membro da família, sobre suas mudanças, vantagens e desvantagens. Dessa maneira, você pode pensar no modelo ideal para a sua “jogatina”.

Niño sentad en mesa jugando videojuego portatil

A Nintendo, fabricante do 3DS, é uma das líderes do mercado de games, e tem uma legião de fãs.
(Fonte: Aerschot/ 123.rf.com)

O que é o Nintendo 3DS?

O Nintendo 3DS é um videogame portátil fabricado pela Nintendo, empresa japonesa de tecnologia, uma das líderes do mercado.
Com um desenho análogo ao de um celular de “flip”, mas usado na horizontal, o console possui duas telas: a superior, principal; e a inferior, usada como apoio e navegação do sistema operacional. Nas laterais desta tela, ficam ou botões de controle.

É nessa tela inferior em que são projetadas as imagens em 3D, vistas sem a necessidade de óculos especiais.

A tecnologia, chamada de projeção estereoscópica, foi a principal inovação apresentada à época de seu lançamento, em 2011 – substituindo a linha portátil mais bem sucedida da história do mercado de games, o Nintendo DS.

Padre e hijo con videojuego portátil

O Nintendo 3DS é um videogame portátil fabricado pela Nintendo, empresa japonesa de tecnologia. (Fonte: Lily-Oh/ 123rf.com)

Com o advento, a Nintendo pretendia dar uma maior funcionalidade à tela de apoio, que fez muito sucesso na linha anterior, o que conseguiu. Com “hologramas”, a jogabilidade ficou mais dinâmica, e, por que não, mais divertida.

Ainda assim, a execução da tecnologia ainda tinha seus problemas, e a maioria dos jogos não a explorava, ou pelo menos não a fazia parte integral da sua jogabilidade.

Ou problemas tecnológicos – assim como algumas questões de tamanho de tela e disposição dos controles – foram sendo corrigidos conforme novos modelos foram sendo lançados. A questão dos jogos que acabou não se alterando muito.

Dessa maneira, a Nintendo foi investindo em outras funcionalidades, baseadas em seu sistema operacional, em suas possibilidades online e na compatibilidade com games e consoles antigos da empresa.

magem mostra um Nintendo 3DS Clássico, rosa, sob um fundo branco..azul

O Nintendo 3DS sucedeu o mais bem sucedido portátil da indústria de games, o DS. (Fonte: Knop/ Pexels.com)

Quais as vantagens e desvantagens do Nintendo 3DS?

Duas das grandes vantagens do 3DS estão em sua própria concepção, A primeira é a dinâmica das duas telas, que dá mais opções para a jogabilidade dos games e está até alinhada com a lógica das segundas e terceiras telas de hoje em dia.

Nessa segunda tela, é possível, por exemplo, acessar o mapa do jogo concomitantemente com a ação na tela de cima, muito útil para jogos como Mario Kart, por exemplo.

Além disso, por ela é possível acessar o sistema operacional do aparelho, também sem sair do gameplay. Executar músicas, abrir imagens, chat, etc, ficou mais fácil.

Depois, a própria projeção em 3D sem óculos é uma vantagem, dando profundidade aos jogos e abrindo inúmeras possibilidades de atuação – e porque não existe em nenhum outro console.

(Fuente: Dids/ Pexels.com)

Outro grande trunfo do 3DS é a funcionalidade do aparelho, com sistemas como o StreetPass, que reconhece outros usuários na rua; a integração com a tecnologia de realidade aumentadas; a compatibilidade com jogos de consoles antigos; para ficar entre alguns destaques. Em outras palavras, o videogame vai além dos jogos.

Por outro lado, as desvantagens tangem as adaptações tecnológicas para sua portabilidade e os detalhes da tecnologia da projeção em 3D da tela secundária.

Para começar, o tamanho do aparelho, que nunca parece ser certo. O 3DS clássico é muito pequeno, principalmente sua tela e seus botões. Os modelos XL são grandes até demais, parecendo notebooks de brinquedo e perdendo uma parte significativa de sua portabilidade.

Imagem mostra uma mão segurando um New Nintendo 3DS XL, sob um fundo branco.

As versões mais recentes do Nintendo 3DS buscaram aumentar o tamanho da tela e do aparelho. (Fonte: Dids/ Pexels)

Em segundo, com o tamanho da tela, dos controles e com as fortes cores, usadas para compensar exatamente esse tamanho de tela e a sua resolução, o console pode gerar grandes cansaços na visão, a ponto da Nintendo recomendar uma pausa de dez minutos para cada hora jogada.

Por fim, a tecnologia 3D tem seus percalços. Primeiro, pela sua restrição de idade, recomendada a partir dos sete anos, devido às fortes luzes.

Depois, nos modelos mais antigos, sua funcionalidade não é prática, sendo necessária uma equalização precisa e uma posição e uma distância certas da cabeça e dos olhos em relação à tela, para funcionar.

Vantagens
  • Dinâmica de duas telas
  • Dinâmica de duas telas
  • Funcionalidades extras
Desvantagens
  • Tamanho: grande demais ou pequeno demais
  • Problemas no desempenho do 3D
  • Cansaço na visão

XL, 2DS ou New?

Ao longo de oito anos de linha, a Nintendo lançou nada menos que sete modelos e variações do 3DS.

No entanto, não há necessidade de explicar um por um, já que eles obedecem as imposições de três subgrupos – quatro, se considerarmos o clássico, o 3DS original – que têm atributos bem definidos e que podem se combinar em um só aparelho: o “XL”, o “New” e o “2DS”.

XL

O grupo do XL, que remete às indicações de tamanho de roupa (do inglês “extra large”, ou “GG”), tem como mote exatamente seu tamanho, expandido em relação ao 3DS clássico.

O “Nintendo 3DS XL”, por exemplo – o segundo modelo lançado – é 20 mm maior em altura e largura do aparelho, e com a tela superior e inferior maiores também, em 4 cm e 3 cm, respectivamente.

Os outros atributos são os mesmos, com exceção da duração da bateria e espaço de armazenamento, beneficiados pela maior área disponível no modelo. São 2GB a mais de espaço e 1,5h a mais de bateria.

2DS

O subgrupo 2DS foi pensado como uma opção mais barata do console. Para tal sua duas principais mudanças: o fim da projeção 3D e o design em flip dos outros modelos, pelo menos nas edições mais antigas do 2DS.

Uma grande barra sólida, lembra um GameBoy Advanced, só que um pouco mais alto. Em relação ao 3DS clássico, é 4 mm menor e cinco vezes mais largo, apesar de manter o tamanho das telas. Seu desempenho gráfico é similar ao 3DS e ao XL, e têm o mesmo armazenamento do XL (4GB).

Niño jugando en sofá

El Nintendo 3ds es de las consolas mas recordadas. (Fonte: Dilsiz/ 123rf.com)

New

O New é tratado como a ponta da família 3DS. Ele aposta em um melhor desempenho, seja gráfico, de projeção 3D, de processamento, de memória… o New é o mais próximo de um smartphone dentro da linha.

A principal modificação física é a presença do botão analógico direito, o “C-control”, que precisa ser comprado separadamente em outros modelos.

O New conta também com um sensor em sua câmera frontal, que permite equalizar melhor a projeção 3D a partir da posição dos olhos da pessoa em relação ao console, não o contrário.

XL 2DS New
Design Tela maior Sem dobra Controle estendido
3D Normal Não há Avançado

Combinados

Ou grupos têm atributos e novidades específicas e diferentes, mas não são exclusivas. Elas podem se combinar em um único modelo, que então, leva todos os atributos dos grupos aglutinados, como o Nintendo 2DS XL ou o New Nintendo 3DS XL.

Niño jugando con Nintendo 3DS

Ou grupos têm atributos e novidades específicas e diferentes, mas não são exclusivas. (Fonte: Rostagno/ 123rf.com)

Quanto Custa?

A faixa de preço do Nintendo 3DS é grande, de R$ 300 à R$ 1500, muito por que existem diversos modelos. Entre os tipos de tecnologia mais compatíveis, a diferença recai principalmente na data de lançamento.

Outra possibilidade são os combos ou as edições especiais, com jogos salvos na memória, ou que vem junto na embalagem e até com um design e pintura especiais, temáticos de algum jogos específico, como Pokémon e Zelda, por exemplo.

Onde comprar?

É possível encontrar a maioria dos modelos, pelo menos os mais novos, em lojas físicas de tecnologia e de games, como a Saraiva e a Fast Shop, e até supermercados como o Extra e WalMart.

Contudo, lojas online como a Amazon, Mercado Livre e Submarino, além dos websites das lojas citadas acima, podem oferecer variedade de modelos e de preços, tudo no conforto da sua casa.

Imagem mostra a fachada de uma loja com pequenos mosaicos de papel colorido colados na janela. Eles são temáticos de jogos da Nintendo.

Lojas físicas têm certa variedade de modelos, contanto que sejam mais novos. (Fonte: Michael Trimble/ Unsplash)

Critérios de Compra: Fatores para comparar os modelos de Nintendo 3DS

A ReviewBox Brasil reuniu alguns aspectos do Nintendo 3DS, seja sobre o aparelho em si ou seu uso, que devem nortear a sua compra. São critérios para te ajudar a escolher o modelo ideal:

  • Hábito e locais de jogo
  • Encaixe da mão
  • Jogos
  • Projeção 3D

Vamos, então, explicar cada um desses critérios, para que a sua compra seja muito bem pensada.

Hábito e locais de jogo

Ponderar ou seus hábitos antes de adquirir um bem de consumo é sempre positivo, já que, encaixando o produto na sua rotina, a chance de um bom retorno em satisfação aumenta.

Com o Nintendo 3DS não é diferente. Pense, antes de comprar o seu modelo, nos seus hábitos e sua rotina, principalmente quando e onde você pretende jogar no seu aparelho.

Se a maioria das horas são no transporte público, por exemplo, um 3DS clássico ou um 2DS podem ser os mais indicados, pela sua extrema portabilidade. Se você gosta de jogar no sofá da sua casa, ou por várias horas – ou os dois – um modelo XL pode te dar maior conforto.

Um “New” se você quer jogar online e interagir bastante, um 2DS para a criança por ser mais resistente, enfim, hábitos e locais de jogo influenciam na satisfação com o modelo escolhido.

Satoru Iwataex-Presidente da Nintendo

“Acima de tudo, jogos devem ser feitos com uma função em mente: serem divertidos para todo mundo”.

Encaixe com a mão

Com toda a boa portabilidade de consoles, há problemas de encaixe. No caso do NIntendo 3DS, há o tamanho dos controles, pequenos demais em alguns modelos, como o Clássico e o 2DS.

O critério aqui é simples. Se você tem mãos grandes, priorize os modelos XL, maiores, ou pelo menos teste, se possível, o modelo que você gostar mais, para avaliar o encaixe com a sua mão.

Niño jugando con Nintendo 3DS negro

Com toda a boa portabilidade de consoles, há problemas de encaixe. (Fuente: Bablo/ 123rf.com)

Jogos

Um dos méritos dos consoles da Nintendo é ter muitos games rodáveis de jogabilidade simples, que acabam por simplificar o próprio aparelho.

Se esses jogos “simples” são a sua praia, inclusive os clássicos de outros consoles da empresa japonesa, qualquer modelo, dos clássicos ao New, servem ao seu propósito.

Se, porém, você curte jogos mais complexos em jogabilidade e em gráficos, é possível que eles só rodem nos modelos “New”, ou no mínimo tenham um desempenho superior nesse mais novos.

Niño jugando en sofá con Nintendo portatil

Um dos méritos dos consoles da Nintendo é ter muitos games rodáveis de jogabilidade simples. (Fuente: Hellbach/ 123rf.com)

Projeção 3D

A grande inovação do Nintendo 3DS é também um de seus pontos de maior discussão – e portanto, um critério de escolha: a projeção em 3D.

Boa parte dos jogos não trabalha com a tecnologia, outra parte só a usa de maneira superficial; alguns modelos, especialmente os mais antigos, não têm o desempenho ideal para o 3D.

Por isso, use o 3D como um critério de escolha. Se você é “pró-3D”, os modelos mais novos oferecem um maior desempenho e tecnologia, principalmente os “New”.

Se você fica contente com o bom e velho 2D, o 2DS vai suprir o que você precisa, com economia, ainda por cima. O mesmo pode valer para o 3DS clássico e até ou XL mais antigos, com um valor um pouco menor que ou mais novos e que possibilitam desativar o 3D facilmente.

Por fim, se você for presentear uma criança com o 3DS, saiba que a Nintendo não indica a tecnologia para menores de sete anos. Um 2DS, nesse caso, é uma ótima pedida, até pela sua resistência, sem a vulnerabilidade do flip.

(Fonte da imagem destacada: Stas Knop/ Pexels)

Por que você pode confiar em mim?

Lucas Ayres Jornalista
Lucas Ayres
Fanático por esportes e apaixonado por música, vive antenado às novas tecnologias e tendências da moda masculina. Escreve sobre os produtos que orbitam nesses assuntos, e outros que deixam a casa e o dia a dia mais fácil, prático e, além de tudo, saudável.