Osciloscópio clássico de bancada analógico.

Olá! Seja muito bem-vindo ao ReviewBox Brasil. No artigo de hoje vamos te ajudar a escolher o osciloscópio, esse aparelho de medição muito popular dentre engenheiros, profissionais e estudantes de elétrica e eletrônica em geral.

Fundamentais para o desenvolvimento, fabricação e manutenção de sistemas eletrônicos, os osciloscópios também são muito utilizados para medições de fenômenos físicos como ondas sonoras, luz, calor, pressão, entre outros, de forma precisa e rápida.

Acompanhe este Review até o final e confira as melhores opções do produto, além das características para as quais você deve atentar para fazer a melhor escolha de osciloscópio para atender as suas necessidades.

Primeiro, o mais importante

  • O osciloscópio está disponível em diversos modelos e configurações. Escolha de acordo com o uso pretendido.
  • Modelo, largura de banda, número de canais, taxa de amostragem, modo de amostragem e profundidade de memória são algumas das características para considerar no momento da compra.
  • Existem opções de osciloscópios com grande variação de preço no mercado. Modelos portáteis mais simples podem ser adquiridos por valores a partir de R$ 250. Já modelos de bancada, mais robustos e completos podem custar mais de R$ 3.000.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 3 melhores osciloscópios

Seja para pequenos reparos ou grandes projetos, todo mundo que trabalha com a área eletrônica já precisou de o auxílio de um osciloscópio. Se a necessidade é frequente adquirir esse produto é a opção ideal não só para auxiliar nas atividades, como para aperfeiçoar e desenvolver as habilidades do usuário.

Se você não tem ideia de onde começar na escolha de seu osciloscópio, aqui vão os modelos mais interessantes do produto para te inspirar. Confira:

1º – Kit Osciloscópio Digital e Medidor de Frequência

Esse kit com osciloscópio digital e medidor de frequência conta com case plástico e pontas de prova. Possui display gráfico 128×64, botões de seleção e ajuste, entrada para alimentação USB e também entrada para fonte externa no padrão P4 (vendida separadamente).

Com resolução de 8 bits, tem profundidade do buffer de amostragem de 256, 512, 1024 bytes (ajustável) e largura de banda analógica de 0 – 3MHz.

A sensibilidade é de 10mV/Div – 5V/Div (1-2-5 progressivo) e a impedância de entrada de 1Mohm. Tensão máxima de entrada de 50Vpp (1:1 probe), 400Vpp (10:1 probe). Modos de captura de onda automático, regular e single mode.

2º – Osciloscópio Digital Mvb-dso 2 Canais 100mhz – Minipa

Com 2 Canais 100MHz, é de fácil uso para atender tanto a área educacional quanto a profissional.

Atende a norma EN61010-1, categoria de segurança CAT II 600V e dupla isolação. Com tecnologia MemoryPrime, permite aquisição máxima de 2 milhões pontos da forma de onda e conta com funcionalidades para facilitar a leitura de grandes volumes de dados.

Determina a tensão dada em tempo de um sinal, a frequência de um sinal periódico, correntes contínuas e alternadas (CC e CA) de um sinal, tensões de pico, pico a pico e eficaz.

3º – Miniscope multimetro Osciloscópio digital Cat III 600v – Minipa

Portátil e digital, tem 25MHz de largura de banda, 12kb de memória de canal e taxa real de amostragem de 200MS/s. A variedade de métodos de captura como Média e Detecção de Pico, juntamente com sua extensa memória de registro, possibilita ao usuário amostrar rapidamente, e com precisão, as características do sinal.

Além disso, oferece um ambiente de operação extremamente conveniente através do uso de interfaces básicas incluindo comunicação USB com PC, apresentando assim características de alta performance e praticidade imbatível.

Este instrumento está de acordo com a norma de requisito de segurança para teste de medidores eletrônicos GB4793 e padrão de segurança IEC61010: grau de poluição 2, CATIII 600V para o modo multímetro e CAT III 300V para o modo osciloscópio.

Guia de Compra

Agora que você já conferiu essas sugestões bacanas de osciloscópio em nosso Ranking, vamos ao Guia de Compra. Nesta seção você irá acompanhar as informações mais relevantes sobre o osciloscópio, para que você possa escolher com mais segurança o modelo que melhor lhe atende.

Afinal, este é um produto caro, e que se bem escolhido poderá lhe ser útil algumas décadas. Por isso, a escolha sábia é fundamental, já que simplesmente escolher o mais caro não vai garantir que ele seja adequado ao uso pretendido.

Profissional trabalha em osciloscópio digital ligado a computador.

Equipamento é indispensável a especialistas das áreas de eletrônica e elétrica. (Fonte: Anna Ivanova / 123rf

O que é o osciloscópio?

O osciloscópio é um equipamento para medição de sinais elétricos e eletrônicos, onde a medição se dá pela apresentação de gráficos, onde o eixo vertical aponta a intensidade do sinal enquanto o eixo horizontal representa o tempo.

É considerado um dos instrumentos mais importantes para a atuação dos profissionais da área, sendo indispensáveis para o desenvolvimento, fabricação e manutenção de sistemas eletrônicos.

As versões digitais estão cada vez mais modernas para atender às demandas de medições a cada dia mais rápidas e precisas, aprimorando a capacidade de análise técnica de sistemas eletrônicos nas mais diversas aplicações.

Quais os principais usos de um osciloscópio?

Apesar de ser considerado pelos leigos um equipamento muito específico e complicado, o uso do osciloscópio não se limita ao mundo da eletrônica. O equipamento pode ser adaptável a diversas áreas e perfis de profissionais, desde físicos a técnicos de manutenção.

Um engenheiro automotivo, por exemplo, pode usar o osciloscópio para correlacionar dados analógicos de sensores com os dados enviados pelo módulo de injeção eletrônica. Já um pesquisador da área médica pode realizar medições de ondas cerebrais.

Além disso, com a utilização dos sensores adequados, o equipamento é capaz de medir diversos fenômenos físicos como por exemplo as ondas sonoras, luz, calor, pressão, etc., tornando incontáveis as aplicações do instrumento.

Mulher trabalha em osciloscópio digital.

O osciloscópio é um equipamento usado também por pesquisadores da área médica. (Fonte: luchschen / 123rf)

Quais as vantagens de um osciloscópio?

Sabendo do que se trata o produto e também quais são os profissionais que mais utilizam esse equipamento já dá para ter uma boa noção das vantagens que ele oferece.

Sua versatilidade é a maior delas, visto que pode ser usado para diversas finalidades. Além disso é altamente eficiente e preciso. Embora seja um produto mais caro, o osciloscópio proporciona aperfeiçoamento e aprendizado. Vale destacar que para utilização correta é necessário experiência e prática.

Vantagens
  • Versatilidade
  • Eficiência e precisão
  • Proporciona aperfeiçoamento e aprendizado
Desvantagens
  • Uso correto exige prática
  • Alto custo

Veja no vídeo do canal Mundo da Elétrica mais algumas vantagens do uso do osciloscópio:

Como escolher o osciloscópio ideal?

O osciloscópio ideal é aquele que se adequa e atende as suas necessidades aliando qualidade, durabilidade e bom custo benefício. Por essa razão, o modelo de osciloscópio perfeito pode variar de usuário para usuário.

Basicamente, temos hoje no mercado osciloscópios analógicos e digitais.

Os aparelhos digitais podem ou não ser equipados com conexão USB, o que permite a conexão e transmissão de dados para um computador. Podem, ainda, ser do tipo de bancada ou portátil, com proporções reduzidas e ideal para serviços externos ou em campo.

Os osciloscópios digitais são ideais para análise de grandes volumes de dados ou para quem precisa armazenar dados para análise posterior, graças a sua maior capacidade de memória.

Já os analógicos demandam coleta de dados manual, além de serem bem mais robustos. São mais indicados para análise de sinais em tempo real, pois permitem o ajuste de foco e de intensidade de exibição, proporcionando uma visualização mais nítida.

Equipamentos analógicos também permitem a classificação de intensidade, através de uma função que aponta automaticamente anomalias no sinal, facilitando a percepção de problemas.

Analógico Digital
Tamanho Robusto Mais compacto
Modelos De bancada De bancada, portátil e USB
Coleta de dados Manual Automática ou manual
Usos Análises em tempo real e classificação de intensidade Análise de grandes volumes e armazenagem de dados

Confira no vídeo do canal ElectroLab mais dicas de como escolher o osciloscópio ideal:

Quanto custa?

O preço do osciloscópio varia muito de acordo com a marca, modelo e configuração. É possível encontrar modelos portáteis básicos por menos de R$ 300. Já as versões mais robustas, com diversas funcionalidades e grande número de canais podem custar mais de R$ 3.000.

Onde comprar?

Você pode comprar seu osciloscópio em lojas de equipamentos eletrônicos ou de materiais de construção, como a Leroy Merlim. No entanto, é nas plataformas de e-commerce como Amazon e Mercado Livre que é possível encontrar maior variedade de marcas e modelos do produto.

Critérios de compra: Fatores para comparar os diferentes modelos de osciloscópio

Para finalizar este artigo, te daremos mais uma mãozinha para você realizar uma compra acertada e escolher o seu osciloscópio como um profissional.

Confira a lista das características para as quais você deve estar atento na hora de comparar modelos, tipos e marcas deste produto:

  • Largura de Banda
  • Número de canais
  • Taxa de amostragem
  • Modo de amostragem
  • Profundidade de memória

Para que não restem dúvidas, detalharemos cada uma dessas características abaixo. Confira!

Largura de Banda

A Largura de banda é medida em Band Width (BW) e representa a faixa de frequência do sinal de entrada que o osciloscópio é capaz de analisar. Para funcionar perfeitamente, recomenda-se que o equipamento tenha capacidade de análise de frequência entre 2 a 5 vezes maior que o sistema a ser analisado.

Quanto maior for a diferença de valores entre a sensibilidade do equipamento e a frequência do sinal trabalhado mais completa e precisa será a captação e medição dos dados.

Bancada com osciloscópio e outros equipamentos.

A Largura de banda é medida em Band Width (BW) e representa a faixa de frequência do sinal de entrada que o osciloscópio é capaz de analisar. (Fonte: luchschen / 123rf)

Número de canais

O canal em um osciloscópio permite a medição e gravação de um sinal por vez. Os equipamentos mais populares são os com dois ou quatro canais, podendo chegar a 8 canais ou mais em equipamentos especiais. Para uso em medições simultâneas os canais precisam ser isolados entre si.

Os modelos de dois canais são os mais procurados e com melhor custo benefício no mercado, atendendo bem a usuários padrão. Os equipamentos com mais canais podem ser bem caros e desnecessários para usos convencionais.

Modelos com capacidades maiores são necessários apenas para usos muito específicos, como análise simultânea de três ou mais sinais, por exemplo, como em aplicações trifásicas, acionadores de motores de frequência variável, inversores de alta potência e motores industriais.

Taxas de amostragem

A taxa de amostragem de um osciloscópio é chamada de Sample Rate. Ela determina a quantidade de informações que podem obtidas de um mesmo sinal em um determinado espaço de tempo. Quanto maior a quantidade de informações adquiridas, mais precisa será a medição gráfica do aparelho.

Para uma captação de dados e representação gráfica o mais fiel possível, a combinação do Sample Rate com a largura de banda precisa apresentar a proporção mínima de 3:1.

Modo de amostragem

O Sample Mode, ou modo de amostragem de um osciloscópio pode ser do tipo:

Real Time Sampling – RTS: Amostragem em tempo real, com processamento inicial dos sinais em diversos formatos de ondas feito a partir de conversores analógicos digitais (ADC).

Com esse modo de amostragem, o osciloscópio analisa captura instantaneamente dados do espectro do sinal a cada disparo do equipamento, segundo as taxas de amostragem e configurações de espaçamento das amostras pré-determinadas pelo usuário. As informações coletadas são processadas em pontos que formarão o gráfico representativo.

Elapsed Time Sampling – ETS: A amostragem em tempo equivalente requer a programação do disparo pelo usuário para a obtenção de amostras. A programação pode ser feita em função do tempo, intervalos, uma condição de variável específica, dentre outros padrões. É um método mais indicado para sinais repetitivos.

Profundidade de memória

A profundidade de memória ou memory depth é uma característica exclusiva dos osciloscópios digitais. Essa medida influencia diretamente na quantidade limite de amostras de um mesmo sinal que o aparelho poderá colher.

Quanto maior a profundidade de memória do modelo escolhido mais detalhes e dados ele será capaz de armazenar a partir de um único sinal, resultando em uma análise mais aprofundada e fiel.

(Fonte da imagem destacada: KristopherK / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

Paula Diniz Jornalista
Brasiliense, é redatora, social media e inventora de moda nas horas vagas. Apaixonada por projetos DIY de moda e artesanato, é leitora voraz, fã de séries, atividades ao ar livre e jogos de tabuleiro. Expert em compras online, não fica de fora dos lançamentos e tendências de decoração, cuidados estéticos e com a casa.