Na foto uma pessoa usando um oxímetro de dedo.
Ultima atualização: 6 de outubro de 2019

Como escolhemos

Products

12Produtos analisados
Hours

18Horas investidas
Studies

4Estudos avaliados
Comments

67Comentários coletados

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje vamos falar de um aparelho útil tanto para médicos, pacientes, quanto para atletas: o oxímetro. Indicado para medir o nível do oxigênio no sangue, o oxímetro realiza um teste simples e indolor.

Especialmente importante para pessoas que possuem alguma condição clínica que afeta o coração e os pulsões, o oxímetro é muito utilizado por esportistas. Nesse artigo, vamos explicar como funciona, para que serve e quais são os melhores oxímetros mercado.




Primeiro, o mais importante

  • O oxímetro mede a saturação de oxigênio no sangue e também verifica os batimentos cardíacos.
  • Portátil e fácil de usar, esse aparelho também é muito útil para auxiliar a prática de atividades físicas.
  • Nesse artigo vamos mostrar o que você deve considerar antes de comprar o melhor oxímetro.

Você também pode gostar:

Os melhores oxímetros: Os preferidos dos consumidores

Se você precisa de um oxímetro, além de eficiência, certamente procura por um design funcional. Por isso, as marcas fabricantes inovaram na variedade de modelos. Sendo assim, nós selecionamos os melhores oxímetros à venda para facilitar a sua escolha. Confira:

O melhor oxímetro como um todo

O oxímetro de dedo Bioland possui tela colorida Oled, com ajuste de brilho e visor ajustável que rotaciona as informações para facilitar a sua visualização. Esse modelo precisa de apenas uma pilha AA, indica o nível de bateria durante o funcionamento e desliga automaticamente.

A opção ideal para adultos e idosos

Auto ajustável e com monitor OLED, esse modelo é extremamente fácil de usar, possuindo apenas um botão de acionamento e função de desligamento automático. Ele é capaz de medir a oxigenação e pressão, e com apenas duas pilhas AAA é possível utilizá-lo por até 30 horas.

O oxímetro com melhor custo-benefício

O oxímetro da Thata Esportes conta com display gráfico de barras e possibilidade de alterar o modo de exibição dos resultados no visor. Além disso, esse aparelho possui a função de desligamento automático após 8 segundos sem uso e utiliza duas pilhas AA.

Guia de Compra

Como se trata de um equipamento médico, pode não ser tão simples escolher o oxímetro ideal. Por isso, criamos esse Guia de Compra. Aqui você vai encontrar as informações necessárias para entender tudo sobre oxímetro e garantir a aquisição de um produto realmente eficiente.

Na foto uma médica colocando um oxímetro de dedo em uma mulher durante uma consulta.

O oxímetro de dedo é muito utilizado em consultas médicas, principalmente em pacientes com problemas respiratórios. (Fonte: clickandphoto / 123rf)

O que é um oxímetro e para que serve?

O oxigênio que circula em nosso sangue é essencial para que o corpo funcione de maneira correta e saudável. Mas existem situações e doenças que podem causar diminuição do nível de oxigênio.

E a falta ou baixa quantidade de oxigênio no sangue, chamada de hipoxemia, pode provocar desde lesões graves nos tecidos até à morte.

É então que entra em cena um aparelho médico chamado oxímetro. Colocado no dedo ou nos lóbulos da orelha, o oxímetro mede a quantidade de oxigênio que está sendo transportada no seu sangue, o que é chamado de nível de saturação (O2sat ou SaO2).

foco

Você sabia que quando o seu nível de oxigênio é baixo, as células do seu corpo podem ter dificuldade de trabalhar corretamente e até sobrecarregar seu coração e seu cérebro?

Com o resultado do teste realizado com o oxímetro é possível prevenir, controlar e tratar uma série de doenças e condições clínicas. E, além de mensurar o SaO2, o oxímetro também verifica os batimentos cardíacos.

Por isso, o uso desse aparelho é muito importante para pessoas que sofrem, principalmente, com doenças respiratórias, cardiovasculares e neurológicas.

Não à toa, o oxímetro é um aparelho indispensável para médicos, que o utilizam principalmente em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e pulmonares.

Mas, por ser pequeno e fácil de usar, o oxímetro também pode ser utilizado em casa, por pessoas que precisam acompanhar o nível da saturação, ou ainda por quem pratica esportes e exercícios cardiorrespiratórios.

Para você ter uma ideia mais ampla é importante saber que o oxímetro serve para:

  • Controlar de doenças respiratórias;
  • Auxiliar praticantes de esportes;
  • Auxiliar pessoas que estejam em locais de alta altitude;
  • Auxiliar médicos e profissionais da saúde a realizarem diagnósticos;
  • Assegurar que o paciente que passou por uma cirurgia está com os níveis corretos de oxigênio no sangue.

Idealmente, 95% das suas células vermelhas devem estar transportando oxigênio. Se o seu nível de oxigênio estiver baixo é preciso acionar o seu médico.

Quais são os tipos de oxímetros?

Existem algumas formas de medir a saturação do oxigênio no sangue. A gasometria arterial, por exemplo, é um teste invasivo, pois é feito através da coleta de sangue.

Por esse motivo, este tipo de exame é menos frequente e mais utilizado em situações mais graves, que requerem maior precisão do resultado.

Além disso, a gasometria arterial fornece outras medidas importantes, como a quantidade de gás carbônico, pH e quantidade de ácidos e bicarbonato no sangue.

A principal característica do oxímetro é ser um procedimento não invasivo.

Mas para situações em que o teste precisa ser feito continuamente e com mais frequência, utiliza-se o oxímetro, também conhecido como oxímetro de pulso. A principal característica do oxímetro é ser um procedimento não invasivo e indolor, ao contrário da gasometria arterial.

Atualmente existem dois tipos de oxímetros: o de mesa e o de dedo. O oxímetro de mesa, ou de bancada, é, em geral, utilizado em UTIs. Esse aparelho funciona por meio de bateria ou diretamente ligado à rede elétrica e é fácil de transportar.

Já o oxímetro de dedo é uma versão ainda ainda mais portátil e fácil de usar e, por isso, é utilizado por pessoas que precisam de um monitoramento mais frequente.

O oxímetro de dedo é muito utilizado pelos médicos e outros profissionais de saúde durante a avaliação clínica. Mas é também o aparelho recomendado para que pacientes possam medir a saturação do sangue em casa.

Veja a seguir as principais diferenças entre os procedimentos que medem a saturação do oxigênio no sangue:

Oxímetro de mesa Oxímetro de dedo Gasometria arterial
Característica Não invasivo Não invasivo Invasivo
Funcionamento Bateria ou rede elétrica Pilha Seringa
Vantagem Indolor Indolor Mais preciso e mede outras taxas
Indicação Medição contínua em UTIs Medição frequente em casa e consultórios Medição pontual

Qual o benefício do oxímetro para os praticantes de atividades físicas?

Que os exercícios físicos ajudam a melhorar a qualidade de vida e a condicionar o sistema respiratório você já sabe.

No entanto, as atividades físicas mais intensas tendem a alterar algumas propriedades do sangue, podendo causar a queda do nível de oxigênio.

Com isso, para evitar a hipoxemia que, como vimos, é quando o nível de oxigênio no sangue fica abaixo de 95%, o corpo reage acelerando a respiração. Nessa hora, é preciso fazer uma pausa para recuperar o fôlego ou suplementar o oxigênio.

Homem correndo no asfalto.

O oxímetro ajuda nos treinos cardiovasculares. (Fonte: composita / Pixabay)

Por esse motivo, o oxímetro é tão útil para atletas, assim como para quem tem problemas respiratórios, já que o aparelho fornece uma leitura rápida e segura dos níveis de SpO2 e da frequência cardíaca.

Sem contar que, além de funcional e eficiente, o oxímetro é leve e pequeno, o que garante que você pode usá-lo em qualquer local, incluindo durante as corridas.

Como usar corretamente o oxímetro de pulso?

O fato é que, por se tratar de um equipamento, o oxímetro não é infalível em suas medições. Por isso, é preciso tomar alguns cuidados ao utilizá-lo para otimizar a precisão dos resultados.

Para lhe ajudar, reunimos algumas dicas de especialistas de como utilizar o oxímetro de dedo:

  • Lave o local em que o oxímetro será utilizado
  • Cheque se o oxímetro tem bateria suficiente
  • Se o paciente estiver sentindo frio ou com a mão gelada, esquente um pouco d’água e aplique no local onde será feita a análise. O ideal é que esteja em temperatura ambiente.
  • Prenda bem o oxímetro no local
  • Deixe a mão descansada enquanto tiver com o oxímetro preso e a apoie em local plano para evitar movimentos.
  • Ligue o oxímetro e espere que ele termine de realizar a leitura.

Vale ressaltar que já existem alguns modelos de oxímetro que prometem realizar a medição de oxigênio mesmo que a pele esteja fria.

 Homem usando oxímetro.

O oxímetro também é utilizado por atletas. (Fonte: belchonock / 123rf)

Quais as vantagens e desvantagens do oxímetro de dedo?

A grande vantagem do oxímetro é que, ao medir a quantidade de oxigênio no sangue e a frequência cardíaca, ajudar a detectar e então prevenir e tratar doenças, principalmente as respiratórias.

Outra vantagem é que se tratar de um aparelho leve, pequeno e que realiza o teste de forma simples, rápida e sem dor.

Justamente por isso, o oxímetro pode ser usado tanto por médicos e profissionais da saúde quanto por pacientes no ambiente doméstico. Também é comum o uso desse aparelho em academias de ginástica e clínicas de fisioterapia.

Médicos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, pacientes e atletas usam o oxímetro para diagnosticar, prevenir, controlar e tratar doenças.

Ainda assim, o oxímetro não é um aparelho perfeito. O fato é que podem sim ocorrer leituras incorretas caso, por exemplo, o aparelho cai do dedo durante a medição.

A seguir, você confere as principais vantagens e desvantagens do oxímetro:

Vantagens
  • Mede o nível de oxigênio no sangue e a frequência cardíaca
  • Portátil e funcional
  • Fácil de usar e acessível
  • Pode ser usado por profissionais, pacientes e praticantes de atividades físicas
Desvantagens
  • Nem sempre é preciso
  • Em muitos modelos a bateria é de curta duração
  • É preciso orientação médica para ter um melhor diagnóstico

Quanto custa o oxímetro de pulso e onde comprar?

Existem diversos modelos de oxímetro à venda no mercado. Por isso, o preço pode variar bastante dependendo da marca e das tecnologias envolvidas. Assim, você vai encontrar esse aparelho custando entre R$ 85 e R$ 2 mil.

Os mais caros costumam ser de uso profissional. Além disso, você pode comprar o oxímetro em farmácias, lojas de departamento e até em hipermercados, como Lojas Americanas e Extra.

Mas se você quiser praticidade e preços promocionais o ideal é comprar pela internet, em sites como a Amazon Brasil.

Critérios de Compra: Como escolher o melhor oxímetro

O primeiro fator que você deve considerar antes de comprar o seu oxímetro é o seu objetivo ao usar o aparelho. Um médico, por exemplo, deve optar por um oxímetro de maior precisão, confiança e durabilidade, mesmo que precise pagar mais caro por isso.

Já um esportista deve preferir um modelo cuja leveza seja a principal característica. Se você é um paciente e vai usar o oxímetro em casa, é importante considerar a recomendação do seu médico.

Em todos os casos, há alguns critérios que você também deve analisar:

  • Certificação de uso médico
  • Pilhas e duração
  • Alarme
  • Qualidade do visor
  • Adulto ou infantil
  • Funções adicionais

Confira a seguir uma explicação detalhada de como avaliar cada um desses fatores.

Certificação de uso médico

Um dos itens mais importantes que você deve levar em consideração antes de comprar o seu oxímetro é a qualidade do aparelho. Isso é determinado por meio da certificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa.

É essa certificação que irá indicar que o oxímetro é reconhecido por especialistas como adequado para o uso médico.

Pilhas e duração

Observe também qual a quantidade de pilhas necessárias para o funcionamento do oxímetro e a sua duração média.

Isso é especialmente importante se você for utilizar o oxímetro durante a prática de atividades físicas, por exemplo. Alguns modelos prometem funcionamento contínuo de até 30 horas.

Outros modelos contam ainda com tecnologia de economia de energia, que desliga automaticamente o aparelho depois de um certo período sem uso.

Além disso, os modelos mais modernos de oxímetro informam o nível de bateria na tela do aparelho. Com relação à quantidade de pilhas, você vai encontrar modelos que funcionam com uma oi duas pilhas AA.

Alarme

Alguns oxímetros oferecem a função de alarme, visual e/ou sonoro, para indicar quando uma anomalia for detectada durante a medição do nível de oxigênio.

Em geral, o oxímetro também permite que você altere as configurações, podendo selecionar o tipo de alarme tanto para medir a saturação do oxigênio quanto a frequência cardíaca.

Oxímetro colocado no dedo.

O alarme é importante para indicar anomalias detectadas. (Fonte:k kirkemtp / Pixabay)

Essa função é útil tanto para pacientes leigos na análise dos resultados quanto em situações nas quais o médico atende a várias pessoas ao mesmo tempo.

Ou seja, basta prestar atenção no aviso para então acionar o médico que irá avaliar os resultados.

Qualidade do visor

Alguns modelos de oxímetro possuem números grandes, o que pode ser benéfico para idosos.

Os oxímetros podem vir em variadas apresentações e designs. Por isso, observe a qualidade do visor. Alguns oxímetros possuem números grandes, o que pode ser benéfico para idosos.

Outros modelos contam com visores iluminados para ajudar na visualização em ambientes escuros. Os mais atuais possuem visor dual color Oled, que permite ajustar o brilho e a forma de exibição das informações.

Adulto ou infantil

Leve em conta que existem modelos de oxímetro tanto para adultos quanto para crianças. Por isso, é importante verificar o tamanho do encaixe do aparelho, para evitar que escorregue do dedo.

Na dúvida, recomendamos que você escolha o modelo de oxímetro que pode ser usado tanto por adultos quanto por crianças acima de 1 ano de idade.

Funções adicionais

Praticamente todos os oxímetros contam com um diagnóstico adicional além da saturação do sangue: A medição de seu pulso. E isso é muito útil, já que ele pode substituir os aparelhos tradicionais de pressão, que são maiores e nem sempre contam com funções digitais para facilitar a medição.

Com essas informações é possível relacionar a pressão sanguínea com a saturação do oxigênio, obtendo resultados muito mais preciso e que ajudam os profissionais de saúde a monitorar melhor sua saúde.

E, se você quer ainda mais detalhes, é possível utilizar um monitor cardíaco para obter diagnósticos ainda mais precisos.

(Fonte da imagem destacada: clickandphoto / 123RF)

Por que você pode confiar em mim?

Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.