Foto de uma construção em meio à vegetação, com o telhado coberto de painéis solares, deixando espaço apenas para uma saída de chaminé.
Ultima atualização: 24 de fevereiro de 2020

Como escolhemos

Products

11Produtos analisados
Hours

16Horas investidas
Studies

4Estudos avaliados
Comments

41Comentários coletados

Olá, seja muito bem-vindo ao ReviewBox Brasil. Hoje vamos falar sobre o painel solar, e transformar toda dúvida em energia por conhecer mais!

Você deve saber o quanto a demanda por fontes de energia cresce continuamente. Máquinas mais poderosas, objetivos mais ambiciosos, estações do ano mais radicais. Tudo nos leva a utilizar equipamentos que demandam energia, principalmente elétrica.

Com as contas de luz cada vez mais altas, a energia solar vem sendo pesquisada por muito tempo como alternativa. E o painel solar é quem faz esta conversão. Se você tem dúvidas sobre o funcionamento, fique conosco!



Primeiro, o mais importante

  • A energia solar é a fonte energética mais abundante em nosso planeta, e uma das menos utilizadas. Se apenas 10% fosse utilizado, estaríamos produzindo mais de 150 vezes aquilo que consumimos.
  • Ela tem tanto potencial, que existem pequenos painéis para uso em mochilas como carregadores de celular. Inclusive luzes de jardim vem com pequenos módulos para armazenar e iluminar a noite.
  • Apesar de ter o uso cada vez mais difundido, seus custos ainda assustam para aplicações em maior escala. Você precisa saber exatamente o que quer para ter um projeto adequado e não sobrecarregar o orçamento.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 3 melhores modelos de painel solar

Portáteis ou parafusadas no chão, com grandes discos ou diversas funções complicadas, uma pesquisa vai te levar a diversas dúvidas, se você não conhecer o produto. E nós vamos te mostrar tudo. Inclusive uma lista com as melhores.

1º – Painel solar 310W

Painel solar para uso residencial ou industrial com potência de 310W. Sua eficiência de 16 fica acima da média da maioria dos produtos, sendo uma peça de excelente custo benefício.

O painel mede 196 x 99 x 5 cm e pesa 25 kg, tendo uma vida útil de 25 anos. Seu material é de alumínio e vidro temperado, e o tipo de célula é monocristalina.

2º – Painel Solar 60W

Painel solar de grande eficiência, indicado para os mais diversos usos com potência máxima de fornecimento de até 60W.

Essa placa possui 58,5 x 68 x 3 cm, pesa 4,6 kg e é feita de vidro solar de alta transparência, liga de alumínio anodizado e vidro temperado 3,2 mm.

3º – Painel Solar 10W

Placa solar portátil com capacidade para 10W, perfeita para pequenos projetos ou uso em camping. Possui estrutura reforçada para maior durabilidade e resistência.

Com sistema de cabos em plug jacaré, é ideal para uso em pequenos equipamentos com menor demanda energética. Permite inclusive o armazenamento em baterias, para uso noturno.

Guia de Compra

Se você pretende comprar um painel solar, saiba que existe uma variedade deles disponíveis no mercado. As buscas podem te levar a poucas opções, mas com características bem diferentes, afetando até o desempenho. Nós vamos te explicar tudo a seguir.

Fotografia de um profissional trabalhando ao lado de um painel solar, com equipamentos de segurança, realizando algum tipo de verificação.

Não existe apenas um modelo de painel solar, eles variam bastante em durabilidade e eficiência. Conhecer é necessário para não fazer escolhas ruins. (Fonte: skeeze / Pixabay)

O que é o painel solar?

Talvez você não conheça pelo nome, mas certamente já os viu em casa ou empresas. Geralmente no formato retangular, são grandes peças com uma coloração geralmente em azul.

Os painéis solares costumam ser colocadas lado a lado (em grande quantidade), viradas para o local onde há maior incidência dos raios solares, pois precisam deles para “converterem” sua energia.

Com o passar do tempo se foi aprendendo a utilizar esta energia potencial do sol para benefícios específicos.

Talvez você não tenha conhecimento, mas com um par óculos ou lupa bem forte você é capaz de concentrar energia solar em um ponto. Esse calor concentrado é capaz até mesmo de gerar fogo. Confira o potencial do grande astro nesse vídeo no canal do Virgilio Gomes:

Logo, ao se perceber todo potencial desta energia “infinita”, se criaram alternativas para seu uso industrial e doméstico. A alternativa mais difundida e utilizada atualmente é o painel solar.

Um conjunto de componentes em camadas, desenhado para reagir com ela, ou concentrar a energia solar em sua área, gerando, com isso, alternativas para aproveitamento desta energia tão disponível no mundo.

Quais as vantagens e desvantagens de investir no painel solar?

Entre as grandes vantagens de utilizar um painel solar é que ela é renovável e gratuita. Além do mais, é uma energia limpa e com baixo impacto ambiental.

Não há restrição de local das placas, e elas não produzem nenhum ruído. Necessitam de baixa manutenção e houve uma redução de perdas na transmissão dessa energia.

Mas todo produto possui seus pontos negativos, e no caso do painel solar ainda é seu alto investimento. Ela possui uma vida útil e em alguns casos um baixo rendimento.

Sem contar é, claro, que a produção de energia varia pelo ciclo do sol. Quer saber se vale a pena investir em painéis solares, para aproveitar o potencial do sol? Confira o resumo abaixo:

Vantagens
  • Renovável e gratuita
  • Energia limpa
  • Baixo impacto ambiental
  • Ausência de ruídos
  • Sem restrição de locais para uso
  • Baixa manutenção
  • Redução de perdas na transmissão
Desvantagens
  • Variação de produção pelo ciclo do sol
  • Necessário armazenagem para uso noturno
  • Baixo rendimento
  • Possui vida útil

Considerando as vantagens, você tem grandes motivos para pensar em um painel solar, não é mesmo? Nós vamos continuar falando bem deles, para que você perceba o quanto podem ser interessantes na sua vida.

Painel solar fotovoltaico ou aquecimento?

Chegamos aqui sabendo que o painel solar é um equipamento capaz de absorver energia solar e transformá-la em outros tipos de energia. Dois dos usos mais comuns para o painel solar são para a geração de energia elétrica e para o aquecimento de água.

Nós vamos dedicar o artigo a te explicar mais sobre o painel solar para geração de energia fotovoltaica, mas não podemos deixar de explicar sobre os aquecedores solares.

Afinal, se você tem chuveiros elétricos em casa e precisa pagar a conta de luz, sabe bem a relação “inverno X seu bolso”, na chave seletora destas duchas.

Mulher deitada em uma banheira cheia, relaxando com um livro em mãos.

A falta de eletricidade não será o motivo para deixar aquele banho demorado de banheira. Um aquecedor solar vai deixar a água quentinha e armazenada, só te aguardando. (Fonte: StockSnap / Pixabay)

Aquecedor solar

Para esta função, os componentes dentro do painel são materiais que captam as ondas eletromagnéticas do sol e convertem em energia térmica. No interior deles, passam serpentinas com material tolerante ao calor por onde circula água.

Desta maneira, durante todo período da incidência solar (mesmo nublado), o painel solar capta as ondas e converte em calor. Os canos o recebem e a própria diferença de temperatura (troca térmica) faz a água circular.

No final do processo, ela costuma ser armazenada em um boiler (reservatório tolerante ao calor que armazena a água quente por mais tempo). E então, é destinada ao uso residencial ou industrial. Até mesmo piscinas podem ser beneficiar deste método.

Fotovoltaico

Quando se fala em painel solar, hoje em dia, este tipo é certamente o mais lembrado. Um painel capaz de converter a energia solar em elétrica, para uso em equipamentos eletrônicos.

Um painel solar é composto por um conjunto de células fotovoltaicas, com sensibilidade em absorver energia solar, gerando eletricidade.

Poupando as explicações de física e química, este painel possui em sua fabricação, elementos que reagem com a energia solar. Esta reação acaba produzindo também um tipo de energia, que é convertida por outro aparelho em elétrica.

Portanto, um painel solar não é a única peça necessária para a fabricação de energia elétrica, mas sua exposição necessária, para captar o máximo de luz faz dele o integrante mais chamativo do conjunto.

A energia fotovoltaica é considerada uma ótima alternativa para geração de energia limpa. Porém, existem ainda dificuldades na eficiência do processo e no valor dos equipamentos, que impedem a maior parcela da população de aproveitá-la.

Que equipamentos preciso para o funcionamento do meu painel solar?

Energia fotovoltaica é o nome dado à transformação da energia solar para elétrica. Apesar de um painel solar ser necessário para este funcionamento (e uma parte fundamental), ele não é o único envolvido no processo.

Você precisará de um painel solar e um inversor, no mínimo, para se beneficiar deste funcionamento. Hoje a complexidade de modelos permite que você retorne energia elétrica para a rede pública (voltando o relógio). Ou, mesmo, armazene eletricidade em baterias especiais.

As baterias servem para uso da energia quando não há sol para abastecer os painéis. Á noite não há geração deste tipo de energia, então, ou você armazena em baterias ou tem seus equipamentos funcionando pela energia elétrica da concessionária.

Em áreas habitadas e com boa disponibilidade energética, baterias não são acessórios dos mais necessários. Porém, são recomendados em locais com pouca ou nenhuma disponibilidade elétrica.

Fotografia de uma casa nas montanhas, feita de pedras com um sistema de painéis solares instalado ao lado, cercado por tela de arame.

Para locais afastados das redes elétricas, a energia solar vem sendo a melhor opção para manter os confortos e as necessidades tecnológicas. (Fonte: rspata / Pixabay)

Outra vantagem é que, assim como nos queimamos quando está nublado, estes painéis continuam captando energia solar também em dias assim. Até mesmo durante a chuva eles produzem energia, mas não com a mesma eficiência.

Seu potencial máximo de captação é atingido em um dia de sol sem nuvens, e vai reduzindo conforme as condições do tempo: nuvens no céu, tempo nublado, chuva, tempestade ou por ser noite.

Caso você ainda esteja na dúvida sobre o painel solar para fins fotovoltaicos, vamos comparar a geração solar com a elétrica disponível:

Fotovoltaica Elétrica disponível
Fonte de energia Solar Combustíveis fósseis, solar, hídrica, atômica, eólica
Riscos Nenhum Conforme fonte, até altos
Manutenção Baixa Frequente
Racionamento Não suscetível Suscetível
Geração de energia Limitada Ilimitada
Impacto ambiental Baixo Conforme fonte, até altos
Custo instalação Relativo à capacidade Elevado

Se você pensa no planeta, e o quanto é importante deixar um pouco dele utilizável para as próximas gerações, um painel solar é bastante interessante. Seja para o uso fotovoltaico, ou mesmo para aquecimento, você estará usando uma energia limpa.

Quais os diferentes tipos de painel solar?

Então você já está perto de uma decisão sobre painéis solares. Isso é bem óbvio quando observamos seus benefícios, e, contanto que onde você more tenha muito sol o ano todo, o resultado será ótimo.

Porém, quando for contratar os serviços para instalação dos painéis solares, uma das coisas que vai diferenciar o orçamento são os tipos de painel solar empregados.

A principal diferença entre os painéis está no material transformador de energia solar em fotovoltaica. Apesar da maior parte deles ser feito de silício, existem diferenças entre os produtos que vão resultar principalmente em eficiência.

Vamos passar para você os mais comuns:

  • Painel solar de silício monocristalino: É a tecnologia mais antiga de fabricação, e também a com maior rendimento. São fáceis de reconhecer quando se olha de perto, apresentando uma coloração uniforme em todo o painel.
  • Painel solar de silício policristalino: Também feito com silício, mas neste caso o painel é composto de lâminas a partir de cristais fundidos em um bloco. O fato é perceptível quando você se aproxima, identificando esta formação múltipla na placa.
  • Painel solar de filme fino: A essência de um painel fotovoltaico é a presença de camadas, sendo pelo menos uma de material reagente a energia solar. Neste painel, são colocadas várias camadas finas de alguns elementos, todas sobrepostas.
    São alternativas para o uso do silício, em locais onde o mesmo não tem oferta abundante e outros minerais existem. Sua maior qualidade é a flexibilidade, o que dá a este tipo de painel uma possibilidade de colocação extremamente ampla.

Para facilitar o entendimento sobre cada tipo, apresentamos uma tabela comparativa:

Silício monocristalino Silício policristalino Filme fino
Coloração Azul escuro, cinza, quase preto Azul, cinza prateado Cinza escuro, preço
Eficiência energética 15 a 22% 14 a 20% 7 a 16%
Espaço ocupado Pequeno Pequeno Médio
Vida útil Superior a 25 anos Superior a 25 anos Superior a 15 anos

Apesar de algumas diferenças visíveis entre as possibilidades, o que você realmente precisará comparar são os valores de projeto. Apenas com um orçamento em mãos você é capaz de realmente identificar qual a melhor possibilidade.

Calcular o quanto de energia você precisará será o aspecto mais importante para a aquisição dos painéis fotovoltaicos (e na elaboração do projeto).

Quanto custa?

Está aí algo difícil para ser exatamente informado. Afinal, você notou que o painel solar faz parte de um conjunto de equipamentos para uma destinação.

Mas, sim, eles têm um preço. Vamos dizer que você precise trocar algum no telhado, ou mesmo comprar alguns para o projeto que vêm desenvolvendo.

Dependendo da potência calculada necessária, você encontrará bons produtos no mercado (para pequenos usos) a partir dos R$ 80.

Já placas maiores, com elevada possibilidade de geração, serão encontradas em valores de centenas de reais. A partir dos R$ 300 você será apresentado a excelentes produtos, com potencial de geração superior aos 45W.

Telhado de uma casa de tijolinhos a vista com grande painel solar.

Painéis solares costumam ser projetados, e instalados por profissionais. A não ser que você pretenda adquirir um projeto pronto, ou um painel para uso específico. (Fonte: skeeze / Pixabay)

Onde comprar?

Você não vai encontrar um painel solar para vender em qualquer lugar. Geralmente produtos caros e de pouco giro, o mais certo é lojas de elétrica possuírem um catálogo para encomendas, assim como de material para construção.

Elas podem ter um ou dois modelos para mostruário, por exemplo, mas não se anime em ver grandes prateleiras com muitas opções.

Geralmente, o processo a ocorrer é que você recorra a uma empresa. Ela vai levantar as informações necessárias e montar um projeto para você, com os custos de material e instalação.

Mas você também pode optar pela aquisição pela internet. Megalojas como a Amazon possuem uma vasta quantidade de painéis solares disponíveis para venda. E todos os demais acessórios para aquecer ou gerar energia.

Critérios de compra: Fatores para comparar as diferentes ofertas de painel solar

Agora que você já está bem avançado nos conhecimentos sobre o painel solar, vamos te graduar passando as últimas dicas sobre eles. Com este artigo, é possível que você acabará sendo a maior fonte conhecedora de painéis solares da vizinhança!

E precisa saber ao certo, que informações passar aos demais, questionadores ou realmente interessados. Por isso, antes de fazer qualquer escolha em adquirir ou dar palpites, saiba que a escolha do painel solar ideal depende de alguns fatores:

  • Eficiência
  • Fornecimento
  • Espaço
  • Durabilidade
  • Demanda

Entenda agora em detalhes cada um dos tópicos e saiba fazer sua escolha.

Eficiência

Conforme tecnologia e material fotovoltaico empregado, cada painel solar tem uma eficiência em gerar energia. Esta eficiência vai diretamente ao encontro da relação custo x benefício x espaço, quando você instalar o sistema.

Afinal, uma maior eficiência do painel solar significa uma menor quantidade de área para captação da energia. O que se traduz também em menores custos com material e mão de obra.

O pensamento é simples: um painel com 20% de eficiência pode absorver duas vezes mais energia solar que um com 10% de eficiência.

Fornecimento

Além da eficiência em converter a energia, você também deve prestar atenção no quanto o painel consegue fornecer. Seja em watts por hora, metros cúbicos de água aquecida, ou outra medida.

Quanto maior a quantidade de energia capaz de ser fornecida, maior será também seu potencial de eficiência. Contanto que você faça os cálculos para saber até onde vale a pena.

Espaço

Um painel solar vai exigir espaço para si. E não é qualquer canto em seu telhado ou no quintal.

Conforme o material do painel solar que você adquirir, ele vai demandar mais ou menos espaço para a instalação, que vai ser preferencialmente no local onde haverá a maior incidência de raios solares.

Um quintal maravilhoso e repleto de árvores não costuma ser o melhor local para painéis solares, por exemplo. Afinal, a sombra das árvores poderá reduzir muito a quantidade de raios solares disponível.

Da mesma forma, um telhado repleto de curvas e quedas vai limitar a quantidade de placas. Ou vai exigir uma ginástica do instalador, e um custo maior para conectar todos os painéis.

Esteja ciente de que o painel solar vai precisar da energia solar. Quanto mais receber ao longo do dia, tanto melhor para sua função, e isso só vai acontecer se você possuir locais apropriados para sua colocação.

Imagem de um telhado, em uma grande construção, com painéis solares colocadas em diversos locais, proporcionando melhor aproveitamento dos raios de sol ao longo dos dias.

Ao se posicionar painéis solares, verifique o melhor local de incidência dos raios solares, e leva em conta o relevo. Você pode fazer vários pequenos conjuntos para aproveitamento. (Fonte: ecosolarceo / Pixabay)

Durabilidade

Montar um sistema para uso dos painéis solares pode custar uma verdadeira soma de dinheiro. E, como todo bom investimento, é importante que seja pago ao longo do tempo.

Graças a sua tecnologia, a manutenção é baixa (o que facilita um pouco). Contudo, você precisa que tudo funcione bem por vários anos para valer a pena seu uso.

Existem painéis solares com maior durabilidade que outros, oferecendo prazos de décadas como garantia. Quanto maior a duração, mais eles vão continuar gerando energia a partir do sol, e te fazendo economizar de outra forma.

Demanda

Sem dúvida o ponto mais importante para qualquer escolha de painel solar é a demanda. Afinal, eles vão ser adquiridos para suprir alguma necessidade sua, que terá algum tipo de medição.

Essa demanda poderá ser a medida em volume de água para aquecer, a quantidade de watts necessários, ou qualquer outra métrica para uso de um painel solar.

Fotografia de dois painéis solares presos a um poste, com duas lâmpadas voltadas para diferentes direções.

Um painel solar pode ter diversas aplicações específicas. Se você pretende acender luzes, ou carregar um smartphone, existem sistemas prontos à venda. (Fonte: dimitrivetsikas1969 / Pixabay)

E a não ser que sua necessidade seja bem pequena (carregar pequenos aparelhos, acender algumas lâmpadas), o mais comum é você contratar alguém para realizar um projeto.

Como já informamos, a placa costuma ser um meio para um fim. É parte de um conjunto maior, onde a opinião de especialistas ou conhecedores mais aprofundados deve certamente ser levada em conta.

(Fonte da imagem destacada: RoyBuri / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

César Ferreira Formado em Engenharia Industrial
César é apaixonado por carros. Talvez tenha sido essa paixão que o levou a, desde pequeno, querer entender como as coisas funcionam. Essa curiosidade, por sua vez, lhe fez cursar Engenharia Industrial. Hoje, ele presta consultoria para pequenas e médias empresas e, nas horas vagas, deixa seu carro - e o de seus amigos - cada vez mais tecnológicos e especiais.