Fotografia de várias pedaleiras em diferentes cores e tamanhos, postas lado a lado, conectadas a uma central.
Ultima atualização: 8 de março de 2020

Como escolhemos

15Produtos analisados

21Horas investidas

7Estudos avaliados

80Comentários coletados

Como escolhemos

15Produtos analisados

23Horas investidas

8Estudos avaliados

70Comentários coletados

Seja bem-vindo por aqui, entusiasta da música! É bom contar com sua presença no ReviewBox Brasil. O assunto de hoje é o pedal de guitarra.

Elemento comum nas músicas de rock e suas vertentes, a pedaleira de guitarra é capaz de criar sons próprios a partir dos acordes. Tocar um instrumento é totalmente diferente quando você tem a disposição a capacidade de mudar o som com um tocar de pés.

Utilizado há décadas por praticamente todas as bandas elétricas do mundo, o pedal de guitarra é tão famoso quanto os instrumentos. Diferentes em modelo, usos, sonoridade, você encontrará aqui um Guia completo sobre eles!




Primeiro, o mais importante

  • Os pedais (ou pedaleiras) existem já há bastante tempo, e ajudaram determinados estilos musicais a terem sua própria identidade.
  • No começo, o foco dos pedais era unicamente as guitarras. Mas hoje você é capaz de encontrar o pedal para diferentes instrumentos, principalmente para o baixo.
  • Peça utilizada no sistema de toque elétrico, é um equipamento que fica entre a guitarra e a caixa de som. Bandas acústicas não conseguem utilizar o teclado (não há amplificação do som por caixas).

Você também pode gostar:

Ranking: Os 3 melhores modelos de pedal de guitarra

Basta uma rápida busca para você perceber que existe uma quantidade absurda de modelos de pedal de guitarra, e também de preços. Para ajudar, vamos te passar aqueles considerados os melhores modelos.

1º - Pedaleira de guitarra Full Moon Distortion FENDER

Considerada uma das melhores, ela tem efeito de distorção de alto ganho. Os modos Digital, Analógico e Tape - cada um com duas variações de voz - tornam esse pedal de guitarra expressivo e inspirador.

Possui botões com retroiluminação LED, onboard 3-Band EQ e interruptores de textura e mordida.

2º - Pedaleira de guitarra Tc Electronic Flashback Mini Delay

Excelente opção de pedal, com efeito de delay com true Bypass. O Flashback Mini Delay possui pequenas dimensões, perfeito para se encaixar em qualquer setup, mas nem por isso perde em qualidade. Esse modelo conta com a Tecnologia Analog Dry-Through, que mantém o seu tom.

3º - Pedal de Guitarra RC-1 BK Loop Station Boss

O BOSS RC-1 é simples e fácil de usar. Seu painel superior possui indicador de loop com 24 segmentos de LED em formato circular. Grava até 12 minutos em estéreo, esse pedal de guitarra é capaz de capturar qualquer performance.

As conexões de entrada e saída em estéreo podem ser usadas com processadores de efeito e amplificadores.

Guia de Compra

Fazer música é acalmar o corpo e a mente. Ela atinge partes primitiva de nosso cérebro e provocam reações de bem-estar. Certamente você procura esse bem-estar quando está tocando a guitarra. E uma pedaleira pode levar esta ideia a um outro nível, basta seguir nosso Guia.

Foto de uma apresentação, onde está sendo focado os pés do guitarrista pisando em uma das pedaleiras, para acioná-la.

Um pedal de guitarra pode realmente transformar o som realizado por ela, trazendo um novo nível de intensidade musical ao instrumento. (Fonte: DadionHenrique / Pixabay)

O que um pedal de guitarra faz?

Para quem lida com guitarras, ter uma pedaleira é entrar em uma nova fase. Ter a capacidade de realmente imitar o que seu guitarrista favorito é capaz de fazer, e produzir um som semelhante.

Ter o poder de alterar o som enquanto está tocando o instrumento, sem precisar parar e ajustar algo na própria guitarra. O mundo tomado por uma nova sonoridade com o apertar de um botão feito, acionado pelo pé.

Um pedal de guitarra serve para isso. Ele se posiciona entre a guitarra e o amplificador de som, como um filtro de passagem. Só que, neste caso, o filtro acrescenta diferentes sons e timbres, quando as vibrações produzidas pelas cordas passam por ela.

Imagem em preto e branco de uma guitarra, colocada ao lado do amplificador que será utilizado junto com ela.

Certifique-se de ter bons equipamentos antes de buscar um pedal, isso é o que fará diferença na música. (Fonte: dmaland0 / Pixabay)

Quais as vantagens da pedaleira de guitarra?

O pedal de guitarra é um acessório versátil e divertido. E, como a base da música está no bem-estar, divertir-se faz muito parte desse processo.

Ele melhora a coordenação motora e aumenta a percepção auditiva. Sem falar que você desenvolve a expressividade do corpo. Ainda melhora suas habilidades lógicas e ensina mais sobre disciplina e paciência.

Mas nem só de vantagens vive uma pedaleira. Confira abaixo:

Vantagens
  • Melhora a coordenação motora, Aumenta a percepção auditiva
  • Desenvolve a expressividade do corpo
  • Melhora habilidades lógicas
  • Ensina disciplina e paciência
Desvantagens
  • Baixa disponibilidade de locais para aprendizado
  • Instrumento de alta complexidade
  • Exige manutenção constante

Quais os diferentes efeitos de um pedal de guitarra?

O pedal de guitarra já existe em diversos tipos, e constantemente novos são lançados no mercado com algum incremento ou agregação.

O motivo para isso é simples: poucos músicos têm interesse em precisar de toda uma tropa de pedaleiras para tocar. Quanto menos melhor, e quanto mais práticas de operar, melhor ainda.

Os pedais costumam ser classificados conforme o efeito sonoro ou timbre que produzem. E isso se encaixa muito bem em determinados ritmos musicais, pois foram eles que muitas vezes ajudavam na criação do próprio estilo.

Você vai conhecer agora os principais efeitos realizados por um pedal de guitarra:

Boost

É o mais simples e útil dos tipos. Como o próprio nome indica, sua função é aumentar a intensidade do sinal que o atravessa. Serve principalmente para uma situação em que você precise destacar o som da guitarra (como num solo).

Também funciona para aumentar o som da guitarra em um amplificador, de modo geral. É possível que o pedal de boost funcione “limpo”, apenas amplificando, ou então, trazendo algo a mais, como aumento de médios ou agudos.

Overdrive

Um dos efeitos mais utilizados e amados dos guitarristas. Seu objetivo é replicar o som obtido de um tipo de amplificador antigo (chamado de valvulado).

Isso acaba provocando uma distorção no som, mas que acaba afetando o timbre como um todo, dando a impressão de naturalidade ao toque, mesmo com o efeito. É considerado um efeito indispensável para tocar as principais músicas do rock.

Homem com guitarra abaixado arrumando pedaleira durante show.

Existem muitas possibilidades de efeitos que você pode alcançar com um pedal de guitarra. (Fonte: Eugene Sergeev / 123rf)

Delay

Trata-se de um efeito similar ao eco, mas com várias possibilidades de ajuste. É um sistema simples que pode surpreender em mãos hábeis.

Controlar a distância entre as repetições e a quantidade delas faz toda a diferença em uma música. Talvez você já tenha ouvido “Another Brick in the Wall Pt.1” do Pink Floyd, um bom exemplo de delay.

Octave

Esse é um efeito bem legal num pedal de guitarra. Ele é capaz de aumentar ou abaixar a afinação do instrumento em uma ou mais oitavas. O resultado é você poder ter uma afinação normal e, com o pedal, mudar totalmente a sonoridade da guitarra, como se estivesse com outra afinação.

Esta condição vai permitir com que você faça o som crescer de maneira interessante. Inclusive dar uma nova dimensão a determinadas partes de uma música, ajustando a sonoridade com as pegadas do vocal.

Chorus

O pedal de guitarra com chorus gera um efeito de duplicar e desafinar ao mesmo tempo. Mas é uma desafinação de maneira leve, acentuando o tocar da guitarra que você está realizando.

Funciona como se duas pessoas estivessem tocando ao mesmo tempo, mas uma utilizando uma leve distorção no som da guitarra.

Este vai ser o último que apresentaremos, mas com certeza não é – nem de longe – o último efeito possível em um pedal de guitarra. Existem muitos outros esperando que você os descubra na busca pelo timbre perfeito!

Como são muitos os efeitos, vamos listar de modo resumido o que cada um faz:

Efeito Resultado
Boost Aumenta a intensidade do sinal, amplificando o som como um todo
Overdrive Provoca a distorção do som a partir da simulação de um amplificador valvulado
Delay Cria um efeito de eco, podendo ser regulado em intensidade e quantidade
Octave Permite a regulagem do som como se a guitarra estivesse afinada uma ou mais oitavas diferentes do que se encontra
Chorus Duplica o som realizado pela guitarra, distorcendo levemente o duplicado
Chorus Fornece mais profundidade ao som, preenchendo melhor o ambiente

Quanto custa?

Há uma enorme variação de pedais de guitarra, em termos de estilos e efeitos. O que os faz, também, bastante variáveis em valor.

É claro que, dependendo do seu nível de aprendizado na guitarra, a opção por um pedal iniciante vai te ajudar na aquisição. Você encontrará bons produtos a partir dos R$ 200.

Da mesma forma, um pedal profissional pode passar facilmente da casa dos milhares de reais. Mas, vai entregar efeitos e sonoridades absurdamente ricos e limpos.

Onde comprar?

Elas são comuns no mundo musical, mas não é em todo lugar que são comercializadas. Você encontrará um pedal de guitarra em lojas de música ou então grandes lojas de departamento.

Em outros locais, será mais difícil encontrá-las, devido às características específicas do equipamento.

Uma opção bastante viável é a aquisição pela internet. Lojas online como a Amazon oferecem uma enorme quantidade delas a preços acessíveis, além de permitir a comparação entre elas de modo fácil.

Critérios de compra: Critérios para escolher seu pedal de guitarra

Você já pode se considerar um conhecedor de pedaleiras, sem dúvida. Porém, se está realmente pensando em adquirir um pedal de guitarra, é necessário prestar atenção em algumas características que farão toda a diferença no seu uso.

  • Especificações
  • Multiefeitos
  • Resistência
  • Fonte de alimentação

Veja agora cada critério em detalhes para fazer a melhor escolha.

Especificações

Todo equipamento eletrônico costuma vir junto com uma boa quantidade de descrição, e o pedal de guitarra não é diferente. Porém, são poucos aqueles que realmente te interessam, principalmente se você está iniciando nas pedaleiras.

Quando falamos em efeitos sonoros, uma máxima vale muito: “menos é mais”. Saturar a música pode cansar demais o ouvinte, sem falar que vai exigir demais de você e do pedal.

Portanto, foque na qualidade e não na quantidade. Procure um pedal que forneça os efeitos mais adequados ao seu estilo de música. Evite armadilhas de grandes descrições.

Homem com guitarra abaixado arrumando pedaleira.

Fique atento às descrições do seu pedal para guitarra. (Fonte: akz / 123rf)

Multiefeitos

Existem diversos pedais de guitarra que fornecem mais de um efeito no mesmo equipamento. Isso é extremamente útil se você está experimentando recursos ou então é eclético ao tocar.

Não é incomum músicos possuírem uma certa quantidade de pedais juntos, mas a escolha por multiefeitos pode reduzir esta demanda. O resultado é mais facilidade para você quando for tocar o instrumento e fazer os efeitos.

Resistência

Um pedal de guitarra pode ser fabricado de diferentes materiais, e isso tem importância conforme seu uso. Se você pretende adquirir um para “brincar” em casa, qualquer opção é válida.

Contudo, se pretende levar para mais lugares, transportar na mochila, jogar por aí...opte por modelos com carcaça em metal. Eles são bem mais resistentes a impacto.

Imagem de pedal para guitarra.

Fique atento ao material do seu pedal para guitarra, se você for carregá-lo para diversos lugares, escolha um mais resistente. (Fonte: Dimitrios Fatisis / 123RF)

Fontes de alimentação

Um pedal de guitarra pode ser alimentado por várias fontes distintas de energia. Existem opções à bateria e movidos a eletricidade. Você deve optar por aquele que considera mais prático à sua necessidade.

Claro que, se não for elétrico, recomendamos carregar no estojo da guitarra uma quantidade de baterias extra. Ser surpreendido pela parada do pedal no meio de algo e não ter como arrumar, será frustrante.

(Fonte da imagem destacada: egonklilng / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

Pedro d'Ávila Músico e Viajante Incansável
Os cinco anos vagando pela Europa e tocando de metrô em metrô e deram a Pedro uma experiência de vida incrível, só comparada a seus anos e anos acampando pelo Brasil e pela América do Sul. Hoje, estabelecido em Dublin, ele segue conhecendo novos lugares e comparilhando o conhecimento adquirido com as experiências de vida.