Menino carregando cachorro.

Quem tem um bichinho de estimação sabe que cuidar da saúde dos pets é fundamental, não apenas pelo bem estar deles mas, também, para evitar rombos no orçamento. Afinal, emergências e imprevistos podem ocorrer a qualquer momento. E é justamente para essas ocasiões que existe o plano de saúde para cachorro.

Com o aumento do número de cães nos lares brasileiros, também o plano de saúde de cachorro está se tornando cada vez mais popular. Por isso, vamos mostrar nesse artigo o que você deve analisar para escolher o melhor plano.




Primeiro, o mais importante

  • O plano de saúde para cachorros é uma forma dos tutores cuidarem dos bichinhos sem precisar gastar muito.
  • Hoje existem diversos tipos de planos, desde os mais básicos até os mais completos que cobrem cirurgias.
  • É preciso levar alguns fatores em consideração antes de assinar o contrato.

Você também pode gostar:

Melhores planos de saúde para cachorro: Nossas recomendações

O plano de saúde mais diversificado

A Health for Pet é um dos plano de saúde para cachorro da corretora Porto Seguro. São cinco planos de saúde, do mais simples ao mais completo, que incluem atendimento ambulatorial, vacinas, microchip, cirurgias e castração. Existe ainda um plano exclusivo para cães com mais de nove anos de idade. Sem contar nos diferenciais como o atendimento telefônico 24 horas e o serviço na residência do cliente.

O melhor plano com cobertura nacional

Com uma rede credenciada presente em todas as capitais do país, o Dr. Pet é um plano de saúde para cachorro que oferece quatro opções de coberturas. Os planos oferecem desde as coberturas mais básicas até as mais completas, que incluem, inclusive, a realização de parto e exames como tomografia e ressonância.

O plano com melhor custo-benefício

O Meu Pet Protegido é uma empresa da corretora Porto Seguro e disponibiliza três tipos de plano de saúde para cachorro: o básico, o plus e o total. Existe ainda opção para grupos, criadores e de acordo com a idade do pet. Alguns dos diferenciais são o atendimento domiciliar, a implantação de microchip e o teleatendimento veterinário disponível 24 horas.

Guia de Contratação: Tudo sobre planos de saúde de cachorro

De acordo com o IBGE e o Instituto Pet Brasil, em 2018 foram contabilizados 54,2 milhões de cães nos lares brasileiros (1).

Não à toa, um novo segmento do mercado vem crescendo no país: O do plano de saúde para cachorro. Afinal, quem já teve ou tem um animal de estimação sabe que imprevistos e emergências podem ocorrer a qualquer momento e, o pior, podem custar muito caro.

Para evitar dores de cabeça e rombos no orçamento, os brasileiros têm cada vez mais investido no plano de saúde para cachorro. Mas, com tantos planos diferentes disponíveis é preciso atenção para escolher o mais adequado para o seu pet e o seu bolso. E é sobre isso que vamos falar neste Guia de Aquisição.

Mulher com cachorro.

O plano de saúde para cachorro é um investimento na saúde do seu pet. (Fonte: VisionPic .net/ Pexels.com)

Com funciona o plano de saúde para cachorro?

Os planos de saúde para animais de estimação, incluindo o específico para cachorros, são similares ao plano de saúde que utilizamos para nós.

Ou seja, com o pagamento de uma mensalidade, você garante a cobertura de alguns serviços e procedimentos veterinários para o seu cãozinho como, por exemplo, consultas, exames e até cirurgias. Isso, é claro, depende do tipo de plano que você escolher.

Veterinário examinando um filhote de cachorro.

O plano de saúde para cachorro garante cobertura para serviços veterinários. (Fonte: 12019/ Pixabay.com)

Dessa forma, dependendo do plano, o pet passa a ter acesso a uma rede credenciada de veterinários e serviços de saúde, formada por clínicas, hospitais e até por pet shops.

Em geral, os atendimentos são feitos com horário agendado, mas a maioria dos planos de saúde para cachorro também cobre situações de emergência.

Quais as coberturas oferecidas no plano de saúde para cachorro?

Existem planos de saúde de cachorros que vão dos mais simples aos mais completos. O básico costuma incluir apenas consultas, vacinação e alguns exames.

Os intermediários já cobrem exames mais complexos, aplicação de microchip e outros procedimentos veterinários. O interessante é que, por meio do microchip colocado nos cachorros, o pet passa a ter seu histórico de atendimento veterinário todo registrado eletronicamente.

O plano de saúde para cachorro não cobre problemas e doenças pré-existentes nos cãezinhos de estimação.

Já o plano de saúde para cachorro considerado mais completo pode incluir cirurgias e até mesmo procedimentos como acupuntura e serviços de pet shop.

Mas o fato é que o tipo de cobertura varia de acordo com a empresa e o tipo de plano de saúde de cachorro oferecido. Ainda assim, para você ter uma noção geral, listamos a seguir as coberturas mais populares e o que elas oferecem.

Tipos de cobertura O que inclui
Emergencial Hospitalização e cirurgias decorrentes de acidentes ou emergências.
Emergencial + Doenças Atendimento emergencial, de doenças de rotina e os exames mais simples, como radiografias
Emergencial + Doenças + Exames de rotina Acrescenta às coberturas anteriores os pedidos de esterilização, castração, vacinação e exame físico completo
Atendimento Completo Inclui cuidados dentários, cirurgias e doenças crônicas

Qual a diferença entre o plano de saúde para cachorro e o seguro pet?

Quando você estiver pesquisando pelo melhor plano de saúde para cachorro, é provável que encontre também o seguro pet. O seguro pet é, geralmente, vendido como uma cobertura adicional do seguro residencial.

Esse tipo de seguro garante o pagamento de uma indenização ao segurado nos casos de o seu cachorro adquirir uma doença súbita ou sofrer acidente.

Além disso, diferentemente do plano de saúde para cachorro, a contratação do seguro pet exige algumas obrigações ao segurado. Por exemplo, o segurado é obrigado a vacinar todos os seus pets.

Médico fazendo uma cirurgia.

O plano de saúde de pets cobre até cirurgias. (Fonte: Artur Tumasjan/ Unsplash.com )

Também existem outros serviços que podem ser incluídos no Seguro Pet como, por exemplo, a assistência veterinária emergencial e consultas veterinárias.

Já o plano de saúde de cachorro, como vimos, foca na cobertura de serviços e procedimentos veterinários tanto de emergência quanto de rotina.

Quando eu devo contratar o plano de saúde de cachorro?

Se você quer cuidar da saúde do seu cachorro e evitar imprevistos financeiros você deve contratar o plano de saúde para cachorro o quanto antes.

Ainda que o seu pet esteja saudável, o fato é que nunca se sabe quando o seu cãozinho poderá precisar de um atendimento mais caro. Porém, existem situações em que o plano de saúde para cachorro é ainda mais necessário.

É o caso dos cachorros idosos. Com a idade avançada, o cãozinho demanda mais atenção e acompanhamento médico para tratar ou evitar doenças.

Mulher com filhote de cachorro.

O quanto antes você contratar o seguro de saúde pet melhor. (Fonte: Pexels/ Pixabay.com)

Em geral, um cachorro já é considerado de idade avançada a partir dos 6 anos. A partir desta faixa etária, a necessidade de um check-up anual pode fazer com que você economize bastante se optar pela adesão de um plano de saúde de cães.

Quanto custa um plano de saúde para cachorro?

Você vai encontrar diferentes tipos de plano de saúde para cachorro. E, dependendo da rede credenciada, da abrangência do atendimento e, principalmente, das coberturas incluídas no contrato, o preço do plano de saúde pet pode variar bastante.

Mas, em linhas gerais, a mensalidade pode custar entre R$ 27 e R$ 323 mensais. O segredo para investir bem o seu dinheiro é ler com atenção o contrato e checar se tudo o que está incluso é o que você espera do plano.

Onde e como contratar um plano de saúde para cachorro?

Para contratar um plano de saúde para cachorro o primeiro passo é escolher uma empresa com expertise e tradição nesse segmento. Para tanto, é fundamental que a empresa esteja registrada no Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV).

Isso porque a oferta de planos de saúde animal é justamente regulada pelo CFMV por meio da resolução número 647 (2). É também o Conselho o responsável por fiscalizar essas empresas, assegurando a melhor prestação de serviços.

Antes de fechar o contrato de um plano de saúde de cachorro consulte o CFMV.

Por isso, antes de fechar o contrato de um plano de saúde de cachorro consulte o CFMV para ter certeza de que a empresa que você está contratando tem todos os registros e atua de maneira idônea.

Feito isso, basta entrar no site da empresa. Lá você poderá fazer uma simulação para encontrar o melhor plano de saúde para cachorro. Alguns documentos serão solicitados e, após um prazo de análise e carência, você poderá utilizar os serviços.

Critérios de Contratação: Como escolher o plano de saúde para cachorro

Após escolher a melhor empresa, é hora de escolher o plano de saúde de cachorro ideal. Para tanto, nós recomendamos que você considere alguns fatores que diferenciam não apenas o tipo de atendimento, mas também o preço final. São eles:

Abaixo vamos explicar detalhadamente cada um desses tópicos.

Local de atendimento

O primeiro critério que você deve considerar é a abrangência do atendimento do plano de saúde para cachorro.

Como vimos, cada empresa oferece uma rede credenciada com veterinários e especialistas. Dessa forma, os planos de saúde para pets podem possuir coberturas regionais, estaduais e nacionais.

Veterinário segurando um filhote de cachorro.

Opte por uma rede credenciada ampla. (Fonte: skeeze/ Pixabay.com)

Escolha sempre o plano que oferece um atendimento próximo da sua casa. Mas, se você costuma viajar, também é importante garantir um plano de saúde para cachorro com cobertura nacional.

Planos

Como vimos, cada empresa oferece diferentes tipos de planos com coberturas que vão desde os serviços e procedimentos simples até o mais complexos. Algumas empresas chegam a oferecer até seis planos diferentes.

Existem até planos específicos para algumas faixas-etárias do cachorro. O ideal é escolher um plano que ofereça os serviços mais importantes ao seu cachorro e que caiba no seu bolso.

Carência

A carência é o período estipulado pelas corretoras que você deve aguardar até ser autorizado a utilizar o serviço do plano de saúde para cachorro.

Grande parte dos serviços estipula um período de carência que pode variar entre 30 a 360 dias. Mas o mais importante aqui é que a carência varia bastante de acordo com o procedimento ou a cobertura.

Cachorro branco e grande deitado no chão.

É preciso considerar o período de carência antes de fechar o contrato.(Fonte: Amy_Gillard/ Pixabay.com )

Por exemplo, é possível que a carência para realizar uma consulta ao veterinário seja de 30 dias, mas para a realização de uma tomografia seja de 120 dias.

Portanto, confira o período de carência de cada cobertura do plano de saúde para cachorro que você escolher antes de assinar o contrato.

Limite de uso

Outro fator que merece sua atenção é com relação ao limite de uso dos serviços oferecidos pelo plano de saúde de cachorro.

Isso porque cada corretora estipula um limite diferente dependendo do tipo de serviço. Para você ter uma ideia, em geral, dependendo do plano que você escolher, você poderá levar o seu cão a uma consulta veterinária entre 2 e 6 vezes ao ano.

foco

Você sabia que grande parte dos serviços de plano de saúde para cachorro vão exigir um microchip para identificação do pet?

No entanto, nem todos os planos de saúde irão cobrir o custo da implantação do microchip.

O limite de uso dos serviços muda se você precisar fazer exame de sangue, cirurgias ou outros procedimentos como vacinação, por exemplo. De modo geral, o limite de uso dos serviços varia entre um e oito por ano.

E, além disso, vale observar que também pode existir um período que deve ser respeitado entre a utilização de um serviço e outro. Dependo do procedimento você pode precisar esperar entre 15 e 365 dias para utilizar novamente o mesmo serviço.

Diferenciais

Por fim, leve em consideração os diferenciais que cada corretora oferece. Confira a seguir os principais atrativos incluídos no plano de saúde para cachorro:

  • Atendimento telefônico 24 horas, com veterinário de plantão
  • Atendimento domiciliar
  • Orientação nutricional
  • Ofertas em medicamentos
  • Clube de vantagens com descontos
  • Informações do pet armazenadas eletronicamente

Resumo

O plano de saúde para cachorro é um investimento na saúde do seu pet e uma prevenção contra gastos inesperados e caros com tratamentos veterinários.

Pagando uma taxa mensalmente, você garante a cobertura em serviços e procedimentos desde os mais simples, como uma consulta, até os mais completos, como uma cirurgia.

Antes de assinar o contrato do plano, certifique-se de que a corretora é confiável e tem expertise no mercado. Além disso, analise quais são as coberturas incluídas no plano, o período de carência, limites de uso dos serviços e os diferenciais oferecidos.

(Fonte da imagem destacada: 8777334/ Pixabay.com)

Referências (2)

1. Instituo Pet Brasil. Censo Pet: 139,3 milhões de animais de estimação no Brasil.
Fonte

2. Conselho Federal de Medicina Veterinária. Resolução Nº 647, de 22 de Abril de 1998.
Fonte

Por que você pode confiar em mim?

Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.
Artigo
Instituo Pet Brasil. Censo Pet: 139,3 milhões de animais de estimação no Brasil.
Ir para a fonte
Resolução
Conselho Federal de Medicina Veterinária. Resolução Nº 647, de 22 de Abril de 1998.
Ir para a fonte