Imagem mostra uma mão inserindo um papel em uma laminadora.
Ultima atualização: 30 de agosto de 2019

Como escolhemos

13Produtos analisados

20Horas investidas

6Estudos avaliados

68Comentários coletados

Bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Pensando em comprar uma plastificadora ou laminadora? Então vamos tirar todas as suas dúvidas sobre esse equipamento que é fundamental em papelarias e cada vez mais comum em escritórios.

Essas máquinas servem para proteger papéis. O processo é a colocação sobre eles de partículas de plástico que aumentam, em muito, a resistência e a durabilidade. São usadas em documentos, crachás, diplomas, cardápios, entre outros.

Mas como entender todas as diferenças entre os tipos de plastificadoras e laminadoras? Como saber qual é o modelo ideal para o seu uso pessoal, da sua papelaria ou do seu escritório? Fique com a gente e aprenda tudo o que é necessário sobre esse assunto!




Primeiro, o mais importante

  • As plastificadoras são itens muito comuns em papelarias, já que o serviço de plastificação é bastante procurado. Você também pode adquirir uma para seu restaurante ou escritório, economizando e dando dinamismo ao trabalho.
  • Laminadoras são mais eficientes e consomem menos energia elétrica que plastificadoras. Alguns tipos específicos de serviços, como aqueles feitos em fotografia, requerem uma laminadora a frio.
  • Os preços de plastificadoras sofrem enormes variações: de aproximadamente R$ 300 a cerca de R$ 7.000. Obviamente, os usos e as funcionalidades desses modelos são muito diferentes.

Você também pode gostar:

Melhores plastificadoras: Nossas recomendações

Selecionamos excelentes modelos de plastificadoras que certamente serão do seu agrado. Abaixo, explicamos os porquês de cada um deles merecer destaque:

Plastificadora Laminadora Aurora Lm3233h

Essa é uma laminadora que tem bastante variedade nos tamanhos suportados: vai desde RG e outros pequenos documentos até as folhas A6, A5, A4 e A3. A velocidade de plastificação é de 230 mm por minuto.

É necessário aguardar de 5 a 6 minutos para o aquecimento completo da máquina. O peso de 2,2 kg faz dela bastante portátil, o que facilita as condições de uso em muitas situações.

Laminadora e Plastificadora a quente Pelegrin

A marca Pelegrin oferece esse modelo de laminadora e plastificadora que também possui versatilidade que vai dos pequenos documentos às folhas A3. A largura máxima aceita é de 32 cm e o comprimento máximo e de 33,8 cm.

O tempo de aquecimento varia entre 4 e 6 minutos. A máquina possui funcionalidades extras como cilindros revestidos em silicone e controle manual de temperatura. Isso se reflete no peso, bem maior, de 8 kg.

Plastificadora A4 Menno

Com design bonito e multicor, a plastificadora da marca Menno é bastante eficiente. A velocidade é de 280 mm por minuto e a capacidade máxima é de um documento por vez. O tempo de aquecimento varia entre 4 e 6 minutos.

O limite máximo de tamanho aceito por essa plastificadora é o das folhas A4. A largura da abertura para inserção é de 24 cm. Também há regulação manual de temperatura e o peso total é de 4,4 kg.

Plastificadora Laminadora Mazzili

Modelo extremamente moderno que traz tudo o que se pode desejar de uma laminadora. Velocidade de 65 cm por minuto, display digital com a temperatura de momento, controle de temperatura, rápido aquecimento em até 4 minutos.

Possui também quatro cilindros e um botão para mover o papel dentro da máquina. Suporta o tamanho máximo de folhas A3 e A4, com abertura de 32 cm. Também traz um sistema que reduz a produção de ruídos e é facilmente portátil.

Guia de Compra

O que diferencia os variados tipos de plastificadora e laminadora? Por que você deveria ter uma dessas máquinas em seu escritório? Como entender cada especificação técnica? Essa é a hora de tirar as principais dúvidas!

Nos próximos parágrafos desse Guia de Compra encontrará tudo o que você precisa saber para saber escolher a plastificadora ideal para você.

Imagem mostra uma mão mexendo em plastificadora.

A plastificadora é muito usada em escritórios, escolas e papelarias. (Fonte: Auttakorn Printragoon / 123rf)

O que é uma plastificadora e para que ela serve?

Muitos dos documentos que usamos no dia a dia são plastificados. Isso confere a eles maior durabilidade, já que a camada que os reveste dificilmente será danificada por qualquer coisa. O mesmo vale para cardápios, crachás, diplomas e outros papéis.

A plastificadora - ou laminadora - é uma máquina que faz esse trabalho. Se você é o dono de uma papelaria, ela é um equipamento obrigatório. Se você possui um restaurante ou um escritório que precisa de plastificações frequentes, adquirir uma pode significar redução de custos.

O uso doméstico não é tão comum, a não ser que você queira poder fazer plastificações eventualmente necessárias no conforto do lar.

Há três tipos básicos: plastificadora, laminadora a calor e laminadora a frio.

foco

Você sabia que alguns documentos usados no dia a dia são de plastificação proibida? O maior exemplo é a CNH (Carteira Nacional de Habilitação), que inclusive, traz essa informação escrita em sua superfície.

Isso acontece porque é um documento que precisa sempre ser conferido de perto, fora da sua proteção. Uma plastificação, muitas vezes, disfarça falsificações. Um agente de trânsito pode até recolher a sua CNH se ela estiver plastificada!

Plastificadora, laminadora a calor ou a frio?

O processo tradicional de plastificação utiliza um material chamado polaseal. Ele é comprado separadamente (um pacote com 100 unidades custa cerca de R$ 8) e precisa ser sempre reabastecido.

O que acontece é que a máquina é aquecida até uma alta temperatura, normalmente chegando a três dígitos. O polaseal será então derretido e ganhará aderência ao papel. Ele já deve estar colocado na máquina com o tamanho correto, considerando as margens.

As laminadoras mais comuns também funcionam a calor. O processo é mais cuidadoso e cheio de vantagens. A união entre plástico e papel tornará o resultado final mais bem protegido, com uma espessura maior, além de ser mais veloz e gastar menos energia elétrica.

Por outro lado, a laminadora a frio se utiliza de uma tecnologia diferente. Ela é recomendada para materiais que não podem ser expostos a temperaturas muito altas, como papel fotográfico ou carbonos de projetos. O preço costuma ser bem mais elevado.

Confira abaixo uma tabela com algumas especificações de cada tipo:

Plastificadora Laminadora a calor Laminadora a frio
Indicações Documentos, cardápios, crachás, entre outros Documentos, cardápios, crachás, entre outros Papel fotográfico, carbono, outros materiais sensíveis ao calor
Vantagens Preço mais baixo, facilidade de uso Maior velocidade, menor consumo de energia elétrica, melhor proteção ao material Uso necessário em determinados tipos de material
Desvantagens Menor velocidade, mais consumo de energia elétrica Preço um pouco maior, processo um pouco mais complicado Preço extremamente elevado, uso de material diferente do polaseal

Como fazer uma boa plastificação?

Existem algumas coisas que você precisa saber para fazer uma boa plastificação. Listamos abaixo algumas delas:

  • Margem mínima necessária: Sempre coloque 3 cm a mais de polaseal de cada lado do papel. Por exemplo, em uma folha A4, que tem 210 x 297 mm, usar no mínimo 216 x 303 mm. Sempre é bom deixar um pouco além disso e fazer cortes após o processo.
  • Temperatura ideal: É preciso sempre prestar atenção no processo e regular a temperatura. O plástico está formando bolhas? Então provavelmente a máquina está muito quente. Há espaços opacos? Nesse caso, ela deve estar muito fria.
  • Resfriamento: O processo estará completo apenas depois do resfriamento do papel plastificado. Isso pode demorar até 24 horas.

Quanto custa?

Os modelos mais simples de plastificadora costumam ficar na casa de R$ 300. Algumas laminadoras podem ser encontradas já nessa faixa também. Normalmente, não trazem muitas opções extras, como múltiplas plastificações simultâneas.

Quanto mais profissional e pensada para produzir em larga escala, mais cara a laminadora fica. Algumas que funcionam tanto a quente como a frio e suportam diversos tamanhos e quantidades de papel podem chegar até à faixa de R$ 7.000.

Onde comprar?

O melhor lugar para comprar uma plastificadora ou laminadora é em uma loja especializada em artigos de papelaria. Podem ser ou aquelas que se dedicam às máquinas, ou as grandes redes, como Kalunga ou Lemax.

Se a sua ideia é comprar pela Internet, nossa recomendação é a Amazon brasileira, que traz enorme variedade de modelos. O Mercado Livre também não fica atrás. Além, é claro, dos e-commerce das redes citadas acima.

Critérios de Compra: Fatores para considerar antes de comprar uma plastificadora

Além do tipo de plastificação que você fará, existem algumas outras questões que você precisa levar em conta ao comprar a sua máquina. Listamos abaixo algumas das mais importantes:

  • Velocidade de plastificação
  • Capacidade de plastificação simultânea
  • Capacidade de tamanho de papel
  • Tamanho e peso

Explicaremos a seguir o que cada uma dessas categorias significa.

Velocidade de plastificação

A velocidade de plastificação é normalmente mostrada nas especificações técnicas da máquina.

Uma plastificadora que consegue, por exemplo, fazer 280 mm de papel por minuto, possivelmente será capaz de uma folha de papel A4 ou similar nesse tempo.

É necessário contar também com os tempos de aquecimento e resfriamento, que normalmente ficam entre 4 e 6 minutos.

https://www.instagram.com/p/BxSboleFQ94/

Capacidade de plastificação simultânea

Quando você precisa plastificar em larga escala, seja em uma empresa dedicada a isso ou para uso próprio, como cardápios para seu restaurante, é ideal agilizar o processo e conseguir fazer mais de um exemplar por vez.

Muitas das plastificadoras mais baratas não conseguem fazer plastificações simultâneas. Por isso, é necessário comprar um modelo capaz de colocar vários papéis por vez na máquina. Isso vai te poupar muito tempo e também economizar energia elétrica.

Capacidade de tamanho de papel

Você usará apenas para plastificar documentos e crachás, como seria comum em uma papelaria, ou precisa de papéis maiores? Há quem necessite até mesmo de grandes máquinas capazes de trabalhar com pôsteres ou cartazes.

Imagem de um crachá em branco plastificado.

Para plastificar pequenos documentos, não é necessário que a abertura da máquina seja grande. (Fonte: Евгений Косцов / 123rf)

Os modelos menores são mais práticos e baratos. É preciso conhecer a sua necessidade para conhecer qual a máquina que você deve comprar. Esses números também devem estar nas especificações técnicas do produto.

Tamanho e peso

A sua plastificadora ficará sempre no mesmo lugar ou será sempre transportada? As variações de peso dessas máquinas podem ser muito grandes, de menos de 2 kg, naquelas mais compactas, até mais de 10 kg, nas que suportam papéis de maiores dimensões.

O tamanho também é importante. Você pode não ter muito espaço na sua papelaria ou não querer ocupar muito com a plastificadora. Por isso, também preste atenção nas dimensões especificadas!

(Fonte da imagem destacada: Alfred Hofer / 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Carlos Massari Jornalista
Jornalista especializado em esportes e podcaster. Apaixonado por cinema, literatura e artes em geral. Curioso nato, pesquisa e escreve sobre diversas áreas, principalmente tecnologia, ferramentas, artigos esportivos e objetos que tornam a vida e o cotidiano mais fáceis.