Imagem de processador Intel i5
Ultima atualização: 28 de abril de 2020

Como escolhemos

13Produtos analisados

18Horas investidas

4Estudos avaliados

73Comentários coletados

Bem-vindo ao ReviewBox Brasil, o site com as melhores análises de produtos na área da tecnologia. Hoje vamos explicar a necessidade de um bom processador Intel para o seu computador, notebook e outros dispositivos.

O processador, também conhecido como CPU, é como o cérebro de um computador, responsável pela velocidade do processamento de informações, ou como ele responde aos comandos dados pelos softwares.

Por isso é tão importante obter produtos de marcas confiáveis como a Intel. Mas, com tantos modelos e gerações disponíveis no mercado, escolher o modelo certo exige atenção. Confira nosso artigo para mais informações.




Primeiro, o mais importante

  • Antes de comprar um processador, é vital conferir a compatibilidade com a placa-mãe.
  • É bom lembrar que o número de núcleos é um fator importante, às vezes até mesmo mais do que a geração do processador Intel.
  • Manter seu computador limpo e bem refrigerado é essencial para manter a vida útil e bom funcionamento do processador.

Você também pode gostar:

Melhores processadores Intel do mercado: Nossas recomendações

O avanço da tecnologia da área dos processadores é impressionante e a Intel está sempre inovando com CPUs mais potentes e com melhor otimização. Dê uma olhada em nosso ranking com três dos melhores modelos com diferentes custo/benefício.

Para quem procura boa performance

Esse processador Intel i5 de 8ª geração é ideal para quem procura uma boa performance utilizando a tecnologia VR, além de já ser compatível com resoluções 4k.

Compatível com até 64 gigas de memória DDR4, ele conta com seis núcleos e frequência total de processamento de 2,80 GHz. Ele já suporta DirectX 12 e possui uma placa gráfica integrada Intel UHD Graphics 630.

Para quem quer algo mais robusto

Se você procura por um processador mais robusto, esse i7 de 8ª geração é uma excelente opção, já que ele possui frequência de 3,20 GHz e seis núcleos e turbo max que o faz atingir até 4,60 GHz.

Ele suporta até 64 gigas de memória DDR4, é compatível com resoluções 4k, tecnologia DirectX 12 e OpenGL 4.5, além de oferecer a placa gráfica Intel UHD Graphics 630 com frequência base de 350 MHz e dinâmica de 1,20 GHz.

Para quem vai fazer trabalhos mais simples

O processador Core i3 Coffe Lake da Intel é prova de que mesmo seus modelos mais antigos são capazes de oferecer uma excelente capacidade de processamento.

Esse é o caso com essa processador de 8ª geração com quatro núcleo e frequência de 3,6 GHz com capacidade máxima de 64 gigas de memória DDR4 e já compatível com DirectX 12 e exibição de resoluções 4k de até 60 Hz.

Guia de compra

Escolher um bom processador exige algum conhecimento técnico, já que as especificações estão repletas de números e a compatibilidade com outras peças de hardware é essencial para um bom funcionamento.

Mas, mesmo para os leigos, é possível aprender algumas informações vitais para fazer a melhor escolha. É nisso que vamos te ajudar em nosso guia de compra.

 Imagem de pessoa segurando um processador Intel i9

A Intel se destaca na área de miniaturização, buscando sempre formas mais econômicas e práticas de fabricar seus processadores sem abrir mão do desempenho. (Fonte: Christian Wiediger/ Unsplash.com)

O que é um processador Intel?

Como dissemos na introdução de nossa análise, o processador é como um cérebro. É ele o hardware responsável por buscar informações contidas no disco rígido e executar as linhas de comando dos softwares, os programas que utilizamos todos os dias.

A Intel sempre se destacou na produção de processadores, o que a tornou rapidamente uma dos gigantes do mercado de tecnologia, com seus produtos sempre figurando entre as melhores opções, com excelentes desempenhos.

Seu computador até pode sobreviver bem sem uma excelente placa gráfica de última geração ou a melhor placa de som do mercado, mas não sem um processador. E, quanto mais rápido ele for capaz de processar todas as informações, menos você perceberá lentidões ou travamentos.

foco

Você sabia que a família de processadores Pentium surgiu em 1993 e foi a responsável por colocar a Intel em 85% dos desktops disponíveis no mercado naquela época?

Por que a Intel se tornou uma referência na produção de processadores?

Primeiro, é preciso entender que muito antes de começar a produzir microprocessadores, a Intel já era referência no mercado de tecnologia desde sua fundação em 1968.

Nos anos 70 ela desenvolveu um circuito integrado de memória RAM que a tornou líder nesse segmento do mercado, e em 1971, eles lançaram seu primeiro processador, o Intel 4004, que foi responsável por uma revolução tecnologia na época.

Desde então eles não pararam mais de ditar a tendência do mercado, garantindo produtos de alta qualidade para vários espectros do público, com processadores mais acessíveis e outros com velocidades impressionantes, desenvolvidos para profissionais da área e para os gamers mais famigerados.

Imagem de notebook com processador Intel i7

Ainda hoje, a Intel mantêm sua hegemonia no mercado, presente na maioria de desktops e notebooks. (Fonte: StockSnap/ Pixabay.com)

Quais as principais vantagens e desvantagens de utilizar processadores Intel?

É fácil entender porque a Intel é líder de mercado: seus processadores oferecem várias vantagens. Eles esquentam menos, oferecem maior compatibilidade com as placas-mãe disponíveis e possuem maior coordenação entre seus núcleos, o que garante melhor desempenho.

No entanto, é preciso ficar atento a algumas desvantagens. Nos modelos mais robustos e potentes, o consumo de energia é considerável. A instalação ou troca podem requerer o auxílio de um profissional e eles costumam custar um pouco mais caro do que os modelos de seus concorrentes.

Vantagens
  • Esquentam menos
  • Oferecem maior compatibilidade com placas-mãe
  • Maior coordenação entre seus núcleos
Desvantagens
  • Modelos mais robustos consomem mais energia
  • A instalação ou troca podem requerer o auxílio de um profissional
  • Eles costumam custar um pouco mais caro

Como identificar o modelo e geração de um processador Intel?

Antes de realizar a compra, há algumas especificações que ajudam a identificar o modelo e a geração do processador. Primeiro, note que cada linha (i3, i5, i7, etc.), possui várias gerações, o que influencia no desempenho e no preço.

Confira esse tutorial que separamos para você para entender um pouco mais sobre o assunto e como identificar mais facilmente a geração do seu processador ou do modelo que pretende comprar.

Qual a diferença entre as diferentes linhas de processadores Intel?

As principais características que diferenciam as linhas de processadores Intel são o ano de lançamento, a quantidade de núcleos e a velocidade máxima de processamento, além de outros detalhes voltados a compatibilidade com outros hardwares lançados na mesma época.

Aqui, é importante salientar que mesmo algumas linhas mais antigas oferecem gerações mais potentes do que as presentes em linhas mais novas, então é importante pesquisar bem e encontrar um equilíbrio.

Imagem de placa mãe com processador Intel i5

O processador é instalado diretamente na placa mãe, mas geralmente fica encoberto por um cooler responsável por seu resfriamento. (Fonte: Bru-nO/ Pixabay.com)

Quanto custa um bom processador Intel?

O preço pode variar muito de acordo com a linha, geração e capacidade de processamento. Alguns modelos mais antigos podem ser encontrados de R$ 50 a R$ 100. As linhas mais atuais e potentes ficam entre R$ 300 e R$ 1000.

Agora, se você pensa em investir em um processador Intel top de linha, os preços podem estão entre R$ 1000 e R$ 5000. E, para a utilização profissional, alguns modelos chegam a custar mais de R$ 50,000.

Onde comprar um processador Intel?

Você pode encontrar os processadores Intel em lojas de informática ou em grandes varejistas especializados em hardware.

Caso sua cidade não possua uma dessas lojas, você também pode fazer sua pesquisa na internet, em lojas virtuais ou em grandes distribuidores como a Amazon, que oferece muito mais segurança em suas compras.

 Imagem de um antigo processador Intel

Além dos desktops, a Intel também está presente em calculadoras, instrumentos de navegação como GPS e até mesmo em semáforos. (Fonte: Slejven Djurakovic/ Unsplash.com)

Critérios de compra: O que considerar antes de comprar um processador Inte

Como você pôde ver, não é tão difícil assim entender um pouco mais sobre os processadores Intel e como escolher qual o modelo ideal para seu desktop ou notebook.
Porém, separamos alguns últimos critérios aos quais você deve estar atento. Confira.

Após ler com atenção cada um dos tópicos abaixo, você estará pronto para ter um computador rápido e potente para nunca mais sofrer com problemas de lentidão.

Geração do processador

A geração é um dos principais fatores que você deve estar atento, já que existem várias dentro de uma mesma linha de processadores. Um i3 de 8ª geração pode ser mais potente que um i5 de 1ª geração, por exemplo.

Por isso é importante estar atento ao número de núcleos e a velocidade total de processamento, não só a geração. E claro, quanto mais alta ela for dentro de determinada linha, melhor.

 Imagem de processador Intel

Em 1992 a Intel tornou-se maior fornecedora de semicondutores do mundo e ainda se mantém entre as marcas de tecnologia. (Fonte: Bru-nO/ Pixabay.com)

Velocidade de processamento

Um dos fatores mais importantes a considerar antes de realizar a compra é a velocidade de processamento, medida em GHz. Quanto maior, melhor. Mas, vale lembrar que outros fatores também influenciam no desempenho.

A quantidade de memória RAM disponível também influencia na velocidade de processamento, assim como a memória CACHE que varia de acordo com a linha e geração do processador.

Capacidade de overclock

O overclock é uma técnica utilizada para levar o potencial do seu hardware (nesse caso, o processador), ao limite. Ele é realizado através de configurações especiais para forçar uma maior velocidade.

No entanto, essa é uma técnica perigosa, pois pode causar superaquecimento e diminuir a vida útil do processador, por isso ela não é recomendada pelos fabricantes, ou então limitada em suas especificações para que haja mais segurança no processo.

Antes de pensar em realizar o overclock em seu processador, certifique-se de trocar a pasta térmica e investir em um bom sistema de refrigeração.

Imagem de placa mãe com um processador Intel i5

O overclock é bastante utilizado no cenário gamer para obter mais desempenho em jogos. (Fonte: Christian Wiediger/ Unsplash.com)

Ano de lançamento

Por último, é importante estar atento não só a geração e a linha do processador, mas também o ano de lançamento. A Intel demora a descontinuar seus processadores, então é possível encontrar mesmo linhas mais antigas produzidas mais recentemente.

E claro, nesse caso, quanto mais nova ela for, melhor, até mesmo sob o ponto de vista do tempo de garantia disponível para o produto.

(Fonte da imagem destacada: Bru-nO/ Pixabay.com)

Por que você pode confiar em mim?

Luiza Ferreira Engenheira de Computação
Ter crescido justamente em meio ao grande boom da internet fez com que Luiza se tornasse fã de carteirinha do mundo da informática desde pequena. Estudar engenharia da computação pareceu um caminho natural, e hoje ela tem prazer ao compartilhar seu conhecimento com o público online.