Muito bem-vindo ao ReviewBox Brasil. Hoje vamos falar sobre o protetor solar, um produto essencial para deixar a sua pele protegida dos efeitos nocivos do sol em todas as estações do ano.

Embora tomar sol seja benéfico para a saúde, por causa da absorção da vitamina D que melhora a circulação sanguínea e fortalece os ossos, é essencial que essa exposição seja na dose e no horário certo do dia. Em qualquer outro momento, é necessário usar protetor solar.

Mas além de escolher o tipo certo para a sua pele, é necessário aplicá-lo da forma correta e reaplicá-lo em um determinado período, para aproveitar ao máximo os benefícios do produto. Quer saber tudo sobre protetor solar e não ter mais dúvidas para escolher o seu? Vamos lá!

Primeiro, o mais importante

  • Tomar sol sem protetor solar pode ser muito prejudicial a pele, pois pode estimular o surgimento de linhas de expressão, rugas, manchas, doenças de pele como o melasma e até o câncer.
  • O protetor solar não deve ser usado apenas quando você estiver curtindo a praia no verão. É essencial o uso produto no dia a dia, não importa se esteja sol, mormaço, nublado ou chuvoso.
  • O ideal é aplicar o protetor solar em todo o corpo cerca de meia hora antes de sair de casa e reaplicá-lo de duas em duas horas. Para o rosto e os lábios é preciso usar um tipo específico de protetor.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 7 melhores protetores solares

A exposição inadequada ao sol gera danos cumulativos que aumentam proporcionalmente ao longo da vida, elevando os riscos de uma pessoa desenvolver doenças de pele e o câncer.

Por isso é essencial que todo mundo, independentemente da idade, sexo, cor e tipo de pele se proteja usando um protetor solar. Como existem diferentes tipos, texturas e indicações de uso, preparamos este ranking trazendo os melhores
protetores solares de diferentes marcas.

1º – Protetor solar Idéal Soleil Hydrasoft FPS 50 Vichy

O protetor solar corporal Idéal Solei Hydrasoft da Vichy tem dupla função: protege a pele contra os efeitos nocivos do sol (FPS 50), e hidrata, pois conta com vitamina E, glicerina e água termal na composição.

O produto é transparente, de rápida absorção, fácil de espalhar e não fica grudento depois que seca. É ideal para quem tem a pele oleosa, pois conta com efeito matte, que ajuda a prevenir o brilho excessivo e o surgimento da acne. A embalagem vem com 200 ml.

2º – Protetor Solar corporal Anthelios Protect FPS 50 La Roche-Posay

O protetor solar Anthelios da La Roche-Posay tem fator de proteção solar 50, que previne o envelhecimento da pele, manchas causadas pela exposição solar sem proteção e o câncer.

Por não conter óleo na fórmula, esse protetor pode ser usado por pessoas com a pele oleosa e acneica, pois não tem a textura grudenta nem obstrui os poros. O cheiro é suave e agradável e o produto vem com 120 ml.

3º – Protetor Solar Expertise FPS 70 L’Oréal Paris

O protetor solar Expertise da L’Óreal Paris é um produto versátil, pois pode ser usado no rosto e no corpo. Além do fator de proteção 70, este filtro solar conta com a tecnologia Supreme Protect 4, que hidrata a pele por até 8 horas, é antioxidante, protege contra os danos profundos e tem toque aveludado.

O produto tem a textura leve, é absorvido rapidamente e é resistente a água, o que o torna perfeito tanto para os dias de praia quanto os dias comuns. O produto tem 120 ml.

4º – Protetor Solar Facial FPS 60 L’Oréal Paris

O protetor solar facial da L’Oréal Paris age contra os raios UVB e UVA prevenindo o surgimento de manchas, linhas de expressão e rugas. O fator de proteção 60 coloca este produto na categoria de bloqueador solar, o que te deixa ainda mais protegido.

A textura do produto é leve e a absorção pela pele é rápida. Após aplicar e deixar secar, você pode passar sua maquiagem normalmente, pois este produto tem o toque seco. A embalagem vem com 50g.

5º – Protetor Solar Facial FPS 70 Cenoura e Bronze

O protetor solar facial da Cenoura e Bronze é recomendado para todos os tipos de pele, tanto as secas quanto as oleosas, pois sua textura é de loção e a absorção é rápida.

Esse protetor solar previne o envelhecimento precoce, vermelhidão, ardência e rugas causadas pela ação nociva dos raios infravermelhos, preservando a firmeza, elasticidade e o colágeno da pele. Vem com 50 g.

6º – Protetor Solar Protect e Bronze FPS 15 Nivea

O filtro solar Protect e Bronze da Nivea tem proteção UVA e UVB e conta com betacaroteno na fórmula, que ativa a melanina e garante uma cor bonita e uniforme, o que torna este produto ideal para quem quer se bronzear, mas deseja manter a pele protegida.

Ele pode ser usado tanto no rosto quanto no corpo, mas a textura é um pouco mais cremosa, e talvez não seja o produto ideal se você tiver a pele oleosa. A absorção é rápida e o resultado final é pele suave. O produto tem 125 ml.

7º – Protetor Solar Homem FPS 45 Episol

O protetor solar da Episol é recomendado para a pele masculina. Este produto combate os radicais livres, tem proteção UVA, UVB e IVA, preserva a hidratação natural da pele e controla o excesso de oleosidade.

É hipoalergênico, não-comedogênico, espalha bem e tem o toque seco. É resistente à transpiração e à água, o que o torna ideal para a prática de esportes. O produto vem com 60g.

Guia de Compra

O verão é a estação do ano preferida de muita gente, pois o sol e o calor podem ser aproveitados ao máximo nas praias, cachoeiras e parques. Como nessa época o sol fica muito forte, muita gente se lembra de um produto essencial no cuidado com a pele: o protetor solar.

O mais legal é que existem vários tipos de protetores solares, para o rosto, corpo, lábios e até para o cabelo. Mas será que você sabe o jeito certo e a frequência com a qual este produto deve ser aplicado!? Vamos falar sobre isso e muito mais neste guia de compra.

Imagem de uma mulher tomando sol em uma praia.

O verão é a estação do ano em que as pessoas mais se expõem ao sol, seja em praias, parques ou piscinas. (Fonte: Adam Kontor/ Pexels)

O que é um protetor solar e por que utilizá-lo?

O protetor solar é um produto usado na proteção e cuidado com a pele no verão e demais estações do ano, pois bloqueia os efeitos nocivos causados pelos raios solares na pele.

Embora as pessoas saibam, vale a pena ressaltar, que é um erro usar o protetor solar somente no verão, pois os raios solares penetram em nossa pele até mesmo nos dias nublados, favorecendo o surgimento de problemas de pele e doenças.

Os protetores solares podem ser químicos, ou seja, aqueles que absorvem os raios UV, ou físicos, que refletem os raios. Geralmente os filtros com FPS mais altos têm a junção de filtros físicos e químicos.

Os tais raios solares são a radiação UVA e UVB. Os raios UVA deixam a pele bronzeada e podem causar manchas e rugas, já os raios UVB deixam a pele com o aspecto de vermelhidão e podem aumentar o risco de câncer de pele.

O fator de proteção solar (FPS) indicado nas embalagens dos protetores solares corresponde à quantidade de vezes que a pele está protegida dos raios UVB. Por exemplo, se você está usando um protetor solar com FPS 30, você está 30 vezes mais protegido do que estaria sem o produto.

A indicação de proteção dos raios UVA se dá pela sigla PPD (PersistentPigment Darkening) e é representada pelo símbolo “+”. A proteção contra os raios UVA vai de apenas um “+” até o PPD 12 (+++).

É imprescindível que o filtro solar proteja a sua pele dos dois tipos de radiação: UVA e UVB.

Os níveis de proteção do filtro solar vão do 5 ao 100 (chamado de bloqueador solar), e os mais usados são os protetores com FPS 30 para o corpo e 50 para o rosto.

Fatores de proteção inferiores são encontrados nos bronzeadores que têm FPS entre 5 e 15. Existem também os produtos com fator de proteção solar superior a 60, indo até o 100.

Para o dia a dia, um fator de proteção solar 15+ é o ideal para a maioria das pessoas, um de fator 8+ é o recomendado para pessoas com a pele escura e os fatores de 30 a 60 para pessoas loiras, ruivas, mais velhas ou para quem estiver em tratamento contra doenças de pele.

Quanto mais clara for a pele da pessoa, maiores devem ser os cuidados com a exposição solar, mas isso não significa que uma pessoa negra não deva se proteger.

Via de regra, se a sua pele ficar avermelhada pela exposição solar, o ideal é ir aumentando gradualmente o fator de proteção até notar o efeito e um leve bronzeado (pele vermelha significa que ela foi queimada durante a exposição ao sol).

E lembre-se, o sol pode provocar vários danos à pele como ressecamento, perda de elasticidade, linhas de expressão, rugas, envelhecimento precoce e manchas em diferentes graus de intensidade.

Confira agora quais são as principais vantagens (e algumas desvantagens) dos protetores solares.

Vantagens
  • Protege a pele contra os danos causados pelos raios solares
  • Existem protetores solares em diferentes texturas: gel, creme, loção, mousse e spray
  • Há vários níveis de fator de proteção solar, do 5 ao 100
  • Há versões para o corpo, rosto, cabelo e lábios
Desvantagens
  • É preciso reaplicar o produto várias vezes ao dia para ter os efeitos desejados
  • O protetor solar é um produto relativamente caro

Qual protetor solar facial você deve escolher?

O protetor solar usado no rosto deve ser diferente do produto aplicado no corpo, pois a fórmula muda de acordo com a área de aplicação do cosmético.

Para o rosto é recomendado escolher um produto com FPS maior do que o que será usado no corpo. Também vale a pena escolher uma fórmula livre de óleo, para a sua pele não ficar com aparência e textura oleosa.

Imagem de uma mulher tomando sol usando um chapéu.

O rosto deve ser protegido com um protetor solar específico para essa região. (Fonte: Joseph Kellner / Unsplash)

Se você costuma usar maquiagem todos os dias, a dica é usar o protetor solar depois de lavar o rosto, mas antes de usar qualquer outro produto. Se preferir, você pode usar uma base com protetor solar, algumas têm o FPS baixo, mas os dermocosméticos costumam ter a proteção maior.

Não esqueça de aplicar na área dos olhos, com cuidado para não deixar o produto entrar em contato com o globo ocular. Alguns hidratantes específicos para essa área contam com FPS 8, mas você pode usar o protetor facial sem medo.

Preste atenção também ao pescoço, orelhas e couro cabeludo (se for calvo ou careca). Não deixe de aplicar nos lábios, há produtos próprios para essa área com FPS 15.

Existe protetor solar para o cabelo?

Os cabelos também precisam ser protegidos dos raios ultravioletas, pois a exposição ao sol deixa o cabelo sem brilho, ressecado, com falta de elasticidade e pontas duplas.

Isso ocorre porque os raios solares penetram na camada protetora dos fios, fazendo que o cabelo perca queratina, água e nutrientes, ficando fraco e sem vida.

Por isso você deve proteger seus fios dos raios solares, principalmente no verão, quando as idas à praia e piscinas são mais frequentes (o cloro e a água salgada também fazem muito mal ao cabelo).

A boa notícia é que existem protetores solares próprios para os cabelos. O filtro solar capilar cria uma camada protetora nos fios que impede que os raios ultravioletas penetrem. Veja como é a forma correta de aplicar o protetor solar nos fios:

Qual a quantidade ideal a ser aplicada?

Não basta escolher o tipo certo de protetor solar, é preciso aplicá-lo na quantidade correta. Não economize passando menos do que é necessário, mas também não precisa exagerar e aplicar produto demais.

Para o rosto e pescoço, uma quantidade similar a de uma colher de chá já é o suficiente, aplique dando batidinhas com a ponta dos dedos médio e anelar, sempre de baixo para cima, para evitar a flacidez e as rugas.

Para o corpo, 20 ml (quantidade equivalente a duas colheres de sopa) já são suficientes. Lembre-se de aplicar com movimentos circulares. Se for usar no dia a dia espalhe somente nas áreas que ficarão expostas, se for na praia use o produto no corpo inteiro.

Qual tipo de protetor solar devo escolher?

O tipo de pele é uma característica muito importante na hora de escolher o protetor solar que será usado. Para peles sensíveis e crianças o ideal é optar por protetores solares hipoalergênicos.

Para peles oleosas, que já possuem uma quantidade maior de óleo naturalmente, a melhor opção é a loção (creme um pouco mais fluído). O mesmo vale para pessoas adultas e de meia idade.

Imagem de vários tipos de protetores solares.

Os protetores solares podem ter várias texturas. (Fonte: Chezbeate / Pixabay)

O protetor solar em gel, garante um efeito sequinho na pele se for de efeito matte (matificante, ou seja, que remove o brilho da pele deixada pela oleosidade excessiva).

Entretanto, produtos em textura gel sem esse recurso podem não ser tão confortáveis, pois formam uma camada fina quando secam, dando a sensação de repuxo.

Se usados na praia, os protetores em gel podem trazer desconforto, pois a areia fina pode grudar no gel causando alergias, vermelhidão, ressecamento e coceira.

Se a sua pele for seca, estiver ressecada (existe uma grande diferença entre os dois) ou for envelhecida, a textura do protetor deve ser em creme, e embora ele seja um pouco mais grosso, não vai ficar pegajoso nesses tipos de peles.

O protetor solar em spray deixa a aplicação muito mais rápida (para a alegria dos pequenos). Mas quem estiver com lesões ou tiver a pele sensível, esse tipo pode não ser o ideal, pois ele contém muito álcool na composição.

Se você ainda está em dúvida sobre qual é o tipo de protetor solar ideal para a sua pele, confira a tabela que preparamos abaixo, comparando as principais vantagens e desvantagens de cada textura de filtro solar:

Creme Loção Spray Gel Hipoalergênico
Tipo de pele Peles secas ou ressecadas Peles oleosas ou mistas Todos os tipos de peles (exceto as sensíveis) Peles oleosas ou mistas Para pessoas alérgicas, com pele sensível e crianças
Vantagens Protege e hidrata a pele Protege e hidrata sem deixar a pele pegajosa A aplicação é rápida. Facilita alcançar áreas difíceis Refresca a pele e deixa uma sensação de pele sequinha Não tem substâncias químicas prejudiciais à pele
Desvantagens Pode deixar a pele com aspecto pegajoso Pode sair com mais facilidade na água O produto acaba mais rapidamente É preciso aplicar uma quantidade maior de produto É mais caro

Outros tipos de protetor solar

Você também pode encontrar tipos de protetor solar com diversas propostas, e diferentes texturas. Geralmente esses termos são indicados nas embalagens, mas as pessoas, por não os conhecerem, não entendem os efeitos.

O protetor solar aerogel ou com efeito Blur controla a oleosidade da pele e minimiza imperfeições como poros abertos. O em mousse garante um efeito de primer, minimizando imperfeições da pele e garantindo um toque aveludado.

O protetor solar com textura de sérum é líquido e é absorvido rapidamente pela pele. Já o mineral é indicado para pessoas alérgicas, com pele sensível e para quem tem melasma (oferece uma proteção extra às pessoas com essa doença de pele).

foco

Você sabia que a vitamina D é essencial para a nossa saúde?

Ela fortalece os ossos e melhora a circulação sanguínea. O melhor jeito de adquiri-la é tomando sol já que os raios UVB e UVA são responsáveis por 90% da produção dessa substância.

Mas tem um jeito certo de fazer isso: três vezes na semana se exponha ao sol de 15 a 20 minutos antes das 10 horas da manhã ou após as 16 horas. Somente neste curto período de tempo e nessas condições você deve deixar de usar o protetor solar.

Quanto custa?

Você pode encontrar protetores solares de diversos tipos, marcas e faixas de preço. Há protetores de marcas já estabelecidas no mercado por cerca de R$ 20. Modelos com FPS maior como o 50 custam por volta dos R$ 35. Os dermocosméticos de marcas importadas podem custar entre R$ 70 e R$ 100.

Onde comprar?

Você pode encontrar protetores solares com facilidade em supermercados como Extra, Walmart e Carrefour, farmácias como Droga Raia e Drogasil e perfumarias como Ikesaki.

Se preferir também é possível para encontrar modelos de diversos tipos, marcas e faixas de preço em e-commerces como Amazon, por exemplo, que oferece dezenas de opções, frete a um custo baixo e entrega rápida.

Critérios de compra: Fatores para comparar os diferentes tipos de protetores solar

Quando for comprar um protetor solar para o seu corpo e rosto, você não deve escolher o primeiro que encontrar na loja nem aquele que sua amiga disse que é ótimo para a pele dela.

É preciso observar algumas características e escolher o produto mais compatível com o seu tom, tipo de pele e idade. Sempre observe os critérios descritos abaixo:

  • FPS
  • PPD
  • IV-A
  • Textura
  • Protetor solar com cor
  • Recursos extras

Vamos explicar item por item para você não ficar com nenhuma dúvida e acertar na escolha de um protetor solar. Mas não se preocupe se você não acertar de primeira, as vezes é preciso testar alguns modelos e marcas até achar o produto ideal.

FPS

A sigla FPS significa Fator de Proteção Solar e se refere à capacidade de proteção que o filtro solar faz à radiação ultravioleta B, ou seja, os raios UVB que são mais incidentes no verão e atingem a derme (segunda camada da pele), deixando-a vermelha e podendo causar câncer.

Nos dias nublados e chuvosos, os raios UVB podem ficar retidos nas nuvens, mas mesmo assim podem ser nocivos, mesmo que em menor proporção.

O FPS dos filtros solares varia de 5 a 100, sendo os FPSs 15, 30 e 50 os tipos mais usados por pessoas de todas as idades e tons de pele.

Para pessoas negras, o recomendado é um protetor com FPS entre 8 e 15, para aqueles que têm a pele morena clara o filtro solar deve ter fator de proteção entre 15 e 30. E para pessoas muito claras, ruivas ou loiras o filtro deve ter FPS entre 30 e 60.

Imagem de uma menina ruiva tomando sol em um barco.

Pessoas com pele muito clara, ruivas ou loiras, devem redobrar os cuidados com a exposição solar, pois a pele clara absorve mais radiação solar. (Fonte: sydneyra / Pixabay)

PPD

Além dos raios UVB, existe a radiação ultravioleta A. Também chamados de raios UVA, eles causam o bronzeamento da pele, manchas e também linhas de expressão e rugas e atingem as pessoas da mesma forma durante todas as estações do ano.

Os raios UVA têm a capacidade de atravessar as nuvens, o vidro da janela e a sua epiderme. Ao ultrapassar essa camada eles atingem as células da derme e com o tempo causam desordens pigmentares como manchas, cloasma e até tumores cutâneos.

É essencial adquirir um protetor solar facial e corporal com proteção contra os raios UVA, pois ele está presente em nosso dia a dia, mesmo naqueles em que o tempo está nublado e chuvoso.

O fator de proteção é um pouco diferente do FPS, ele é chamado PPD (Persistent Pigment Darkening, algo como pigmentos escurecedores persistentes) e é indicado pelo símbolo “+”.

Para pessoas com a pele normal apenas um “+” já é suficiente, se a pessoa for mais velha, tiver a pele mais clara ou apresentar doenças de pele, o ideal é que o produto tenha proteção PPD “++”. O fator mais forte é indicado pelo símbolo “+++”.

IV-A

Alguns filtros solares vêm com a indicação de proteção contra os raios infravermelhos (aqueles que transmitem o calor do sol), que podem ser identificados com as siglas IV-A ou Infra V.

Apesar do baixo grau de intensidade, os raios IV-A penetram mais profundamente na pele e atingem a hipoderme.

A incidência dos raios infravermelhos é ainda maior no verão, causando calor intenso. Para se proteger você pode usar camiseta, chapéu e óculos escuros, mas nunca dispense o protetor solar, que é o único que protege 100% o seu corpo dos raios nocivos.

Texturas

Os protetores solares mais comuns podem ser em creme, loção, gel ou spray e o veículo (o que dilui o produto) pode ser aquoso ou alcoólico. Saber qual tipo é ideal para a sua pele é essencial para acertar na escolha do protetor solar.

  • Creme: Peles secas, ressecadas e pessoas mais velhas.
  • Loção: Para todos os tipos de peles e idades, inclusive pessoas com pele oleosa.
  • Gel: Pessoas com a pele oleosa.
  • Spray: Todos os tipos de pele, exceto as sensíveis, pois o protetor solar em spray tem o veículo alcoólico.
Imagem de uma pessoa apertando o pulverizador do protetor solar em spray.

O protetor solar em spray é mais rápido de aplicar e alcança áreas difíceis. (Fonte: Chezbeate / Pixabay)

Protetor solar com cor

Há protetores solares, faciais e corporais, com tonalizantes (cor). Alguns produtos têm várias opções de cores e outros têm tonalizante universal, que serve para todos os tons de pele.

O mais legal do protetor solar com cor é que ele disfarça imperfeições como manchas, olheiras, espinhas e poros abertos. Vale lembrar que os protetores solares com cor têm a textura um pouco mais grossa.

Recursos extras

Alguns protetores solares são livres de substâncias que fazem mal para a pele. O protetor solar não-comedogênico, por exemplo, não obstrui os poros, evitando cravos e espinhas.

O filtro solar oil free não contém óleo na composição e é indicado para quem tem a pele oleosa. O hipoalergênico não utiliza substâncias que possam provocar alergias, como a PABA.

O protetor solar à prova d’água, além de permanecer na pele quando você entra no mar, cachoeira ou piscina, ainda é resistente ao suor, sendo o tipo ideal para ser usado durante a prática de exercícios físicos, principalmente ao ar livre.

Imagem de uma mulher de frente para uma piscina.

O protetor solar à prova d’água é ideal para um dia na praia ou piscina. (Fonte: Tofros.com / Pexels)

(Fonte da imagem destacada: dimitrisvetsikas1969 / Pixabay)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
43 Voto(s), Média: 4,51 de 5
Loading...