Mulher andando de bicicleta
Ultima atualização: 7 de março de 2020

Como escolhemos

12Produtos analisados

17Horas investidas

5Estudos avaliados

60Comentários coletados

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Se você tem ou pretende ter uma bike, seja para lazer, trabalhar ou se locomover pela cidade, você sabe que existem riscos como roubos e acidentes. Por isso, é importante que você considere contratar um seguro de bicicleta.

No artigo de hoje, nós vamos explicar como funciona, porque é importante ter um e quanto custa o seguro para bicicleta. Mais do que isso, você vai descobrir o que deve levar em conta para escolher o melhor seguro de bike.



Primeiro, o mais importante

  • O seguro de bicicleta garante que você terá assistência em caso de acidentes e ressarcimento caso ela seja roubada.
  • Existem vários tipos de seguros com coberturas variadas.
  • Para escolher o melhor seguro para a sua bike é preciso comparar alguns fatores.

Você também pode gostar:

Melhores seguros de bicicleta: Nossas recomendações

O seguro de bicicleta mais completo

O seguro para bicicletas da Argo é destinado a bikes novas e usadas, manuais ou elétricas, utilizadas em competições ou lazer, com valores entre R$2.000 e R$75.000. O seguro cobre danos causados decorrentes de acidentes e durante transporte; roubo e furto qualificado; e responsabilidade civil. É necessário apresentar a nota fiscal.

O melhor seguro para bikes de até 5 anos

A Porto Seguro oferece um seguro para bicicletas que custam a partir de R$ 3 mil e com até 5 anos de uso. O plano básico cobre danos causados por incêndio, queda e tentativa de roubo. Mas você pode optar por coberturas adicionais de roubo, acidentes pessoais, e acessórios como velocímetro digital e GPS.

O seguro ideal contra acidentes de bike

O seguro para bicicleta da Alper Bike cobre roubos e furto qualificado de bikes com valor acima de R$ 3 mil. A seguradora também oferece cobertura adicional que cobre danos à bicicleta e reparo ou substituição das peças danificadas por acidente.

Guia de Contratação: Tudo sobre o seguro de bicicleta

A bicicleta é, hoje em dia, mais do que um meio de lazer. Seja para praticar um esporte, ir ao trabalho ou mesmo para ganhar a vida, a bike está cada vez mais presente no nosso dia a dia. E, justamente por isso, ela está sujeita a roubos, danos e acidentes.

Por isso, é importante considerar contratar um seguro de bicicleta. Para que você tire todas as suas dúvidas sobre esse tipo de seguro, nós criamos esse Guia de Contratação.

Homem e mulher pedalando.

O seguro de bicicleta é essencial para quem usa muito a bike. (Fonte: Nubia Navarro (nubikini)/ Pexels.com)

Seguro de bicicleta: O que é e como funciona?

O seguro de bicicleta é parecido com o seguro de carro e de moto. Trata-se de um contrato que você firma com uma seguradora. Esse contrato garante que, em casos previstos, você será reembolsado ou terá assistência técnica.

No caso do seguro de bicicleta, existem coberturas para situações como colisão, roubo, furto, danos a terceiros, entre outros.

Porém, diferentemente do seguro de automóvel, para o seguro de bicicleta a franquia é aplicada independente se o sinistro for de perda total ou parcial. Mas ainda assim vale a pena, já que em geral, a franquia costuma ser de 10% do valor da bicicleta.

Bicicleta com cadeado.

O seguro de bicicleta pode se útil em casos de roubo e furto. (Fonte: lovepetforever/ Pixabay.com)

Além disso, dependendo do seguro, muitas vezes a seguradora cobre defeitos ou avarias na bike que serão, então, restituído pelo seguro.

Outra característica do seguro de bicicleta é que ele inclui coberturas para bikes novas, usadas e elétricas.

Quem deve fazer um seguro para bicicleta?

É claro que, se você pedala apenas esporadicamente ou aos fins de semana, pode considerar que não vale o investimento no seguro de bicicleta.

Se você não quer investir em um seguro como esse, existe a opção a bike no seguro residenciai, que cobrem apenas furtos e roubos em casa.

De toda forma, o seguro de bicicleta é recomendado a todos que utilizam esse meio de transporte. Mas esse seguro é especialmente válido para quem usa a bicicleta para se deslocar diariamente pela cidade e ainda utiliza a bike para trabalhar.

Afinal, no meio do trânsito, você não apenas está mais sujeito a roubos como também a acidentes.

Se você é um ciclista profissional e participa de campeonatos de mountain bike, speed e triathlon, o seguro de bicicleta também é essencial, principalmente porque as bikes são as mais caras.

Quais são os tipos de cobertura do seguro bike?

O tipo de cobertura de um seguro de bicicleta varia de seguradora para seguradora. Em geral, a cobertura comum a todos os tipos de seguro de bicicleta costuma ser o contra assalto.

O restante pode ou não ser coberto e alguns ainda são considerados como coberturas adicionais. Um exemplo são as coberturas de abrangência internacional, contra acidentes pessoais e de roubo de acessórios da bike.

Mas, de modo geral, existem pelo menos três tipos de cobertura básicas no seguro de bicicleta. São elas:

Cobertura Descrição
Roubos e furtos qualificados Garante uma bike nova caso ocorra enquanto você pedala, esteja parado, ou com a bike guardada em casa ou no escritório
Danos acidentais Cobre os custos de reparo ou reposição de peças em caso de acidente ou avaria durante o transporte ou acidente
Responsabilidade civil A apólice cobre danos de terceiros, como despesas médicas de uma pessoa envolvida no acidente

O que o seguro de bike não cobre?

Além de saber em detalhes quais são as cobertura do seguro de bicicleta, é importante que você leia o contrato com atenção para ter certeza de que entendeu quais são as coberturas que não estão incluídas.

O furto simples não é coberto por nenhum seguro de bicicleta.

Por exemplo, o furto simples não é coberto por nenhum seguro de bicicleta e, por isso, é a principal situação que acaba gerando surpresa para alguns segurados.

O furto se caracteriza quando a sua bike é levada sem que você esteja por perto. Um exemplo é quando você deixa a sua bicicleta na rua para ir a padaria, por exemplo.

Mas, nesse caso, como você não pode provar que a sua bike foi levada por um bandido, trata-se de um furto simples. Esse tipo de furto não é coberto por nenhum seguradora.

Já o furto qualificado, que é coberto no seguro de bicicleta, é aquele em que existe evidência de que a bike foi levada. Um exemplo é quando a porta da sua garagem é arrombada e sua bike é levada.

Ou seja, para que o seguro cobre o furto da sua bicicleta é preciso que existam provas materiais de que sua bike foi levada pelo ladrão.

Além disso, o seguro de bike não vai cobrir furtos, mesmo que qualificados, se forem constatados que você não tomou as medidas de segurança adequadas como, por exemplo, guardar a bicicleta na garagem, com cadeado e portão trancado.

Assim, para ser considerado um furto qualificado e, então, ser ressarcido pela seguradora, é preciso que haja algum tipo de obstáculo para impedir que a bike seja furtada.

Além disso, o seguro para bicicleta não cobrirá danos decorrentes de desgaste natural e de negligência do segurado.

Quais as exigências para fazer um seguro de bicicleta?

Para fazer um seguro de bicicleta, o segurado precisa se adequar a algumas condições exigidas pela seguradora. Uma delas, como vimos, são as medidas de segurança que devem ser adotadas pelo segurado para proteger a bike.

Além disso, a maioria das seguradas também pede que você apresente a nota fiscal (NF) que comprove que a bicicleta existe e que ela é sua. A NF também serve para calcular o orçamento da apólice.

As seguradoras que dispensam a obrigatoriedade da NF, em geral, adotam outros procedimentos como, por exemplo, a vistoria prévia da bike, que pode ser feita presencialmente ou online.

foco

Você sabia que é feita uma avaliação prévia da sua bike pela seguradora?

Isso serve para avaliar o risco, considerando o valor atual de mercado para reposição da sua bicicleta em caso de roubo, por exemplo.

Por isso, é preciso conferir se a depreciação será levada em conta quando contratar o seguro. Isso vale especialmente se você tiver uma bike mais antiga.

Outra condicionante que você pode encontrar na hora de contratar o seguro de bicicleta é que algumas seguradoras estipulam um limite de valor para a bike.

Por exemplo, algumas empresas apenas fazem seguro de bicicletas que custam a partir de R$1,2 mil. A maioria, no entanto, só aceita segurar bikes que custam a partir de R$ 3 mil.

Quanto custa o seguro de uma bicicleta?

O valor do seguro de bicicleta vai depender, principalmente, do tipo de cobertura que você escolher incluir na apólice.

Mas fatores como o tipo e o preço da bike, além da forma de utilização e as pessoas que usam a bicicleta também podem interferir no preço do seguro. Assim, o preço de um seguro de bike costuma variar entre 3% e 15% do valor da bicicleta.

Critérios de Contratação: Como analisar o seguro de bike

Agora que você já entende como funciona o seguro de bicicleta é chegado o momento de escolher a melhor opção para você.

Para tanto, nós recomendamos que você leve em consideração alguns fatores antes de assinar o contrato. Veja:

A partir daqui, você verá como analisar cada um desses pontos.

Credibilidade da seguradora

O ponto principal na hora de escolher o melhor seguro de bicicleta é a seguradora. É fundamental que você opte por uma empresa que tenha experiência no mercado e credibilidade junto aos clientes.

Avaliação da bike

Cada empresa vai avaliar a sua bicicleta de uma forma diferente. Por exemplo, algumas seguradoras irão considerar o valor da nota fiscal, enquanto que outras empresas podem utilizar o valor da bike apenas no momento da indenização.

O ideal é que você busque por uma seguradora que faça uma moderação prévia na contratação para apurar o valor que irá aprovar no momento em que a cobertura for acionada.

Franquia e P.O.S

Nos seguros de bicicleta, a seguradora irá indenizar o valor equivalente a 90% e 85% do total segurado.

Ou seja, o restante será de sua responsabilidade e é chamada de Participação Obrigatória do Segurado (P.O.S). A P.O.S incidirá sobre o valor total do prejuízo.

Homem pedalando em alta velocidade.

Antes de contratar o seguro, avalie a franquia e a sua participação no caso de um sinistro. (Fonte: Film Bros/ Pexels.com)

Por exemplo, se você segurou a sua bicicleta pelo valor de R$ 10 mil e a P.O.S. de 10%, isso significa que a sua indenização será de, no máximo, R$ 9 mil.

Já a franquia é o abatimento mínimo da sua indenização. Um exemplo: Se a sua bike custa R$ 3 mil e é roubada, e a franquia do seguro é de R$ 500, você irá receber R$ 2,5 mil de indenização.

Abrangência

Outro fator importante que você deve considerar na hora de contratar o seguro de bicicleta é a abrangência das coberturas. Hoje é possível encontrar seguradoras que cobrem situações previstas em contrato que ocorrem tanto no Brasil quanto no exterior.

Acessórios

Observe também se o seu seguro para bicicleta inclui coberturas para os acessórios da bike. Algumas seguradoras oferecem esse tipo de cobertura adicional que ressarce em caso de roubo de alguns tipos de acessórios.

Letras miúdas

Por fim, antes de fechar o contrato, certifique-se de que você leu com atenção as letras miúdas do documento.

Isso porque, não raro, é ali que estão as informações mais importantes como, por exemplo, o fato de que o seguro de bicicleta não cobre o furto simples ou roubo de bikes desprotegidas.

Resumo

O seguro de bicicleta garante que você terá uma bike nova em caso de roubo e ainda pode lhe ressarcir em caso de danos e acidentes.

Mas para escolher o melhor plano, você deve considerar a reputação da seguradora, o valor da franquia e as coberturas que estão de fato incluídas no contrato.

(Fonte da imagem destacada: dimitrisvetsikas1969/ Pixabay.com)

Por que você pode confiar em nós?

Victor Oliveira Consultor em Investimentos
A graduação em economia foi um caminho natural para Victor, que desde pequeno era apaixonado por números e cálculos. A explosão das corretoras de investimentos no Brasil é recente, mas para ele, o assunto é muito antigo - e importante. Trader profissional, Victor auxiliar amigos, parentes e clientes a investir o dinheiro nas melhores oportunidades, economizando sempre que possível.
Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.