Sala de reunião com mesa e cadeiras

Se você tem uma empresa, sabe a importância de proteger esse patrimônio. Afinal, nenhum negócio está a salvo de imprevistos que, além do transtorno emocional, podem causar um rombo financeiro inesperado. E é justamente para minimizar esse tipo de dano que existe o seguro empresarial.

O seguro empresarial protege a sua empresa, garantindo indenização no caso de prejuízos causados por danos na estrutura, máquinas, móveis, mercadorias e matérias-primas.

Tamanha a sua importância que, dependendo do ocorrido, o seguro empresarial pode, inclusive, evitar o fechamento do seu negócio. Mas, para escolher o melhor seguro empresarial, é preciso ficar atento a alguns fatores que influenciam nas coberturas e no preço que você vai pagar.



Primeiro, o mais importante

  • O seguro empresarial protege a sua empresa em caso de incêndio, roubo, vendaval, danos elétricos, entre outras ocorrências.
  • O seguro não impede que os problemas aconteçam, mas a seguradora vai lhe oferecer suporte financeiro para você minimizar os efeitos negativos.
  • É preciso atenção antes de assinar o contrato do seguro empresarial.

Você também pode gostar:

Melhores seguros empresariais: Nossas recomendações

O BB Seguro Empresarial do Banco do Brasil conta com dois planos que podem ser personalizados e garantem o patrimônio de empresas de até R$ 7.500.000,00 ou de até R$ 15.000.000,00. Com coberturas variadas que cobrem problemas dos básicos aos adicionais, o seguro empresarial BB também oferece assistências como, por exemplo, serviços de chaveiro, segurança e limpeza.

O ideal para quem quer assistência 24h

Com o Seguro Empresarial da Caixa Seguradora, você terá assistência 24h, além de poder optar por diversos tipos de coberturas e descontos especiais. Com coberturas básicas e adicionais, a Caixa oferece também assistências como, por exemplo, serviços de chaveiro, hidráulica e vidraceiro.

O seguro empresarial mais versátil

O seguro patrimonial do Banco Santander oferece 10 planos diferentes, de acordo com o ramo de atividade da sua empresa. Em cada plano, existem diferentes coberturas e assistências especializadas 24h. O seguro tem vigência anual e poderá ser pago em 12 parcelas. O valor segurador varia entre R$ 100 mil e R$ 5 milhões.

Guia de Contratação: Tudo o que você precisa saber sobre o seguro empresarial

Ter um negócio exige dedicação e planejamento. Afinal, é preciso se precaver contra imprevistos, sejam eles financeiros ou materiais. Neste cenário, é fundamental que o empreendedor conte com o suporte de seguros. E um dos mais importantes e funcionais é, certamente, o seguro empresarial.

Imagine a seguinte situação: Um incêndio ocorre na sua empresa e todos os equipamentos são perdidos, e a estrutura do local fica condenada. Como fazer para reerguer o seu negócio sem gastar tudo o que você tem, pedir empréstimo ou mesmo sem que você tenha que declarar falência? O seguro empresarial é a melhor saída.

O seguro empresarial existe para recuperar rapidamente os danos que venham a acontecer, desde pequenos ajustes a acidentes mais graves. Neste Guia de Contratação explicaremos como funciona esse tipo de seguro e como contratá-lo.

Pessoas em um escritório.

Independentemente do tipo e do tamanho do seu negócio, o seguro empresarial é a chave para evitar prejuízos. (Fonte: louisehoffmann83/ Pixabay.com)

O que é o seguro empresarial?

Uma chuva forte pode causar o destelhamento de uma fábrica; raios ou até uma falha em algum sistema de segurança podem causar incêndios. Estes são apenas alguns exemplos de imprevistos que podem ocorrer em qualquer local.

Mas quando ocorrem em uma empresa o prejuízo financeiro pode ser muito alto. Isso porque, além de você precisar de dinheiro para reparar os danos rapidamente, é provável que tenha que paralisar o serviço da empresa por um certo tempo.

Em casos extremos, uma situação como essa pode até levar ao fechamento do seu negócio. É então que o seguro empresarial se tornar fundamental.

Loja de roupas.

O seguro empresarial indeniza o segurado em casos de danos previstos no contrato. (Fonte: Free-Photos/ Pixabay.com )

No exemplo acima, se a empresa contasse com esse tipo de seguro, todos os reparos seriam feitos de maneira mais rápida e sem que você precisasse desembolsar muito dinheiro ou até se endividar.

Também conhecido como seguro patrimonial, o seguro empresarial garante a recuperação rápida de bens e de estruturas danificadas do seu negócio, de acordo com o que foi previsto no contrato firmado.

Tanto que, hoje em dia, existem planos de seguro empresarial para todo o tipo de empresa, independentemente do tamanho ou segmento de atuação.

Seguro empresarial: Como funciona?

O seguro empresarial funciona da mesma forma que outros tipos de seguro. Ou seja, caso ocorra algum dano previsto no contrato, você será indenizado para que possa resolver o problema de forma rápida.

Para tanto, você precisa, primeiramente, escolher uma seguradora e, então, avaliar qual o melhor plano de acordo com o tipo de sua empresa.

Casal conversando com uma corretora.

No seguro empresarial você paga uma taxa mensal e garante cobertura contra riscos e danos. (Fonte: Iakov Filimonov/ 123rf.com)

As seguradoras oferecem planos que se diferenciam pelo tipo e quantidade de coberturas, que vão das básicas às adicionais.

A abrangência das coberturas e a vigência do seguro empresarial vai variar conforme a sua necessidade, com o porte da empresa e o segmento de atuação. Assim, ao fechar o contrato, você irá pagar parcelas mensais baseadas no valor total do seguro.

Quais são as coberturas do seguro empresarial?

Os seguros empresariais mais comuns são os que indenizam apenas danos no edifício ou em bens no interior da empresa em decorrência de incêndios, raios, explosões ou panes elétricas. Essas são, inclusive, as coberturas básicas presentes em todos os seguros empresariais.

Já os desastres naturais, como uma chuva de granizo, por exemplo, também podem entrar em uma apólice, assim como crimes e vandalismo contra o patrimônio da empresa.

O fato é que os tipos de coberturas das apólices do seguro empresarial são bem flexíveis, podendo ser adequadas de acordo com as necessidades da empresa e em concordância com a atividade comercial exercida.

Uma dica importante para ajustar a escolher as coberturas da apólice do seguro empresarial é conhecer os potenciais riscos para o seu negócio, de acordo com a localidade em que está a empresa, por exemplo.

Bombeiros e incêndio ao fundo.

A cobertura contra incêndios é obrigatória. (Fonte: Randgruppe/ Pixabay.com )

Sendo assim, a Susep, órgão que regulamenta e fiscaliza as seguradoras, permite que as seguradoras ofereçam coberturas adicionais, além de assistências. As garantias adicionais são utilizadas, portanto, para cobrir os eventos de risco que não estão abrangidos pela cobertura básica.

As mais comuns são aquelas que cobrem danos provocados por alagamento e inundação, roubo de equipamentos e valores, lucros cessantes, responsabilidade civil, entre outras.

Para você ter uma noção mais ampla sobre os tipos mais comuns de coberturas oferecidas no seguro empresarial, confira a tabela abaixo que preparamos para você.

Coberturas básicas Coberturas adicionais
Incêndio, queda de raio e explosão dentro da área do terreno ou imóvel Roubo de valores e de bens, e responsabilidade civil
Explosão de botijões de gás, caldeiras, compressores e etc Desmoronamento, danos elétricos, vendaval, alagamento e inundação
Despesas decorrentes de salvamento, fogo e desentulho Danos decorrentes de tumultos, derrame e vazamento

Lembrando que as coberturas adicionais podem variar de acordo com o plano escolhido e oferecido pela seguradora.

Seguro empresarial: O que é a cobertura de responsabilidade civil?

É muito comum que, entre as coberturas adicionais do seguro empresarial esteja o que se chama de responsabilidade civil.

O seguro de responsabilidade civil protege contra riscos de danos corporais ou materiais causados a terceiros, que sejam de sua responsabilidade, desde que involuntários.

Ou seja, com essa cobertura adicional, caso ocorra um acidente previsto no seu seguro empresarial, você tem garantido o reembolso por parte da seguradora, no caso seja responsabilizado civilmente por danos corporais ou materiais causados a terceiros durante a vigência do seguro.

Outro exemplo de responsabilidade civil é o pagamento de indenizações a funcionários que se acidentaram durante o trabalho.

O que não entra na cobertura do seguro empresarial?

Antes de assinar o contrato do seu seguro empresarial é preciso conhecer quais são as coberturas incluídas, mas também é fundamental saber o que não está coberto.

Pode parecer óbvio, mas o fato é que não raro os empresários contratam um seguro e, apenas quando algum problema acontece, é que eles vão perceber que tal risco não estava coberto pelo seguro patrimonial.

foco

Você sabia que alguns itens não estão cobertos pelo seguro empresarial?

Joias, metais preciosos, obras de arte e raridades que, em geral, não estão diretamente ligados à atividade da empresa não entram no seguro empresarial.

Além disso, de modo geral, indenizações de veículos terrestres, embarcações e aéreos também não entram na cobertura do seguro empresarial.

O seguro também não cobre desgastes naturais que podem ocorrem com os equipamentos da empresa, por exemplo.

Quanto custa e onde contratar o seguro empresarial?

O preço do seguro empresarial vai depender das coberturas que você escolher adicionar ao plano. Mas fatores como o risco da atividade desempenhada pela empresa também podem influenciar no valor do seguro.

O custo do seguro empresarial varia entre R$500 e R$2 mil ao ano.

Ainda assim, é possível dizer que, em geral, o custo do seguro empresarial varia entre R$500 e R$2 mil ao ano. O mais barato cobre estabelecimentos de baixo risco, como escritórios. Preços medianos são para seguros que irão cobrir riscos de lojas e restaurantes. Já para indústrias os valores são mais altos.

Isso porque as seguradoras estimam o valor do seguro empresarial baseando-se no patrimônio da sua empresa. Para contratar, basta entrar em contato pelo site da seguradora.

Existem formas de minimizar o preço do seguro?

Existem sim algumas ações que você pode fazer para minimizar o valor final que você pagará para ter o seguro empresarial. Para tanto, porém, você precisará investir dinheiro para deixar o local da sua empresa mais seguro contra eventuais problemas.

Especialistas ressaltam que você pode, por exemplo, realizar pequenos ajustes no prédio do seu empreendimento, com o objetivo de reduzir as chances de incêndios ou de panes elétricas. Com isso, é possível sim diminuir o valor do seguro patrimonial.

Quando a proposta do seguro empresarial é aceita, você receberá a documentação da apólice, que especifica os detalhes do contrato, incluindo o escopo das coberturas, as exclusões e as condições.

Outra opção é instalar para-raios no edifício onde está localizada a sua empresa para evitar raios. Você também pode além aumentar a segurança do local de trabalho, seja com melhores acessos dos funcionários seja com mais vigilância, para evitar roubos e vandalismo na propriedade.

Vale ressaltar ainda que essas e outras medidas são fundamentais também porque antes de seguro empresarial ser firmado, algumas seguradoras fazem vistorias nas instalações justamente para avaliar os riscos.

Critérios de Contratação: Como analisar os tipos de seguro empresarial

Até aqui, você viu que antes de escolher o melhor seguro empresarial é essencial que você leia com atenção a apólice antes de assiná-la. Com isso, você se certifica do que está e do que não está incluído no contrato.

Mas, na hora de escolher entre tantos planos oferecidos por diferentes seguradoras, também é preciso prestar atenção em outros fatores. São eles:

A seguir, nós vamos mostrar como você pode analisar cada um desses critérios antes de contratar o seguro empresarial.

Tipo de empresa

O primeiro fator que você deve considerar quando estiver avaliando os seguros empresariais disponíveis é o tipo de empresa que você tem e a atividade que ela exerce.

Isso porque, como vimos, as coberturas e os valores do seguro empresarial são estipulados de acordo com as características do seu negócio.

Além disso, é importante ressaltar que cada setor empresarial exige um tipo de proteção específica, algumas até obrigatórias. Por isso, o primeiro passo é se informar sobre qual cobertura não pode ficar de fora do seu seguro.

Seguradora

Em seguida, você deve avaliar qual é a melhor seguradora. Para garantir que a seguradora  presta um serviço eficiente e de qualidade, verifique se ela possui registro junto à Superintendência de Seguros Privados do Governo Federal (Susep).

No caso do seguro empresarial, também é recomendado optar por uma seguradora que ofereça outros tipos de proteção como, por exemplo, seguro de vida e plano de saúde para os funcionários.

Risco relativo X Risco absoluto

Outro fator que você deve observar durante a contratação do seguro empresarial é se a apólice se refere ao risco relativo ou risco absoluto.

Com o seguro de risco relativo, se o valor do prejuízo for igual ou abaixo do contratado, a indenização será paga dentro do valor limite estabelecido. Mas, se o valor ultrapassar o contratado, ocorrerá um rateio da indenização, com a participação do segurado.

Padaria.

É preciso avaliar o tipo de risco que é coberto na ocorrência de um problema. (Fonte: Pexels/ Pixabay.com)

Para garantir que todo o prejuízo será indenizado, a melhor opção é o seguro empresarial de risco absoluto, no qual não existe rateio.

Por isso, você deve estar atento ao que de fato está contratando, para saber quais prejuízos são indenizáveis ou não no caso de algum imprevisto ocorrer com a sua empresa.

Planos

Como vimos, existem inúmeros tipos de coberturas de seguros empresariais e cada seguradora oferece combinações diferentes por meio de planos. Algumas seguradoras também permitem que você personalize o seu plano, incluindo e/ou excluindo coberturas e assistências.

Para escolher o plano ideal é fundamental que você conheça os riscos a que está sujeita a sua empresa.

Os especialistas ainda reforçam que, se possível, o ideal é que você escolha um plano que contenha coberturas adicionais relacionadas ao funcionamento do seu negócio.

Prazos e Parcelas

Por fim, recomendamos que você leve em consideração os prazos de vigência do seguro empresarial, assim como a quantidade e o valor das parcelas que terá que pagar.

Quanto maior o período de vigência do seguro empresarial melhor para você e a sua empresa. E, nesse ponto, vale observar que a maioria das seguradoras oferecem descontos atrativos para quem decide renovar o prazo de vigência do seguro empresarial.

Além disso, é fundamental garantir que o valor das parcelas caiba no seu bolso e não comprometa demais o seu orçamento.

Resumo

O seguro empresarial é um dos seguros mais importantes para quem possui um negócio. Com ele, você paga uma taxa mensal e garante que será indenizado no caso de ocorrerem problemas que podem causar prejuízos inesperados ao seu negócio.

E, ainda que existam coberturas obrigatórias no seguro empresarial, como as que cobrem riscos contra incêndios e explosão, é preciso ficar atento às coberturas adicionais e as que não estão incluídas.

Para tanto, antes de fechar o contrato, leia com atenção a apólice e sempre opte por uma segurada que esteja regulamentada pela Susep e que tenha uma boa reputação entre os consumidores.

(Fonte da imagem destacada: Free-Photos / Pixabay.com)

Por que você pode confiar em mim?

Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.