Imagem de um celular com a tela quebrada caído no chão

Hoje é cada vez mais comum investir em aparelhos de celular caros. O mercado oferece condições facilitadas de pagamento e o acesso as informações está disponível 24 horas por dia na palma da mão. Mas já pensou sofrer um roubo logo depois de pagar caro pelo seu smartphone? Todos os riscos podem ser evitados com a contratação de um seguro para celular. É sobre isso que vamos falar hoje, seja muito bem-vindo ao ReviewBox Brasil.

Não apenas o roubo é um motivo de preocupação, quebra por queda, pane por excesso de água, os motivos para que um celular estrague são muitos. Por isso as seguradoras oferecem cada vez mais pacotes para ter esse bem protegido. Continue lendo para aprender mais sobre o seguro para celular.



Primeiro, o mais importante

  • O seguro para celular é uma forma de proteger seu smartphone contra diversos riscos, como roubo, quebra ou excesso de líquido.
  • Vale a pena se informar bem, pois os diferentes pacotes oferecem variados tipos de cobertura. Certifique-se de que o seguro que você esteja contratando oferece todos os benefícios que você procura.
  • Os preços podem variar bastante de acordo com o modelo e marca do aparelho, assim como as coberturas que oferecem. A boa notícia é que as seguras fazem condições de pagamentos bastante facilitadas.

Os melhores seguros para celular: Nossas recomendações

Quer contar com uma proteção extra para seu smartphone mas não sabe por onde começar? Pensando nisso selecionamos as melhores seguradoras disponíveis na internet para você fazer sua cotação agora mesmo:

A seguradora especializada em telefonia móvel

A BemMaisSeguro iniciou sua operação em 2014, uma empresa relativamente nova que vem conquistando cada vez mais espaço, já que é especializada na área de telefonia móvel e eletrônicos. A empresa oferece diferentes tipos de seguro e conta com um ótimo canal de atendimento.

Referência na área de seguros

A Porto Seguro é uma das empresas mais reconhecidas no setor de seguros. É claro que ela não deixaria de lado seu celular, portanto, a seguradora oferece planos com diferentes tipos de cobertura. A empresa foi fundada em 1945 e é a terceira maior segurador do país.

Uma opção de seguro para celular sem carência

A Kakau é uma plataforma de distribuição de seguros, atuando na condição de estipulante de seguros. Os seguros de smartphones divulgados pela Kakau são garantidos pela Generali Brasil Seguros S.A.. A empresa oferece diferentes pacotes, e seu diferencial está na ausência de carência.

Guia de Contratação: O que você precisa saber sobre o seguro para celular

Uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP) revelou que em 2019 o Brasil conta com 230 milhões de celulares ativos (1). São 20 milhões de aparelhos a mais no total em relação a população brasileira, sendo que a estimativa para o mesmo ano é de 210 milhões de habitantes.

Que os celulares já são parte indispensável da vida de qualquer um todo mundo já sabe. Mas será que damos a devida importância quando o assunto é proteger esse aparelho? Se quiser saber mais sobre o seguro para celular, continue conosco ao longo desse guia.

Ladrão furtando celular de bolsa enquanto mulher está distraída em banco de praça

Proteger seu aparelho com um seguro para celular é uma preocupação a menos quando você investe caro em um smartphone. (Fonte: Antonio Guillem/ 123rf.com)

O que é o seguro para celular e o que ele cobre?

Um seguro para celular é um pacote oferecido por uma seguradora que protege seu aparelho de diversos riscos. Esse serviço tem se tornado cada vez mais importante – e procurado – com o avanço da tecnologia.

Os últimos lançamentos do mercado possuem valores realmente altos e, como estamos em um país onde as taxas de roubo são altas, especialmente em grandes cidades, proteger esses aparelhos se tornou uma necessidade.

Claro que o roubo é uma das maiores preocupações, mas um seguro para celular pode oferecer muito mais do que isso. A quebra por queda também é algo que assusta os donos dos aparelhos.

Isso acontece frequentemente com a tela dos celulares, e mesmo que estejam protegidos com capinhas ou que você seja de fato bastante cuidadoso, ninguém está ileso desse risco. Mas tome cuidado, as seguradoras dificilmente cobrem danos por falta de cuidado do proprietário do celular.

Normalmente a cobertura contra roubo é oferecida apenas quando houver violência, ameaça ou arrombamento.

Porém, vale destacar que é importante ler bem a apólice antes de realmente contratar o serviço. Isso porque a maioria das seguradoras não cobre casos de furto simples, por exemplo, por considerarem que o portador do aparelho estava distraído. Normalmente a cobertura contra roubo é oferecida apenas quando houver violência, ameaça ou arrombamento.

Você ainda pode contar com proteção contra líquidos, como quando seu celular cai na água por exemplo, ou é danificado pela maresia. Outro fator é a cobertura contra danos elétricos, como queima do aparelho por uma descarga elétrica.

E se você costuma viajar para fora do Brasil, é importante conferir se a cobertura também é internacional. Geralmente isso encarece o seguro, mas sem esse serviço extra você não terá nenhuma proteção fora do país.

Como destacamos, nem as seguradoras oferecem todos as coberturas. E mesmo que ofereçam, é preciso ler a apólice detalhadamente para ficar ciente das condições estabelecidas pela empresa.

Quais as vantagens de investir um seguro para celular?

A maior vantagem, com certeza, é a tranquilidade de ter seu celular protegido. Afinal, pagar caro por um aparelho e ter a terrível surpresa de uma tela quebrada ou mesmo ter ele roubado não seria nada vantajoso.

Algumas pessoas acabam parcelando seus aparelhos, e os danos ocorrem antes mesmo de finalizar o pagamento. Consequentemente isso acarreta em enorme prejuízo, já que seria necessário continuar pagando pelo celular roubado e ainda assim comprar outro.

Outra vantagem é que as seguradoras oferecem condições de pagamento bastante facilitadas, diluindo o valor total do seguro para celular em suaves prestações. Apenas fique atento a quantidade de parcelas sem juros. No fim das contas o juro pode elevar muito o valor total e não compensar o serviço.

Ter um seguro para celular é contar com uma espécie de assistência técnica garantida. Muitas vezes a própria operadora não cobre certos danos mesmo na garantia do aparelho. Com um seguro que ofereça ótima cobertura você tem essa assistência sempre que precisar.

Celular molhado por conta da chuva.

Ter um seguro para celular é como contar com uma segunda assistência técnica. (Fonte: StockSnap/ Pixabay.com)

Porém, o serviço também conta com desvantagens. Como mencionamos, algumas seguradoras oferecem pacotes muito básicos, não cobrindo furtos. Ainda, os seguros mais completos podem ter um preço bem elevado, chegando em 50% do valor total do aparelho anualmente.

E claro, as franquias podem ser altas e a carência acabar atrapalhando quando você de fato precisar do seguro. Falaremos mais sobre isso ao longo do guia. Confira um resumo das vantagens e desvantagens de contratar um seguro para celular:

Vantagens
  • Oferece mais segurança após investir em um aparelho caro
  • Pode cobrir danos contra roubo, quebra e líquidos
  • As seguradoras oferecem condições facilitadas de pagamento
  • Ter um seguro é como contar com uma espécie de assistência técnica
  • Existem pacotes para todas as necessidades e bolsos
Desvantagens
  • Pode ser caro
  • Alguns pacotes são muito básicos
  • Franquia pode ser alta

Quem deve contratar um seguro para celular?

Essa é uma resposta pessoal. Toda e qualquer pessoa que se sinta em risco com seu smartphone pode contratar um seguro para celular. Porém, vale destacar que em alguns casos o serviço pode não valer a pena.

Geralmente as pessoas que mais buscam por esse serviço são os proprietários de aparelhos mais caros, como iPhone. Ainda, aqueles que compram celulares top de linha de outras marcas como Samsung, Motorola, Zenfone, Xiaomi e Huawei.

Já mencionamos ao longo desse guia os riscos e vantagens do seguro, portanto se você se encaixa nessas descrições, com certeza o serviço é para você.

Moradores de grandes centros possuem mais riscos de roubo.

Moradores de grandes centros, como São Paulo e Rio de Janeiro, que possuem mais riscos de roubo, costumam estar mais interessados no serviço. Porém, isso não exclui que moradores de pequenas cidades contratem o serviço.

Até mesmo para quem vive perto do litoral e pode enfrentar problemas com danos causados pela maresia o seguro pode ser um bom investimento.

E se você se considera uma pessoa sem muitos cuidados com seus bens, o seguro pode ser bastante benéfico para você, especialmente em casos de dano por queda.

Agora se você possui um aparelho antigo e barato, o seguro para celular não irá compensar. Existem seguradoras que nem aceitam assegurar celular com mais de dois anos da data da compra.

foco

Você sabia que 63 celulares são roubados por hora no Brasil? Esse dado revela apenas os números de roubos registrados em boletim de ocorrência. As principais capitais brasileiras vítimas desses roubos são Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte. (2)

O seguro para celular tem franquia e carência?

Depende. Mas a grande maioria das seguradoras possui sim uma franquia. Já a carência é algo que pode ou não existir na contratação, isso varia de acordo com a empresa e pacote oferecido.

Primeiro, você sabe do que se trata a franquia?

Quando você aciona o seguro, seja por roubo, quebra ou qualquer outro motivo coberto no serviço, você precisará pagar um valor – a franquia – para a seguradora para receber a indenização ou o reparo do seu celular.

Esse valor varia de acordo com a apólice, por isso, antes de fechar negócio é importante estar por dentro de todos os dados, inclusive o valor da franquia.

A franquia é muito mais comum do que a carência, quase que uma unanimidade entre as seguradoras. O serviço sem carência pode ser visto como um diferencial.

Mas é bem comum que a seguradora tenha a carência em seus serviços. Geralmente essa carência é de 30 dias após a contratação do seguro para abertura do sinistro. Apenas tenha em mente que durante a carência qualquer dano que acontecer com seu celular não terá cobertura.

Celular com ponta de tela quebrada sobre banco de couro

A carência geralmente é de 30 dias para a abertura do sinistro. (Fonte: Pexels/ Pixabay.com)

Como proceder para contratar um seguro para celular?

Se você já decidiu que o seguro para celular é o serviço certo para você, pode estar se perguntando por onde começar. A primeira dica que damos é: tenha em mãos a Nota Fiscal do aparelho, sem elas as seguradoras não efetivam o serviço.

Você pode começar fazendo orçamentos. Consulte diferentes seguradoras e também a operadora que você utiliza. Não leve somente o preço em conta, confira toda a apólice. Analise as coberturas, franquias e carência e então coloque na balança o melhor custo-benefício para você.

Ao se decidir pelo seu seguro, você precisará fazer o cadastro do IMEI. Assim como a Nota Fiscal, esse cadastro será exigido pela seguradora. O IMEI se trata de um código de 15 números que identifica individualmente cada aparelho. Com ele você consegue fazer o bloqueio do celular, entre outras coisas.

De posse de todas essas informações e cadastros, basta escolher sua seguradora e contratar o serviço.

Critérios de Contratação: O que considerar ao contratar um seguro para celular

Embora esse Guia de Compra esteja recheado de informações, queremos trazer pontos extras que podem auxiliar na sua escolha final. Os principais critérios que devem ser considerados são:

Agora leia atentamente cada um dos tópicos trazidos nessa seção e saiba fazer a melhor escolha.

Franquia

Você já aprendeu o que é a franquia mais acima. Apenas para relembrar, a franquia é o valor que você deverá pagar para acionar seu seguro e usufruir dos benefícios da apólice para consertar o aparelho ou substituí-lo.

A franquia geralmente corresponde a 25% do valor de mercado do aparelho. E aqui vai um conselho para que você tenha cuidado com taxas abusivas. Tenha em mente que esse valor não muda de acordo com o sinistro. Então, não interessa se você foi roubado ou se seu celular foi danificado, para acionar o serviço você precisará pagar a franquia.

Mão de mulher mexendo em um smartphone sobre a mesa.

A franquia geralmente corresponde a 25% do valor de mercado do aparelho. (Fonte: stevepb/ Pixabay.com)

Carência

Esse pode ser ou não uma exigência da seguradora. Muitas delas não possuem carência para seguro para celular, mas fique de olho. Caso a empresa tenha uma carência, certifique-se do tempo.

É muito importante não deixar passar esse detalhe, porque se houver uma carência, seu celular estará desprotegido durante esse período. Pode ser que a carência seja de 30 dias.

Cobertura

Esse é com certeza o critério que merece ser analisado com mais cuidado. Leia atentamente a apólice. Ter total conhecimento de sua cobertura evita surpresas desagradáveis ao precisar do serviço. É comum que as seguradoras não ofereçam cobertura para furtos, por isso ser descuido do proprietário.

As coberturas mais comuns são para:

  • Roubo: Quando há violência, ameaça ou arrombamento;
  • Quebra: Danos acidentais, como a quebra da tela;
  • Líquidos: Para quando o celular cai na água, ou mesmo se for danificado pela maresia;
  • Internacional: Estende os serviços para quando você estiver fora do país.

Valor

Obviamente o valor varia de acordo com a cobertura. Quanto maior for a cobertura do seguro para celular, maior será seu valor. Portanto, prepare-se para pagar cerca de 30% do preço do celular.

Fique de olho nas condições de pagamento. Muitas seguradoras oferecem parcelamento em até 12 vezes sem juros, e isso pode ser um diferencial. Fuja dos juros na parcela, isso pode fazer com que o seguro acabe não valendo a pena.

Resumo

O seguro para celular é um pacote oferecido por uma seguradora que protege seu aparelho de diversos riscos, como roubo, quebra e líquidos. E essa é a maior vantagem de contratar esse serviço, a tranquilidade de poder usufruir de um aparelho caro sem grandes preocupações.

Para contratar, você deve ler atentamente toda a apólice. Fazer orçamentos e comparar a cobertura, franquia e carência das diferentes seguradoras, além é claro, dos valores.

O seguro para celular é indicado para quem paga caro pelo aparelho. Para celular antigos ou muito baratos algumas empresas nem oferecem o serviço.

Glossário

  • Apólice: O contrato. É nele que você encontra todas as informações importantes, como coberturas, franquia, carência e preço.
  • Franquia: Valor que você deverá pagar para acionar seu seguro e usufruir dos benefícios da apólice para consertar o aparelho ou substituí-lo.
  • Sinistro: Ocorrência pela qual você precisa acionar o seguro e está coberta por ele. Roubo e quebra, por exemplo.

(Fonte da imagem destacada: Glavo/ Pixabay.com)

Referências (2)

1. Matéria publicada pelo Estadão de Minhas em Abril de 2019 sobre os dispositivos digitais. A matéria é resultado da 30ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas, realizada pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP).
Fonte

2. Artigo publicado em Janeiro de 2019 pelo Apólice sobre os números de celulares roubados por hora nas principais capitais brasileiras. A matéria é resultado de uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP).
Fonte

Por que você pode confiar em mim?

Curiosa por natureza, escolheu jornalismo na graduação. Adora pesquisar sobre os mais diversos assuntos, especialmente aqueles relacionados a construção do lar, crianças e maternidade. Apaixonada pelos animais e cada vez mais interessada pela sustentabilidade, quer trazer mais sobre esses universos para o leitor.
Matéria sobre número de smartphones ativos no Brasil.
Matéria publicada pelo Estadão de Minhas em Abril de 2019 sobre os dispositivos digitais. A matéria é resultado da 30ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas, realizada pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP).
Ir para a fonte
Matéria sobre celulares roubados por hora nas principais capitais brasileiras.
Artigo publicado em Janeiro de 2019 pelo Apólice sobre os números de celulares roubados por hora nas principais capitais brasileiras. A matéria é resultado de uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP).
Ir para a fonte