Ponte em Paris, na França.

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Se você está planejando uma viagem para algum país europeu, já deve saber que o seguro viagem para a Europa é um item obrigatório.

Mas não basta ter qualquer seguro de viagem. No caso da Europa é preciso que o seguro seja específico.

No artigo de hoje, nós vamos mostrar porque o seguro de viagem para Europa é essencial e quais critérios você deve analisar para escolher a melhor opção em meio a tantas ofertas.



Primeiro, o mais importante

  • O seguro de viagem Europa se parece com um plano de saúde, já que cobre despesas médicas que possam ocorrer durante a sua viagem.
  • No entanto, o seguro de viagem possui validade condicionada ao tempo em que o segurado ficará fora do país.
  • O seguro viagem para a Europa é obrigatório para os países que são signatários do Tratado de Schengen.

Você também pode gostar:

Melhores seguros viagens para Europa: Nossas recomendações

O seguro mais tradicional

A Assist Card oferece uma grande variedade de coberturas para o seguro viagem para Europa, entre elas assistência médica, rastreamento de bagagem, reembolso por atrasos e cancelamentos, urgências odontológicas e etc. Para encontrar o melhor plano basta fazer uma cotação no site. A Assist Card tem renome no mercado já que atua desde 1972.

O que oferece mais opções

O seguro viagem para Europa da Allianz Travel, em parceria com a Mondial que atua no mercado há mais de 75 anos, oferece cobertura para despesas médico hospitalares e odontológicas, assistência em caso de furto de documentos e serviço de concierge que orienta sobre o destino. São três planos que você pode escolher: Clássico, Plus e Prime.

O ideal para os mais velhos

No Bradesco, o seguro de viagem para a Europa oferece serviços de concierge, assistência viagem e assistência médica, hospitalar e odontológica. O seguro vale para pessoas de até 80 anos e pode incluir o plano Top, que cobre roteiros que incluem vários países. O pagamento pode ser feito por meio de débito em conta ou cartão de crédito.

Guia de Contratação: Tudo sobre o seguro de viagem Europa

Para quem vai viajar para a Europa o seguro viagem, além de essencial em casos de imprevistos e emergências, é um condicionante para garantir a sua entrada em alguns países.

O fato é que o seguro de viagem garante que, em casos de problemas de saúde e de acidentes, você terá a assistência necessária sem precisar desembolsar uma grande quantia de dinheiro para pagar pelos serviços médicos e hospitalares.

Mas a quantidade e o tipo de coberturas do seguro viagem para Europa podem variar de acordo com o plano e a seguradora que você escolher. Por isso, nós criamos esse Guia de Contratação. A seguir, você irá descobrir tudo sobre o seguro viagem para a Europa.

Pessoas andando em praça central de Cracóvia, na Polônia.

O seguro viagem garante tranquilidade durante suas férias na Europa. (fonte: Jacek Dylag/ Unsplash.com)

Qual o diferencial do seguro viagem para a Europa?

O seguro de viagem estabelece que, em casos de doenças ou acidentes previstos em contrato, e que ocorram durante o período da sua viagem, a seguradora irá arcar com os custos dos atendimentos e procedimentos necessários.

No entanto, se o seu destino são os países do continente europeu, é preciso mais atenção na hora de escolher. Isso poque, para alguns países, além de o seguro para Europa ser diferenciado, ele é obrigatório.

A explicação é simples: o seguro de viagem Europa é obrigatório para turistas que desejem entrar nos países que fazem parte do Acordo de Schengen.

Menina caminhando em aeroporto puxando mala.

O seguro de viagem é essencial em casos de imprevistos durante as férias. (Fonte: VisionPic .net/ Pexels.com)

Esse acordo prevê a livre circulação entre os países membros, ou seja, você não precisa de visto para entrar neles.

Mas entre as exigências para entrar nesses países, que são requisitadas quando você chega na imigração, estão: A comprovação de dinheiro suficiente para bancar a sua estadia, hospedagem reservada e o seguro viagem para Europa.

Só que não basta ter contratado qualquer seguro de viagem. Para entrar na Europa, é preciso ter um seguro viagem com valor de cobertura mínima de €30 mil.

Por que o seguro viagem para Europa é necessário?

Você já deve ter ouvido falar que raramente os agentes de imigração dos países europeus que fazem parte do espaço Schengen pedem o comprovante do seguro de viagem Europa aos turistas.

E é justamente aí que está o perigo. Se você confiar nessa afirmação, pode correr o risco de perder a sua viagem, por dois motivos.

O primeiro motivo é que, caso você consiga entrar na Europa sem o seguro de viagem e, porventura, alguma situação de emergência aconteça e você precise de atendimento médico, saiba que será preciso desembolsar uma grande quantia e em Euro.

Placa de imigração em aeroporto com bandeira da União Europeia.

A ausência de um seguro de viagem na Europa pode resultar na sua deportação. (Fonte: Daniel Schludi/ Unsplash.com)

A razão da obrigatoriedade do seguro viagem para Europa ser de, no mínimo, 30 mil euros é justamente garantir que você tenha como pagar por possíveis despesas causadas por emergências médicas.

Mas o segundo motivo pode ser ainda pior. Se os agente da imigração pedirem pelo seguro viagem para Europa de 30 mil euros e você não tiver o comprovante para apresentar, você poderá ser impedido de entrar no país e ser deportado para o Brasil.

foco

Você sabia que é preciso ter o contrato do seguro viagem para Europa obrigatório em mãos ou em meio eletrônico, durante toda o período de estadia no continente?

Caso seja necessário acionar o seguro, você precisará do número do contrato e dos telefones de atendimento.

Em quais países o seguro de viagem Europa é obrigatório?

Como vimos, o seguro para Europa no valor mínimo de €30 mil faz parte dos requisitos para entrar sem visto em países membros do Tratado de Schengen.

Para você não ter mais dúvidas, confira a seguir a lista de países na Europa que exigem o seguro viagem:

Alemanha Áustria Bélgica Dinamarca Estônia
Eslováquia Eslovênia Espanha Finlândia França
Grécia Holanda Hungria Islândia  Itália
Letônia Lituânia Luxemburgo Malta  Noruega
Polônia Portugal República Tcheca Suécia  Suíça

Lembrando que países como Irlanda e Reino Unido (Inglaterra, País de Gales e Irlanda do Norte), Romênia, Bulgária, entre outros, não fazem parte do espaço Schengen. Por isso, é importante conferir as regras de cada país europeu antes de viajar.

Quais cuidados você deve ter com o seguro para Europa?

Um passo importante antes de fechar o contrato do seguro viagem para a Europa é ler o contrato. Preste ainda mais atenção àquelas letras miúdas que estão na apólice.

O fato é que muita gente acaba deixando passar algumas cláusulas por desatenção ou até por preguiça de ler as letras tão pequenas. Mas o fato é que, não raro, é ali que estão algumas das informações mais importantes.

Para não ser pego de surpresa, leia com atenção e certifique-se de que você concorda e compreende com todas as regras do contrato, o que está e o que não está incluído na cobertura do seguro de viagem e a forma de assistência e/ou indenização no caso de você precisar usar o seguro.

Quanto custa o seguro de viagem Europa?

O preço de um seguro viagem para Europa pode variar de acordo com o país de destino, a quantidade de dias que vai durar a viagem, a idade dos segurados, as coberturas incluídas no contrato e, é claro, a cotação do dólar.

O seguro viagem para Europa não é caro.

Mas, de modo geral, o seguro viagem para Europa não é caro e tem ótimo custo-benefício se considerarmos o gasto que você teria caso precisasse pagar por um serviço médico.

Para você ter uma ideia, em uma viagem para Europa de 10 dias, o seguro de viagem pode custar entre R$ 100 e R$ 200.

Onde contratar o seguro de viagem para Europa?

Para contratar um seguro de viagem Europa você terá algumas opções. Você pode optar por seguradoras especializadas ou verificar se o seu cartão de crédito oferece esse benefício.

Em geral, as operadoras de cartões de créditos, como Mastercad e Visa, costumam disponibilizar essa vantagem aos clientes Premium.

Critérios de Contratação: Como analisar os seguros de viagem Europa

Na hora de escolher o melhor seguro para Europa é fundamental que você leve em conta alguns fatores que são os responsáveis por diferenciar um plano de outro, tanto em termos de serviços oferecidos quanto de preço.

Para ajudar você nessa etapa, nós listamos a seguir os principais itens que você deve analisar. São eles:

Abaixo você descobre como verificar cada um desses tópicos e garantir que terá o melhor seguro de viagem.

Seguradora

O primeiro critério que você deve avaliar é a reputação da empresa na qual você irá contratar o seguro viagem para a Europa.

Hoje em dia a oferta é vasta, mas nem por isso existe a garantia de qualidade e segurança por parte da seguradora.

Para garantir que a seguradora é idônea e irá prestar um bom serviço enquanto você estiver na Europa, confira se a empresa está regulamentada. vale analisar também as opiniões de clientes que já utilizaram o serviço.

Coberturas

Em seguida, leve em conta os tipos de coberturas incluídas no seguro de viagem para Europa. Como vimos, o tipo e a quantidade de coberturas de um seguro de viagem podem variar bastante.

Vale ressaltar, no entanto, que o seguro viagem para Europa precisa, de todo modo, oferecer, pelo menos, as coberturas básicas que são obrigatórias.

Segundo a Superintendência de Seguros Privados (SuSep), que regulamenta e supervisiona os seguros no Brasil, todo seguro de viagem deve ter coberturas básicas, como você confere na tabela abaixo.

Coberturas básicas Garante indenização para
Despesas médicas, hospitalares e odontológicas Gastos em decorrência de acidente pessoal ou enfermidade súbita e aguda.
Invalidez permanente Caso de perda, redução ou impotência funcional definitiva dos membros ou órgãos definidos no contrato.
Translado de corpo Casos de morte.
Regresso sanitário Despesas com o translado de regresso ao local de origem caso não se encontre em condições de retornar como passageiro regular.

Entretanto, você pode optar por incluir coberturas adicionais, dependendo do seu destino e tipo de viagem que vai realizar.

Você pode incluir em seu seguro viagem para a Europa, por exemplo, a cobertura para prática de esportes radicais, assistência a doenças crônicas, além de coberturas para perda ou roubo de bagagem e cancelamento de viagem.

Preço e forma de pagamento

É claro que o preço que você vai pagar pelo seguro viagem para Europa é um fator decisivo na escolha.

Afinal, como vimos, o valor de um seguro de viagem varia de acordo com as coberturas incluídas, mas também depende da seguradora.

Além disso, observe que a forma de pagamento também é diversificada. Você poderá encontrar seguradoras que permitem o pagamento por débito automático, cartão de crédito e/ou boleto.

No boleto, em geral, você terá um desconto de cerca de 5%. Por outro lado, no cartão de crédito você tem a opção de parcelar o pagamento e ainda pode acumular pontos e milhas aéreas.

Idade

Outro fator que merece a sua atenção na hora de contratar um seguro para Europa é a sua idade ou a de quem vai viajar com você.

Isso porque a maioria das seguradoras apenas concede o seguro de viagem para pessoas de até 70 ou 75 anos.

Ainda assim, existem algumas instituições que concedem o seguro de viagem para pessoas com até 80 anos.

Resumo

O seguro de viagem para Europa é obrigatório e deve cobrir despesas de pelo menos 30 mil euros.

Se você viajar sem o seguro, além de arriscar ter que desembolsar uma grande quantia em casos de emergência, ainda pode ter sua entrada no país negada.

Além disso, as condições do seguro Europa e as coberturas incluídas no contrato variam bastante dependendo da seguradora. Por isso é preciso pesquisar bem e ler as letras miúdas do contrato antes de assinar.

(Fonte da imagem destacada: Léonard Cotte/ Unsplash.com)

Por que você pode confiar em mim?

Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.