Mapa, fotos e câmera fotográfica.
Ultima atualização: 12 de março de 2020

Como escolhemos

15Produtos analisados

18Horas investidas

5Estudos avaliados

61Comentários coletados

De malas prontas para fazer uma viagem internacional? Se a resposta for sim, seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! No artigo de hoje vamos tratar de um item essencial para que vai passar um período em outro país: O seguro viagem internacional.

O seguro de viagem internacional é importante para evitar gastos altos e desnecessários com imprevistos que podem ocorrer. Mas, dependendo do destino, ele também pode ser obrigatório. A seguir, vamos mostrar como escolher o melhor seguro para viagem internacional.




Primeiro, o mais importante

  • O seguro auxilia você durante sua viagem para o exterior, seja por meio de atendimento médico, seja indenizando gastos com imprevistos.
  • Alguns países exigem o seguro de viagem internacional e ainda estipulam um limite de cobertura.
  • Para contratar o melhor seguro viagem internacional você deve levar em conta alguns fatores.

Você também pode gostar:

Melhores seguros de viagem internacional: Nossas recomendações

O melhor seguro de viagem para Europa

A Assistcard oferece seguros de viagem internacional para vários países, com destaque para a Europa. A seguradora cobre assistência médica, reembolso de atrasos e cancelamentos, urgências odontológicas, rastreamento de bagagem, entre outros.

O seguro viagem ideal para os EUA

O seguro de viagem internacional do Bradesco é um dos melhores quando se trata de seguro viagem para os Estados Unidos. O seguro cobre despesas médicas, hospitalares e odontológicas, além de cancelamento de viagem, morte acidental, translado do corpo, regresso sanitário, entre outros.

O seguro viagem internacional mais versátil

Na Omint você pode escolher o seguro de viagem internacional de acordo com seu destino e período de estadia. A empresa oferece opções para países dos cinco continentes, para viagens a lazer, negócios, intercâmbios, competições esportivas e multiviagens ao longo do ano.

Guia de Contratação: Tudo sobre o seguro de viagem internacional

Ao planejar uma viagem para o exterior, além de levar em conta o orçamento, as datas e os passeios, é fundamental que você se lembre de contratar um seguro de viagem internacional.

Porém, esse tipo de seguro costuma ter algumas peculiaridades que você deve levar em conta. E é sobre isso que vamos tratar nesse Guia de Contratação.

Terminal de aeroporto com passageiros caminhando.

O seguro de viagem é uma proteção até mesmo para evitar extravio de bagagem no aeroporto. (Fonte: MichaelGaida/ Pixabay.com)

Para que serve o seguro viagem internacional?

O seguro de viagem internacional é um contrato que você firma com uma seguradora, que se compromete a oferecer assistência no caso de ocorrer algum imprevisto.

Ou seja, caso ocorra algum acidente ou você tenha algum problema de saúde no período em que estiver viajando em outro país, o seguro de viagem irá garantir que você não vai precisar desembolsar uma grande quantia para pagar pelos atendimentos médico hospitalares.

foco

Você sabe qual a diferença entre o seguro de viagem e a assistência de viagem?

Com o seguro viagem você, em geral, paga pelo atendimento que precisar e, depois, é ressarcido pela seguradora.

Já com a assistência de viagem, a seguradora paga pelo atendimento diretamente ao hospital.

Mas além de garantir atendimento médico, na maioria das vezes os seguros de viagem também oferecem coberturas adicionais como, por exemplo, a que garante indenização em caso de extravio de bagagem e atrasos no voo.

No entanto, os valores e as coberturas do seguro de viagem internacional podem variar dependendo do plano, da seguradora e do objetivo da viagem.

Quais são as coberturas de um seguro de viagem internacional?

O seguro de viagem internacional pode ter várias coberturas, desde as básicas até as adicionais.

De acordo com a Superintendência de Seguros Privados (Susep), algumas coberturas são obrigatórias e devem constar em todos os tipos de seguro de viagens.

Para você ter uma ideia, as coberturas básicas do seguro viagem internacional garantem indenização caso você tenha despesas com:

  • Atendimento e tratamento médico, hospitalar e/ou odontológico decorrentes de acidente pessoal ou enfermidade súbita;
  • Traslado de corpo em caso de morte;
  • Translado de regresso ao local de origem caso você não possa retornar como passageiro regular, por conta de acidente pessoal ou enfermidade;
  • Remoção até o hospital, por motivo de enfermidade ou acidente.

O que o seguro viagem internacional não cobre?

Além de verificar com atenção quais coberturas estão incluídas na apólice do seguro de viagem internacional, é importante se informar sobre o que o seguro viagem não cobre.

Para lhe ajudar, listamos algumas das condições que não são cobertas pela maioria dos seguros de viagem para o exterior. Veja:

  • Indenização por morte ou invalidez devido a acidente aéreo, rodoviário e marítimo;
  • Despesas extras do hospital ou com farmácia sem prescrição médica;
  • Tratamento de doenças epidêmicas, pandêmicas ou endêmicas;
  • Sinistros decorrentes de fenômenos da natureza, como inundações, terremotos, erupções vulcânicas, ciclones e furacões;
  • Acidentes, danos e prejuízos causados por imprudência, negligência e imperícia do segurado.

O seguro de viagem internacional é obrigatório?

Depende. Contratar um seguro de viagem é sempre recomendado para qualquer tipo de viagem. Mas, no caso de viagens para o exterior, a obrigatoriedade vai depender do destino.

Por exemplo, alguns países da Europa determinam que, para que você tenha autorização de passar por suas fronteiras sem um visto, você apresente o seguro de viagem internacional.

Alguns países estipulam até um valor de cobertura mínima para o seguro viagem. Por isso, é importante verificar as regras do país de destino.

Quais países exigem o seguro viagem internacional?

O caso mais conhecido de países que exigem o seguro viagem internacional é o dos membros do Tratado de Schengen.

Esses países, não apenas exigem que você apresente o seguro de viagem na alfândega, como determinam que o seguro tenha cobertura mínima de 30 mil euros.

No entanto, existem outros países que, para permitir a sua entrada, podem exigir que você, obrigatoriamente, tenha um seguro viagem internacional.

Na América Central e do Sul, por exemplo, três países exigem o seguro. São eles: Cuba, Venezuela e Equador.

Uma rua de Cuba com prédios e carros.

Cuba é um dos países que exigem que você tenha seguro de viagem. (Fonte: SweetMellowChill /Pixabay.com)

Mas as condições do seguro variam de acordo com o país. Na Venezuela, por exemplo, o governo local exige um seguro viagem internacional com limite de cobertura mínima de $ 40 mil.

Já para quem vai viajar para os Estados Unidos, o seguro também não é obrigatório. Porém, esse é um caso que exemplifica bem a importância de se ter um seguro de viagem internacional.

Os EUA são conhecidos por terem um atendimento médico muito caro.

Os EUA são conhecidos por terem um atendimento médico muito caro. Portanto, caso você precise de assistência hospitalar, por exemplo, sairá mais barato ter um seguro de viagem.

Para você ter uma ideia, de modo geral, para tratar uma apendicite nos Estados Unidos você pode chegar a ter que gastar cerca de $ 30 mil.

Na Austrália, ainda que o seguro viagem internacional não seja obrigatório para turistas, ele é para quem vai estudar no país.

Como acionar o seguro viagem no exterior?

Caso algum imprevisto, que esteja no contrato do seguro, ocorra durante a viagem internacional você precisa ter os dados da seguradora para acioná-la.

Ao ligar para a seguradora, ela irá informar o local mais indicado para que você possa receber o atendimento necessário.

Também podem existir outras formas de comunicação como, por exemplo, e-mail, WhatsApp e aplicativos.

Quanto custa o seguro internacional de viagem?

O preço do seguro de viagem vai depender de alguns fatores como a cotação do dólar, o tempo de vigência do plano, o destino, o objetivo da sua viagem, entre outros.

Mas, de modo geral, os custos podem ficar entre R$ 5 e R$ 45 reais por dia. Um valor muito abaixo de qualquer consulta médica no exterior.

Critérios de Contratação: Como analisar os seguros de viagem internacional

Na hora de contratar um seguro para viajar para outro país é preciso, primeiramente, realizar uma cotação com várias seguradoras. Dessa forma, você terá informação suficiente para comparar e escolher o melhor plano.

Para lhe ajudar, nós listamos os pontos que você deve levar em conta nessa comparação. Veja:

Abaixo vamos explicar detalhadamente cada um desses tópicos.

Melhor seguradora

Primeiro você deve escolher bem a seguradora. Afinal é ela que vai lhe oferecer assistência e indenização. Por isso, certifique-se de ela está autorizada a vender seguros de viagem no site da Susep.

Pesquise também a reputação da seguradora. Você pode fazer isso avaliando os comentários de outros clientes.

Valor e abrangência da cobertura

Outro critério que você deve considerar é o destino da sua viagem e, como vimos, as exigências de cada país.

No caso de países cujas despesas médicas são notoriamente altas, a recomendação é contratar um seguro de viagem internacional com uma cobertura maior.

De acordo com especialistas, se você pretende viajar para os EUA, por exemplo, o ideal é que contrate um seguro de viagem internacional com valor de cobertura acima de $100 mil.

Pessoa colocando pin no mapa mundi.

Você deve escolher o seguro de viagem de acordo com as regras e exigências de cada país. (piviso/ Pixabay.com)

Observe também se sua viagem tiver múltiplos destinos. Normalmente, o seguro de viagem internacional é contratado por continente ou subcontinente.

Ou seja, nem sempre o seguro viagem que você contratar vai cobrir situações de emergências em todas as partes do globo.

Se, por exemplo, você for viajar para algum país na América do Sul, e depois para a América Central, é preciso contratar um seguro viagem internacional que cubra múltiplos destinos.

Tipo de viagem

Outro fator que você deve considerar é o tipo de viagem. Existem diferentes tipos de seguro viagem internacional de acordo com o objetivo da sua viagem seja ela de lazer, de aventura, negócios, entre outros.

Dependendo do tipo de viagem ela pode oferecer mais ou menos riscos, o que acaba influenciando no preço e nas coberturas do seguro viagem.

Serviços adicionais

Não deixe de verificar também quais são as coberturas adicionais que você pode incluir na apólice do seguro de viagem internacional.

Entra as mais comuns estão indenizações por extravio de bagagem, por cancelamento de voo, despesas farmacêuticas e até jurídicas.

Confira na tabela abaixo as principais coberturas adicionais que você pode incluir no contrato do seu seguro viagem para o exterior:

Cobertura extra Descrição
Extravio, roubo ou furto de bagagem Mediante comprovação o segurado pode ser indenizado
Funeral Indenização de despesas em caso de falecimento do segurado
Cancelamento de viagem Caso o segurado não possa viajar, ele pode ter de volta algumas despesas originalmente não reembolsáveis

Seguro anual

Também é importante que você avalie que, se você já é um viajante frequente, a melhor opção pode ser contratar um seguro viagem anual.

O seguro de viagem anual pode representar uma economia de até 60% no seu orçamento. Com esse tipo de seguro, além de você poupar dinheiro, você ainda pode utilizá-lo para diferentes viagens que fizer ao longo de um ano.

Apólice

Por fim, não deixe de ler com atenção as letras miúdas do contrato do seguro de viagem internacional.

Em geral, é ali que estão as informações mais importantes, incluindo as situações que não são cobertas pelo seguro de viagem e as regras e prazos para receber a indenização caso você tenha despesa com alguma cobertura.

Resumo

O seguro de viagem internacional pode ou não ser obrigatório e isso vai depender de cada país. No entanto, trata-se de uma medida de precaução que traz vantagens a todo tipo de viajante.

Com o seguro de viagem você não precisa se preocupar com os gastos financeiros no caso de imprevistos com a saúde e/ou acidentes. Além de barato, esse tipo de seguro também pode incluir coberturas extras para ressarcir você no caso de extravio de bagagem e atraso de voos.

Mas, para escolher o melhor seguro viagem internacional é preciso analisar bem a seguradora, os preços cobrados, as coberturas incluídas na apólice, entre outros fatores.

(Fonte da imagem destacada: Immortal shots/ Pexels.com)

Por que você pode confiar em mim?

Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.