Símbolo do selênio e alimentos.
Ultima atualização: 20 de março de 2020

Como escolhemos

17Produtos analisados

24Horas investidas

7Estudos avaliados

85Comentários coletados

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! No artigo de hoje vamos tratar de um mineral importante para a saúde do nosso organismo, mas que em excesso pode ser prejudicial. Falamos aqui o Selênio.

Presente especialmente na castanha-do-pará, o Selênio também pode ser consumido em forma de suplemento. Mas para que você faça a suplementação de forma correta e segura é preciso levar alguns aspectos em consideração.




Primeiro, o mais importante

  • O Selênio é um mineral que previne infecções, problemas na tireoide e doenças como o Mal de Alzheimer.
  • Além de poder ser consumido por meio de alimentos, também é possível ingerir selênio com a ajuda de suplementos.
  • Vamos mostrar o que você deve analisar para comprar o melhor suplemento de selênio, de acordo com as suas necessidades nutricionais.

Você também pode gostar:

Melhores suplementos de Selênio: O ideal para cada ocasião

Nunca é tão simples escolher o melhor suplemento. Afinal, cada fabricante utiliza composições e dosagens variadas justamente para atender a todas as necessidade e objetivos. Pensando nisso, nós selecionamos os melhores suplementos de selênio para cada situação. Veja:

A melhor opção de Selênio + vitamina E

O suplemento da VitGold combina vitamina E e Selênio na mesma cápsula. No total são 60 comprimidos, sendo que em uma cápsula, que é a dose recomendada pelo fabricante, existem 360 mg de vitamina E e 50 mcg de Selênio.

O melhor Selênio quelado

O Selênio Quelado da Vitavale vem com 144 comprimidos no frasco. A recomendação é que você consuma uma cápsula por dia junto com a refeição principal. A dose desse suplemento contém 34 mcg de selênio quelado.

O suplemento de Selênio mais potente

O BioSupri é um suplemento que combina vitamina C, Selênio e Zinco. São 60 cápsulas no frasco e a dose recomendada é de dois comprimidos ao dia. Com isso, você estará ingerindo 1000 mg de vitamina C, 21 mg de Zinco e 224 mcg de Selênio.

Guia de Compra

Quando você vai iniciar uma suplementação é natural encontrar produtos variados, com formulações e quantidades diversas. E isso ocorre porque cada suplemento tem um objetivo e uma eficácia diferente.

Para acertar na escolha do melhor Selênio é importante entender como esse mineral funciona em nosso organismo, qual a dosagem ideal, além dos cuidados que você deve ter com o seu consumo. E é sobre isso que vamos tratar nesse Guia de Compra.

Mulher tomando um comprimido com copo de água.

O suplemento de Selênio pode ser altamente benéfico se consumido na dose correta. (Fonte: puhhha/ 123RF.com)

O que é Selênio e para que serve?

O Selênio é um mineral que traz vários benefícios para a nossa saúde. Encontrado no solo, o Selênio está presente na água e também em alguns alimentos como a castanha-do-pará, a farinha de trigo, o pão e a gema de ovo.

Mas como sua principal características é seu alto poder antioxidante, não raro a suplementação com Selênio também é recomendada.

Além do poder antioxidante, o consumo de Selênio, seja por meio da alimentação ou de suplementos, ajuda a prevenir doenças como o câncer, por exemplo.

Castanhas-do-pará em um tábua de madeira com tigela ao fundo.

O Selênio é um poderoso antioxidante presente, especialmente, nas castanhas. (Fonte: GerDukes/ Pixabay.com)

Esse mineral também é capaz de fortalecer o sistema imunológico e proteger contra problemas cardíacos.

Mas ainda que seus benefícios para a saúde sejam imensos, o fato é que é preciso cuidado com a suplementação de Selênio. Ela apenas deve ser feita com orientação do médico ou do nutricionista.

Isso porque, como veremos em detalhes logo mais neste artigo, o excesso do consumo de selênio no organismo pode trazer malefícios para a saúde.

foco

Você sabe qual o papel dos antioxidantes no corpo humano?

Os antioxidantes protegem as células sadias do organismo contra a ação oxidante dos radicais livres que, em excesso, podem causar inflamações, alterações nas células e o envelhecimento precoce.

Pessoas que fumam, consomem bebidas alcoólicas e vivem sob muito estresse produzem mais radicais livres e, por isso, precisam consumir uma quantidade maior de antioxidantes.

Quais os benefícios do Selênio no organismo?

Como vimos, o principal benefício do Selênio no nosso organismo é que ele age como um poderoso antioxidante.

Um estudo da Universidade de São Paulo (USP), por exemplo, comprovou efeitos benéficos do Selênio até mesmo contra doenças como o Mal de Alzheimer. (1)

Mas o fato é que o consumo adequado de Selênio faz bem para a saúde como um todo. Para você ter uma noção mais ampla sobre o papel desse mineral em nosso organismo, confira a seguir uma lista com os alguns dos seus principais benefícios:

  • Cérebro: Além de proteger de doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer, o Selênio pode atuar de forma positiva para o bom funcionamento do cérebro de uma forma geral;
  • Tireoide: O mineral também é capaz de atuar na glândula tireoide e ajudá-la a manter os níveis dos hormônios T3 e T4 equilibrados;
  • Coração: A deficiência de Selênio no organismo pode levar à chamada Doença de Keshan, caracterizada por alterações no músculo do coração;
  • Ossos e articulações: O consumo de Selênio também preserva a integridade dos ossos e as articulações.

Quais são os alimentos ricos em Selênio?

Com tantos benefícios para a saúde é natural que se busque fontes para aumentar o consumo de Selênio. A boa notícia é que esse mineral está presente de forma abundante no Brasil.

Você vai encontrar quantidades razoáveis de Selênio, por exemplo, na farinha de trigo, no frango, no arroz, na gema de ovo, no queijo, na carne bovina e no feijão. No entanto, a castanha-do-pará é a maior fonte natural de Selênio.

Ainda assim, pesquisas realizadas na Universidade Federal de Lavras (Ufla), em parceria com pesquisadores da Embrapa, mostraram que as concentrações de Selênio nas amêndoas de castanha-do-brasil variaram muito entre as regiões produtoras do País. (2)

Nozes, castanhas e amêndoas.

O Selênio é mais abundante em sementes oleaginosas como como castanha do Pará, castanha de caju, amêndoas, pistache e nozes. (Fonte: Nennieinszweidrei/ Pixabay.com )

De acordo com a pesquisa, as castanhas coletadas no Amazonas e no Amapá, por exemplo, apresentaram cerca de 30 vezes mais Selênio em sua composição do que as que tem origem no Mato Grosso e Acre.

E embora não se possa generalizar, a pesquisa revelou que uma única castanha do Amazonas pode oferecer em média cerca de 185,7 mcg de Selênio.

Isso representa 3,4 a mais do que a quantidade de consumo recomendada. Já as castanhas oriundas do Amapá chegam a oferecer cerca de 2,3 vezes a concentração de 55 mcg/dia.

Ainda que a concentração se Selênio variem entre as castanhas de diversas partes do país, os nutricionistas recomendam o consumo de uma castanha por dia.

Mas não é apenas na castanha-do-pará que o selênio está presente. O mineral faz parte da composição de outros alimentos, com destaque para outros tipos de sementes oleaginosas.

A seguir, você confere uma tabela que mostra a concentração de Selênio em cada 100 gramas de algumas das castanhas mais consumidas no Brasil:

Sementes oleaginosas Concentração de selênio em 100gr
Noz macadâmia 4,4 mg
Castanha de caju 3,2 mg
Noz pecan 2,7 mg
Amêndoa 1,2 mg
Pistache 0,33 mg
Avelã 0,17 mg

Quais os sintomas da deficiência de Selênio?

A deficiência de Selênio é considerada rara, especialmente no Brasil onde o solo de algumas regiões é bastante rico nesse mineral.

Mas a deficiência pode sim ocorrer em pessoas que consomem quantidades insuficientes desse mineral, principalmente aquelas que tem uma alimentação pouco saudável.

Além disso, a deficiência de Selênio também pode ocorrer por conta de problemas de má-absorção do mineral e pelo excesso de excreção da substância pelo próprio organismo.

De todo modo, existem alguns sintomas característicos que alertam sobre a deficiência de Selênio. São eles:

  • Exaustão e cansaço mental;
  • Hipotireoidismo;
  • Infertilidade masculina;
  • Asma e alergias;
  • Problemas cardiovasculares.

Caso você apresente algum desses sintomas mencionados acima, recomendamos que você procure um médico para ter uma avaliação detalhada.

Quanto de Selênio devo tomar por dia?

Em casos de deficiência de Selênio é preciso considerar a suplementação juntamente com o seu médico.

A recomendação de ingestão de Selênio, para adultos saudáveis, é de 55 microgramas (mcg) por dia ou 0,055 miligramas (mg).

No entanto, vale pontuar que, de acordo com os especialistas, é seguro consumir até 400 mcg de Selênio diariamente. O perigo começa a existir quando se consome acima dessa dosagem.

Selênio em excesso faz mal?

Como vimos, se consumido dentro da quantidade recomendada, o Selênio não oferece riscos à saúde. É inclusive altamente benéfico para o bom funcionamento do organismo.

Em excesso e se consumido regularmente, o Selênio pode se tornar tóxico.

No entanto, em excesso e se consumido regularmente, o Selênio pode se tornar tóxico.

Alguns dos sintomas que o consumo excessivo de Selênio pode causar são: Dores de cabeça, enfraquecimento das unhas, lesões na pele e queda de cabelos.

Além disso, alguns estudos indicam que o excesso de Selênio pode até desregular o metabolismo e aumentar o risco de a pessoa desenvolver Diabetes tipo 2.

O consumo a longo prazo de Selênio em doses altas também pode causar alterações neurológicas, convulsões ou até mesmo paralisia.

Quanto custa o suplemento de Selênio e onde comprar?

O preço do suplemento de Selênio varia com a marca, fórmula e quantidade de cápsulas, podendo custar entre R$ 14 e R$ 200.

Você vai encontrar esse suplemento à venda em lojas de suplementos, farmácias, lojas de departamentos e em hipermercados como Lojas Americanas e Carrefour.

Mas nós recomendamos que você adquira o Selênio em lojas online como a Amazon Brasil. Assim, você realiza a sua compra sem sair de casa.

Critérios de Compra: Como comparar os suplementos de Selênio

Se você já consultou seu médico e está seguro de que deve fazer a suplementação de Selênio é hora de escolher o melhor produto. Para isso, você deve analisar os seguintes critérios:

A seguir, você confere em detalhes como avaliar cada um desses fatores.

Fórmula

Na hora de comprar o suplemento de Selênio é preciso avaliar qual a melhor composição da fórmula, de acordo com sua necessidade nutricional.

Você poderá optar pelo suplemento puro, que contém apenas Selênio em sua composição, ou ainda o mineral em conjunto com outras vitaminas.

Por exemplo, o Selênio quelado, que é a combinação do mineral com um composto orgânico, como um aminoácido, é melhor absorvido pelo corpo.

Você  também pode escolher o suplemento de Selênio com vitamina E, que também é um poderoso antioxidante, além de ser anti-inflamatório.

Ou seja, a combinação dessas duas substâncias vai atuar de forma potente na proteção do seu organismo.

Mas outras substâncias também podem ser encontradas no suplemento do Selênio como, por exemplo, a vitamina B6 e o Zinco.

Dosagem

Outro ponto que merece a sua atenção na hora de comprar o melhor suplemento de Selênio é a dosagem, que varia de acordo com a marca fabricante.

Uma cápsula pode conter entre 34 mcg e 50 mcg de Selênio.

De modo geral, uma cápsula pode conter entre 34 mcg e 50 mcg de Selênio - dosagem que fica dentro da margem segura recomendada para consumo diário que é de 55 mcg.

Mas se o suplemento que você escolher tiver uma dosagem superior, recomendamos que converse com o sue médico antes de iniciar o consumo.

Além disso, leve em conta que algumas marcas fabricantes recomendam a ingestão de uma ou duas cápsulas por dia. Escolha a que forma mais prática para você.

Cápsula ou líquido

A forma de consumo mais comum do suplemento de Selênio é de fato em forma de cápsulas. No entanto, se você tem dificuldades com a deglutição, vale a pena considerar o Selênio em sua forma líquida.

Quantidade

Não deixe de levar em conta a quantidade de cápsulas que vem no frasco do suplemento de Selênio. Esse fator vai interferir principalmente no preço que você vai pagar.

Para acertar na quantidade e evitar desperdícios, converse antes com o seu médico para saber por quanto tempo você vai precisar suplementar com Selênio.

(Fonte da imagem destacada: ratmaner/ 123rf.com)

Referências (1)

1. Quantidade de selênio nas castanhas-do-brasil varia de acordo com região - Embrapa
Fonte

Por que você pode confiar em nós?

Gustavo Conceição Nutricionista
Na escola, Gustavo participava de todas as modalidades. Ele acabou não se tornando atleta profissional, mas manteve-se próximo do universo esportivo cursando nutrição e, depois de graduado, prestando consultoria a atletas de várias modalidades e clubes de futsal e vôlei pelo país. Pós-graduado em suplementação, compartilha online seu conhecimento sobre o que há de melhor em complementos alimentares.
Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.
Artigo
Quantidade de selênio nas castanhas-do-brasil varia de acordo com região - Embrapa
Ir para a fonte