Imagem em preto e branco mostra uma pista com um skate em destaque e um skatista andando sobre ele.
Ultima atualização: 21 de fevereiro de 2020

Como escolhemos

12Produtos analisados

21Horas investidas

7Estudos avaliados

65Comentários coletados

ReviewBox Brasil lhe dá as boas-vindas trazendo para você os melhores modelos de skate para prática de esportes ou até um meio de transporte alternativo, disponíveis no mercado brasileiro em 2020.

O skate é um estilo de vida. Para alguns pode parecer que é apenas um passatempo, um esporte radical ou quem sabe um desafio. Para outros, o skate vai além de um esporte. Prático, econômico e saudável o skate é também um meio de transporte.

Independente do motivo pelo qual você busca um skate, aqui você vai encontrar alguns modelos diferentes e suas vantagens.

Para alguns profissionais a melhor forma de comprar um skate é personalizar o seu modelo conforme suas necessidades. Mas certamente você irá encontrar modelos prontos que atendam às suas expectativas e necessidades.




Primeiro, o mais importante

  • O skate é um item pessoal que deve, antes de qualquer coisa, combinar com você e seu estilo de vida. Tanto o modelo quanto o estilo e a cor devem ser escolhidos conforme seu interesse pessoal.
  • Como a maioria dos itens esportivos: "o barato sai caro". Certamente você vai encontrar uma infinidade de opções de baixo custo que podem chamar sua atenção, porém é indispensável avaliar a qualidade e a durabilidade do seu skate.
  • Os preços podem variar bastante, então fique atento para não focar apenas no modelo mais barato. Você vai encontrar bons modelos entre R$ 150 e R$ 700, dependendo do tipo escolhido. Elétricos podem custar mais de R$ 2.000.

Você também pode gostar:

Ranking: os 4 melhores skates

Vamos ajudar a identificar o seu perfil, pois dependendo de cada estilo ou vontade, as opções são bastante variadas. Para lhe ajudar, listamos os 5 melhores modelos de skate para que você possa escolher o seu e colocar o carrinho para andar.

1º - Skate Maple Thruster Body Glove

Esse é o skate ideal para quem quer aliar esporte e transporte. Prático e eficiente o modelo Maple Thruster Body Glove possui shape de madeira com truck de 6 polegadas e rodas de alumínio: 60 x 51 mm e 80a.

Com rolamentos ABEC-5, o modelo da categoria Cruiser tem 61 cm de comprimento e 17 cm de largura. O shape verde e estiloso é um verdadeiro convite para manobras radicais de surfe em terra firme.

2º - Skate Longboard Taruga

Para quem busca velocidade, este modelo longboard é uma excelente pedida. O truck alto de 180 mm é ideal para descidas e manobras de simulação. Além disso, ele tem rolamento ABEC-7 e amortecedores eficientes para as curvas mais acentuadas.

O modelo tem shape com lixas de alta resistência, revestida e antiderrapante. Os pads em silicone amenizam a pressão entre o shape e o eixo, o que diminui bastante o impacto. O fundo do shape é laminado em alta pressão e o skate é vedado e lubrificado pela fabricante.

3º - Skate Estilo Winmax

Este é um daqueles modelos que você poderia escolher pelo design e pela excelente relação custo e benefício. Com o fundo do shape grafitado, o skate chama a atenção, mas tem muitos atrativos de qualidade também.

O modelo street é um dos mais comuns de se encontrar nas ruas e nas pistas, e este skate da Winmax é produzido em 9 camadas de madeira Canadian Maple, conhecida por sua alta resistência a qualquer impacto.

O truck de 5 polegadas tem liga de alumínio e suporta até 85 kg. As rodas são de 50 mm e os rolamentos ABEC-5. A lixa garante excelente aderência e permite transferência de calor. Os amortecedores são PU de alta resistência.

4º - Skate Bamboo Pacific

Este modelo de skate da Body Glove é da linha semi long, mais inclinado para ser um craveboard, por conta da suspensão e desempenho. Feito de bambú, é um modelo que alia resistência e fator ecológico.

O truck é invertido e tem 7 polegadas (180 mm). As rodas são maiores (70 mm) e mais macias (80a), o que lhe permite um desempenho bacana em qualquer superfície, com excelente aderência. Rolamentos com classificação ABEC 5.

Guia de Compra

Descobrir como comprar um skate pode ser uma tarefa bem mais complicada do que se imagina, principalmente se você não tiver certeza do que está procurando.

Aqui no nosso Guia de Compra, você terá informações valiosas para saber exatamente qual modelo de skate escolher para seus próximos rolês.

Com um skate ao lado, garota sentada em um banco à beira de um lago observa a natureza.

O skate é considerado meio de transporte para alguns, diversão radical para outros, e estilo de vida para muitos. (Fonte: Free-Photos / Pixabay)

Para que servem os skates?

Muitas vezes os estímulos para a prática de um esporte vêm de casa, do exemplo de um familiar ou até mesmo de um ídolo que apareça na TV. Para a maioria dos brasileiros o futebol ainda é paixão nacional.

Mas nos últimos anos, alguns cenários importantes vêm se consolidando. O surf, por exemplo, ganhou e vem ganhando cada vez mais destaque entre os brasileiros. As pranchas já começaram a se tornar objeto de desejo entre meninos e meninas.

O mesmo também acontece com o skate. Brasileiros que fazem história como Bob Burnquist, filho de mãe brasileira e pai americano, nascido no Rio de Janeiro, inspira muitos jovens e alguns nem tão jovens assim. Aliás, o esporte não tem limite de idade, basta ter vontade e coragem.

Recentemente uma onda de skates elétricos também conquistou o público brasileiro. Bastante comum no exterior, patinetes e skates motorizados, se tornaram facilitadores na hora de se locomover. Para fugir do trânsito, pegar um ar fresco e ainda chegar mais rápido não tem escolha mais apropriada.

Um pouco diferente dos skates comuns, os elétricos também possuem um custo mais elevado, além de exigirem bastante atenção ao circular entre as pessoas, visto que a velocidade alcançada pode ser alta se comparada ao skate comum andando em uma pista plana e horizontal.

Quais os diferentes tipos de skate?

A primeira coisa a considerar é o tipo de skate que você quer. Assim como você não compraria um pandeiro para quem quer aprender a tocar violão, nem comida congelada para um chefe de cozinha, você precisa saber onde está pisando.

Você quer andar de skate em alguma pista do bairro ou da cidade e fazer manobras radicais? Você quer algo para viajar se locomover pela cidade, ir para a escola e para o trabalho? Ou você gostaria de descer aquelas rampas enormes em alta velocidade?

Se o objetivo for apenas para transporte, o longboard seria o tipo ideal, ou até mesmo um skate elétrico. Para manobras, você deve buscar um skate tradicional, um street ou shortboard.

Um homem salta com o skate enquanto executa uma manobra radical em um skatepark frequentado por outros skatistas.

Lugares como os skateparks são excelentes para quem busca a estrutura ideal para manobras radicais de skate. (Fonte: fancycrave1/ Pixabay)

Falando em diferentes modalidades de skate, praticadas tanto no Brasil quanto no resto do mundo, podem ser destacadas três variações, cada uma com suas particularidades.

  • Vertical: Quem nunca ouviu falar de um half-pipe, ou apenas half? São aquelas pistas em forma de U, de diferentes tamanhos, feitas de madeira ou de concreto. É no vertical que vimos as manobras mais radicais e perigosas, como aéreos e giros de até 720 graus.
  • Street: Praticada nas ruas, praças, parques e pistas, é a modalidade mais conhecida e difundida Brasil afora. Bordas, paredes, bancos, escadarias e corrimões fazem parte dos inúmeros obstáculos usados pelos skatistas para manobrar.
  • Downhill: Aí é ladeira abaixo, literalmente, e quanto mais rápido, melhor. Esta modalidade exige ainda mais equipamentos de segurança, pois consiste em descer ladeiras em altíssima velocidade.

Agora que conhecemos as principais modalidades, podemos ver um pouco mais sobre as variáveis específicas do produto em si, os diferentes modelos de skate. Confira os principais tipos e como eles se diferem:

Skate Tradicional (street) Longboard Craveboard
Estrutura Shape pequeno e arredondado, rodas pequenas e duras Shape longo, rodas maiores e macias Semelhante ao long, mas com suspensão nas molas e rodas de borracha
Ideais para Manobras, rampas verticais Transporte, velocidade em descidas e para iniciantes Curvas rápidas, zigue-zague, simulador de surfe
Preço médio R$ 150 R$ 300 R$ 500

O design realmente importa?

Há quem escolha seu modelo de skate focando apenas na parte visual. Você viu que de tudo o que falamos sobre as diferentes variações de skate, seja para transporte, manobras, velocidade, o design nem apareceu.

Isto porque se você estiver procurando um skate pensando nos desenhos, temáticas, adesivos, ao invés de focar no seu potencial, é muito provável que seu skate sirva somente para ficar pendurado na parede do seu quarto.

Claro que desenhos são legais e dão aquele incremento no shape do seu carrinho, mas há uma grande chance deste desenho desbotar, encher de risco ou até desaparecer.

Foque no seu objetivo com o skate, na qualidade do material, das peças, da estrutura. Ah, e outra dica: outro fator que você pode até levar em consideração, mas que não pode ser o único a ser analisado é o preço.

Skate elétrico: O investimento vale a pena?

Não há como negar que existe uma atração de muitas pessoas, jovens, adultos, homens e mulheres, pelos motores elétricos. Hoje em dia, eles estão em quase tudo e os skates elétricos estão ganhando cada vez mais espaço nas ruas.

Além da diversão, os modelos estão aperfeiçoados e realmente muito práticos. Pessoas estão colocando os skates elétricos como itens de uso diário e ele já é usado como meio de transporte primário por muitos.

Um bom skate elétrico, além de uma boa autonomia e distância de alcance, também precisa ser rápido. Não só pela paixão por velocidade, mas porque você precisa dessa rapidez para contornar os obstáculos das vias urbanas.

Para uma boa segurança, eles também precisam ser capazes de parar de maneira rápida e confiável. Eles são facilmente controlados por um controle remoto.

Resumindo, estamos falando de um skate, acoplado de bateria, motores e controlado de maneira simples por um controle remoto. Você pode se locomover tão rápido quanto o trânsito local, subir colinas e frear suavemente.

Ele é considerado mais fácil de pilotar do que um skate normal. Veja neste vídeo a experiência do Lucas, do canal Lucas PKTA e diga se a aventura não é pra lá de convidativa:

Este tipo de skate custa cerca de R$ 1.500, R$ 2.000. Por isso, a avaliação final fica por sua conta. Você precisa saber se o valor cabe no orçamento e se aquelas horas, dias, semanas de emoção valem o investimento.

Quanto custa?

Sim, o preço influencia e pode até ser um fator importante na hora de decidir qual skate comprar, mas não deixe que ele seja seu único ou principal motivador.

Primeiro de tudo é preciso entender que um skate não é algo barato. Logicamente existem alguns modelos de entrada abaixo dos R$ 100, mas além dos hematomas, você pode ter muita dor de cabeça escolhendo um modelo tão barato e frágil.

Os modelos tradicionais custam em média R$ 150 a R$ 200 e bons modelos podem ser encontrados. Na linha dos longboards, os valores sobem um pouco mais. Mas é nos skates elétricos que os valores podem chegar a mais de R$ 2.000.

Onde comprar?

Lojas de produtos esportivos ou de esportes radicais são o local certo para comprar o seu skate. Muitas vezes, a maneira mais segura é visitar uma loja local, conhecer os modelos e até testar uma volta.

Lojas como Decathlon e Centauro costumam ter até espaço adequado para isso. Em lojas mais específicas, você pode conversar com os vendedores e ganhar algumas boas dicas.

Outras lojas de departamento ou grandes supermercados também costumam ter seus modelos de skate disponíveis. É o caso das Lojas Americanas e Walmart.

Você pode também aproveitar da maior variedade de marcas, produtos e modelos disponíveis, que é o mercado online. Sites oficiais dos fornecedores podem ser um bom caminho.

E se você já decidiu seu modelo ou está prestes a decidir entre algumas opções que já pesquisou, lojas como Amazon ou versões online das lojas citadas acima oferecem uma grande variedade e facilidades em pagamento e entrega.

Critérios de compra: Fatores para comparar e avaliar os modelos de skate

Chegou a hora de lhe orientar em tudo o que você precisa saber para tomar a decisão certa, analisando e avaliando os critérios essenciais que irão garantir segurança e qualidade ao seu skate.

Por isso nós iremos te ajudar a definir quais os principais critérios para escolher o seu skate ideal:

  • Material de fabricação / Decks
  • Tamanho
  • Truck
  • Rodas
  • Rolamentos
  • Aderência / Lixa

Repare que alguns critérios tiveram seu nome em inglês mantido, pois uma tradução aqui não faria sentido, e porque é exatamente assim que eles são conhecidos. Não há tradução para shape, deck ou truck que funcione melhor do que seus nomes originais.

Material de Fabricação / Decks

Via de regra, os decks são feitos de madeira laminada, que são leves e resistentes. Dentre os tipos de madeira, o material mais comum é o Canadian Maple, devido à qualidade e estabilidade da madeira, assim como os compensados de Bambu e Báltico.

Outra alternativa que vem ganhando espaço é o plástico. Mas se por um lado ganha no preço, perde totalmente em qualidade, muito inferior. Você vai encontrar decks de alumínio e fibra de vidro que funcionam de maneira mais semelhante à madeira.

Tamanho

Longboard é maior, skate tradicional é menor. Só isso? Claro que não. Independente destas variações, é importante destacarmos que existem quatro tamanhos principais de skate, indicados para diferentes faixas etárias.

  • Micro: São indicados para crianças com 5 anos ou menos.
  • Mini: São ideais para crianças entre 6 e 8 anos.
  • Mid size: Médios, são indicados para crianças e adolescentes entre 9 e 12 anos,
  • Full size: Atendem maiores de 13 anos.
Imagem mostra uma menina agachada com um dos pés sobre um skate.

O tamanho adequado é um dos critérios a ser observado antes de decidir qual skate você irá comprar. (Fonte: Bob_Dmyt / Pixabay)

Trucks

Feitos de ferro ou alumínio, os trucks são os eixos responsáveis pelo encaixe de rodas, rolamentos e amortecedores. Eles estão localizados na parte inferior do seu skate e giram com a força de peso do skatista, permitindo que você vire, faça curvas e manobras.

O tamanho dos trucks variam e devem seguir o tamanho escolhido para o deck. São dois os principais tamanhos, Standard e Longboard, mas um fator que pode variar bastante é a altura, e é importante observar algumas diferenças.

  • Baixos: Mais estabilidade para manobras e são projetados para rodas pequenas.
  • Médios: Ideal para street e para andar em parques e pistas de rua, costuma ter rodas um pouco maiores.
  • Altos: São altamente recomendados para longos passeios, descidas e simulações de surfe, e são projetados para rodas grandes.

Rodas

São as rodas que te levarão para onde quer que seja, independente do seu tipo de skate. Há uma grande variedade de rodas. Algumas são especificamente fabricadas para skatepark, street, manobras, outros para terrenos acidentados, e muitas são indicadas para o desempenho geral.

Geralmente feitas em poliuretano, tamanho e durabilidade são as duas principais variações. Todas as rodas de skate são medidas em milímetros (mm).

Quanto menor o número, menor a roda. Rodas menores são mais lentas; rodas maiores são mais rápidas.

O ‘durômetro’ mede a dureza da roda. Rodas mais duras são mais rápidas e rodas mais macias são mais lentas, mas têm melhor aderência. Geralmente é medido em uma escala (Durometer A) que vai de 1a – 10aa para medir a dureza.

Combinando as duas escalas, a ReviewBox Brasil preparou uma classificação para lhe ajudar a escolher a roda ideal do seu skate:

  • Rodas Skatepark / Street: São mais duras (95-101a), de tamanho médio (50-58mm) são mais indicadas para uso em estacionamentos e ruas porque elas deslizam facilmente, são rápidas em superfícies lisas e se encaixam facilmente em qualquer tipo de deck.
  • Rodas Cruiser: Semelhantes às rodas de street, são um pouco maiores (54-65mm) e muito mais macias (75-90a). Rolam rápido em qualquer superfície.
  • Rodas Longboard: Maiores (65-75mm) e mais macias (75-85a), são projetadas para passar por superfícies mais acidentadas e têm muita aderência. Usadas para manobras de zigue-zague, descidas e simulações.
Imagem de um skate mostra com destaque as rodas enaltecendo seu tamanho e durabilidade.

Tamanho e durabilidade das rodas podem influenciar muito na qualidade e desempenho do seu skate. (Fonte: distel2610 / Pixabay)

Rolamentos

Já os rolamentos são peças encaixadas dentro das rodas, permitindo que elas girem e que o skate deslize pelo solo. Todos os rolamentos de skate são do mesmo tamanho, mas há variação em termos de qualidade.

Quanto melhor a qualidade, melhor o desempenho, e rolamentos ruins podem se deformar ou quebrar completamente sob a pressão do skate, e também podem não ser vedados, resultando em sujeira e detritos em seus rolamentos.

Os rolamentos de skate mais caros, que em regra geral são os melhores, são selados, com maior usinagem de precessão e metais de maior qualidade. Eles permanecerão rápidos e precisos ao longo do tempo com manutenção adequada.

A maioria dos rolamentos é medida por uma classificação ABEC. Quanto mais alta a classificação ABEC, mais preciso será o rolamento. Este sistema de classificação inclui os graus 1, 3, 5, 7 e 9.

foco

Você sabia que a invenção das rodas de poliuretano pode ser considerada um marco na história do skate? Antes, as rodas eram feitas de ferro ou de um tipo de plástico bastante resistente, chamado baquelite.

Ambos os materiais dificultavam as manobras e causavam muitos acidentes. Em 1972, o engenheiro químico e surfista Frank Nashworthy inventou as rodinhas de poliuretano e revolucionou o skate, tornando um esporte e equipamento muito popular

Aderência / lixa

As lixas adesivas grudadas na superfície do shape são as responsáveis pela aderência do pé do skatista com o carrinho. Elas variam conforme a granulação, podendo ser mais finas ou mais grossas, e provocam o atrito que você precisa para executar truques como ollies e kickflips.

Costumam já vir com o skate, mas podem ser substituídas em caso de desgaste ou para aspecto visual mesmo. Embora seja mais comumente encontrada em preto, você pode encontrar opções coloridas também.

(Fonte da imagem destacada: Pexels / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

Andrey Duarte Educador Físico
O sonho de ser jogador profissional de futebol foi abandonado aos 21 anos, mas isso não fez com que Andrey se afastasse do esporte. Professor de educação física, hoje ele passa seu tempo livre pesquisando e compartilhando conhecimento sobre as mais diferentes modalidades esportivas.