Mamães e papais de primeira, segunda ou de muitas viagens. Se você está fazendo o enxoval do bebê, certamente vai precisar de um sling. Nós da ReviewBox Brasil lhes damos as boas-vindas e apresentamos os melhores modelos de sling disponíveis no mercado brasileiro em 2019.

O acessório que virou mania é um grande aliado na adaptação da família, principalmente nos primeiros meses de vida do bebê, quando o colo é importante e ajuda no desenvolvimento da criança.

Existem alguns modelos diferentes de sling indicados para todas as fases da criança e também respeitando as limitações dos pais. Com ele é possível fazer de forma tranquila a chamada exterogestação.

Se tudo isso para você parece estranho e assustador, fique tranquilo que nós vamos ajudá-lo a encontrar a melhor opção de sling para garantir conforto e segurança para sua família.

Primeiro, o mais importante

  • Bebês precisam de colo nos primeiros meses de vida para que se desenvolvam com saúde física e emocional, e isso é cientificamente comprovado.
  • Quando saem do ventre, os recém-nascidos sentem a mudança e muitas vezes sofrem com a adaptação. Por isso, estar em posição semelhante ao que estava na barriga da mãe facilita a transição.
  • O uso adequado, com amarração correta e posicionamento do bebê de forma adequada é indispensável para evitar lesões.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 3 melhores slings

Existem dois modelos de sling mais comuns e também muito indicados: o Wrap e o Argola. Ambos suprem as necessidades das famílias com um recém-nascido e podem ser usados por crianças com mais de um ano de idade.

Veja agora a nossa lista com os mais indicados e escolha aquele que irá melhor atender suas expectativas.

1º – Wrap Sling Ergobaby

Encontre esse produto em Amazon.com.br

Ergonômico e ecológico, o Wrap Sling Ergobaby é desenvolvido 100% em tecido de fibra de eucalipto e acácia. Possui tecnologia 4D Strech, que permite a transpiração de um tecido tradicional, porém oferece elasticidade em todas as direções.

Este modelo tem ainda um reforço na parte central que dá mais segurança aos pais durante a amarração e o uso em geral. Indicado para crianças de 3 a 14 kg. Pode ser lavado na máquina, pois o material não deforma com uso ou lavagem.

2º – Baby Wrap Sling Baby Jack

Encontre esse produto em Amazon.com.br

Desenvolvido em material elástico, o que facilita a amamentação. Disponível nas cores preta, cinza e listrada em preto e branco, este modelo mostra que o sling é um acessório para toda a família.

Nos últimos anos as famílias começaram a fazer o enxoval mais neutro com bolsas, mochilas e carrinhos que combinem com estilo dos pais. A indicação do fabricante é que este modelo seja usado para crianças de até 12 quilos.

3º – Carregador de bebê Baby Wrap Sling Cuca Criativa

Encontre esse produto em Amazon.com.br

Confeccionado em malha 100% algodão, o Wrap Sling Cuca Criativa está disponível nas cores rosa, azul, azul marinho, bege e vermelho. Permite boa transpiração e elasticidade para diversos tipos de amarrações.

De acordo com o fabricante, é recomendável que seja lavado a mão para garantir sua qualidade e elasticidade.

Guia de Compra

Que bebês nascem dependentes e devem ser carregados no colo por um bom tempo até que comecem a se locomover sozinhos todos sabem.

Com o passar dos tempos muitos acessórios foram criados para auxiliar as famílias nessa fase da vida. O sling é uma dessas invenções (não tão moderna quanto parece).

Continue lendo este artigo que nós iremos te contar mais sobre este acessório.

Imagem mostra uma mulher de pé, em frente a uma janela, e uma criança amarrada às suas costas com o auxílio de um sling.

O sling é um tecido que se amarra ao corpo dos pais para que as crianças se sintam protegidas e amparadas. (Fonte: egfriday / Pixabay)

O que é um sling e para que ele serve?

Carrinho, bebê conforto, cadeirinha que balança, moisés, berço… Mais recentemente, o sling surgiu com grande apelo de alguns grupos maternos e até pediatras.

De todas as invenções, o sling é o que cumpre melhor o papel levando em conta a real necessidade dos bebês, principalmente recém-nascidos. Estes tecidos que se amarram ao corpo dos pais fazem com que as crianças se sintam protegidas e amparadas.

Assim que deixam os ventres de suas mães, os bebês passam por um grande impacto em relação a mudança de iluminação, temperatura, sons e alimentação. Tudo é diferente e quanto mais suave for essa transição, melhor para todos.

O que é a exterogestação e qual a utilidade do sling nesse período?

Muito se fala sobre os primeiros três meses de vida dos bebês e o quão trabalhoso eles são para as famílias que estão se adaptando à nova rotina. Cólicas, noites em claro, choro e dificuldades na amamentação fazem parte deste período.

Se para os pais, que são adultos e experientes, esse é um período complicado, imagine para um bebê que acabou de sair do seu ambiente seguro e precisa aprender tudo, inclusive a respirar com seus próprios pulmões.

Esses três primeiros meses de vida são de completa adaptação do bebê e, de acordo com alguns estudos da medicina, seria ideal que a criança permanecesse no ventre da mãe por mais 90 dias para o total amadurecimento.

Mas como a natureza é sábia, após o período de 38 a 42 semanas, o bebê deixa o ventre da mãe e durante os seus primeiros meses de vida passará por este amadurecimento do lado de fora. A esta etapa dá-se o nome de exterogestação.

Imagem mostra uma mulher carregando o bebê junto ao corpo em um sling de pano.

O sling é fundamental para os primeiros meses da criança, pois proporciona calor humano e uma sensação semelhante a de quando ainda estava na barriga da mamãe. (Fonte: Janbaars60 / Pixabay)

Permanecer em posição fetal, recebendo o calor do corpo e sentido o ritmo da respiração da mãe deixa os bebês mais calmos nesse período. Isso porque esta é a realidade que ele já conhece desde o ventre.

Quando estão em um sling, quase do mesmo jeitinho que estavam na barriga da mamãe, a tendência é que os bebês se sintam confortáveis e acolhidos. Menores são as chances de episódios de cólicas, que são os efeitos do amadurecimento do intestino e adaptação ao leito materno.

Quais são os diferentes tipos de sling?

  • Wrap Sling. É o mais popular entre os slings. Trata-se de um tecido gigante que, para alguns, é difícil de amarrar ao corpo. Tem 5 metros de comprimento de tecido sem emendas e pode ser usado de diversas formas.
  • Sling de argola. Um pouco mais compacto. É um pedaço de tecido de mais ou menos 2 metros que passa sobre um dos ombros e o lado oposto se ajusta com argolas. Pode ser melhor aproveitado com crianças que já se sentam sozinhas.
  • Sling Pouche. É menos usado, mas nem por isso pouco indicado. Trata-se de uma rede de tecido, dobrada ao meio. Encaixado ao corpo ele se torna uma espécie de bolsa para o bebê. Existem diferentes tamanhos ou pode ser feito sob medida.

Cada família sabe das suas necessidades e deveria experimentar todos os modelos antes de tomar sua decisão. Vale reforçar que o sling é diferente do popular canguru.

Sling x Canguru: quais as diferenças?

Nem sempre o mais importante é apenas você ter os braços livres e o bebê por perto. É fundamental que esses benefícios venham acompanhados de segurança e garantia de conforto para os bebês e para quem os carrega.

Os slings, feitos em tecido, oferecem as inúmeras vantagens de você mesmo fazer a amarração conforme se sentir melhor e mais confortável. Dividir o peso da criança nos ombros não é a única facilidade. Outro fator importante e primordial é a segurança e conforto do bebê.

A posição ideal das pernas da criança no sling é com joelhos acima do quadril.

As pernas e o bumbum devem formar um M garantindo a curvatura das costas e a distribuição correta do peso da criança. A amarração também deve ser firme o suficiente evitando que o corpo do bebê se balance enquanto a pessoa que o carrega se movimenta.

Confira, abaixo, as principais diferenças entre o sling e o canguru.

Wrap Sling Canguru
Material Algodão ou DryFit Tecidos
Formato Faixa de 5m sem emendas Mochila com presilhas
Ajustes Manualmente feito conforme seu corpo Limitado conforme possibilidades das fivelas
Posição do bebê Sentado com pernas em M Pendurado com as pernas para baixo

É muito difícil amarrar um sling ao corpo?

O Wrap Sling tem uma versatilidade incrível. O tecido com 5 metros de comprimento permite que você o utilize de formas diferentes para as mais variadas funções, peso e idade da crianças.

A amarração tradicional é a mais usada para bebês recém-nascidos. Com as faixas cruzadas nas costas para equilibrar o peso, o sling é pré amarrado e a criança é colocada após o tecido já fixado ao corpo do carregador.

Para este tipo de uso é indicado um Wrap Sling com tecido elástico, que permite o encaixe ideal do bebê e também facilita caso a mãe queira amamentar a criança sem retirá-lo do carregador.

O Youtube é um grande celeiro de vídeos que ensinam a fazer essa amarração. Mas você pode também pedir ajuda aos fabricantes ou especialistas em babywearing.

A amarração indicada para bebês recém-nascidos pode ser usada com crianças maiores sem contraindicações. É importante verificar se as faixas que dão suporte e sustentação nas costas do carregador estão posicionadas de forma correta, promovendo a distribuição de peso.

Crianças um pouco maiores gostam de aventuras e novidades. Amarrá-los nas costas pode ser uma alternativa para não abandonar o Wrap Sling. Esse tipo de amarração é ideal para caminhadas ou quem sabe até para fazer algumas atividades rotineiras em casa.

Veja neste vídeo como fazer a amarração no Wrap Sling nas costas sozinho:

Os slings de argola são considerados mais práticos de carregar na bolsa ou até mesmo de vestir. Quando se está na rua, ele pode ser vestido como uma bolsa, diferente de Wrap Sling que por ser grande acaba encostando no chão.

Testar os modelos e as possibilidades de amarração é um das melhores formas de aproveitar todos os benefícios do sling. Se você está em dúvida, assista a esse vídeo com uma comparação entre algumas amarrações.

Já pensou em dançar carregando o seu bebê? E em casar?

Existem situações em que o sling se torna a estrela da festa. Foi o que aconteceu com uma família Norte Americana, de Ohio, nos EUA, em fevereiro de 2019.

A foto da cerimônia de casamento do casal que já tinha uma filha rodou o mundo. Sabe por que? A noiva entrou na igreja e passou parte da celebração com a filha em um sling. A cena é linda e apaixonante.

Mas não é só no casamento que o sling pode ser uma atração. Existem muitas semelhanças entre a dança e a maternidade. Para ambos é preciso ter um certo controle e equilíbrio. Assim como a dança, a maternidade pode ser leve ou cansativa, vai depender das suas escolhas e principalmente do apoio que você recebe.

Como forma de criar uma rede de apoio para mães, grupos de dança estão sendo criados em todo o Brasil. A ideia é que mães e crianças possam se divertir juntos e o sling é uma das ferramentas usada nessa modalidade.

Grupos como Dança Materna e Sling Dance conquistaram as famílias. Reunidas em grupos e geralmente com orientação de consultoras para colocação de sling as mães entram na dança.

Muitas aproveitam para retomar a forma física ou simplesmente aliviar a rotina de ficar cuidando do bebê em tempo integral. Mas o que chama a atenção mesmo é ver os papais slingando e dançando com os filhos. Essa ideia conquistou papais e mamães.

Quanto custa?

Os slings custam a partir de R$ 80 até cerca de R$ 300. A marca, o modelo e o material fazem a principal diferença em relação aos valores. Por se tratar de um acessório que coloca em jogo a segurança da criança, não recomendamos economizar.

Caso você não tenha certeza que vai usar com frequência e por isso não queria investir muito, recomendamos que peça um emprestado para fazer um teste e depois comprar aquele que mais se adapta a sua realidade.

Em grupos de desapego materno ou até bazares você pode encontrar valores mais acessíveis.

Onde comprar?

Quem está na fase de fazer o enxoval do bebê certamente já encontrou algum modelo tanto em lojas de roupas quanto de acessórios para crianças. Atualmente o sling não é algo difícil de encontrar no Brasil.
Mas a internet é uma das principais referências em vendas de slings. As próprias marcas comercializam seus slings online.

Nas grandes lojas virtuais como Amazon, você também pode encontrar as marcas conhecidas e recomendadas por profissionais, com valores atraentes e entrega garantida.

Critérios de compra: Fatores decisivos ao avaliar os diferentes modelos de sling

O primeiro passo é entender que não se trata apenas de um acessório que está na moda como um vestido ou sapato novo. O sling é um item fundamental do enxoval dos novos pais, pensando em qualidade de vida nos primeiros meses do bebê.

Caso seu filho não seja mais um recém-nascido e você esteja buscando um aliado para passeios diferentes, atividades físicas ou viagens, este também é um fator importante a se considerar.

Estes fatores principais irão influenciar na sua decisão e serão praticamente decisivos para a sua compra:

  • Modelo
  • Material de fabricação
  • Estilo

Vamos falar sobre cada um deles, para que você possa fazer a melhor escolha ao comprar o sling perfeito para sua família.

Modelo

Wrap, argola, pouch, e mochila ergonômica, entre outras variações de sling, podem ter chamado sua atenção ao longo da sua pesquisa. Antes de escolher o seu modelo favorito, avalie as suas intenções de uso do sling.

Os modelos são indicados para etapas diferentes da vida dos bebês. Para os recém-nascidos: o wrap. Para quem busca praticidade com bebês que já se sentam: o argola ou pouch. Bebês maiores que exigem uma estrutura reforçada: mochila ergonômica.

Material de fabricação

Os tecidos, elásticos ou menos elásticos, podem significar algumas alterações no uso de um wrap sling, por exemplo. Crianças mais pesadas não devem ser colocadas em slings com tecidos muito elásticos.

Por outro lado, mães que pretendem amamentar no sling, devem optar por algo bastante maleável. Quem mora em regiões quentes, pode optar por um modelo Dry Fit que facilita a transpiração e torna o uso mais agradável.

O Dry Fit também é indicado para banho de mar ou de piscina com a criança no sling, pois seca bem rápido. Materiais com fibras naturais ou tecidos antialérgicos também são uma boa alternativa.

Estilo

O sling é para a criança, mas quem usa são os pais. Lembre-se, portanto de ter um acessório que combine com o seu estilo. Alguns pais preferem cores neutras para que possam usar ambos o mesmo, diariamente em diversas situações.

Algumas famílias têm um sling para cada ocasião. O modelo ideal para o verão, outro para o inverno, tecidos mais suaves e leves para festas, escuros que sujam menos para o dia a dia.

(Fonte da imagem destacada: loganban / 123RF.com)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
21 Voto(s), Média: 4,50 de 5
Loading...
REVIEWBOX

Postado por REVIEWBOX