Bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Pensando em ampliar a qualidade ou a potência sonora do seu veículo? Então uma ótima alternativa pode ser a aquisição de um subwoofer automotivo. Nesse artigo, explicaremos todos os detalhes sobre esses produtos!

Subwoofers são apenas um tipo dentre vários possíveis para caixas de som. Eles têm aplicações específicas, principalmente para reproduzir sons mais graves, em frequências menores do que outros tipos de alto-falantes.

Para descobrir se realmente é esse o tipo de alto-falante automotivo que você precisa, fique com a gente! Explicaremos cada detalhe para o perfeito entendimento do que é um subwoofer e mostraremos quais os modelos mais indicados.

Primeiro, o mais importante

  • Subwoofers automotivos são usados para melhorar a qualidade do som em um veículo. Eles se diferem de outros tipos de alto falantes populares, como woofers e tweeters, pela frequência sonora que produzem.
  • Devido à frequência e a outras características importantes, subwoofers são mais recomendados para melhorar o som interno de um carro, não para festas ou projeções em grandes ambientes.
  • Os valores de subwoofers podem variar entre R$ 100 e R$ 3.500, mas a maioria dos modelos entre R$ 300 e R$ 400 já são de ótima qualidade.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 4 melhores modelos de subwoofer automotivo

Separamos os modelos de subwoofer automotivo que possuem muita qualidade. Abaixo, a relação deles e as especificações mais importantes de cada um:

1º – Alto-falante Subwoofer Bravox BV 12 S4

Modelo de 12 polegadas, possui grande eficiência e é ideal para alcançar graves profundos. Tem cone costurado na borda e acompanha grade de proteção.

Sua impedância é de 4 ohms, o que caracteriza um valor médio, e a potência de 350 rms é bastante satisfatória. Trata-se de um modelo bastante recomendado para turbinar o som automotivo.

2º – Subwoofer MTX Square TS5510-22 Dual

Um subwoofer automotivo de grande qualidade, esse modelo da MTX Audio tem 10 polegadas e 450 rms de potência, permitindo um alcance excepcional.

Pesa 5 kg, sendo de fácil manutenção e transporte, e possui impedância de 4 ohms. Outro destaque é para o desenho do logo em um estilo gótico, trazendo estilo e beleza ao produto.

3º – Subwoofer Arlen ARX 10 Prata

Encontre esse produto em Amazon.com.br

Uma das principais coisas que chamam a atenção nesse subwoofer é o custo-benefício. Ele pesa bem pouco no bolso e permite uma excelente performance de som automotivo.

O produto da Arlen tem 10 polegadas, 4 ohms de impedância e potência que varia entre 180 e 200 rms. É muito durável e resistente, fabricado com cones injetados de polipropileno de alta fluidez com compostos de grafite e titânio.

4º – Subwoofer Spider10 Nitro

A potência é a principal característica desse subwoofer da Nitro: consegue atingir 700 rms. Sua carcaça é feita em chapa de aço e suas bobinas em cobre.

Também traz bobina dupla, cada um com 2 ohms de impedância, totalizando 4. É um modelo de 10 polegadas bastante eficaz, preparado para oferecer o máximo que se possa desejar em som automotivo. O peso total é de 5,18 kg.

Guia de Compra

Como escolher um subwoofer automotivo? Quais são os critérios técnicos mais importantes? Como saber que ele realmente vai fazer a diferença no seu veículo?

Confira agora todos os detalhes para que você possa curtir dentro do seu carro um som de muita qualidade!

Imagem mostra um homem dirigindo um carro com o rádio ligado.

Subwoofers são fundamentais para uma ótima experiência sonora dentro de seu carro. (Fonte: Free-Photos / Pixabay)

O que é um subwoofer automotivo e para que ele serve?

É muito comum que as pessoas queiram ter som de qualidade em seus automóveis. Seja para escutar músicas ou rádio durante o trajeto diário, seja para um divertimento com amigos em locais abertos, essa é uma realidade para muitos.

Para que isso seja plenamente possível, é preciso comprar alto-falantes de bom nível. Há vários tipos: subwoofers, woofers, squakers, tweetters, entre outros. Mas como saber qual é o ideal?

Subwoofers são as caixas de som que reproduzem as frequências mais baixas, que vão entre 20 e 200 Hz. Isso serve para reproduzir os sons mais graves, dando uma qualidade maior ao áudio.

Além do uso automotivo, caixas de som como essa são essenciais em sistemas sonoros que têm a intenção de conseguir um alto nível de reprodução. Em home theaters, por exemplo, sempre haverá um subwoofer.

foco

Você sabia que os primeiros subwoofers foram desenvolvidos no final da década de 60?

Eles foram necessários porque a evolução do som para cinema e televisão começou a permitir a reprodução de sons muito graves que antes não existiam nessas mídias.

O filme “Terremoto”, de 1974 (que venceu o Oscar de Melhor Som), foi um dos pioneiros na introdução dessas frequências mais baixas. Sem alto-falantes capazes de reproduzi-las, a indústria sonora trabalhou no aperfeiçoamento dos subwoofers.

Quais as diferenças entre subwoofers e os demais alto-falantes?

A principal diferença entre subwoofers e os demais alto-falantes está na frequência sonora reproduzida. Os tweeters são os que estão no espectro mais alto, podendo alcançar até 20 mil hz. Eles são especiais para sons agudos.

Na camada intermediária, estão os woofers, capazes de reproduzir frequências entre 80 e 400 hz. Os médio-graves são os sons que encontram melhor reprodução com eles. No outro extremo, aparecem justamente os subwoofers.

Os subwoofers, para poderem reproduzir sons tão graves, precisam ter desenhos especiais e cones mais altos e pesados. Fisicamente, eles provavelmente serão maiores em altura, mas menores em largura.

Mas qual é o ideal para o seu carro? Bom, depende do que você deseja ter no seu sistema sonoro!

Um som muito grave percorre menores distâncias. A qualidade será provavelmente melhorada, com um reconhecimento melhor de instrumentos. Porém, quanto mais longe do veículo, mais essa qualidade será dissipada.

Dessa forma, os subwoofers são recomendados em duas situações: caso se deseje um sistema de som de muita qualidade para a parte de dentro do carro, ou seja, para ouvir enquanto se dirige, ou se for desejada uma experiência mais visceral, com chão tremendo, em situações externas.

Caso o desejo seja por um som externo de maior potência, mas ainda bem definido, para festas e reuniões com amigos, o ideal é ter um woofer. Exemplificamos tudo isso na tabela abaixo:

Subwoofer Woofer
Frequência 20 hz – 200 hz 80 hz – 400 hz
Principal vantagem Qualidade do som Alcance com qualidade média
Recomendação Som interno, som externo com “chão tremendo” Som externo com qualidade superior à do subwoofer

Qual deve ser o tamanho do subwoofer automotivo?

Não deixe de prestar atenção no tamanho do subwoofer automotivo: números muito comuns de serem encontrados são os de 8, 10, 12, 15 e 18 polegadas. Isso terá grande influência no som produzido.

Quanto maior um subwoofer, mais ele movimenta ar em um movimento que gera uma onda sonora. Assim, ele terá uma menor frequência e alcançará sons mais graves.

Ou seja, um subwoofer de 18 polegadas requer bem mais espaço interno em seu veículo, mas produz um som de muito mais qualidade. Para um bom som interno, o de 8 já seria ideal, mas quanto maior, mais aperfeiçoados os graves serão.

Confira esse vídeo do canal Infinity Sound que explica detalhadamente o uso de cada tamanho de subwoofer:

Quanto custa?

Os subwoofers automotivos têm uma variação de preço de acordo com seu tamanho, material e potência suportada. Os mais baratos custam aproximadamente R$ 100, mas não costumam ser dos mais potentes.

Para conseguir um produto da mais alta qualidade que o mercado oferece, provavelmente será necessário desembolsar entre R$ 300 e R$ 400. Porém, há alguns modelos que podem chegar a custar até R$ 3.500.

Vale mencionar que esses modelos tão mais caros costumam ser os chamados “subwoofers ativos”. Eles precisam de alimentação própria de energia, ao contrário dos demais, mas produzem um som muito mais apurado.

Roy AyersCompositor norte-americano

“A verdadeira beleza da música é que ela conecta as pessoas. Ela leva uma mensagem e nós, músicos, somos os mensageiros.”

Onde comprar?

Há lojas especializadas em som automotivo na maior parte das cidades brasileiras. Nelas, você encontrará um atendimento de alto nível, vindo de pessoas que trabalham diariamente com o assunto e entendem tudo o que é necessário.

Se a sua preferência é uma compra pela internet, a Amazon possui um grande número de modelos. Outros e-commerces famosos, como Mercado Livre, Amazon internacional e Submarino também trazem uma gama satisfatória de opções.

Critérios de compra: Fatores importantes para avaliar um subwoofer automotivo

Além de tudo o que já explicamos, há mais alguns fatores importantes a se observar antes de comprar um subwoofer automotivo. Listamos abaixo alguns deles:

  • Potência
  • Impedância
  • Material e design
  • Sensibilidade

Curioso? Então explicaremos a seguir o que cada um desses pontos significa!

Potência

Não confunda potência com altura ou alcance do som. O que esse número significa, na verdade, é a carga que ele consegue receber de um amplificador ou player sem queimar.

O número de potência é convencionado a ser medido em RMS. O ideal é jamais utilizar um produto com potência menor do que a do amplificador. Isso causará sérios danos ao seu sistema de som e muita dor de cabeça.

Imagem mostra um rádio automotivo em destaque.

A experiência de ouvir rádio em seu carro será melhorada por um subwoofer. (Fonte: marcusspiske / Pixabay)

Impedância

Tecnicamente falando, impedância é a resistência das bobinas de um alto-falante à passagem da energia elétrica. Esse número, medido em ohms, se relaciona com a potência e com a frequência reproduzida.

Nos subwoofers, podem ser encontradas impedâncias de 1, 2, 4 e até 8 ohms. Para o uso no dia a dia, dificilmente haverá percepção de diferença entre uma e outra. Se a intenção for um uso externo, já é recomendada uma impedância maior.

Material e design

Há dois motivos pelos quais material e design são importantes: o primeiro e mais óbvio é o fator visual. Um modelo pode ser mais bonito para alguns, nem tanto para outros. Se essa for uma característica fundamental para você, escolha com calma.

Outro fator é que, nos subwoofers, normalmente o cone precisa ser mais grosso e pesado que nos woofers ou tweeters. Isso exige materiais mais resistentes como polipropileno, grafite e titânio.

Sensibilidade

A sensibilidade, junto com o tamanho, influi diretamente na qualidade do áudio. Quanto maior ela for, maior a potência necessária para gerar ondas mais graves, atingindo assim o potencial completo do modelo.

Em alguns anúncios, esse número é destacado, em outros, não. Sensibilidade é um campo em que, caso seja do seu interesse avaliar no momento da compra, a ajuda de um especialista será fundamental.

(Fonte da imagem destacada: cla78 / 123RF)

Avalie este artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
24 Voto(s), Média: 4,04 de 5
Loading...
Avatar

Publicado por REVIEWBOX