Imagem mostra as pontas de várias talhadeiras lado a lado.
Ultima atualização: 27 de junho de 2020

Como escolhemos

15Produtos analisados

17Horas investidas

4Estudos avaliados

68Comentários coletados

Bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje vamos falar sobre uma ferramenta que sempre ajuda quem trabalha em construção civil, reparos domésticos, cerâmica, artesanato, artes plásticas e outros: A talhadeira. Mesmo parecendo simples, ela é de grande importância e precisa ser bem escolhida!

Uma talhadeira é uma ferramenta de corte, quebra ou entalhe e pode ser manual ou elétrica. Se você deseja conhecer mais sobre ela, entender suas funções e modos de uso, descobrir como encontrar os melhores modelos e quais os diferenciais de peça para peça, fique conosco nas próximas linhas!




Primeiro, o mais importante

  • A talhadeira é uma ferramenta extremamente versátil, usada em áreas de trabalho que vão desde a construção civil até as artes plásticas.
  • É possível encontrar talhadeiras manuais ou elétricas, sendo que as segundas funcionam como acessório de uma ferramenta maior, normalmente um martelete.
  • As características mais importantes para uma boa talhadeira são um acabamento de alto nível, melhorando a durabilidade, e uma ergonomia especial que facilite o seu uso.

Você também pode gostar:

Os melhores modelos de talhadeira: Nossa opinião

À primeira vista, a escolha de uma talhadeira parece fácil. Só que existem modelos de muito mais qualidade que outros, e como nossa função é te ajudar a escolher os melhores, fizemos uma pequena lista para te apresentar!

Uma talhadeira de altíssimo nível

Esse modelo da Tramontina é o que de mais completo se pode pedir em questão de talhadeira: Tem uma empunhadura extra feita em material resistente, corpo em aço especial, barra sextavada que melhora a ergonomia, pintura eletrostática e dureza diferenciada no gume de corte. Você ainda pode escolher entre cinco tamanhos diferentes.

Para quem procura por um jogo de talhadeiras

Quer adquirir um conjunto de talhadeiras que pode te ajudar em diferentes situações de trabalho? A Worker tem a solução: Esse kit conta com três unidades, uma com 9,5 outra com 12,7 e a última com 15,8 milímetros. Elas ainda possuem grande qualidade e são forjadas com aço especial temperado.

O melhor custo-benefício

A SATA é uma marca conhecida no ramo da construção civil e tem uma talhadeira simples e barata. Com 15 milímetros de comprimento, ela oferece grande resistência e durabilidade, com capacidade de remoção de até 40 mil pontos de solda. Forjada em aço, é um dos melhores custos-benefícios no nicho.

Guia de compra

Tem dúvidas sobre talhadeiras? Sente-se confortavelmente e prepare-se: Estamos no guia de compra, o setor de perguntas e respostas do artigo!

Vamos falar a seguir sobre vantagens, diferenças, aplicações profissionais e muito mais!

Imagem mostra um homem trabalhando com a talhadeira em madeira.

O uso da talhadeira vai da construção civil ao artesanato. (Fonte: OctavY/ Pixabay.com)

O que é uma talhadeira e para que ela serve?

Talhadeiras são ferramentas que servem para quebrar, cortar ou entalhar materiais diversos. Normalmente, têm um longo corpo em formato cilíndrico ou sextavado e uma ponta com formatos variáveis. Pode ser manual ou elétrica.

Talhadeiras precisam ser feitas de materiais bastante resistentes.

É comum que talhadeiras sejam usadas para quebrar pedras, tijolos e concreto, cortar piso, chapas e cerâmica, entalhar madeira, retirar excessos de materiais de buracos ou superfícies ou abrir rasgos e espaços. Elas precisam ser feitas em materiais bastante resistentes.

Com tantos usos, também há uma versatilidade imensa de áreas nas quais as talhadeiras são usadas. É por isso que elas são tão requisitadas, encontradas em praticamente todas as lojas de construção. Mesmo que à primeira vista pareçam simples ou com pouco valor, a sua necessidade é clara para diversos trabalhadores.

Quais profissionais usam talhadeira?

A lista de profissionais que usam talhadeira é enorme. Vamos mencionar agora alguns dos principais:

  • Trabalhadores de construção civil: A talhadeira é fundamental na construção civil. Ela serve tanto para a quebra de superfícies que impeçam o avanço da obra, como para eventualmente abrir buracos ou rachaduras. Também pode cortar objetos que serão usados, como tijolos.
  • Profissionais de reparos domésticos: Em reparos domésticos, é comum precisar lidar com pisos ou azulejos danificados. Para consertá-los ou trocá-los, a talhadeira é uma ferramenta constantemente usada por sua capacidade de corte.
  • Indústrias de pisos e cerâmica: No processo da fabricação de piso, tijolo, peças de cerâmica, azulejos e similares, a talhadeira é constantemente usada. Principalmente quando existe um processo em escala mais artesanal do que industrial.
  • Artesãos e artistas: Quem trabalha com peças em madeira pode usar sempre a talhadeira para a função de entalhe, enquanto os escultores precisam da ferramenta mesmo que usem principalmente outros materiais.

Essa é apenas uma lista básica, uma vez que vários outros serviços podem pedir pela talhadeira!

Quais as vantagens de uma talhadeira?

Ter uma talhadeira garante uma parceira constante para todos os momentos no serviço. Você sabe que ela é tão versátil e capaz de realizar tantas coisas que quando menos perceber, a estará usando mais uma vez. É, portanto, indispensável.

Além dessa característica de ser muito versátil, realiza muitos trabalhos que quase nenhuma outra ferramenta consegue. Você pode pegá-la e quebrar pedras ou retirar irregularidades do solo rapidamente e manualmente, sendo que com as outras opções precisaria de equipamentos elétricos.

Ferramenta de uso simples, preço baixo e grande durabilidade, a talhadeira tem todas as características que tornam algo muito popular ou usado. Qualquer um pode comprar bons modelos e usá-los sempre que a necessidade aparece. Assim, é uma das melhores amigas na construção civil, no artesanato e outros.

Veja na tabela abaixo as principais vantagens e desvantagens da talhadeira:

Vantagens
  • Versátil: Realiza trabalhos em várias áreas
  • Simplifica muito a realização de pequenas tarefas nos serviços
  • Tem preço baixo e boa durabilidade
  • É fácil de usar e está sempre à mão
Desvantagens
  • Requer certa força e experiência no manuseio

Talhadeira manual ou elétrica?

A maior parte das talhadeiras é manual, mas a opção elétrica também existe. Só que ela não é uma ferramenta única e independente, precisando de uma outra máquina para ser usada: O martelete. A relação é similar à que existe entre brocas e furadeiras.

Com uma talhadeira elétrica, você ganha em potência e velocidade. Se existe um serviço que precisa de mais força, como a remoção de uma grande quantidade de resíduo de uma superfície ou o corte de largas peças de cerâmica, é bem mais útil usá-la.

Por outro lado, há a desvantagem do preço muito mais elevado, já que existe a necessidade da ferramenta principal, e do trabalho não ser tão prático como “pegar a talhadeira do bolso e usar”.

Vale mencionar também que nos serviços que pedem mais habilidade e delicadeza do que força e velocidade, principalmente nas áreas de artesanato e escultura, não será recomendado o uso da talhadeira elétrica no lugar da manual.

Veja abaixo a tabela que montamos comparando os dois tipos de talhadeira:

Talhadeira manual Talhadeira elétrica
Forma de uso Movimento manual Ligada a um martelete
Vantagens Uso prático e simples, grande versatilidade de uso Maior potência e velocidade, ideal para situações mais complicadas
Recomendação Trabalhos do dia a dia, artesanato, situações simples de resolver Produção industrial, situações difíceis ou que exigem muita força

Como usar uma talhadeira?

O uso correto de uma talhadeira varia muito de acordo com a atividade. A ideia pode ser bater, cortar, entalhar, tirar pedaços com delicadeza ou apenas fazer uma limpeza rápida de resíduos. Portanto, você deve sempre adaptar à situação a forma que lidará com essa ferramenta.

A ponta e o tamanho da talhadeira também devem ser apropriados para o serviço a ser realizado. Quanto mais reta, por exemplo, melhor para corte.

É necessário adaptar o movimento e a velocidade para o serviço a ser realizado: Quanto mais a potência e a velocidade forem necessárias, mais esse é o foco, quanto mais a habilidade e a delicadeza forem os principais fatores, mais deve haver concentração e cuidado.

Existe muito mais facilidade no uso de uma talhadeira para quebra de concreto que no artesanato em madeira, já que habilidade leva um maior tempo para se adquirir.

foco

Você sabia que o uso de uma talhadeira também pede por equipamentos de proteção? Como pedaços e lascas podem eventualmente voar e te atingir, é ideal vestir pelo menos um capacete e um óculos. Assim, partes que podem sofrer lesões sérias ficam protegidas!

Quanto custa e onde comprar uma talhadeira?

Talhadeiras manuais têm variação de preço relacionada ao tamanho, ao material e à qualidade. É possível encontrar modelos muito simples e já eficientes por cerca de R$ 15, enquanto outros desenhados para profissionais chegam perto de R$ 100.

Você pode comprar boas talhadeiras em lojas de materiais de construção, artigos para arte e artigos gerais para a casa. Outra boa ideia é buscar a aquisição pela internet: A Amazon brasileira é a melhor opção, mas não deixe de conferir também Amazon internacional e Mercado Livre.

Critérios de compra: Fatores para a escolha de uma talhadeira

Agora que você já sabe porque deve ter uma boa talhadeira, precisa apenas escolher o modelo perfeito. Selecionamos quatro critérios técnicos que podem te ajudar:

Abaixo, você encontra mais sobre cada um deles!

Tamanho

Para escolher o tamanho da sua talhadeira, é preciso pensar nos usos que ela terá. Na construção civil ou nos reparos, um modelo de intermediário para grande é recomendado, uma vez que assim apresentará maior robustez e uma superfície de contato superior.

Quem trabalha com artesanato ou escultura, por sua vez, pode optar por um kit de talhadeiras. Isso porque cada situação pedirá por um tamanho diferente e o erro pode gerar um produto imperfeito. Recomendamos também o kit para as pessoas que cortam ou manuseiam pisos e azulejos.

Imagem mostra uma pessoa usando uma talhadeira para esculpir madeira.

Talhadeiras para artesanato podem ser menores e mais delicadas. (Fonte: majgot/ Pixabay.com)

Acabamento

Sempre falamos sobre a importância dos materiais usados nas ferramentas. No caso das talhadeiras, a grande maioria é feita de aço. O que realmente importa e é capaz de gerar maior durabilidade é o acabamento.

A pintura eletrostática é importante contra a corrosão por ferrugem.

A pintura eletrostática é importante para evitar a corrosão por ferrugem da talhadeira. Assim, ela resistirá bem mais aos anos. O desenho do corpo, por sua vez, torna a ferramenta mais apropriada para usos específicos, evitando que ela se quebre pela aplicação inadequada.

Quanto mais completa e cheia de recursos é uma talhadeira, mais ela merece a sua atenção. É verdade que o preço também subirá, mas nada como ter uma ferramenta que irá durar por muitos anos, não é mesmo?

Ergonomia

A talhadeira é uma ferramenta manual e que depende de movimentos constantes para cumprir seu trabalho. Para que você se sinta confortável durante o manuseio, que pode se repetir por um tempo considerável, é preciso que ela tenha um desenho ergonômico.

Algumas marcas capricham nas inovações para a ergonomia de suas talhadeiras: Cabos especiais emborrachados, manoplas e barras especiais para uso são excelentes opções. Caso você queira gastar um pouco mais na ferramenta, observe o quão ergonômica ela é!

Angulação

Nem todas as atividades que podem ser feitas com talhadeiras pedem pelo mesmo tipo de movimento. O corte de um piso tem que ser o mais reto possível, a retirada de resíduos de uma superfície já pede por uma pequena angulação.

Ao escolher uma talhadeira para uso específico, leia sobre como é a ponta de cada modelo e pense em qual é a mais adequada para o serviço que você costuma realizar.

(Fonte da imagem destacada: stux / Pixabay.com)

Por que você pode confiar em mim?

Carlos Massari Jornalista
Jornalista especializado em esportes e podcaster. Apaixonado por cinema, literatura e artes em geral. Curioso nato, pesquisa e escreve sobre diversas áreas, principalmente tecnologia, ferramentas, artigos esportivos e objetos que tornam a vida e o cotidiano mais fáceis.