Olá! Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil. Aqui vamos falar sobre um instrumento musical que evoluiu muito com a tecnologia e continua surpreendendo com novas funções e sons: o teclado musical.

Com todas essas funcionalidades diferentes, fica difícil decidir qual é o melhor teclado para você, especialmente se você começou a tocar há pouco tempo. Aqui, vamos falar sobre diversos tipos de teclados e suas principais funções.

Vem com a gente para saber quais são os melhores modelos e no que você deve prestar atenção antes de escolher seu teclado musical. Não vai sobrar nenhuma dúvida sobre o assunto!

Primeiro, o mais importante

  • Cada teclado possui um alcance diferente de sons. Tudo isso vai depender de diversos fatores, como a quantidade de teclas.
  • Existem diversos tipos de teclado musical: arranjadores, sintetizadores, portáteis e até o piano digital. Nós vamos te ajudar a escolher o melhor para você!
  • Os compositores devem ter um cuidado especial na hora de escolher o teclado. Isso porque é necessário ter uma gama diversa de quantidade de sons e um bom alcance.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 4 melhores teclados

Entre teclados profissionais, sintetizadores ou ideais para iniciantes, selecionamos os melhores e mais populares modelos entre aqueles que tocam teclado musical. Confira no ranking abaixo:

1º – Teclado Arranjador PSR S670 – Yamaha

O teclado PSR S670 da Yamaha possui 416 sons (incluindo MegaVoices), 34 pacotes de sons de percussão/SFX e 480 sons XG. Com sons de sampleados autênticos, é ideal para pianos acústicos e elétricos e sons eletrônicos.

Possui 230 estilos e dois controladores para performances ao vivo. Vem com pacotes de expansão de memória para você somar novos sons, kits de percussão e diferentes estilos. Com seu lindo design e novos sons, estilos e funcionalidades para DJs, esse teclado da Yamaha é ideal para performances ao vivo.

2º – Teclado 61 Teclas – Roland V Combo

Ótimo para quem se apresenta ao vivo, o modelo VR 09B da Roland possui 61 notas, com sons profissionais para todos os gêneros musicais. Através de seções no painel, você consegue ter acesso aos sons de órgão, piano e sintetizados.

Possui, ainda, uma seção virtual Tone Wheel Organ que reproduz sons autênticos de órgãos vintage. Com seus três efeitos internos de Rotary, é possível garantir um volume mais alto no seu teclado.

Outro diferencial do VR 09B é que vem com editor gratuito para iPad, para que você possa personalizar os timbres de órgão e sintetizador. Apesar de seu preço mais elevado, esse teclado vale a pena para quem quer produzir música e tocar ao vivo.

3º – Teclado Arranjador PSR-E263 – Yamaha

Um teclado portátil para iniciantes, o PSR E263 possui 61 teclados e oferece uma ampla variedade de sons e funções. Possui 400 vozes de alta qualidade e 130 estilos de acompanhamento.

Além disso, vem com 112 canções demonstrativas, entrada para fonte de áudio externo e acabamento compacto e portátil. É possível, ainda, gravar suas próprias canções com a função de gravação do teclado musical.

4º – Teclado 76 Teclas PSREW410 – Yamaha

Encontre esse produto em Amazon.com.br

O teclado musical PSR EW410 da Yamaha é ideal para fazer grooves como um profissional. Você pode tocar os mais novos estilos musicais como um DJ. Para fazer isso, é só ligar ou desligar cada trilha, alterar seções ou adicionar efeitos com os botões de controle ao vivo.

Possui, ainda, teclado estendido com 76 teclas, voz de grand piano ressonante live e saída L/R. O PSR EW410 da Yamaha conta com uma biblioteca de 758 vozes de instrumentos para que você toque diversos tipos de som.

Além disso, é possível memorizar suas configurações favoritas e utilizar o botão de controle ao vivo. Os botões permitem que você filtre e ajuste o som igual a um sintetizador analógico.

Guia de Compra

Agora que você já sabe quais são os melhores modelos de teclado musical no mercado, há outros pontos que precisam ser avaliados. O número de teclas, vozes e ritmos são alguns deles. Continue lendo para saber mais sobre os teclados!

Foco no teclado com uma mão infantil apertando uma tecla.

Saiba como escolher o teclado musical perfeito para você. (Fonte: congerdesign / Pixabay)

Quais são as vantagens e desvantagens do teclado musical?

Já foi comprovado que tocar instrumentos musicais estimula áreas do cérebro que controlam suas habilidades motoras e a capacidade de escuta. Além disso, ainda pode aumentar seu QI em 7 pontos!

Uma pesquisa, feita pelo The Telegraph, indicou que tanto o formato, quanto a potência do cérebro sofrem alteração se um instrumento musical é tocado com frequência. Mas não para por aí. A música também é uma forma de terapia que melhora as capacidades cognitivas.

Tocar teclado exercita, ainda, a sua concentração. Além disso, muitos consideram o som do teclado e do piano um dos mais tranquilizantes entre os instrumentos.

Para os apaixonados por música, vale a pena investir em um instrumento musical que te dá prazer e faz se sentir apaixonado. Até porque tocar teclado não é uma tarefa tão fácil, por isso, requer muita dedicação e amor ao instrumento.

O teclado apresenta vantagens como ser um instrumento mais baixo que outros, como bateria, por exemplo. Você pode tocar seu teclado tranquilamente dentro de casa, mesmo se morar em apartamento, sem incomodar os vizinhos.

O teclado musical também é um instrumento relativamente fácil de guardar. Comprando um suporte para seu teclado, poderá deixá-lo em um canto na sala ou no quarto, por exemplo.

Além disso, é possível compor músicas na sua casa. A maioria dos teclados vem com entrada para microfone, de forma que você possa cantar e tocar ao mesmo tempo.

Entre seus pontos negativos estão o preço e a dificuldade do instrumento. Teclado e piano são dois dos mais complexos instrumentos musicais, para começar a ler partituras com facilidade, será necessário bastante tempo de prática e persistência. Mas, no final, vale a pena!

Vantagens
  • Melhora suas habilidades motoras e cognitivas
  • Exercita a concentração e relaxa a mente
  • É um instrumento discreto para tocar em apartamentos
  • É possível compor músicas
  • Fácil de armazenar
Desvantagens
  • Preços elevados na maioria dos modelos
  • É necessário persistência para aprender a tocar

No que prestar atenção: teclado, piano ou órgão?

O teclado musical não é apenas uma versão mais econômica e portátil de um piano. Se você quer tocar um dos dois, mas está em dúvida sobre qual escolher, vamos te ajudar. Lembrando que há, ainda, a opção de tocar órgão.

Teclado

A maior diferença do teclado para os outros é que ele é um instrumento eletrônico. Isso faz com que ele possa reproduzir uma gama extensa de sons, com timbres, ritmos e efeitos diversos.

Além disso, as teclas do teclado são mais leves, por ser um instrumento eletrônico. Com ele, é possível criar músicas de diversos gêneros musicais. Há, também, a opção de reproduzir sons típicos do piano.

O teclado musical não é tão tradicional quanto os outros dois instrumentos. Ele é indicado exatamente para quem gosta de diversos estilos musicais.

Piano

Por incrível que pareça, o piano é considerado um instrumento de corda, assim como o violão e o baixo. Ele costuma ter 2 ou 3 pedais, dependendo do modelo.

Todos os pianos contam com 88 teclas compostas, que precisam ser tocadas de forma mais intensa para que os martelos consigam fazer a vibração das cordas.

O piano é ideal para quem prefere estilos musicais mais tradicionais e suaves.

Órgão

É um instrumento de sopro. Conforme a pressão for feita nas teclas e nos pedais, o ar é enviado para um tubo que emite os sons. Dessa forma, esse instrumento consegue emitir notas semelhantes a de outros de sopro, como flauta e trombone.

O órgão é ideal para quem tem amor por orquestras. Porém, é necessário desembolsar uma quantia maior para adquirir um.

Quanto custa?

O teclado é um instrumento que varia muito de preço, dependendo da quantidade de sons e funcionalidades presentes do modelo.

Para iniciantes ou crianças, é fácil encontrar modelos bem mais acessíveis, porém, com poucas funções. Eles costumam custar a partir de R$400. Há modelos ainda mais baratos, mas não apresentam muita qualidade.

Já os teclados mais caros podem chegar até R$20.000. Claro que esses são teclados profissionais que oferecem inúmeras funções. Se você pretende tocar com bastante frequência e compor músicas, o ideal é adquirir um modelo que esteja, pelo menos, na faixa dos R$ 1.000 a R$ 2.000.

Onde comprar?

Para quem prefere adquirir seu teclado musical nas lojas físicas, conseguirá encontrar diversos modelos nas lojas especializadas em instrumentos musicais.

Já os que gostam de comprar online, acharão uma vasta gama de teclados em sites como Amazon, Mercado Livre e Lojas Americanas.

Na compra online você tem mais chances de encontrar exatamente o modelo que procuro, já que a variedade é maior. Além disso, você ainda recebe o produto na porta de casa.

Critérios de compra: Principais características para avaliar um teclado musical

Como você já deve ter percebido, existe uma diversidade imensa de tipos e modelos de teclado musical. Por isso, na hora de comprar, esses são os itens que vão diferenciar o melhor teclado para suas necessidades:

  • Tipo de teclado musical
  • Quantidade de teclas
  • Quantidade de sons
  • Capacidade de som
  • Funcionalidades
  • Marca

Saiba mais para escolher seu teclado musical com confiança e tranquilidade.

Tipo de teclado musical

Há quatro tipos principais de teclados disponíveis nas lojas:

  • Piano eletrônico: O piano digital é como se fosse um teclado bem fiel ao piano, até no número de teclas e timbre. Esse tipo de teclado oferece teclas mais pesadas que os outros, para se assemelhar ao piano acústico. Ele costuma ter de 64 a 128 vozes. Se você decidir pelo piano digital, prefira um modelo com mais vozes, pois você pode precisar no futuro.
  • Teclados arranjadores: Esse costuma ser o modelo mais popular de teclado. Isso acontece porque vários deles são voltados para quem está aprendendo a tocar teclado e precisa de sons e recursos mais básicos. Os teclados arranjadores são chamados desse jeito pois ajudam a criar arranjos completos, com ritmo, harmonia e melodia. Dessa forma, oferece maior praticidade para aprendizes. Há, também, teclados arranjadores mais profissionais, que possibilitam a edição e inserção de novos ritmos e timbres.
  • Teclados portáteis: Os teclados portáteis possuem 61 teclas e são mais indicados para iniciantes, por serem menores e, geralmente, com menos funcionalidades. Esse é um modelo padrão e é ideal para quem precisa transportar o teclado com frequência ou não necessita de um número muito grande de teclas e sons.
  • Sintetizadores: O sintetizador é capaz de reproduzir sons de diversos instrumentos e também sons eletrônicos. Ele é mais indicado para quem gosta de programar seus próprios sons e compor músicas com estilos variados. Esse teclado musical é perfeito para quem gosta de colocar suas habilidades criativas em prática na hora de tocar.

Quantidade de teclas

Os teclados digitais costumam ter de 25 a 88 teclas. Sintetizadores low-end, por exemplo, podem ter apenas 25. Porém, a maioria dos modelos de uso domésticos geralmente possuem 49, 61 ou 76 teclas.

Para quem busca um alcance maior, o ideal é escolher um teclado com mais teclas. Um instrumento de 25 teclas alcança apenas 2 oitavas, enquanto um de 88 tem alcance de 7 oitavas.

Porém, é necessário levar em conta o tamanho também. Os teclados de 88 teclas são muito maiores do que os de 61. Se você costuma transportar o instrumento com frequência, leve isso em consideração.

mão tocando teclado musical

Teclados digitais podem ter de 25 a 88 teclas. (Fonte: Dejan Krsmanovic / 123RF.com)

Quantidade de sons

Se você procura um teclado apenas para reproduzir o som do piano, não precisará de um modelo com muitos sons.

Já para quem gosta de reproduzir outros instrumentos musicais e sons eletrônicos, o ideal é investir em um teclado que possua uma grande variedade de sons inclusos.

Os modelos mais básicos costumam incluir cerca de 100 sons e podem ser suficientes para quem está começando.

Já os teclados musicais mais completos chegam a ter mais de 400 tipos de som, podendo chegar a quase 800. Esses são ideais para quem já tem familiaridade com o instrumento e busca maior liberdade criativa com diversos tipos de som.

Capacidade de som

Para comprar seu teclado, é necessário avaliar sua capacidade de som. Há dois principais recursos de som presentes no teclado musical: a polifonia e a multitimbralidade.

A polifonia se refere a quantas notas você pode tocar no teclado de uma só vez. Já a multitimbralidade é a quantidade de sons diferentes que o teclado consegue reproduzir ao mesmo tempo.

Os teclados com menor alcance costumam tocar a partir de 16 sons de uma vez. Já os mais completos, como sintetizadores e estações de trabalho, chegam a tocar até 128.

Para quem gosta de compor e ser criativo com as músicas, a multitimbralidade é um recurso essencial. Prefira teclados que possuem essa função.

Funcionalidades

Os teclados, por serem eletrônicos, costumam disponibilizar uma série de funções diferentes, sendo ideais para cada tipo de tecladista.

Para os compositores, essas funcionalidades são ainda mais importantes. Há teclados, hoje, que apresentam funções como Vocal Harmony (harmonização de voz), Synth Vocoder (para criar sonoridades únicas), Real Distortion e Real Reverb.

Leve em conta suas necessidades e experiência com o teclado e escolha o modelo que possui as funções que você procura. Essas são as mais básicas:

  • Teclas sensitivas: Uma das funções mais essenciais em um teclado. Para que você possa tocar as teclas com mais suavidade ou agressividade, é necessário que as teclas sejam sensitivas de acordo com a força que você fizer com os dedos.
  • Dual Voice: Para misturar dois timbres, o dual voice vai ser essencial. É possível, ainda, que um timbre se sobressaia mais que o outro.
  • Transpose: O transpose é muito útil na hora de mudar o tom em cima da hora. Você consegue subir ou descer o tom da música com facilidade, tocando no mesmo tom que você já conhece. Essa função é ótima para iniciantes.
  • Octave: Para subir ou diminuir uma oitava nas teclas do teclado, é só dar um toque no botão octave. Ele vai te ajudar a alcançar sons mais graves ou agudos.
  • Metrônomo: Mesmo os músicos mais experientes ainda treinam com o metrônomo. Ele vai te ajudar a se manter no tempo da música e não se perder. Com um teclado que já possui metrônomo, não será necessário comprar um à parte.

Marca

Com a enorme gama de marcas disponíveis, é essencial saber quais são as mais renomadas e de qualidade, especialmente se você quer investir em um bom modelo.

Algumas das marcas mais famosas são mais acessíveis, enquanto outras são bem caras. Porém, se você pensa em tocar seu teclado por bastante tempo, vale a pena investir em uma marca renomada. Yamaha, Roland, Casio e Korg são as principais.

A Yamaha já é bem conhecida no mercado de instrumentos musicais. Ela possui desde os mais básicos até os mais completos, tanto para iniciantes, como para profissionais.

Já a Roland, além de pianos e órgãos, disponibiliza teclados de ótima qualidade. Desde teclados de entrada até sintetizadores, é possível adquirir modelos para diversos níveis de tecladistas.

A Casio, apesar de não ser especialista em instrumentos musicais, possui alguns dos modelos de teclado mais vendidos e populares no mundo e é uma marca de ótima qualidade.

E por fim, a Korg é utilizada especialmente por tecladistas do gênero eletrônico, conta com variadas opções de teclados workstation e pianos digitais.

(Fonte da imagem destacada: Pixabay / Pexels)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
40 Voto(s), Média: 4,53 de 5
Loading...