Imagem mostra uma pilha grande de travesseiros em fronhas brancas.

Olá, seja muito bem-vindo ao ReviewBox Brasil. No artigo de hoje falaremos sobre aquele produto que pode ter o poder tanto de nos tirar o sono quanto de nos fazer dormir tranquilos e serenos como os bebês: o travesseiro.

Escolher corretamente o travesseiro para seu perfil e postura de sono é fundamental para uma noite bem dormida. Um travesseiro adequado pode evitar diversos problemas como dores de cabeça, torcicolos, dores na coluna, braços e mãos dormentes durante a noite, dentre tantos outros sintomas de uma noite mal dormida.

Nos acompanhe até o fim deste Review e confira as dicas e informações básicas para que você possa escolher sem medo o travesseiro que melhor se encaixa em seu perfil e que irá lhe render doces sonhos.

Primeiro, o mais importante

  • Mesmo sendo um produto extremamente popular, que pode ser encontrado a venda em praticamente todos os lugares, a escolha de um travesseiro inspira muitos cuidados. Um travesseiro inadequado ou de má qualidade poderá prejudicar não só a sua noite de sono, mas também a sua saúde.
  • Além da altura e densidade, que vão do gosto de cada um, é imprescindível atentar para o modelo, material e possíveis formas de higienização no momento de escolher um travesseiro.
  • É possível encontrar travesseiros em todas as faixas de preços. Os mais simples podem ser comprados a partir de R$ 15. Os modelos mais sofisticados, de marcas renomadas e com tecidos nobres podem ultrapassar os R$ 1.000.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 7 melhores travesseiros do mercado

Os travesseiros podem ser dos mais variados tipos, e é o preenchimento que mais importa. Nesta seção vamos apresentar os melhores modelos de travesseiro disponíveis no mercado Brasileiro. Confira a lista:

1º – Travesseiro Altura Regulável Nasa – Duoflex

Feito em espuma Viscoelástica Nasa que não deforma, esse travesseiro tem altura regulável, sendo ideal para quem quer versatilidade. Vem com 3 camadas internas para ajuste da altura, que pode ir de 10 a 20 cm. Se adapta a todas as pessoas e posturas no sono.

Proporciona maciez, conforto e perfeita acomodação da cabeça. Acompanha capa de percal 200 fios com zíper, 100% algodão. Tecnologia exclusiva faz com que ele se adapte à temperatura do corpo. É antiácaros, fungos e bactérias.

2º – Travesseiro de molas anatômico – Duoflex

Produzido em espuma aerada 100% poliuretano, proporciona maior ventilação e conforto. O Sistema de molas encapsuladas é o mais avançado do mundo, proporcionando flexibilidade, total segurança e conforto, sendo ideal para garantir boas posturas no sono.

Material permite adaptação personalizada à anatomia da pessoa, fornecendo apoio a cada ponto da cabeça e pescoço com total proteção e ausência de ruído. As molas são feitas em aço galvanizado, e a espuma conta com gomos massageadores. De suporte firme, tem proteção antiácaro e capa em percal de algodão 200 fios com zíper.

3º – Travesseiro Nasa Up 3 – Fibrasca

Confeccionado metade em visco e metade gomos massageadores em espuma perfilada, proporciona assim total apoio a cabeça. Desenvolvido com base em 3 conceitos funcionais, este travesseiro:

  1. Absorve o peso exercido sobre ele com a camada de viscoelástico;
  2. Proporcionando um toque macio diferenciado com o sistema de espuma perfilada que forma os gomos massageadores;
  3. Proporciona, também através da espuma perfilada, sustentação de altura ao travesseiro de viscoelástico.

O material não permite a proliferação de ácaros. O revestimento é composto em malha, tornando seu toque ainda mais macio. Tem 12 cm de altura, 45 cm de largura e 62 cm de profundidade.

4º – Travesseiro Natural Latex – Duoflex

Feito em espuma 100% látex, tem alta elasticidade não deforma e é lavável. Conta com micro furos que formam canais internos de circulação de ar que facilitam a respiração, ventilação e frescor.

Além de serem antiácaros, fungos e bactérias, são esterilizados individualmente. Material proporciona maior conforto e alta durabilidade. A fabricação é 100% brasileira, e o produto acompanha capa em tecido 100% Algodão hipoalergênico, com zíper.

5º – Travesseiro Nasa Cervical – Duoflex

Com design feito para garantir o contorno anatômico cervical, esse modelo é ideal para quem tem problemas ou sensibilidades na coluna e precisa dormir de lado ou de costas.

Feito em espuma 100% viscoelástica, é auto moldável, termo sensível e antipressão. Acompanha capa em plush de algodão e poliéster, com zíper. Tem tratamento antiácaro e 3 anos de garantia.

6º – Travesseiro Ecoplumas – Fibrasca

Com enchimento em plumas sintéticas, é um travesseiro com o toque da pluma que não agride os animais. O material inovador garante que o volume do travesseiro seja revitalizado ao lavar.

Além disso, o enchimento não parte o enchimento e não embola, sendo 100% lavável em máquina. Não apresenta odor após lavagem, como ocorre com o travesseiro de plumas convencional. Seu revestimento é produzido em percal 180 fios 100% algodão, que proporciona maior conforto e maciez ao toque.

7º – Travesseiro de Fibra Siliconizada – Ortobom

Antialérgico e lavável, esse travesseiro é preenchido de fibra siliconada, e revestido de tecido Percal 200 fios – 100% algodão com fibra extra macia, proporcionando um toque suave.

Possui um tratamento especial contra a proliferação de ácaros e outras bactérias, prevenindo e evitando crises alérgicas. Por ser mais alto é indicado para pessoas que preferem esse perfil de travesseiro.

Guia de Compra

Curtiu nosso Ranking de travesseiros? Então você está preparado para o próximo passo: o Guia de Compra. Nesta sessão você terá as informações mais relevantes acerca dos diferentes tipos de travesseiro. Vamos falar sobre as vantagens e desvantagens, valores, onde comprar e muito mais.

Além disso, te ajudaremos com tópicos sobre as características para as quais você deve atentar para escolher seu travesseiro dos sonhos.

Imagem mostra moça deitada na cama com travesseiros e roupa de cama brancos.

Travesseiro confortável pode ser determinante para boa noite de sono. (Fonte: FreePhotos / Pixabay)

O que é o travesseiro?

O travesseiro uma peça básica de enxoval, que está presente em praticamente 100% das casas brasileiras.

Podendo ter vários tipos de enchimento, é o responsável por dar suporte e estabilidade à cabeça e ao pescoço durante o sono, promovendo maior conforto e o alinhamento da coluna cervical com o tronco.

Quais as vantagens de um bom travesseiro?

Apesar de comum, o produto demanda cuidados no momento da compra. Um modelo errado de travesseiro pode arruinar a qualidade do sono de uma pessoa, e até mesmo a sua saúde.

O travesseiro ideal é aquele que dá sustentação ao pescoço preenchendo exatamente o espaço do ombro, aquele entre o colchão e a cabeça.

O travesseiro correto permite o alinhamento da espinha dorsal, relaxando os músculos e, consequentemente, melhorando a circulação sanguínea. Esses fatores garantem mais disposição ao acordar, pois favorecem o envio de estímulos do cérebro aos demais órgãos.

Por ser um companheiro constante e importante em nossas rotinas, o travesseiro é um produto que merece e demanda atenção na escolha, uso e manutenção.

foco

Você sabia que passamos mais de um quarto de nossas vidas dormindo? Considerando 8 horas de sono diárias, ao comemorar nosso 71º aniversário teremos completado aproximadamente 23 anos dormindo.

Com certeza acertar em cheio na compra vale todo o esforço. Descobrir o nosso modelo preferido pode levar algum tempo de erros e acertos ao longo da vida.

Mas atualmente esse problema é menos frequente, uma vez que temos muita informação disponível e uma boa pesquisa prévia sobre as características do produto ideal pode prevenir compras ruins.

Por isso, não faça compras por impulso. Pesquise! Quanto mais adequado a nosso perfil e confortável for o travesseiro maior bem-estar ele irá proporcionar.

Vantagens
  • Proporciona conforto
  • Ajuda a manter a boa postura e a coluna alinhada durante a noite
  • Melhora a qualidade do sono
Desvantagens
  • Descobrir o tipo e modelo ideais pode levar tempo
  • Vida útil é curta
  • Cuidados e higienização podem ser complicados

Qual é o travesseiro para mim?

O primeiro ponto para escolher o travesseiro ideal é analisar o perfil de quem irá usá-lo. As preferências pessoais contam muito, o que faz com que o travesseiro considerado perfeito por nós possa ser ruim na opinião de outras pessoas.

Pondere se é o tipo mais firme ou o mais macio que lhe traz mais conforto. A posição que você dorme também será determinante para essa escolha.

Se você dorme a maior parte do tempo de lado, o ideal é um travesseiro mais firme dará melhor sustentação a sua cabeça e pescoço. Já para quem dorme de barriga para cima, um travesseiro de médio a firme irá lhe servir bem.

Os travesseiros bem macios e mais baixos são melhores para quem dorme de bruços. Para pessoas com problemas na coluna o ideal é consultar um médico para definir o melhor modelo para cada situação.

A altura também vai depender da anatomia e preferência de cada um. Ombros mais largos, por exemplo, irão demandar travesseiros mais altos para garantir a sustentação da cabeça no ângulo correto em relação à coluna. Já crianças e pessoas de perfil mignon se adaptarão melhor aos modelos baixinhos.

Imagem mostra menina dormindo de bruço.

Para as crianças, o travesseiro fininho pode ser o mais indicado. (Fonte: Pavle Marjanovic / 123RF)

Se você tem problemas respiratórios e alergias, redobre a atenção. Alguns materiais são mais propensos à proliferação de ácaros, fungos e bactérias. Verifique atentamente se o modelo escolhido conta com tecnologias contra esse tipo de acúmulo.

Por fim pondere criteriosamente as características de cada material. Travesseiros de materiais que esquentam e absorvem muito calor podem não ser ideais para regiões quentes e pessoas que sentem calor durante a noite, por exemplo.

Já pessoas com alergias, problemas respiratórios e sensibilidades devem fugir de travesseiros sem proteção antibacteriana ou de difícil higienização.

Quais os diferentes tipos de preenchimento do travesseiro?

Os travesseiros podem ter diferentes preenchimentos, e é isso que determina a qualidade deles. Os melhores e mais comuns são os de plumas/penas, viscoelástico, espuma de látex e fibra siliconada. Confira as características dos materiais mais populares entre os consumidores na atualidade:

  • Plumas/Penas: Penas naturais podem proliferar ácaros e micro-organismos. Ele perde volume com o tempo e a lavagem em máquina pode ocasionar odores. É respirável, retendo pouco calor.
  • Viscoelástico: É termossensível e não deforma. São mais densos e não pode ser lavado em máquina.
  • Espuma de látex: Tem perfurações favorecem a ventilação e são esterilizados na fábrica. Ele não deforma. Tem cheiro bem forte quando novo.
  • Fibra siliconada: Nem todos são laváveis. É geralmente leve e flexível e absorve e retém calor. Perde volume com o uso.

Na seção Critérios de Compra falaremos sobre outros tipos de travesseiro.

Quando é o momento de trocar o travesseiro?

Verifique, ainda, a indicação de troca do produto. Geralmente travesseiros devem ser usados por 2 a 4 anos.

Para saber se o seu travesseiro ainda está em condições de uso, faça o seguinte teste: dobre-o ao meio e fique segurando firmemente por cerca de 30 segundos. Se quando você soltar o travesseiro ele não voltar sozinho ao formato inicial é porque está na hora dele ser descartado.

Os modelos antialérgicos e com proteções antiácaro, fungos e bactérias tem vida útil prolongada, mas podem ser mais caros. Verifique, ainda, as instruções para cuidado e higienização do produto, e se elas se encaixam em sua rotina. O ideal é higienizar os travesseiros pelo menos a cada 6 meses de uso.

foco

Você sabia que os travesseiros tem prazo de validade?

O uso diário deposita umidade, suor e células mortas no travesseiro, tornando-o o ambiente ideal para proliferação de ácaros e bactérias.

Recomenda-se que eles sejam trocados a cada dois ou três anos para evitar alergias e problemas respiratórios.

Quanto custa?

O valor cobrado pelos travesseiros pode variar muito de acordo com a marca, material e tipos de tecnologias aplicadas no produto.

É possível adquirir um modelo bem básico por cerca de R$ 15. Já os modelos mais sofisticados, magnetizados ou com tecidos nobres e de marcas famosas e podem ultrapassar os R$ 1.000.

Onde comprar?

Encontrar local para comprar seu travesseiro não será muito problema. Eles estão à venda em lojas especializadas em artigos para Cama, Mesa e Banho como Zêlo e Mmartan, por exemplo.

Estão disponíveis, ainda, em grandes lojas de departamento, como as Lojas Americanas ou hipermercados como o Walmart, Carrefour e Extra.

No entanto, é nas plataformas de e-commerce como Amazon, Mercado Livre e ShopTime que é possível encontrar a maior variedade do produto em diversos modelos, marcas e materiais.

Imagem mostra mulher comprando travesseiro em uma loja.

Você pode testar o travesseiro em uma loja física depois buscar pelo modelo online. (Fonte: lightpoet / 123RF)

Critérios de compra: Fatores para comprar os diferentes modelos de travesseiro

Nesta sessão final listaremos as características que você pode avaliar na hora de comprar para reconhecer o melhor travesseiro para atender as suas necessidades e expectativas. São elas:

  • Modelos
  • Material
  • Altura
  • Higienização

Abaixo, você poderá entender em detalhes a importância de considerar cada um desses pontos.

Modelos

O modelo básico de travesseiro é o retangular, para fronhas de 50 x 70 centímetros. No entanto, existem variantes que você pode considerar para a escolha do produto ideal para suas necessidades e de sua família. Confira:

  • Travesseiro Infantil: Em tamanho e formato diferenciados para a anatomia ainda em desenvolvimento dos bebês e crianças. Dê preferência aos modelos antialérgicos e antissufocantes, que vem com pequenos furos para facilitar a respiração caso a criança vire de bruços.
  • Travesseiro de corpo: Versão alongada do travesseiro comum, esse modelo mede 50 x 1,35. É indicado para quem dorme de lado. Deve ser posicionado entre as pernas e braços, quase que em um abraço. A posição dá sustentação aos joelhos e cotovelos para que a coluna fique bem alinhada.
  • Ortopédicos: Com bordas mais altas e o centro côncavo, forma esse modelo tem formato parecido com um S para melhor acomodação da cabeça. É indicado para quem tem problemas de coluna ou tendência a torcicolo. Também pode ser utilizado por quem queira melhorar a postura durante o sono.
  • Para grávidas: O minhocão é uma variação do travesseiro de corpo específica para gestantes. Em formato de ferradura, ele envolve todo o tronco. Dá sustentação a cabeça e passa por entre pernas, acomodando a barriga. Também pode ser usado como suporte para amamentação e para bebes que estão aprendendo a sentar.
  • Rampa ou antirrefluxo: Indicado para quem sofre com refluxo gástrico, tem formato de rampa ou triângulo, que sustenta a coluna enquanto permite a elevação da cabeça em relação ao corpo. A posição ameniza e previne os sintomas da doença. Pode sem encontrado nas versões adulto e infantil, com alturas variáveis de acordo com a severidade do refluxo.

Material

O material do travesseiro interfere diretamente no nível de conforto proporcionado durante a noite, além de determinar a durabilidade e qualidade do produto.

Com o avanço da tecnologia, hoje existem travesseiros em materiais para praticamente todos os tipos de preferencias ou necessidades.

Foto mostra moça sobre a cama com travesseiro cobrindo o rosto.

Escolha do material e cuidados adequados podem aumentar vida útil da peça. (Fonte: WokandaPix / Pixabay)

Confira as principais indicações para os tipos de materiais mais populares da atualidade:

O travesseiro de espuma de látex é o mais indicado para problemas respiratórios e alergias. O material é esterilizado na fábrica, e costuma vir com micro-furos que permitem a ventilação, diminuindo a concentração de umidade e microorganismos. Além disso, pode ser lavado em máquina comum.

Já o de espuma de viscoelástico é conhecido como o travesseiro da Nasa, é ideal para quem tem sono agitado e propensão a dores musculares. Isso porque, apesar do material se moldar facilmente à cabeça e ao pescoço, ele é firme e pesado, proporcionando boa sustentação e melhorando a circulação.

Os modelos de pena de ganso são extremamente macios e aconchegantes,
por anos foi considerado o melhor tipo de travesseiro do mundo. No entanto,
não é indicado para quem tem sono agitado ou dorme de lado. Isso porque o
material apesar de ser muito confortável, não oferece firmeza e sustentação,
podendo afundar além da conta durante o sono e deixar a coluna desalinhada.

Imagem mostra mãe e filha fazendo guerra de travesseiro.

Embora sejam macios, os travesseiros de pena não são os mais saudáveis. (Fonte: choreograph / 123RF)

O travesseiro de espuma de poliuretano, também chamado de espuma compacta, esse material é bem firme, indicado para quem dorme de lado e não muda muito de posição durante o sono. Por sem mais durinho pode ser considerado desconfortável por algumas pessoas.

Tem ainda o de fibra siliconada, ou microfibra, é flexível e leve, se adaptando bem a quem dorme de barriga para cima ou para baixo. No entanto, pode não ser boa opção para regiões ou períodos quentes, pois o material é sintético e tende a esquentar bastante.

Se você prefere o travesseiro de molas, saiba que geralmente esse é o material dos travesseiros ortopédicos. Ideal para quem tem problemas na coluna, precisa manter ou quer melhorar a postura. É firme, mas mais macio e confortável que as outras opções de composição mais durinha. Também é bom para quem dorme de lado.

E por fim os modelos de flocos de espuma, com enchimento de espuma convencional recortada, é leve e macio. No entanto, não é o mais adequado para dormir, pois os flocos de espuma tendem a se acumular nas laterais, prejudicando o apoio da cabeça e o alinhamento da coluna. É ideal para fins decorativos, proporcionando aquele efeito fofo e volumoso na fronha.

Altura

A altura ideal do travesseiro, via de regra, é aquela que preenche exatamente a largura do ombro, ou seja, o espaço entre a superfície do colchão e a cabeça da pessoa.

Deve-se considerar a altura final do travesseiro: aquela em que ele ficará com o peso da cabeça aplicado sobre ele.

Por isso, a altura correta varia de pessoa para pessoa, pois também depende do gosto e da anatomia de cada um. Pessoas altas ou de ombros largos precisarão de travesseiros mais altos para garantir a sustentação da cabeça no ângulo correto em relação à coluna.

Já crianças, pessoas de baixa estatura e perfil mignon se adaptarão melhor aos modelos médios a baixos. Como já mencionamos, a posição do sono de cada um também pode ser fator determinante para escolha da altura do travesseiro.

Para quem dorme de bruços ou com a barriga para cima, o ideal são modelos baixos. Para os que dormem de lado, a escolha deve ser entre os médios ou altos. Quer tirar a prova da altura certa? Isso pode ser feito sem que você precise se deitar no meio da loja.

Encoste o travesseiro a ser testado em uma parede. De pé encoste-se à mesma parede, colocando a cabeça sobre o travesseiro. Simule a sua posição preferida durante o sono. Se o pescoço ficar alinhado à coluna é porque a altura do travesseiro está correta.

Foto de um pequeno urso de pelúcia perto de um travesseiro sobre a cama.

A altura ideal do travesseiro deve ser analisada com cuidado. (Fonte: congerdesign / Pixabay)

Higienização

A higienização do travesseiro é um fator importantíssimo. Por estar em contato direto e prolongado com o rosto do usuário, um travesseiro mal higienizado pode ser causador de alergias, irritações e problemas respiratórios.

Dê preferência aos modelos laváveis, pois ideal é que o produto seja higienizado a cada 6 meses para evitar a concentração de ácaros e bactérias. Caso o produto não seja lavável, verifique se ele acompanha capa protetora impermeável.

Também é possível comprar a capa separadamente, que é indicada até para modelos laváveis, uma vez que lavar somente a capa é bem mais prático que lavar todo o produto. Ela será eficaz para manter retida a maior parte da sujeira, sem que ela entre em contato com o travesseiro.

A maioria dos modelos, conforme orientação dos fabricantes, não deve ser exposta ao sol, pois o calor poder aumentar ainda mais a proliferação de micro-organismos no interior do produto.

Por isso, não lave seu travesseiro caso você tenha dificuldades para secá-lo por completo à sombra. Uma secagem malfeita pode ser mais prejudicial à saúde que a própria sujeira.

Se possível, apele para lavanderias profissionais, que contam com os equipamentos necessários para lavagem e secagem adequadas.

Evite deixar seu travesseiro de dormir dentro de armários ou embaixo das cobertas após o uso. Se possível deixe-os arejando sob a luz indireta em local ventilado diariamente, para dissipar possíveis umidades.

(Fonte da imagem destacada: KakaduArt / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

Paula Diniz Jornalista
Paula Diniz
Brasiliense, é redatora, social media e inventora de moda nas horas vagas. Apaixonada por projetos DIY de moda e artesanato, é leitora voraz, fã de séries, atividades ao ar livre e jogos de tabuleiro. Expert em compras online, não fica de fora dos lançamentos e tendências de decoração, cuidados estéticos e com a casa.