Bem-vindo ao ReviewBox Brasil! O assunto de hoje é triturador de papel. Qual o tipo ideal para você? Quais as melhores opções disponíveis no mercado brasileiro? Vamos apresentar diversos fatores para ajudar na sua escolha!

Esse objeto pode ser utilizado no escritório ou na sua casa e por isso tem grandes variações em capacidade e eficiência. Grandes demandas pedirão trituradores mais potentes, enquanto modelos mais compactos podem ser usados quando a necessidade é pequena.

Se você precisa eliminar documentos diariamente sem deixar nenhum rastro deles ou se você quer apenas reduzir o tamanho do seu lixo caseiro, é hora de adquirir um triturador de papel. A seguir, encontrará tudo que você precisa saber para escolher o modelo perfeito.

Primeiro, o mais importante

  • Triturar papéis é importante por questões de segurança em casa ou no ambiente corporativo. Também facilita na diminuição do volume de lixo.
  • Há modelos que são destinados ao uso doméstico e outros mais indicados para escritórios. Tamanho e peso terão grande variação de acordo com a necessidade, bem como o preço.
  • Além de papel, muitos modelos também trituram vários outros objetos e materiais de escritório. Cartões de crédito, crachás, Cds e DVDs são alguns exemplos bastante recorrentes.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 3 melhores modelos de triturador de papel

Seja qual for a sua demanda, há um triturador de papel que atenda suas necessidades. E para facilitar sua busca, reunimos os 3 melhores modelos nesse ranking. Dessa forma, você pode escolher aquele que cabe no seu bolso. Confira:

1º – Triturador de Papel Multilaser OF004

Encontre esse produto em Amazon.com.br

Se a sua demanda é menor, mas ainda inclui outros tipos de objetos, uma ótima pedida é esse modelo da Multilaser. Ele também consegue triturar CDs, DVDs e vários tipos de cartões, mas a capacidade máxima é de 7 folhas por vez.

A descrição do produto cita que as folhas passam a ter 6mm após passarem pelo triturador e que são “impossíveis de serem juntadas”. Esse é um modelo portátil, que pode ser facilmente levado de um lado para outro dentro da empresa ou até mesmo da sua casa.

Também existe uma gaveta para abri-lo, facilitando o manuseio e a limpeza do produto.

Review em Vídeo

2º – Triturador de Papel Aurora AS600

Encontre esse produto em Amazon.com.br

Modelo caseiro, que não inclui cesto, mas tem dimensões muito pequenas e que permitem o fácil transporte e armazenamento. A capacidade máxima é de 6 folhas ou um cartão de crédito por vez e, fazendo a conta com a velocidade, de 214 folhas por hora.

O peso de 1,5 kg é uma vantagem, mas a ausência de cesto obriga que a atividade seja feita sempre acima de um lixo. É um triturador de papel que faz seu serviço com eficiência, mas serve para demandas menores que os outros citados.

Também são destaques as proteções contra superaquecimento e contra acidentes com animais e crianças.

3º – Triturador de Papel Procalc ES 15

Encontre esse produto em Amazon.com.br

Ideal para um escritório com larga demanda, o triturador de Papel Procalc ES 15 é bastante pesada: 13,9 kg, o que faz dela difícil de mover. Tem capacidade para 15 folhas por vez e também é capaz de triturar Cds, DVDs e cartões.

As dimensões do papel após passarem pelo triturador passam a ser de 3,9 x 38 mm, o que significa que qualquer remontagem é impossível. A velocidade é de 2,7 metros por minuto e as normas de segurança mais altas são respeitadas.

É possível abrir o cesto com facilidade para fazer a limpeza. O tempo de descanso requerido é de 20 minutos a cada 10 de uso.

Review em Vídeo

Guia de Compra

O triturador de papel é um equipamento muito útil nos escritórios, diríamos que até indispensável para uma empresa. Picotar os papeis para descartar diminui o volume do lixo e é uma forma mais segura que jogar fora papeis que já foram importantes, com dados pessoais e bancários.

Continue lendo para aprender mais sobre a fragmentadora de papel e, assim, você saberá escolher a que melhor atende suas necessidades!

Homem de terno e gravata usando triturador de papel.

O triturador de papel é uma forma segura de descartar documentos que contenham dados importantes. (Fonte: loganban / 123RF)

O que é um triturador de papel e quais suas vantagens?

Um triturador de papel, também chamado de fragmentadora de papel, transforma folhas de papel inteiras em pequenas tiras. Torna assim o conteúdo delas irreconhecível e facilita o descarte.

No ambiente corporativo, normalmente serve para eliminar documentos confidenciais, impedir a possibilidade de roubo de identidade e, de forma geral, aumentar a segurança das informações de um negócio.

Para o uso caseiro, diminui o tamanho das folhas para que o lixo ocupe um volume menor.

Além disso, em qualquer uma das duas opções, documentos ou papéis que contenham informações de pessoas, como endereços, números de documentos ou dados bancários, precisam ser destruídos antes de ir ao lixo. Questão básica de segurança!

A maior parte dos modelos também oferece a opção de triturar Cds, DVDs, cartões, disquetes e crachás. Alguns outros conseguem lidar com materiais mais pesados, como papelão.

Mas o produto também apresenta algumas desvantagens. O ruído pode ser destacado como algo negativo. Confira na tabela abaixo:

Benefícios
  • Segurança no descarte de documentos
  • Compactação de papéis que vão ao lixo
  • Facilidade de uso
  • Versatilidade de materiais aceitos
Desvantagens
  • Alto nível de ruido produzido
  • Pouca variedade de design
  • Dificuldade com materiais mais pesados
  • Muita disparidade entre modelos

Triturador de papel caseiro ou de escritório?

A primeira questão ao levar em conta para comprar um triturador é se o uso será corporativo ou caseiro. Modelos destinados para o primeiro caso costumam ter uma capacidade de folhas por vez maior, além de conseguirem uma velocidade mais satisfatória e oferecerem mais opções de segurança.

Também há questões de limitação de espaço e necessidade de transporte. Os modelos costumam variar bastante em tamanho e peso. Se você pretende deixar o triturador em uma sala no escritório sem locomoção, um modelo pesado não será problema.

Dependendo da confidencialidade do que você precisa triturar, o ideal é que o tamanho das folhas após passarem pela máquina seja menor. Também veja se você terá necessidade de fragmentar outros objetos que não sejam papel. O modelo escolhido oferece essa opção?

Há algumas outras questões a se analisar. Citamos como exemplos a necessidade de tempo de descanso, o consumo de energia elétrica, a presença ou não de cesto e, no segundo caso, a facilidade de abertura do mesmo.

Triturador de papel caseiro Triturador de papel para escritório
Capacidade Em média 7 papéis por vez Em média 15 papéis por vez
Cesto Alguns não vêm com cesto Todos vêm com cesto
Peso Cerca de 2 kg Cerca de 10 kg
Outras características Mais comodidade, menos eficiência Mais eficiência, menos comodidade

Quanto custa?

Há uma grande variação de preços para trituradores de papel. Isso acontece por causa das diferenças de capacidade, velocidade, materiais suportados e facilidade de uso.

Encontramos modelos que variam da faixa de R$ 70 (que funciona de forma manual, com manivela), até a de R$ 7.500 (para uso corporativo com enorme capacidade e muitas funções).

Porém, a maioria dos modelos caseiros custa por volta de R$ 200. Os modelos corporativos, por sua vez, costumam ser encontrados na faixa de R$ 1.000.

Imagem mostra muitos pedaços de papel triturado em diversas cores.

O triturador de papel deixa os papeis em pequenos pedaços. (Fonte: AlexanderStein / Pixabay)

Onde comprar?

A maior parte das lojas de e-commerce no Brasil possui trituradores de papel em seu estoque. Nossas principais recomendações são a Amazon brasileira e o Mercado Livre, com grande leque de opções. Submarino, Americanas, Extra e outras empresas famosas são boas pedidas.

Se você prefere efetuar a compra em uma loja física, papelarias e lojas de departamento de grande porte são boas opções. A Kalunga, por exemplo, costuma ter boa variedade.

Sites de fabricantes também são boas escolhas, bem como lojas físicas daqueles que oferecem essa opção.

Critérios de compra: Principais características para avaliar um triturador de papel

Há uma série de questões para se levar em conta na hora de avaliar um triturador de papel. Além do uso ser caseiro ou corporativo, como já citamos, também existem outros fatores muito importantes.

Abaixo, uma lista das principais especificações que você precisa ficar de olho:

  • Capacidade de folhas
  • Velocidade de fragmentação
  • Nível de segurança
  • Ruído produzido
  • Dimensões e peso
  • Recursos extras oferecidos

Para que você possa se preparar bem antes da compra, vamos explicar um pouco cada um dos itens:

Capacidade de folhas

Os trituradores de papel têm variadas capacidades de quantas folhas é possível triturar de uma vez. Dependendo da quantidade de material que você precisa descartar, será necessário um modelo com mais ou menos eficiência nesse quesito.

Nos modelos de maior qualidade e popularidade, esse número costuma variar entre sete e quinze. Pode parecer que não é muito, mas na verdade, é mais do que o dobro. Se você tem um largo volume de papel para triturar, isso significa muito tempo economizado.

Imagem mostra grande quantidade de papel triturado.

A capacidade de um triturador é um aspecto importante. (Fonte: Monsterkoi / Pixabay)

Velocidade de trituração

Combinada com a capacidade de folhas, a velocidade de trituração é o que vai definir a eficiência de um triturador. A maior parte dos modelos mais comuns no mercado consegue fragmentar entre 2 e 3 metros por minuto.

Mais uma vez, essa é uma questão importante caso você precise lidar com grandes quantidades de material. Um uso caseiro não requer muita velocidade, mas quando isso faz parte do dia a dia no trabalho, quanto mais eficiência na trituração, melhor.

Nível de segurança

Esse é um campo importantíssimo para quem lida com documentos confidenciais e eliminação de arquivos que não podem ser remontados.

Um triturador de papel costuma ter níveis de segurança que são pré-definidos: são quatro níveis, denominados pelos números de 2 a 5. 2 é o menor, e não é muito recomendado para a função de confidencialidade, e 5 é o maior.

O que define esse número é o tamanho que o papel sai do triturador: quanto menor, mais seguro, já que a possibilidade de reconstrução se torna inexistente. Tiras mais grossas são mais fáceis do que serem coladas do que aquelas que se assemelham com pequenas partículas.

Ruído produzido

Como são máquinas que trabalham com grandes volumes e em altas velocidades, trituradores de papel podem ser muito barulhentos. Por isso, dependendo do ambiente no qual serão colocados, é preciso prestar atenção nesse fator na hora da compra.

Os produtos costumam ter em suas descrições a especificação em decibéis da quantidade de ruído produzido. Se esse for um quesito que importa dentro das suas necessidades, não se esqueça de prestar atenção!

Dimensões e peso

Há trituradores portáteis, que podem ser levados de um lugar para outro sem qualquer problema – costumam pesar entre 1 e 2 kg – e há aqueles que dificilmente serão movidos, precisando sempre ocupar um determinado lugar em uma sala – ficam entre 10 e 15 kg.

Observar as dimensões também é importante: você usará um modelo na sua casa, sem um canto específico para ele, e precisará deixá-lo em uma gaveta, ou terá um amplo espaço em uma sala de seu escritório?

Nossa recomendação é que você pense no espaço que tem à disposição antes de fazer a sua escolha.

Recursos extras oferecidos

Há alguns outros recursos que são oferecidos por determinados modelos e que podem ser interessantes: lubrificação automática, desligamento automático, sensor de segurança para crianças e animais e até padrões diferenciados de corte.

Além disso, como já citamos, há vários outros materiais que podem ser suportados pelas fragmentadoras. Se você precisa triturar papelão, por exemplo, será necessário um modelo especial para isso.

(Fonte da imagem destacada: stux / Pixabay)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
20 Voto(s), Média: 4,50 de 5
Loading...
REVIEWBOX

Postado por REVIEWBOX