Imagem de ventilador preto de torre com repelente

Sofrer com o calor do verão já é algo terrível, ainda mais quando há insetos por perto. Para resolver o seu problema, hoje o ReviewBox Brasil vai apresentar uma análise completa sobre o ventilador com repelente.

Com os perigos oriundos da dengue e outras doenças transmitidas pelos mosquitos, esse é um item essencial para proteger sua família. Veja mais detalhes e benefícios do produto ao longo de nosso artigo.




Primeiro, o mais importante

  • Cada ventilador funciona com seu próprio tipo de repelente, que pode ser líquido ou em pastilha.
  • Como se trata de uma combinação de dois produtos, é importante ficar de olho tanto nas especificações do ventilador, como a potência, assim como na eficácia do repelente.
  • O ventilador ajuda a propagar o repelente com mais eficiência, mas em ambientes muitos amplos ou para proteger vários cômodos, é recomendado movê-lo ao longo dia para ter a casa toda protegida.

Você também pode gostar:

Os melhores ventiladores com repelente: Nossas recomendações para sua casa

Basta chover e sair um solzinho para que os mosquitos se proliferem, trazendo uma série de doenças perigosíssimas para dentro de nossas casas. Para combater o calor enquanto se mantem protegido, veja esses modelos que separamos para você.

Uma ótima opção para ambientes pequenos

O Silence Force é uma dos ventiladores mais potentes do mercado, com a exclusiva tecnologia Power Zone, com uma área bem maior de concentração de vento. E o melhor, ele funciona com a maioria dos repelentes líquido do mercado, com duração aproximada de 70 noites de duração. Esses modelo conta com seis pás e três velocidades, perfeito para colocar sobre uma mesa ou bancada.

A melhor opção para o escritório ou área de estudo

Prático e compacto, esse poderoso ventilador de mesa é super silencioso, mesmo com oito pás, oferecendo até 20% a mais de vento do que seus concorrentes. Ele funciona com repelente líquido que protege contra os mosquitos transmissores da dengue e do zika vírus.

A recomendação da redação para proteger seu quarto

Esse belo ventilador de coluna de 40 cm da Arno conta com seis pás e potências distintas, com a opção de turbo silencioso, ecofresh ou ainda mais silencioso, perfeito para que você possa dormir sem ser incomodado. Ele funciona com repelente líquido e é compatível com as principais marcas do mercado.

Guia de compra

Andando pelos corredores dos supermercados é possível encontrar uma grande variedade de repelentes contra os mosquitos. Porém, a grande maioria costuma ficar fixo em uma tomada da sua casa, protegendo áreas limitadas.

Mas combinando essa tecnologia a um ventilador, é possível espalhar o repelente de forma muito eficaz, aumentando a proteção do ambiente. Contudo, para escolher o modelo certo, é bom ficar de olho em nosso guia de compra.

Imagem de dois programadores trabalhando com um ventilador de coluna ao fundo

Não há nada pior do que tentar trabalhar no calor e com insetos rondando. (Fonte: Alvaro Reyes/ Unsplash.com)

Como funciona a tecnologia do ventilador com repelente?

Você certamente já conhece como funciona um ventilador, mas e quanto ao repelente? Eles funcionam com um produto químico conhecido como piretroide, que entra pelo sistema respiratório dos insetos e atinge seu sistema nervoso.

Embora ele funcione com uma grande variedade de insetos, eles são mais eficazes contra os mosquitos. Uma vez intoxicados, os insetos passam por quatro estágios: Excitação, convulsão, paralisia e então a morte.

Hoje é possível encontrar ventiladores compatíveis com repelentes líquidos, de pastilha e até alguns modelos que emitem ondas sonoras para espantar os mosquitos.

foco

Você sabia que com o tempo os insetos se tornam mais resistentes ao repelente? Por isso é importante diversificar as fórmulas para obter melhores resultados.

Quais as vantagens e desvantagens do ventilador com repelente?

A principal vantagem é que os ventiladores ajudam a espalhar melhor o repelente pelo ambiente e eles estão disponíveis em vários modelos, tamanhos, potências e estilos.

A maioria dos ventiladores são compatíveis com vários tipos e marcas de repelentes e deixam o ambiente não só mais agradável, mas protegido contra os mosquitos e pequenos insetos.

No entanto, algumas pessoas podem ser alérgicas ao repelente, por isso é importante estar atento a formulação do produto. Além disso, é preciso realizar a trocar regularmente para manter sua casa sempre protegida.

Vantagens
  • Espalham melhor o repelente
  • Estão disponíveis em vários modelos
  • Compatíveis com vários repelentes do mercado
  • Deixam o ambiente mais agradável e protegido
Desvantagens
  • Algumas pessoas podem ser alérgicas ao repelente
  • É preciso realizar a troca do repelente regularmente

Quais os diferentes tipos de ventilador com repelente?

Os repelentes foram adaptados a três categorias de ventiladores. O mais tradicional e o mais barato é o de mesa. Ele é ideal para ambientes pequenos e são mais fáceis de mover pela casa, caso seja necessário.

Os ventiladores de coluna são perfeitos para quartos, salas e escritórios, já que eles costumam ser mais potentes e contam com mais opções de regulagem, tanto de altura quanto de inclinação. Eles podem ser encontrados em uma faixa de preço intermediária.

Por fim, temos os ventiladores de teto, ótimos para ambientes mais amplos. Apesar de custarem um pouco mais caro, eles oferecem maior área de cobertura. Mas, como seria complicado trocar o repelente, muitos optam por sistemas eletrônicos.

Ventilador de mesa Ventilador de coluna Ventilador de teto
Indicação de uso Para ambientes pequenos Perfeito para salas, quartos e escritórios Ótimo para ambientes mais amplos
Benefícios São fáceis de mover pela casa Várias opções de regulagem de altura e inclinação Oferecem maior área de cobertura
Preço São os mais baratos do mercado Estão em uma faixa de preço intermediário Custam um pouco mais caro

Existem contraindicações em utilizar o ventilador com repelente?

Infelizmente, sim. Mas isso depende muito de pessoa para pessoa.

Algumas pessoas podem ser alérgicas a determinadas fórmulas de repelentes.

Algumas pessoas podem ser alérgicas a determinadas fórmulas de repelentes mais comumente encontrados nos supermercados.

Por isso é importante conhecer seu quadro alérgico e estar sempre atento a fórmula do produto. Caso você perceba qualquer irritação ou sinal de alergia, interrompa a utilização e procure um médico.

E, no geral, esses ventiladores não são indicados para pessoas que sofrem com doenças respiratórias. Na dúvida, verifique sempre o método de utilização e as recomendações do fabricante para evitar problemas. Veja aqui algumas opções mais tradicionais de ventiladores.

Critérios de compra: Considerações ao comprar um ventilador com repelente

Combinar os repelentes com o poder de cobertura dos ventiladores é genial. Por isso, é cada ver mais comum encontrar marcas investindo nessa tecnologia na luta contra os insetos.

Mas antes de escolher o modelo ideal para proteger você, sua família e até mesmo seu local de trabalho, é importante estar atento a alguns critérios para fazer a melhor escolha. Confira os tópicos abaixo.

Tipo de repelente

A primeira coisa que você deve observar antes de realizar a compra é o tipo de repelente compatível com seu ventilador. Atualmente, existem três tipos:

  • Repelente líquido: São os modelos mais comuns e sua fórmula concentrada costuma durar por mais tempo.
  • Repelente de pastilha: As pastilhas são encharcadas com o repelente líquido. Elas são mais fáceis de trocar, mas duram menos tempo.
  • Repelente eletrônico: Esses ventiladores possuem um sistema que emite sons em uma frequência específica para afastar os insetos. Apesar de parecer mais atrativo dos que utilizam produtos químicos, não existem estudos conclusivos de que eles realmente funcionam.

Número de velocidades

O número de velocidades serve para controlar a intensidade do vento gerado pelo ventilador. A maioria dos modelos costuma três velocidades, que podem ser acionadas através do display no corpo do produto ou através de um controle remoto.

A intensidade do vento de cada velocidade também é determinado pela potência do ventilador e a quantidade de pás, como veremos no próximo tópico.

Imagem de ventilador preto com repelente em funcionamento

Apesar do repelente, o ventilador também deve ser eficaz para combater o calor dos dias mais quentes. (Fonte: boldogsag/ Pixabay.com)

Número de pás

As pás, também conhecidas como hélices, são as responsáveis pelas diferentes intensidades de vento geradas pelo ventilador. Elas costumam variar de três a oito pás nos principais modelos.

Os ventiladores de mesa costumam ter menos pás, de três a quatro, enquanto os de coluna chegam a ter até oito, gerando ventos bem mais intenso e ajudando a espalhar ainda melhor o repelente pelo ambiente.

No entanto, é importante ficar atento. Quanto maior a quantidade de pás, maior a potência e o barulho gerado pelo ventilador. Então, antes de escolher um desses modelos, verifique se ela conta com tecnologias que os tornem mais silenciosos.

Imagem de dois programadores trabalhando com um ventilador de coluna ao fundo

Os ventiladores com repelente são ideais para ambientes com plantas. (Fonte: vitieubao/ Pixabay.com)

Regulagens

Por último, cada modelo de ventilador conta com suas próprias regulagens, principalmente nos modelos de mesa ou de coluna.

Nos modelos de mesa, a principal regulagem é a de inclinação e a trava responsável para que o direcionamento do vento fique em uma área fixa. Já nos modelos de coluna, também é possível regular a altura do pedestal.

Independente de qual seja sua escolha, confira se é fácil controlar a regulagem, caso contrário o ventilador pode acabar se danificando com o tempo ou até mesmo causar mais barulho do que o normal.

(Fonte da imagem destacada: StockSnap/ Pixabay.com)

Por que você pode confiar em mim?

Redatora e psicóloga, é uma entusiasta de gadgets, jogos e utilidades. Adora escrever e experimentar inovações que podem tornar a vida mais prática.