Muito bem-vindo ao ReviewBox Brasil. O assunto de hoje é ventilador de parede, o eletroportátil que vai refrescar a sua casa no verão. Com o aumento das temperaturas, esse pode ser um grande aliado para circulação de ar nos ambientes.

Esse tipo de ventilador, que é uma mistura entre os modelos de mesa e de teto, é ideal para refrescar espaços pequenos, médios ou grandes, isso porque sua potência em circular ar e eficiência no consumo de energia elétrica é bem similar aos ventiladores convencionais.

Se você está pensando em comprar um ventilador de parede, para aproveitar a chegada da estação mais quente do ano, veio ao lugar certo. Preparamos um Guia de Compras com tudo o que você precisa saber sobre esse modelo de ventilador: quais são as vantagens e desvantagens desse aparelho, o que o diferencia de outros modelos, quanto custa e onde comprá-lo.

Primeiro, o mais importante

  • O ventilador de parede tem potência similar ao ventilador de mesa e é um pouco menos eficiente do que o ventilador de teto. Seu design une as características desses outros dois modelos em um aparelho versátil e eficiente.
  • Seja para utilizar em casa ou em ambientes comerciais, o ventilador de parede é uma alternativa interessante para promover a circulação de ar e climatizar ambientes. É ideal para espaços pequenos, médios ou grandes como Igrejas, escolas, hotéis, restaurantes, lojas, entre outros.
  • É cada vez mais comum trocar aparelhos de ar condicionado por ventiladores de parede, por uma série de motivos, o principal é o preço, tanto do aparelho, quanto do custo de instalação. Além disso, o consumo de energia tem uma diferença absurda e a qualidade do ar se mantém boa com o uso do ventilador, mas com o ar condicionado ele se torna seco.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 6 melhores modelos de ventilador de parede

A cada verão as temperaturas surpreendem e o que não faltam são recursos para te ajudar a refrescar. O ventilador de parede é uma solução econômica. Confira no ranking abaixo os melhores modelos do mercado:

1º – Ventilador de parede Turbo – Ventisol

O Ventilador de parede Turbo Steel Premium, da Ventisol, oscila automaticamente na posição horizontal para ventilar todo o ambiente. Tem controle de velocidade, ajuste de altura manual, chave ccv e bivolt seletivo.

Esse produto é leve, pesa menos de 3kg, tem 40 centímetros de largura e 50 centímetros de altura. O aparelho tem pintura eletrostática, uma película de polímero colorido que serve para revestir superfícies metálicas e garantir flexibilidade ao produto.

2º – Ventilador de parede -Turbão

O ventilador de parede da Turbão tem oscilação para direita e esquerda e pode ser inclinado para frente ou para trás, garantindo o máximo de ventilação de ar por todo o ambiente. Tem 190 watts de potência e é bivolt.

A hélice é composta por 3 pás de ventilação feitas em polipropileno, um polímero muito resistente. Pesa 4kg e tem 60 centímetros, o que o torna ideal para ambientes maiores que exigem uma ampla ventilação como restaurantes, escritórios, indústrias, lojas, entre outros.

3º – Ventilador de parede Mega Turbo – Britânia

Encontre esse produto em Amazon.com.br

O ventilador de parede Mega Turbo 50, da Britânia, é um produto de alto desempenho, conta com hélice de 6 pás, sistema oscilante e 3 opções de velocidade, que garantem uma ampla distribuição de ar pelo ambiente, tudo isso com baixo consumo de energia elétrica e sem emitir muito ruído.

Esse aparelho é maior, tem 71 centímetros, mas é bem leve, pesa menos de 4kg. A grade plástica é removível para auxiliar na limpeza, e o fabricante garante todas as normas de segurança.

4º – Ventilador de parede Tufão – LorenSid

Encontre esse produto em Amazon.com.br

O ventilador de parede Tufão da LorenSid tem 60 centímetros, hélice com 3 pás, 1480 RPM (rotação por minuto), controle rotativo de velocidade, pode ser inclinado e reclinado.

A grade é de polipropileno injetado, um material plástico resistente, e ela pode ser removida para limpeza e manutenção. Tem um ano de garantia contra defeitos de fabricação.

5º – Oscilante de parede Super – Venti-delta

O ventilador de parede da linha Super Delta tem alto poder de ventilação e climatização do ambiente, conta com oscilante que leva o vento para a esquerda e direita para atingir todo o espaço. Emite pouco ruído.

A grade desse ventilador tem 160 fios de aço, ele mede 65 centímetros, possui protetor térmico, o motor tem 2 rolamentos e 230 watts de potência. O design desse produto é moderno e é muito fácil manuseá-lo.

6º- Ventilador de parede Turbo Pro- 55 – Mondial

O ventilador de parede Pro-55 da Mondial tem hélice com 5 pás, motor com duplo rolamento e alta potência, velocidade e inclinação regulável, oscilação horizontal, protetor térmico, baixa emissão de ruídos e pouco consumo de energia elétrica.

O ventilador tem 55 centímetros, design moderno, forte e resistente que garantem durabilidade ao produto. Esse ventilador é ideal para quem procura um produto com muita eficiência, mas com preço acessível.

Guia de Compra

O ventilador de parede é um dos modelos mais potentes da categoria. Ideal tanto para residências quanto para estabelecimentos comerciais. Se você procura por um ventilador desse modelo, siga lendo e aprenda todos os detalhes desse produto.

Ao fim desse Guia, você saberá comprar um ventilador de parede como um especialista.

Cabelo de garota voando, garota está sorrindo.

O ventilador de parede é um dos mais potentes da categoria. (Fonte: rido / 123RF)

O que é um ventilador de parede e onde utilizá-lo?

Os ventiladores de parede têm em média de 40 a 70 centímetros de altura, de 3 a 6 pás de rotação e de 2 a 4 níveis de velocidade, ou seja, o número de pás presentes na hélice e o nível de velocidade definem a intensidade de circulação de ar.

A potência em watts só é um indicador de consumo elétrico, não da capacidade de ventilação.

O ventilador de parede é um híbrido dos modelos de teto e mesa, é ideal para ambientes pequenos e médios, mas também é eficiente em ambientes maiores, como Igrejas, comércios, restaurantes, fábricas, entre outros espaços, isso porque tem exclusiva função de oscilação que leva o vento da esquerda para a direita ininterruptamente.

Também é muito usável em ambientes apertados, como corredores e salas muito estreitas, já que nesses ambientes muitas vezes não é possível instalar outro tipo de ventilador.

E mesmo que você não escolha um modelo muito grande, saiba que ele vai dar conta de refrescar bastante o ambiente.

Imagem mostra um ventilador de teto desligado.

O ventilador de parede é uma mistura do ventilador de mesa com o de teto. (Fonte: Funeyes / Pixabay)

Quais suas vantagens e desvantagens?

Para começar, é interessante ressaltar que esse tipo de ventilador tem vantagens até mesmo em relação ao ar condicionado. O ventilador de parede é infinitamente mais barato do que um aparelho de ar condicionado, a instalação também é bem mais fácil.

Mas, a principal diferença, e o critério mais importante, é que o ar condicionado retira a umidade do ar e o torna seco e isso faz mal para a o sistema respiratório. O ventilador, por sua vez, deixa o ar circulando sem nenhuma alteração de umidade.

Mas, se você não consegue abrir mão da refrigeração do ar condicionado, saiba que você pode utilizar o ventilador de parede como um auxiliar para refrescar o ambiente e, de quebra, ainda economizar na conta de luz.

Em noites de calor, ligue o aparelho de ar condicionado, feche as janelas e portas e depois que o ambiente estiver geladinho, desligue o ar condicionado e deixe apenas o ventilador de parede ligado para espalhar o ar gelado.

Quando for comprar o seu ventilador de parede, a dica é comprar um modelo que venha com controle remoto, assim você não precisa ficar levantando da cama, sofá ou da sua mesa de trabalho para ligar, alterar velocidade ou desligar.

Alguns aparelhos vêm com botão manual para fazer essas tarefas, outros vêm com controle remoto e há um terceiro modelo que vem com painel similar a um interruptor.

Em dias abafados, o ar quente fica parado em cima, próximo ao teto. Em casos assim, abra todas as janelas e a porta e ligue o ventilador no modo exaustor -que gira a hélice no sentido contrário – por meia hora ou quarenta minutos.

Esse modo de usar faz com que o ar quente seja deslocado para fora do ambiente, deixando o ar mais fresco.

Outras vantagens do ventilador de parede é que eles ocupam pouco espaço e não obstruem o caminho, além disso, o fio da tomada fica no alto, o que o torna mais seguro do que outros modelos de ventiladores, principalmente se você tiver crianças ou animais em casa.

Vale ressaltar que o ventilador de parede também ajuda a combater os insetos, um dos maiores incômodos em estações do ano mais quentes.

Geralmente esses bichos entram na sua casa porque ela está aberta, iluminada e quente. O ventilador vai ajudar a manter a circulação de ar nos cômodos da sua casa e manter os insetos longe.

A desvantagem dos ventiladores de parede é que não da para locomover eles para outros espaços, então escolha um ambiente da casa que você costuma passar mais tempo, ou adquira mais de um aparelho para instalar em diferentes cômodos.

Confira abaixo uma tabela com as principais vantagens e desvantagens do ventilador de parede:

Benefícios
  • Pode ser instalado na parede ou pilastra de ambientes de pequeno, médio e grande porte
  • Mantém a umidade do ar e promove a circulação de vento
  • Baixo consumo de energia elétrica
  • Ocupa menos espaço e é mais seguro, não deixa fios aparentes
Desvantagens
  • Depois de instalado não dá para ficar trocando o ventilador de lugar
  • Apenas ventila, não altera a temperatura do ambiente
  • Perde a eficácia em ambientes maiores ou com grandes divisões

Portanto, se você quer ter um custo-benefício coerente, o ventilador de parede já é uma ótima opção, pois ventila o ambiente, mantém a umidade relativa do ar, consome pouca energia elétrica e custa pouco.

Há várias opções de modelos, marcas e preços disponíveis no mercado, então fique atento nas características de cada um para escolher um modelo que atenda às suas necessidades.

O que diferencia um ventilador do outro?

Há vários tipos de ventiladores além do ventilador de parede: de teto, circuladores de ar, de mesa e de pedestal. Em geral têm o funcionamento muito similar, mas algumas características os diferenciam.

  • Ventilador de teto: O modelo de ventilador de teto geralmente é acoplado à lâmpada, então possui dupla vantagem: iluminar e ventilar. É muito comum em salas de aula e quartos de hotéis e são fixos, por isso esqueça a possibilidade de trocá-lo para outro cômodo. A instalação deve ser feita por um profissional.
  • Ventilador portátil: Os portáteis, de mesa e coluna (pedestal), são bem similares, apenas têm a diferença de altura. São os modelos mais comuns, podem ser transportados para diferentes ambientes e são ideais para espaços domésticos. O propósito é trazer ventilação pontual e imediata, ventila até 12m².
  • Torre de ventilação: Um aparelho mais moderno e com funções diferentes, como purificação de ar e opção de programar a hora de ligar e desligar. Emite pouco ruído e pode ser colocado em qualquer cantinho da casa, pois é muito pequeno.
  • Circulador de ar: Esse modelo tem o fluxo de ar dividido, que circula o tempo todo pelo ambiente, eliminando a sensação de ambiente abafado. Esses aparelhos devem ser instalados perto de janelas, pois isso aumenta a sua eficiência.

Apesar da variedade de tipos e modelos de ventiladores, o de parede ainda é uma das melhores opções disponíveis, por causa de sua versatilidade, relação custo-benefício e funcionalidades, conforme explicamos no tópico anterior.

Imagem de grade e folhas de ventilador prateado.

Os ventiladores portáteis, de mesa ou coluna trazem ventilação pontual, com alcance máximo de 12m². (Fonte: Picdream / Pixabay)

Por isso preparamos uma tabela comparativa entre o ventilador de parede e o concorrente direto, o ventilador de teto:

Ventilador de parede Ventilador de teto
Alcance O alcance médio da ventilação é de até 50 m² O alcance médio da ventilação é de até 25 m²
Indicado para Ventilar o ambiente Climatizar o ambiente
Função Leva o vento para a direita e para a esquerda Ventila melhor o que está diretamente embaixo
Espaço Pode ser instalado em ambientes de pequeno, médio e grande porte Esse modelo não cabe em espaços muito estreitos como corredores

Quanto custa?

O preço de um ventilador de parede varia por diversos fatores, como tamanho, quantidade de pás na hélice, material de fabricação, se vem ou não com controle remoto, consumo de energia elétrica e opções de velocidade.

O modelo mais barato custa por volta de R$150 e há várias opções nessa faixa de preço. Há também modelos mais sofisticados e, consequentemente, mais caros, sendo que o valor máximo que chegam a custar é por volta de R$800.

Onde comprar?

Vários tipos de estabelecimentos comercializam ventiladores de parede. Há lojas próprias de climatização de ambientes, lojas de Casa e Construção como C&C e Leroy Merlin, lojas de móveis e eletrodomésticos, como Ponto Frio, Magazine Luiza e Casas Bahia e o supermercado Extra.

Quando você vai a uma loja física, o vendedor presta uma verdadeira consultoria, mas muitas vezes você acaba sendo induzido a comprar um modelo que nem sempre é a melhor opção para as suas necessidades.

Depois de ler este artigo você nem vai precisar da ajuda de um vendedor, isso porque em sites de compra online, como o da Amazon ou Mercado Livre, você tem acesso a uma lista com diversos modelos, de diferentes marcas e preços para comparar e ainda consegue ler avaliações reais de consumidores, como você!

Além das avaliações, você consegue ter acesso a informações técnicas, como tamanho, peso, especificações de consumo de energia, entre outras, e ver imagens que detalham como o produto realmente é. Tudo isso, no conforto da sua casa.

Critérios de compra: Fatores para comparar os modelos de ventilador de parede

Agora que você já sabe as diferenças entre os modelos, vamos focar em entender quais as características principais do ventilador de parede. Para que você saiba escolher o melhor modelo, avalie:

  • Desempenho
  • Barulho
  • Resistência
  • Segurança
  • Selo Procel
  • Controle de velocidade
  • Modo e local de instalação
  • Limpeza e manutenção

Desempenho

Para conseguir ventilar adequadamente um determinado cômodo da casa ou do escritório é necessário que o aparelho consiga fazer ventilar um volume de ar compatível com o tamanho do espaço.

Para escolher o modelo adequado ao ambiente, leve em consideração o tamanho dos ventiladores, que variam de 40 a 70 centímetros de altura. Verifique também a quantidade e o ângulo de inclinação das pás da hélice, quanto mais pás, mais vento, já que é a hélice que determina a quantidade de ar a ser movida.

Barulho

Se você estiver pensando em comprar um ventilador para instalar na parede do seu quarto ou escritório, é essencial levar em consideração o nível de barulho que esses aparelhos emitem.

Ventiladores barulhentos incomodam e podem te atrapalhar na hora de descansar ou se concentrar no ambiente de trabalho.

Alguns modelos têm botão que reduz o ruído do aparelho durante seu funcionamento, então veja se o aparelho que você quer comprar tem essa funcionalidade.

Neste vídeo é possível ter uma noção do ruído emitido pelos ventiladores de parede:

Resistência

O material de fabricação do ventilador é um fator essencial para a resistência do seu aparelho. As pás, principalmente, devem ser feitas de materiais de boa qualidade, como alguns tipos de plásticos mais duros, metais ou até madeira.

Se o lugar onde você mora for mais úmido, como regiões de praia ou montanha, dê preferência por ventiladores de plástico, pois eles não absorvem umidade e são tão bons quanto outros materiais como madeira e metal.

Um bom jeito de descobrir se o material do ventilador que você quer comprar é bom ou não, é ler as opiniões de outros consumidores. Alguns sites de compras, como o da Amazon disponibilizam comentários reais de consumidores, que descrevem a experiência que tiveram com aquele produto.

Segurança

Os ventiladores de parede são mais seguros do que outros modelos, isso porque, os fios do equipamento são suspensos na parede, alguns não ficam nem visíveis, isso evita que você possa tropeçar no fio da tomada.

Os cuidados com a segurança são ainda mais importantes se você tiver crianças e/ou animais de estimação em casa. Se esse for seu caso, considere esse modelo, que não oferece riscos.

Selo Procel

O selo Procel ou Energy Star indica a eficiência energética do seu aparelho de ventilador, o Procel serve para aparelhos nacionais e o Energy Star para aparelhos importados.

Prefira aparelhos com Selo Procel de categoria A, mesmo que por isso esse aparelho seja mais caro. Como nos dias de calor os ventiladores costumam ficar ligados o dia todo, o consumo de energia elétrica é um fator definidor na escolha do aparelho.

Os ventiladores das categorias C e D podem gastar de 2 a 4 vezes mais energia do que um ventilador classificado nas categorias A e B, e isso conta bastante na sua conta de luz, principalmente se você considerar um amplo período de tempo.

Controle de velocidade

Dê preferência para comprar modelos com diversas opções de controle de velocidade, que variam de 2 a 4 opções. Selecionando a velocidade, você está controlando a vazão de ar do aparelho que, como já mencionamos acima, deve ser compatível com o tamanho do espaço em que o aparelho está instalado.

Mas nem sempre a potência máxima é bem-vinda, uma vez que em ambientes menores ou em momentos de descanso, o barulho do ventilador ligado na potência máxima com certeza iria gerar incômodo. Se o ritmo de rotação for muito rápido, o vento vai se tornar um jato.

O mesmo vale para a situação oposta, um aparelho muito fraco com certeza não vai atender às necessidades de um grupo maior de pessoas, em um ambiente mais amplo ou em dia muito quente.

Modo e local de instalação

Assim como os modelos de teto, os ventiladores de parede precisam ser instalados por um profissional nesse tipo de instalação, pois o aparelho precisa ficar bem preso e firme, principalmente para evitar a queda, que poderia ocasionar um acidente ou na perda do aparelho.

Um profissional também vai saber qual lugar do cômodo é mais interessante para instalar o equipamento.

Locais com fluxo de ar como portas e janelas são os pontos mais interessantes para colocar seu ventilador, isso porque a corrente de ar torna mais fácil para o ventilador a distribuição de ar por todo o espaço.

Outro fator a ser observado é se a parede ou a coluna onde o ventilador será instalado fará com que o vento bata no lugar onde as pessoas estarão sentadas ou deitadas. O ventilador só será vantajoso se o ar atingir as pessoas.

Limpeza e manutenção

A função do ventilador é fazer com que o ar circule para refrescar o ambiente, logo é preciso prestar bastante atenção à limpeza desse aparelho, porque se ele estiver com as grades e/ou as hélices sujas, essa sujeira vai ser levada para todo ambiente, causando mal-estar e crises alérgicas.

A limpeza deve ser feita com um pano umedecido em água com um pouco de detergente neutro para limpar as peças plásticas como hélice e grades. Se o aparelho estiver muito empoeirado, você pode usar um aspirador de pó para facilitar a remoção da sujeira, principalmente do motor.

Ao final da limpeza você pode secar as peças ou deixar secarem naturalmente, mas nunca exponha ao sol ou use fontes de calor. Em relação à manutenção, ela deve ser feita a cada um ano e meio se o seu ventilador for de fabricação nacional, ou a cada 3 anos se o aparelho for importado.

A manutenção consiste em verificar se todos os parafusos estão bem presos e fazer o balanceamento da peça para ver como ela reage a tremores e trepidações. Quando o aparelho não recebe manutenção ele pode emitir ruídos por conta de peças desencaixadas.

(Fonte da imagem destacada: Alireza Kaviani / Pexels)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
38 Voto(s), Média: 4,00 de 5
Loading...
REVIEWBOX

Postado por REVIEWBOX