Imagem mostra um modelo clássico de ventilador de teto com iluminação acoplada.

Muito bem-vindo ao ReviewBox Brasil. Hoje vamos falar sobre ventilador de teto, um aparelho essencial para refrescar os ambientes da sua casa e do seu espaço de trabalho neste verão.

Os ventiladores de teto são uma ótima opção se você está querendo adquirir um aparelho fixo, que ocupe pouco espaço e que gaste menos energia elétrica, mas ao mesmo tempo seja bastante eficiente para climatizar os ambientes por causa de sua tripla função: ventilar, fazer o ar circular e iluminar.

Então se você está pensando em comprar um ventilador de teto, veio ao lugar certo! Neste artigo vamos contar tudo o que você precisa saber na hora de comprar esse modelo: quais são as vantagens e desvantagens, quais são os melhores modelos, quanto custam e onde comprar.

Primeiro, o mais importante

  • O ventilador de teto serve para refrescar, arejar e climatizar o ambiente, além de servir como fonte de luz, já que possui compartimento para lâmpada embutida ou externa. Apesar de ter mais de uma função, o consumo de energia é baixo.
  • A função exaustor é ótima tanto para resfriar o ambiente quanto para aquecê-lo nos dias frios, jogando ar frio para cima e o misturando com o ar quente.
  • Há diversos modelos de ventiladores de teto, feitos de plástico, metal, cobre, madeira, entre outros materiais. A quantidade de pás de ventilação também muda, alguns têm dois e outros chegam a ter seis. Os preços variam entre R$ 100 e R$ 1.800.

Você também pode gostar:

Ranking: Os 7 melhores modelos de ventilador de teto

O ventilador de teto é uma opção para refrescar os ambientes em dias quentes, levando o ar para todo o cômodo. Se você quer comprar um ventilador desse tipo, não pode perder o ranking que preparamos para você. Confira os melhores dessa categoria:

1º – Ventilador de Teto Ultimate – Arno

O ventilador de teto Ultimate da Arno une 3 características essenciais em um ventilador: economia, conveniência e design sofisticado. O motor foi desenvolvido para economizar até 35% do gasto médio de um modelo similar.

É um aparelho silencioso, tem 6 opções de velocidade de rotação das pás e controle remoto multifunção: ligar, desligar, alterar RPM (rotações por minuto), função Timer e função Dormir.

O design da peça foi desenvolvido para trazer mais requinte e sofisticação ao ambiente: todo em branco tem globo de vidro fosco para colocar a lâmpada, suavizando a iluminação do ambiente.

2º – Ventilador de Teto Cristal – Spirit

O ventilador de Teto Cristal é referência em inovação, design e qualidade. Produzido em policarbonato injetado, o produto possui longa durabilidade. Venta 30% mais do que modelos similares, sem consumir mais energia por isso.

O Ventilador Cristal já recebeu diversos prêmios importantes pelo design, que traz leveza e modernidade para o ambiente. Esse modelo possui 2 pás, globo de luz para lâmpada eletrônica ou LED e controle de parede com as funções ligar e desligar luz e ventilador, funções ventilação e exaustão e 3 opções de velocidade.

3º – Ventilador de Teto Maxi Air Control – Mondial

O ventilador de teto Maxi Air Control da Mondial tem exclusivo motor com duplo rolamento, 3 pás de ABS (tipo resistente de plástico), design moderno, tripla função: exaustão, ventilação e iluminação (luminária para duas lâmpadas), além de controle de velocidade por controle remoto e função timer.

Esse modelo é moderno, silencioso e econômico, recebeu o selo Procel categoria A pela economia de energia. Para instalar esse ventilador é fácil, ele já vem pré-montado e tem exclusivo mecanismo de instalação, basta posicionar, girar e travar.

4º – Ventilador de Teto Cancun – Britânia

O ventilador de teto Cancun da Britânia é um modelo com design estiloso, possui 3 pás na hélice e conta com 3 opções de velocidade de rotação que emitem pouco ruído. Ele tem controle de parede para executar as funções e é desmontável, o que facilita a limpeza das peças

Também é excelente na questão da iluminação, pois conta com compartimento para 2 lâmpadas e suporte fosco para suavizar a claridade, tem motor de 126 watts de potência e alta eficiência energética, ideal para quem quer economizar na conta de luz sem abrir mão do conforto.

5º – Ventilador de teto Terral Branco – Aliseu

O ventilador de Teto Terral da Aliseu é um modelo High Tech, conta com 3 opções de controle: de parede, remoto e pelo smartphone, pois tem conexão bluetooth.

A peça possui um design sofisticado, moderno e muito eficiente, confeccionado em policarbonato, polipropileno (materiais plásticos) e metais, que garantem qualidade e durabilidade. Tem 3 pás na hélice e velocidade máxima de 300 rotações por minuto, com capacidade para ventilar um espaço de até 30 m².

6º – Ventilador Solano Cobreado/Verniz – Tron

O ventilador Solano da Tron é um aparelho moderno, silencioso e de excelente qualidade. Tem 3 opções de velocidade e as funções ventilação e exaustão, além de função luminária. As 3 pás da hélice são feitas em MDF tratado, tingido e envernizado.

O motor também recebe tratamento diferenciado, os rolamentos são blindados, causando menos atrito com as demais peças, proporcionando menos desgaste e prolongando a vida útil do aparelho.

7º – Ventilador Wind Premium – Ventisol

O ventilador Wind Premium da Ventisol tem 3 opções de velocidades, e abrange uma área de até 20m², tornando o ambiente mais agradável e refrescante.

As 3 pás da hélice são de MDF tratado e envernizado, o motor e a haste são de aço tratado e na cor preta, garantindo elegância para sua casa. Esse modelo conta com lustre para uma lâmpada.

Guia de Compra

O ventilador de teto traz benefícios para a sua saúde, pois faz o ar circular, minimizando o seu contato com vírus e bactérias. Ele faz isso sem alterar a qualidade do ar, diferente do ar condicionado, que tira a umidade e deixa o ar mais seco.

Quer saber mais? Continue com a gente e aprenda tudo sobre eles ao longo desse artigo.

Imagem de menina pulando sobre cama com ventilador de teto ao lado.

O ventilador de teto é uma opção econômica para refrescar todo o ambiente. (Fonte: flairmicro / 123RF)

O que é um ventilador de teto e onde utilizá-lo?

O ventilador de teto é um aparelho ideal para ventilar, refrescar e climatizar ambientes. Esse modelo de ventilador é uma das melhores opções disponíveis, pois possui tripla função: ventilar, circular o ar e iluminar, já que esses aparelhos possuem dispositivo para encaixar lâmpadas.

É um modelo de instalação fixa, então não será possível ficar trocando-o de ambiente. Você precisa escolher um determinado lugar da casa e levar a fiação elétrica até esse ponto da parede, portanto a instalação deve ser feita por um profissional.

Se você já tiver o ponto para ventilador de teto, alguns modelos são de fácil instalação, basta encaixar a peça, girar e travar. Mas, se for a primeira vez que você vai colocar esse tipo de ventilador na sua casa é melhor procurar um técnico.

Se você optar por um modelo de teto saiba que a proporção de vazão de ar por segundo tem que ser equivalente a 10% do tamanho do cômodo, ou seja, a cada 20 m², considere um ventilador de até 2 m³ de vazão por segundo. Para ambientes maiores e mais amplos é indicado adquirir mais de um equipamento.

Quais as vantagens e desvantagens do ventilador de teto?

Uma das é a função exaustor. Muitas pessoas, entretanto, ficam em dúvida sobre o que ela faz: basicamente é distribuir o vento por todo o ambiente, enquanto que a função ventilar leva o vento somente para baixo numa única corrente de ar.

A temperatura trazida pelo ventilador é diferente do exaustor. Enquanto o primeiro direciona o ar mais frio para baixo, o exaustor o joga para cima, fazendo com que ele se misture ao ar quente que fica no teto, deixando o ambiente com uma temperatura uniforme. O exaustor pode ser usado para climatizar o local no inverno.

Mas se você for trocar a opção exaustor para ventilador e vice-versa, espere o aparelho parar de girar completamente, para não danificar o ventilador e, consequentemente, diminuir a durabilidade da peça.

Imagem mostra um ventilador de teto de madeira.

Os ventiladores de teto podem ter de duas a seis pás na hélice. (Fonte: Funeyes/ Pixabay)

Outra informação importante é que o número de pás da hélice, a potência do motor, a quantidade de rotações por minuto (RPM), peso e formato da peça (algumas pás são inclinadas para gerar uma corrente de ar mais forte) são aspectos que influenciam diretamente na eficiência do ventilador.

O acionamento desse aparelho pode ser feito por controle de parede, cordinha de puxar, controle remoto e até por aplicativo de celular, se o seu ventilador tiver conexão Bluetooth.

Por causa do tamanho, esse tipo de ventilador não cabe em corredores e cômodos estreitos, mas é ideal para ambientes de pequeno, médio e grande porte.

Você também pode colocar esse aparelho no seu quarto, a maioria dos modelos emite ruído baixo e alguns tem até função noturna, que deixa o aparelho ainda mais silencioso e com rotação mais lenta.

Por fim, mas não menos importante, o design do ventilador também é um fator importante na escolha de um modelo, já que esses objetos também são decorativos.

Alguns têm o design clean, discreto e monocromático, outros são maiores, com acabamento metálico ou em tons de madeira, e há modelos similares a lustres, com várias lâmpadas.

E se você optar por um modelo de ventilador de teto que ilumine, saiba que alguns têm compartimentos para lâmpadas que devem ser adquiridas separadamente, enquanto outros modelos têm luzes de LED integradas.

Preparamos uma tabela com as principais vantagens e desvantagens do ventilador de teto, confira abaixo:

Vantagens
  • Três em um: ventilador, exaustor e lustre
  • Ideal para ambientes pequenos, médios e grandes, ventila de 16 a mais de 28 m²
  • Baixo consumo de energia
  • Serve para ser usado em dias quentes e frios
Desvantagens
  • Instalação fixa, não pode ser movido para outros ambientes
  • Para instalar esse modelo é preciso contratar mão de obra especializada
  • Limpeza complexa

O que diferencia um modelo de ventilador de teto do outro?

Algumas características variam entre os modelos de ventiladores de teto, são elas:

  • Quantidade de pás: que pode ir de de 2 a 6;
  • Material de fabricação: podendo ser de plástico, metal, madeira ou MDF;
  • Acionamento do aparelho: por sistema de cordinha, controle de parede, controle remoto ou ainda por smartphone;
  • Área que abrange: que varia de 16 a mais de 28 m².

Há outros modelos de ventiladores, além dos de teto, são eles: os modelos portáteis, torre de ventilação, circulador de ar e o ventilador de parede.

O ventilador de parede é um híbrido dos modelos de teto e mesa, é ideal para ambientes pequenos e médios. Porém, também é eficiente em ambientes como igrejas, restaurantes, fábricas e outros espaços, isso porque tem função de oscilação que leva o vento da esquerda para a direita ininterruptamente.

O ventilador de parede é bastante parecido com o modelo de teto. Para explicarmos as similaridade e diferenças preparamos uma tabela comparando as principais características desses produtos para que você conheça o que muda de um modelo para o outro, confira:

Ventilador de teto Ventilador de parede
Alcance médio Varia de 16 a mais de 28 m² De até 50 m²
Funções Tem três funções: ventilador, exaustor e iluminação Tem duas funções: ventilador e exaustor
Direção do vento Pode jogar o vento para o teto ou para o chão Joga o vento de um lado para o outro
Potência É mais potente na refrigeração do ambiente É mais potente na circulação de ar do ambiente
Design Por causa do design, esse modelo decora o ambiente É pouco decorativo

Já os ventiladores portáteis, de mesa ou coluna são os modelos mais comuns, podem ser transportados para diferentes ambientes e são ideais para espaços domésticos.

A torre de ventilação é um aparelho mais moderno e com funções diferentes dos demais modelos de ventiladores, como purificador de ar e função timer para programar a hora de ligar e desligar o aparelho.

Outro tipo de ventilador é o circulador de ar. Esse modelo tem o fluxo de vento bifurcado, o que direciona o ar para duas direções e o faz circular o tempo todo pelo ambiente, eliminando a sensação de lugar abafado.

Quais cuidados de limpeza e manutenção devo ter com meu ventilador de teto?

A função do ventilador de teto é circular ar para refrescar o ambiente, logo é preciso prestar bastante atenção à limpeza desse aparelho, por que se ele estiver com as pás da hélice sujas, essa sujeira vai ser levada para todo ambiente, causando mal-estar e crises alérgicas.

Quando limpo, o ventilador se torna um aliado no cuidado com a saúde respiratória já que é comprovado que o ar do ambiente precisa ser trocado para evitar a proliferação de vírus e bactérias causadoras de doenças.

A limpeza deve ser feita com a energia elétrica desligada e você pode usar um pano umedecido em água com um pouco de detergente neutro para limpar as peças plásticas como as pás da hélice.

Se o aparelho estiver muito empoeirado, você pode usar um aspirador de pó portátil para facilitar a remoção da sujeira, principalmente do motor.

Os rolamentos do motor do ventilador também devem receber cuidados. Para mantê-los funcionando bem e aumentar a vida útil do aparelho, lubrifique essas peças com óleo, silicone ou graça próprios para usar em peças mecânicas.

Os ventiladores de teto se desgastam com o tempo e por isso precisam de manutenção. Com alguns cuidados preventivos, limpeza e troca de óleo você já consegue evitar danos ao aparelho.

A cada 6 meses verifique se todos os parafusos estão bem presos e faça o balanceamento da peça para ver como ela reage a tremores e trepidações.

Quando o aparelho não recebe manutenção adequada ele pode ficar com peças desencaixadas e apresentar dificuldade para rodar ou mesmo emitir ruídos mais fortes.

Em casos assim, desligue o aparelho e veja se consegue entender qual problema está ocorrendo, se não chegar a nenhuma conclusão peça ajuda profissional. Um ventilador com problema pode causar acidentes elétricos.

Quanto custa?

Alguns fatores influenciam no preço dos ventiladores de teto como o material de fabricação: podem ser feitos de plástico, metal, cobre, madeira, MDF entre outros.

A quantidade de pás de ventilação, há modelos de duas a seis pás, mas, acima de três ela funciona num sentido decorativo e potência do motor. Os preços variam entre R$ 100 e R$ 1.800.

Onde comprar?

Vários tipos de estabelecimentos comercializam ventiladores de teto, desde lojas próprias de climatização de ambientes, lojas de Casa e Construção como C&C e Leroy Merlin, até o supermercado Extra.

Mas depois de ler este artigo você nem vai precisar sair de casa para comprar o seu ventilador, isso porque em sites de compra online, como o da Amazon, você tem acesso a uma lista com diversos modelos, de diferentes marcas e preços para comparar e ainda consegue ler avaliações de outros consumidores. Você também pode checar nas versões online das lojas físicas mencionadas.

foco

Você sabia que ligar o ventilador de teto a noite pode melhorar a sua qualidade de sono?! Uma das coisas que facilita o relaxamento e ajuda a adormecer é o chamado ruído branco, um barulho suave e constante (como o do ventilador), que te impede de ouvir outros sons.

A circulação de ar fresco também te deixa mais confortável, pois evita o suor e a coceira comuns nas noites quentes. O refresco promovido pelo ventilador ajuda a nivelar a pressão sanguínea, diminui o cansaço e proporciona bem-estar. A circulação e troca de ar do ambiente ajudam a manter longe os vírus e bactérias que ficam no ar e o vento ainda afasta os insetos.

Critérios de compra: Fatores para comprar os modelos de ventilador de teto

Embora você tenha aprendido muita coisa sobre os ventiladores de teto até aqui, é importante a gente seguir esclarecendo outros detalhes. Assim, você ficará 100% satisfeito com sua compra. Considere os seguintes fatores:

  • Desempenho
  • Ruído
  • Resistência
  • Segurança
  • Selo Procel e economia
  • Modo de instalação
  • Fator iluminação
  • Decoração

Abaixo, vamos explorar cada um deles.

Desempenho

Alguns fatores influenciam no desempenho do ventilador de teto, como a quantidade de pás da hélice, o número de rotações por minuto (RPM), potência do motor e formato das pás.

Hoje em dia, existem modelos que possuem de 2 a 6 pás nas hélices, e quanto maior o número, mais capacidade de espalhar o vento.

Mas há modelos certos para cada tamanho de cômodo: os de 2 pás são ideais para espaços de até 20 m², os de 3 pás são indicados para ambientes acima dessa metragem e os modelos de 4 a 6 pás são mais decorativos.

E há modelos diferentes de ventiladores para cada tamanho de área, desde os que ventilam espaços pequenos de até 16 m², modelos que arejam locais de tamanho médio porte entre 16 e 28 m² até ventiladores largos que arejam espaços de mais de 28 m².

Outro detalhe importante é que o ventilador de teto precisa ter uma taxa de proporção de vazão de ar por segundo equivalente a 10% do tamanho do cômodo, ou seja, a cada 20 m², considere um ventilador de até 2 m³ de vazão por segundo.

Ruído

Se você estiver pensando em comprar um ventilador para instalar no teto do seu quarto é essencial levar em consideração o nível de ruído que esse aparelho emite, já que ventiladores barulhentos incomodam e podem te atrapalhar na hora de descansar.

Quase todos os modelos são bem silenciosos e alguns contam com função que reduz ainda mais o ruído do aparelho durante a noite, então verifique se o modelo que você quer comprar tem essa funcionalidade.

Imagem mostra um ventilador de teto em um quarto.

Escolha um modelo de ventilador que emita pouco ruído se você pretende instalar esse aparelho no teto do seu quarto. (Fonte: Sarah Jane / Pexels)

Resistência

O material de fabricação do ventilador é um fator essencial para a resistência do seu aparelho. As pás devem ser feitas de materiais de boa qualidade, como alguns tipos de plástico mais duros, metais, madeira e MDF envernizado.

Se o lugar onde você mora for mais úmido, como litoral ou regiões montanhosas, prefira comprar um ventilador de plástico, pois ele não absorve umidade. Mas se você morar em ambientes urbanos fique à vontade para escolher o material do seu ventilador.

Segurança

Os ventiladores de teto são mais seguros do que outros modelos, isso porque, a fiação do equipamento fica dentro da parede.

Em contrapartida, eles podem despencar do teto se não forem bem instalados, por isso, contrate ajuda profissional para fazer a instalação do ventilador.

Selo Procel e economia

O selo Procel indica a eficiência energética do ventilador. Dê preferência para aparelhos das categorias A ou B, pois os ventiladores das categorias C e D podem gastar de 2 a 4 vezes mais energia e isso conta bastante na sua conta de luz, principalmente se você considerar que nos dias de calor os ventiladores costumam ficar ligados o dia todo.

Mas, saiba que em geral, a maioria dos modelos a venda são bastante econômicos, principalmente quando levamos em consideração que um ventilador de teto em alta velocidade utiliza apenas 2% da energia usada por um ar condicionado no mesmo período de tempo.

Modo de instalação

Para aproveitar o seu ventilador de teto é importante instalar ele na posição e no local corretos. A parede precisa suportar, pelo menos, 25 kg e seu ventilador deve ser instalado junto com a fiação fixa e utilizando pelo menos 5 fios para unir a chave de energia com a parte elétrica do aparelho.

Imagem de ventilador de teto com lâmpada.

É necessário ter cuidado ao instalar o ventilador de teto e ver as recomendações do fabricante. (Fonte: alvinmatt / Pixabay)

Para evitar acidentes com a hélice do ventilador, o aparelho deve ser instalado com pelo menos 2,30 metros de distância do chão e no centro do ambiente, pois a distância recomendada entre a hélice e as paredes é de no mínimo 50 centímetros.

É preciso também dar uma distância de pelo menos 20 centímetros entre as pás da hélice e o teto. Pelo risco de acidentes por instalar de modo errado e pela complexidade do procedimento, recomendamos que você contrate um profissional para fazer a instalação do seu ventilador de teto.

Fator iluminação

Além de deixar a casa arejada e fresca, os ventiladores de teto servem para iluminar o ambiente, já que a maioria dos modelos, senão todos, já vêm com compartimentos para encaixar lâmpadas.

Essas lâmpadas podem ser colocadas em receptáculos externos, em compartimentos internos e embutidos ou até encaixadas dentro de um globo de vidro fosco que suaviza a intensidade da luz. Há também modelos que já vem com luzes de LED no interior, dispensando a compra e uso de lâmpadas.

Decoração

O ventilador de teto é uma das peças que compõem a decoração da sala, do quarto ou do escritório. É por essa razão que existe uma diversidade de modelos com infinitos estilos de design, para agradar os mais variados consumidores.

Há peças monocromáticas e discretas feitas de plástico brilhante, modelos maiores com detalhes em diferentes materiais e texturas, com base em aço e pás da hélice em metal acobreado, peças em vidro estilo cristal, com acabamento em madeira ou efeito similar.

Imagem mostra uma sala de estar com um ventilador de teto compondo decoração clean.

Escolha um modelo de ventilador de teto que seja compatível com a decoração do ambiente. (Fonte: Sarah Jane/ Pexesl)

A disposição da luminária do ventilador de teto também faz toda a diferença, há modelos em que a lâmpada é embutida, em outras ela fica em receptáculos no interior de arranjos de metais que se assemelham a flores e os modelos mais modernos têm luzes de LED embutidas, dando um ar futurista a peça.

A multiplicidade de estilos e modelos possibilita que você compre peças com diferentes designs para combinar com determinados cômodos da casa, como uma sala moderna com um ventilador de luzes de LED, e um modelo mais clássico para o hall de entrada da casa ou para a suíte principal.

(Fonte da imagem destacada: JamesDeMers / Pixabay)

Por que você pode confiar em mim?

Letícia Pontes
Letícia Pontes