Muralha da China
Ultima atualização: 29 de fevereiro de 2020

Como escolhemos

1Produtos analisados

20Horas investidas

3Estudos avaliados

105Comentários coletados

Próximo destino: China! Se você está planejando uma viagem ao país asiático, além de pesquisar bem o roteiro, os melhores preços de passagens e hospedagem, é essencial que você se organize para tirar o visto China.

Por isso, seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! No artigo de hoje, nós vamos explicar tudo sobre o visto para China, que é obrigatório para entrar em algumas cidades, e tem regras diferenciadas para brasileiros.




Primeiro, o mais importante

  • O visto para China é necessário para turistas brasileiros que pretendem passar férias, estudar ou trabalhar no país.
  • Existem diversos tipos de visto para viajar para China e você deve escolher de acordo com o propósito da viagem.
  • Mas também existem algumas cidades chinesas que você pode visitar, por um determinado período de tempo, sem visto.

Você também pode gostar:

Visto para China: O ideal para você

O visto para turistas na China

O iVisa é uma agência que realiza todo o processo burocrático que envolve o requerimento do visto de turista para China por você. A empresa irá preencher o formulário obrigatório e ainda lhe orientar nos passos seguintes que você deverá tomar para viajar para a China com tranquilidade.

Guia do Visitante: Tudo sobre o visto para a China

Muralha da China, templos budistas, cultura milenar e paisagens de tirar o fôlego. Esses são apenas alguns dos motivos que levam tantos turistas a visitar a China. Mas você sabe o que é preciso para poder entrar nesse país da Ásia Oriental?

Se você é brasileiro, um dos principais requisitos para visitar, passear, ir a trabalho ou estudar é o visto China. Nesse Guia do Visitante, nós vamos explicar tudo sobre como tirar o visto para a China, quais documentos são obrigatório e quanto custa o processo.

Pessoas caminhando na rua em Pequim, na China.

O visto de turismo para a China é necessário para algumas cidades. (Fonte: Goodfreephotos_com/ Pixabay.com)

O visto para entrar na China é obrigatório?

Dependendo do seu propósito de viagem, o visto para entrar na China é sim obrigatório. Por isso, é preciso analisar caso a caso.

Por exemplo, se você planeja uma viagem que tem como destino final a China, então, sim, você precisa, necessariamente do visto chinês.

Porém, se você está apenas fazendo uma conexão na China, ou seja, se o seu destino final é outro país, mas ainda você precisa ficar algumas horas no país até pegar outro voo, então não é necessário que você tenha o visto de turista.

foco

Você sabia que a China é uma das civilizações mais antigas do mundo?

A capital Pequim conta com os famosos palácios da Cidade Proibida e a Praça da Paz Celestial.

Xangai é o centro financeiro e a Muralha da China corta a região norte do país, de leste a oeste.

Por exemplo, se você sair do Brasil com destino à Tailândia, mas com um escala na China, você terá que solicitar outro tipo de visto, conhecido como o visto de trânsito. Mas isso também vai depender muito da cidade chinesa na qual você fizer conexão.

Isso porque, como veremos logo mais nesse artigo, além de existirem diversos tipos de vistos para a China, algumas cidades isentam o brasileiro que passar por elas por um determinado período de tempo.

Quem precisa do visto de trânsito na China?

O visto de trânsito é aquele tipo de visto utilizado por quem está apenas de passagem pelo país, mas com outro destino final. Ou seja, se o seu destino final é outro país, mas você precisa passar algumas horas na China, geralmente será preciso ter o visto de trânsito.

Mas isso também vai depender da cidade chinesa na qual você fizer a escala. Por isso, os especialistas recomendam que você entre em contato com a Embaixada da China no Brasil antes de viajar para se certificar da necessidade ou não do visto China de trânsito.

Pessoas andando nas Muralhas da China.

Dependendo da cidade chinesa onde você fizer conexão, o visto de trânsito pode ser necessário. (Fonte: Elucidat3d/ Pixabay.com)

O que se pode afirmar no momento, é que em Pequim, a capital da China, em Tianjin e na província de Hebei, o visto de trânsito não é mais obrigatório para brasileiros.

Mas essa regra vale caso a sua permanência no país seja de até 144 horas, ou seja, de no máximo seis dias.

Além disso, também é possível entrar sem visto se você fizer conexão em Xangai. Nesse caso, brasileiros podem ficar até 72 horas na cidade chinesa sem precisar do visto de trânsito.

Quais são as categorias de visto para China?

Assim como ocorre quando você vai viajar para outros países que exigem visto para brasileiros, também com a China existem diversas categorias de vistos.

Os principais vistos para China são o de turista e de trânsito.

Os principais vistos para China são o de turista e de trânsito.

Mas, dependendo do seu objetivo ao viajar para a China, provavelmente será preciso requisitar outro tipo de autorização para entrar no país.

Por exemplo, se você decidir morar na China, trabalhar ou mesmo passar uma temporada estudando é preciso verificar qual a categoria de visto para a China correspondente.

No site da Embaixada da República Popular da China no Brasil você encontra a relação completa de vistos para brasileiros. Mas, para você ter um panorama geral, selecionamos as principais categorias. Veja:

Categoria de visto Objetivo da viagem
D Intenção de residir na China permanentemente
F Praticar atividades de intercâmbio, estudo, entre outras
G Em trânsito pela China
J1 Jornalistas de organizações de imprensa estrangeiras residentes na China, cuja permanência ultrapassa mais de 180 dias
J2 Jornalistas que irão à China fazer entrevista com permanência menor que 180 dias
L Turismo
M Atividades comerciais
Z Trabalhar na China (1)

É possível viajar à China sem o visto?

Como mencionamos, existem exceções que permitem que você possa entrar na China sem o visto. Isso ocorre, por exemplo, em cidades como Macau, Hong Kong e Hainan.

Ainda que estejam localizadas em território chinês, essas três localidades não exigem visto de turismo de brasileiros. Porém essa exceção somente é válida caso você permaneça nessas cidades por até 90 dias.

Como tirar o visto para viajar para China?

Para fazer o requerimento do visto para China você terá duas opções: Realizar o processo sozinho ou contar com a assessoria de uma empresa especializada na aquisição de vistos como, por exemplo, a iVisa.

Para você ter uma ideia de como ocorre o processo para tirar o visto de turista para China, confira a seguir o passo a passo:

  • Preenchimento de formulário online;
  • Entrega dos documentos obrigatórios;
  • Pagamento da taxa;
  • Retirada do visto.

A iVisa preenche o formulário de pedido de visto China para você e também lhe orienta e assessora nos passos seguintes.

Onde requisitar o visto chinês?

Uma parte do processo para pedir o visto para China é feita online e a outra pode ser feita pessoalmente ou via Correio.

Depois que você preencher o formulário, que está disponível no site da Embaixada da China, é preciso que você reúna e entregue os documentos exigidos na Embaixada ou em algum Consulado.

Falaremos em detalhes sobre quais são os documentos e requisitos para pedir o visto para viajar para a China logo mais nesse artigo.

A passagem aérea para a China é um dos requisitos para a emissão do visto chinês. Portanto, você já deve tê-la em mãos quando for solicitar o visto.

Você deverá entregar os documentos do visto para China ou na Embaixada da China, em Brasília, ou nos consulados.

Os consulados chineses estão localizados em São Paulo, Rio de Janeiro e Recife. Mas fique atento porque cada consulado atende apenas a residentes de determinados estados.

Ou seja, não adianta você escolher aleatoriamente ou o que melhor lhe convém. É preciso seguir a regra do governo chinês.

Por exemplo, quem mora em Minas Gerais deve enviar a documentação necessariamente ao consulado da China que fica no Rio de Janeiro. Já quem mora em Alagoas, deve enviar os documentos para o consulado chinês de Recife.

Ou seja, se você prefere entregar a documentação pessoalmente é preciso se organizar previamente, inclusive se precisar viajar de avião e encontrar hospedagem na cidade do consulado ou da Embaixada.

Para você entender melhor como isso funciona, veja a seguir para onde você deve enviar a documentação do visto para China, de acordo com o local da sua residência:

Enviar para Sua residência
Embaixada em Brasília Brasília, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Pará, Amapá, Amazonas, Acre, Roraima e Rondônia
Consulado em São Paulo São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul
Consulado no Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo e Bahia
Consulado em Recife Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e Maranhão

Vale ressaltar que também é possível enviar a documentação pelos Correios. Mas, para isso, é preciso entrar em contato previamente com a Embaixada ou consulado para se informar sobre o pagamento da taxa que ocorre após a entrega da documentação.

Tirando o visto para China: O que levar em conta

Na hora de partir para a parte prática do processo de tirar o visto para China é preciso que você considere alguns pontos que podem fazer toda a diferença, tanto no processo em si como na aprovação do visto. São eles:

A seguir, vamos explicar como considerar cada um desses itens.

Documentação e requisitos

O primeiro fator que você deve levar em conta na hora de iniciar o processo do visto para China é a documentação que você deve levar para Embaixada ou consulado.

Mas tenha atenção na hora de reunir a documentação necessária, porque ela varia de acordo com o tipo de visto para China que você vai pedir.

Para você ter uma noção maior, nós listamos a seguir qual é a documentação básica necessária para pedir na maioria das categorias de visto da China. Veja:

  • Passaporte: Você deve apresentar o seu passaporte original, com validade mínima de seis meses, ainda que essa validade possa variar. Além disso, o passaporte deve conter duas páginas em branco para o visto. Leve também uma cópia da página que contém seus dados e sua foto.
  • Formulário de visto preenchido e foto: O formulário online que você preencheu no site da Embaixada da China deve ser entregue de forma impressa juntamente com uma foto colorida, recente e com fundo branco.

No entanto, como vimos, dependendo do tipo de visto chinês que você requisitar, outros documentos devem ser apresentados também.

Por exemplo, caso o seu objetivo seja viajar como turista para a China, você deverá requisitar o visto China L.

Nesse caso, um dos pontos mais importantes a notar é que o seu passaporte deverá ter uma validade maior e você deverá comprovar o seu roteiro e estadia na China. Por isso é obrigatório que você já tenha comprado a sua passagem aérea.

Confira a seguir, quais são os principais documentos que você deve enviar ou apresentar na Embaixada ou consulado da China para pedir o visto de turista.

  • Passaporte brasileiro original, com validade de, no mínimo, 1 ano;
  • Cópia da página de dados e foto do passaporte;
  • Formulário de visto preenchido e foto;
  • Comprovante de renda como, por exemplo, extrato bancário, comprovante de salário ou declaração de imposto de renda;
  • Reserva de passagem aérea com data de saída do Brasil, entrada na China, saída da China e volta para o Brasil;
  • Confirmação de reserva de hotel constando o seu nome como hóspede;
  • Se for ficar hospedado na casa de alguém, você deverá apresentar uma carta de convite da China, emitida por órgão ou pela pessoa que irá recebê-lo.

Pela lista acima, você pode perceber a importância de ter toda a sua viagem programada e com passagens de avião e reservas de hotéis já realizadas. Sem isso, o seu visto para China, muito provavelmente, será negado.

Outro exemplo é o no caso do Visto G, que é o visto em trânsito para China. Para requisitar esse tipo de visto, você deve apresentar passagem (aérea ou marítima) com data e poltrona confirmadas para o país do seu destino final.

Mas, além disso, quando for necessário, o oficial consular pode pedir que você apresente outros documentos que não estejam listados oficialmente no site.

foco

Você sabia que para entrar na China você deve ter o Certificado Internacional de Vacinação da febre amarela?

Quanto custa

O visto de turista para a China custa, atualmente, R$ 460. Mas é preciso considerar que existe custo extra se você precisar viajar até a cidade do consulado ou decidir enviar os documentos por Correio.

Também é importante colocar nessa conta o custo que você terá se optar por contar com a assessoria de um agência para tirar visto chinês.

Palácio Proibido em Pequim, China.

Ao planejar sua viagem para a China, é preciso considerar os custos que terá com o visto. (Fonte: Goodfreephotos_com / Pixabay.com)

Além disso, existe um custo extra se você precisar de urgência na entrega do visto para entrar na China. Em geral, é a Embaixada/consulado que define a forma de pagamento.

Você terá essa informação, de como depositar o dinheiro do visto, após a apresentação dos documentos. Para retirar o visto, você vai precisar apresentar o comprovante de pagamento.

Tempo de espera

Também recomendamos que você leve em consideração quanto tempo dura todo o procedimento.

Como você deve comprar a sua passagem aérea para a China antes mesmo de requisitar o visto, é importante que você se organize para não correr nenhum risco de perder a sua viagem.

Passaporte.

Em geral, o visto para China é aprovado em quatro dias. (Fonte: jackmac34/ Pixabay.com)

De modo geral, é possível dizer que, depois que você realiza a entrega da documentação às autoridades chinesas, o visto para a China costuma ficar pronto em até quatro dias úteis.

Vale ressaltar que, ainda que não seja comum ocorrer uma entrevista com o solicitante do visto China, o oficial consular pode sim requisitar mais essa etapa, o que também pode aumentar o período de retirada do visto.

Validade

Por fim, recomendamos que você considere a validade do visto chinês. O visto para a China de turismo (L), por exemplo, é válido por até cinco anos.

Além disso, esse tipo de visto permite múltiplas entradas no país, contanto que você permaneça por até 90 dias em cada ocasião. (2)

Resumo

O visto para entrar China é obrigatório para quem tem como destino final a o país asiático. Ainda que existam algumas exceções, como no caso do visto em trânsito, é preciso atenção na hora de escolher a categoria certa, de acordo com o propósito da viagem.

Se você não quer ter trabalho nem lidar com a burocracia desse processo, pode contar com a ajuda de uma agência que preenche o formulário do visto para China, reúnem toda a documentação exigida e ainda lhe orienta em como dar entrada no processo.

(Fonte da imagem destacada: heike2hx/ Pixabay.com)

Referências (2)

1. Instruções para Solicitação de Visto - Site da Embaixada da República Popular da China no Brasil
Fonte

2. Aviso sobre a emissão de vistos de múltiplas entradas válido por até 5 anos - Site da Embaixada da República Popular da China no Brasil
Fonte

Por que você pode confiar em mim?

Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.
Artigo
Instruções para Solicitação de Visto - Site da Embaixada da República Popular da China no Brasil
Ir para a fonte
Artigo
Aviso sobre a emissão de vistos de múltiplas entradas válido por até 5 anos - Site da Embaixada da República Popular da China no Brasil
Ir para a fonte