Ultima atualização: 10 de agosto de 2021

Como escolhemos

15Produtos analisados

28Horas investidas

7Estudos avaliados

94Comentários coletados

Bem-vindo à ReviewBox! A vitamina A, também conhecida como Retinol, é de vital importância para o corpo. É por isso que o mercado oferece uma grande variedade de produtos compostos deste micronutriente, para que você possa consumi-lo de diferentes maneiras e aproveitar todas as suas propriedades.

A vitamina A, que tem enormes benefícios para o organismo, pode ser consumida através de alimentos, cápsulas, comprimidos e cremes vendidos comercialmente. A questão é qual de todos os produtos e marcas é o melhor?




O mais importante

  • A vitamina A, também conhecida como Retinol, tem antioxidantes que ajudam a eliminar os radicais livres e previnem doenças respiratórias, renais e hepáticas. Também melhora a visão, a pele, os ossos e o sistema reprodutivo, entre muitos outros benefícios.
  • Ela pode ser dividida em dois tipos: vitamina A pré-formada, que é encontrada em carnes, ovos e leite, e provitamina A, que é encontrada em frutas (especialmente frutas verdes, laranja e amarelas, como melão e manga) e vegetais (principalmente cenoura, abóbora e brócolis).
  • A vitamina A pode ser consumida através de alimentos, ou em suplementos tais como cápsulas, comprimidos e pílulas. Há também cremes para a pele e pomadas que contêm vitamina A, geralmente em combinação com outras vitaminas.

Vitamina A: nossa recomendação dos melhores produtos

Guia de compras

O principal objetivo deste artigo é fornecer informações úteis para que você possa conhecer a fundo o produto que você está pensando em comprar. Portanto, queremos lhe dizer os aspectos mais importantes sobre a vitamina A e o que você deve considerar ao comprar.

A vitamina A oferece enormes benefícios para a visão, a pele, o sistema reprodutivo e o coração. (Fonte: Varin Rattanaburi / 123rf.com)

O que é vitamina A e quais são seus benefícios?

Vitamina A é uma vitamina lipossolúvel (que pode se dissolver em gorduras), e é adquirida pelo organismo a partir de certos alimentos. Ela é dividida em dois tipos: vitamina A pré-formada e provitamina A; a primeira é obtida do consumo de carne, ovos e laticínios, e a segunda do consumo de frutas e vegetais.

A vitamina A ajuda a manter a boa visão, o sistema imunológico e a capacidade de reprodução. Ela também é benéfica para o coração, pulmões e rins, entre outros órgãos. Esta vitamina, também conhecida como retinol ou antixeroftálico, é um micronutriente essencial para os humanos, pois além dos benefícios mencionados acima, ela ajuda no desenvolvimento dos ossos, dentes, tecidos moles, membranas mucosas e pele.

Também previne a acne e doenças infecciosas, especialmente doenças respiratórias. A vitamina A também pode ser obtida através de suplementos de vitaminas como acetato de retinil, palmitato de retinil, beta-caroteno ou combinações de vitamina A pré-formada e provitamina A. As características destes suplementos serão mais elaboradas em uma tabela comparativa abaixo.

Vantagens
  • Protege e melhora a visão
  • Ajuda no crescimento e desenvolvimento ósseo
  • Contribui para a formação e manutenção de dentes saudáveis
  • Oferece benefícios para o coração, pulmões e rins, entre outros órgãos
  • Previne condições no sistema respiratório
  • Previne o envelhecimento precoce
  • Ajuda a formar tecido nervoso
  • Cuida da nossa pele, pois ela a hidrata, repara tecidos danificados, facilita a renovação celular e ajuda a cicatrizar feridas
  • Fortalece o cabelo e as unhas
Desvantagens
  • Seu excesso pode causar anorexia, alopecia e fortes dores de cabeça
  • Pode causar náuseas, icterícia, irritabilidade, sonolência e fraqueza muscular e abdominal
  • Seu consumo desregulado pode causar alterações ósseas, inflamações e hemorragias
  • Doses altas podem levar a malformações no feto

O que faz a falta de vitamina A?

A deficiência de vitamina A também pode ter conseqüências, e muitas vezes se manifesta através de sintomas ou doenças. Por esta razão, embora a consulta com um especialista seja uma prioridade, o reconhecimento destas patologias em nosso corpo pode nos ajudar a detectar a falta de vitamina A:

Skin. A pele torna-se mais espessa em textura, fica vermelha e pode desenvolver eczema ou escamas em forma de escamas.

Cabelo. Ocorre queda de cabelo ou caspa.

Visão. Cegueira noturna, infecção, ressecamento, dor ou desconforto nas pálpebras e olhos, úlceras e córnea leitosa, azulada.

Outros. Crescimento atrofiado, sistema imunológico enfraquecido, dores nos ossos, cálculos renais, menstruação pesada ou excessiva, etc.

Se você sofre de algum desses sintomas ou doenças, é essencial que você coma alimentos com vitamina A (especialmente vegetais laranja, como cenouras e abóbora), mas também que você consulte um médico, pois você também pode precisar de um suplemento vitamínico para ajudar com a deficiência dessa importante vitamina.

Vitamina A (Retinol) ou Beta-caroteno - o que procurar

A vitamina A pode ser consumida através de dois tipos de suplementos: retinol (origem animal) ou beta-caroteno (origem vegetal). É importante tomar precauções suficientes com relação ao consumo, especialmente no caso do palmitato de retinol, que pode ser altamente tóxico e contraproducente se tomado sem orientação médica.

O beta-caroteno, que é de origem vegetal, é inofensivo, desde que não seja sintético. Dependendo da razão pela qual você quer comprar esta vitamina, você deve prestar atenção a alguns aspectos que mencionaremos abaixo:

Retinol Beta-caroteno
Encontrado em suplementos ou produtos de origem animal Presente em suplementos ou produtos de origem vegetal
Pode ser prejudicial se consumido em abundância Doses altas não são um problema
Deve ser tomado sob instruções médicas, e doses corretas devem ser monitoradas Suplementos sintéticos de beta-caroteno não são recomendados, pois podem estar oxidando
Executa funções de proliferação celular, e melhora a saúde da pele e da visão Executa funções para a saúde dos olhos, saúde óssea, etc.

Estas são apenas algumas características a serem levadas em consideração ao decidir quais suplementos de vitamina A são melhores para você; mais tarde discutiremos outros fatores que você deve considerar para fazer uma boa escolha de compra.

Quanto custa a vitamina A?

Há uma ampla gama de produtos de vitamina A disponíveis no mercado em diferentes variantes de consumo, que determinam suas características e custos.

Aqui estão algumas estimativas de preço para você avaliar de acordo com seu orçamento. A vitamina A pode ser encontrada em alimentos e através de produtos comerciais como cremes, pomadas, cápsulas, comprimidos e comprimidos que, em muitos casos, são combinados com outras vitaminas.

As doses de vitamina A variam de acordo com a idade e sexo, entre outros fatores. (Foto: Katarzyna Białasiewicz / 123rf.com)

Onde comprar vitamina A?

A vitamina A é usada topicamente (creme, pomada) ou oralmente (cápsulas, comprimidos, pílulas), e está disponível em várias formas em lojas como eVitaminas, Walmart, GNC, Greenery e Garden of Life, entre outras.

Também estão disponíveis online na Amazon, Ebay, Linio e Mercado Libre, que oferecem a possibilidade de comprar em casa, onde você também pode receber seu pedido. Você também pode encontrar uma ampla gama de produtos e marcas.

Critérios de compra: fatores que permitem comparar e classificar os diferentes tipos de vitamina A

Como há uma gama tão ampla de vitamina A no mercado, às vezes pode ser difícil decidir qual é o melhor produto a ser comprado. Portanto, é importante considerar certos fatores ao comprar vitamina A

Retinol ou beta-caroteno

Como mencionado no gráfico de comparação, existem dois tipos de vitamina A: vitamina A pré-formada (Retinol), que é encontrada em carne bovina, aves, peixes, ovos e produtos lácteos; e provitamina A (beta-caroteno), que é encontrada em frutas, vegetais e outros produtos vegetais.

Antes de mais nada, deve ficar claro que a melhor maneira de consumir vitamina A é sempre através dos alimentos, pois esta é a maneira mais saudável e eficaz de integrar essa vitamina benéfica ao organismo.

Os alimentos com beta-caroteno sempre têm quantidades muito maiores de vitamina A do que os suplementos, além de possuírem melhores propriedades. Recomenda-se que, se possível, eles sejam de origem orgânica, pois estão livres de conservantes e pesticidas.

Entretanto, suplementos de vitamina A são úteis quando uma pessoa não consegue suprir suas necessidades de vitamina A a partir de sua dieta. Eles também são usados para prevenir possíveis deficiências na digestão ou doenças hepáticas.

Dose recomendada

A quantidade de vitamina A que você precisa depende da sua idade e estágio reprodutivo. As doses recomendadas de vitamina A para pessoas acima de 14 anos variam de 700 a 900 microgramas (mcg) de retinol por dia.

As doses recomendadas para mulheres amamentando variam de 1.200 a 1.300, e para bebês e crianças menores de 14 anos, os valores recomendados são menores. Obviamente, sempre dependerá das condições clínicas e do peso, entre outros fatores.

Entretanto, a suplementação de vitamina A (especialmente retinol) deve sempre ser indicada e supervisionada por um médico. Como valores de referência (variável para cada caso específico), a necessidade diária desta vitamina para adultos é de 1500 mcg para homens e 900 mcg para mulheres.

Contraindicações

Há muitos suplementos vitamínicos que não têm rótulos de advertência em suas embalagens, a menos que contenham ferro. Em alguns casos eles fornecem avisos para mulheres grávidas ou amamentando, ou sobre possíveis contradições com nomes de drogas não mencionáveis.

No entanto, menos da metade dos suplementos avisa se eles podem ser tomados por qualquer pessoa, ou se um consumidor com uma condição médica pode tomá-los. Eles podem até mesmo omitir se uma reação adversa é possível. Portanto, é essencial garantir que seu médico ou farmacêutico esteja ciente dos suplementos que você está tomando, assim como quaisquer outros medicamentos que você está tomando ou está considerando tomar, e que eles lhe dêem a dosagem correta para você. Demasiada vitamina

A pré-formada pode causar tonturas, náuseas, dores de cabeça, dor abdominal, fraqueza, anorexia, irritabilidade e sonolência, entre outros sintomas. Além disso, altas doses são muito perigosas em mulheres grávidas, pois podem causar problemas congênitos no bebê. No caso de suplementos de beta-caroteno não há efeitos colaterais, exceto que a pele fica um pouco laranja, mas é inofensiva e vai embora com os dias. Eles são até usados para intensificar o bronzeamento, mas o efeito não é a longo prazo.

(Foto em destaque: belchonock / 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas