Alimentos com vitamina B6.

Seja bem-vindo ao ReviewBox Brasil! Hoje vamos falar de um suplemento essencial ao nosso corpo: a vitamina B6.

Encontrada em alimentos de origem animal e vegetal, ela é fundamental para o bom funcionamento do organismo. No entanto, em muitos casos, é preciso ainda o reforço ou reposição por meio de suplementos.

Em meio a tantas opções, vamos mostrar neste artigo o que você deve considerar antes de comprar a Vitamina B6 ideal.




Primeiro, o mais importante

  • Presente no chamado complexo B, a vitamina B6 é fundamental para manter você saudável, com energia e protegido contra diversas doenças.
  • A B6 é importante tanto para a saúde física quanto mental, mas em excesso também por ser bastante prejudicial.
  • Por isso, vamos mostrar para você quais são as características que diferenciam um produto de outro e como escolher a melhor Vitamina B6.

Você também pode gostar:

As melhores opções de vitamina B6: Nossas escolhas

Quem busca pela suplementação da B6 quer a garantia de qualidade e dosagem certa. Com isso em mente, os fabricantes têm investido em opções diferenciadas para todas as necessidades.

Por isso, a seguir nós vamos apresentar para você as melhores opções de Vitamina B6 disponíveis hoje em dia no mercado.

Uma vitamina B6 completa

A Unilife é uma vitamina B6 que utiliza o princípio ativo piridoxina. Esse suplemento conta com 60 cápsulas e, cada uma, oferece 1,3mg de B6. Além disso, esse suplemento é vegano, não contém açúcar, nem glúten e nem lactose.

Uma opção com magnésio

A Now Foods é uma vitamina B6 cujo princípio ativo é o P-5-P. Contendo 90 cápsulas no total, esse suplemento é vegano. Cada comprimento da Now Foods contém 33mg de vitamina B6 e 25mg de magnésio.

Uma opção completa

A Vital Natus é uma vitamina B6 cujo princípio ativo é a piridoxina. Esse suplemento vem com 60 comprimidos, sendo que cada um oferece 1,3mg de B6. Esse suplemento de vitamina B6 também não contém glúten em sua composição.

Para quem precisa de grandes quantidades

A Nutraway é uma vitamina B6 cujo princípio ativo é a piridoxina. No total, a embalagem contém 120 cápsulas. Além disso, cada comprimido desse suplemento conta com 1,3mg de Vitamina B6.

Uma opção de completo vitamínico

O ZMA da Unilife é um complexo vitamínico que contém, além da vitamina B6, o zinco e o magnésio. Esse suplemento conta com um total de 120 cápsulas. Cada comprimido desse complexo vitamínico contém 7mg de zinco, 260mg de magnésio e 1,3mg de vitamina B6.

Guia de Compra

À primeira vista pode parecer simples escolher a melhor vitamina B6. Mas, além de ser necessário um acompanhamento médico, é preciso avaliar os fatores que diferenciam um produto de outro.

Por isso, criamos este Guia de Compra com todas as informações que você precisará para tomar a melhor decisão ao investir na Vitamina B6 que irá suprir as suas necessidades.

Homem segurando comprimido e copo de água.

A vitamina B6 é um nutriente essencial para o bom funcionamento do organismo. (Fonte: belchonock / 123rf)

O que é a vitamina B6?

A vitamina B6, também chamada de piridoxina, é um micronutriente essencial ao corpo.

A vitamina B6 é extremamente necessária para o bom funcionamento do organismo.

Ou seja, apesar de não ser fabricada pelo organismo, ela é extremamente necessária para o seu bom funcionamento. Isso porque essa vitamina participa de mais funções orgânicas do que qualquer outro nutriente isolado.

Muitas reações do metabolismo são dependentes da B6, o que a torna importante tanto para a saúde física quanto para a mental.

Além disso, essa vitamina mantém a produção de energia necessária para o corpo, protege os neurônios e produz neurotransmissores.

Uma alimentação saudável, com alimentos ricos em vitamina B6, pode fornecer as quantidades adequadas desse nutriente para manter o bom funcionamento do organismo.

Mas, em caso de carência, o suplemento de vitamina B6 também pode ser recomendado por um médico ou nutricionista.

Em geral, pessoas que apresentam baixo crescimento e anemia, além de gestantes, lactantes, fumantes e alcoólatras podem precisar do suplemento de vitamina B6.

Além disso, a suplementação pode ainda melhorar a produção de massa muscular, reduzir a depressão, os sintomas da TPM, entre outros.

Comprimidos.

A Vitamina B6 precisa ser ingerida por meio de suplemento ou alimentação. (Fonte: Iryna Khabliuk / 123RF)

Quais são as fontes alimentícias de vitamina B6?

A vitamina B6 pode ser encontrada tanto em alimentos de origem vegetal como vegetal. Com maior frequência esse nutriente pode ser adquirido com a ingestão de alimentos como carnes, peixes, leite e ovos.

Entre os alimentos de origem vegetal, as principais fontes são: batata inglesa, aveia, espinafre, banana, gérmen de trigo, abacate, melancia, levedo de cerveja, cereais, sementes e nozes.

Mas para que a vitamina B6 consiga proporcionar todos os seus benefícios é importante que a dieta também conte com as outras vitaminas do complexo B.

Ovos, queijos, pimentão, lentilhas e grão, com placa escrita “B6”.

Tanto alimentos de origem animal quanto vegetal podem ser ricos em vitamina B6. (Fonte: ratmaner / 123rf)

A vitamina B6 é relativamente estável ao calor, mas se decompõe dependendo das condições de armazenamento e processamento.

Para você ter uma ideia, ao congelar vegetais poderá haver uma redução de até 25% na taxa de Vitamina B6.

Já a moagem de cereais pode causar uma perda do nutriente de até 90%. Além disso, ao cozinhar os alimentos em altas temperatura a redução da vitamina pode atingir os 40%.

Por isso, nos casos mais graves de deficiência, a suplementação é a forma mais recomendada já que absorção da B6 é maior.

Qual a quantidade recomendada de vitamina B6?

De acordo com especialistas, a dosagem de vitamina B6 varia de acordo com a faixa etária e o sexo. Mas, em todo caso, você deve levar em conta a condição de saúde.

Em linhas gerais, no entanto, é possível definir a quantidade necessária de B6, como você confere na tabela abaixo:

Idade Quantidade de B6 por dia
0 a 6 meses 0,1mg
7 a 12 meses 0,3mg
1 a 3 anos 0,5mg
4 a 8 anos 0,6mg
9 a 13 anos 1mg
14 a 50 anos (homens) 1,3mg
14 a 18 anos (mulheres) 1,2mg
19 a 50 anos (mulheres) 1,3mg
Acima de 51 anos (homens) 1,7mg
Acima de 51 anos (mulheres) 1,5mg
Gestantes 1,9mg

O que pode causar a deficiência de vitamina B6?

Por ser uma vitamina hidrossolúvel, a B6 pode ser facilmente excretada na urina. Ou seja, a ausência dessa vitamina na urina é considerada um parâmetro para diagnosticar deficiência da mesma.

A boa notícia é que a carência severa de vitamina B6 é rara. Isso porque nós não precisamos de quantidades muito elevadas desse nutriente.

Ainda assim, a deficiência da vitamina no organismo, mesmo que de forma leve, é em geral muito comum.

E o fato é que algumas doenças podem causar essa deficiência, seja por diminuir a absorção do nutriente no organismo, seja por aumentar a sua excreção.

Mulher com dores nos rins.

Algumas doenças, como problemas renais, podem causar deficiência de vitamina B6. (Fonte: Nattakorn Maneerat / 123rf)

Entre as complicações que resultam em deficiência da B6 então os casos de pacientes alcoólicos, com diabetes mellitus tipo 1, com problemas no fígado e artrite reumatoide.

Em alguns casos, o risco de deficiência em vitamina B6 no organismo é ainda maior.
Isso ocorre, por exemplo, com pessoas que têm problemas renais, doença celíaca, doença de Crohn e úlceras no intestino.

Alguns medicamentos também aumentam o risco de deficiência de vitamina B6. Os remédios mais comuns são: isoniazida, penicilamina, pirazinamida, hidralazina, fenitoína, ácido valpróico e levodopa-carbidopa.

Quais os sintomas e consequências da deficiência da vitamina B6?

Existem muitos sinais que podem mostrar que o nosso corpo está precisando de vitamina B6. A seguir, você confere os principais sintomas provenientes da deficiência de vitamina B6 no organismo:

  • Músculos fracos
  • Cansaço
  • Dermatite e rachaduras nos cantos da boca
  • Inchaço na língua
  • Depressão
  • Convulsões
  • Formigamento de mãos e pés
  • Artrite
  • Insônia
  • Anemia
  • Baixa imunidade
  • Dores de cabeça

No caso das gestantes, a deficiência de vitamina B6 pode ocasionar enjoos matinais mais severos e até mesmo aborto espontâneo.

O fato é que a deficiência mais elevada também pode comprometer a capacidade mental do bebê, além de causar convulsões em crianças pequenas e confusão mental nos adultos.

Ainda assim, caso você tenha notado algum dos sintomas, nossa recomendação é que você procure a avaliação de um médico antes de iniciar a suplementação.

Qual a função da vitamina B6 para a prática de exercícios físicos?

A vitamina B6 não leva ao aumento de peso porque não causa retenção de líquidos, nem aumenta o apetite.

No entanto, ela favorece o aumento dos músculos. Por isso, este é um dos maiores benefícios da vitamina B6 para quem treina pesado ou para quem precisa emagrecer.

foco

Por atuar diretamente no metabolismo, ajudando a dissolver os nutrientes ingeridos e otimizando a formação de energia, a B6 é capaz de alterar o metabolismo, tornando-o mais eficaz e acelerado.

É este o motivo que faz com que muitos suplementos contenham uma dose de vitamina B6 em suas composições.

Quais os riscos do consumo em excesso de vitamina B6?

Assim como tudo em excesso, a vitamina B6 quando consumida de maneira exagerada pode prejudicar a saúde.

Em geral, o resultado desse excesso são dores abdominais, náuseas e, nos casos mais graves, até mesmo problemas nos rins ou neurológicos.

Também podem ocorrer sintomas como, por exemplo: dor de cabeça, insônia, náuseas, neuropatia sensorial e periférica.

Isto ocorre porque as vitaminas do complexo B se diluem na água. Com o excesso da vitamina, o corpo se esforça muito para eliminá-la pela da urina. E, isso, muitas vezes, acaba por desgastar o órgão.

Quais são as vantagens da vitamina B6?

A vitamina B6 tem inúmeras vantagens. Quando presente nos níveis corretos no nosso organismo, ela reduz o risco de doenças cardíacas e ajuda na manutenção do sistema nervoso e imunológico.

Além disso, a B6 previne a aterosclerose e o câncer. Outra vantagem é que esse nutriente atua também na redução do colesterol, alivia sintomas de enxaquecas e náuseas, e é bom para a pele e para a visão.

Mãos pegando comprimido.

A Vitamina B6 previne e trata a anemia entre outros benefícios. (Fonte: rawpixel / Pexels)

Mais do que isso, uma dieta rica na vitamina B6 é um dos fatores necessários para reverter casos de anemia extrema.

Outra vantagem de uma alimentação rica em B6 é que ela se mostra aliada contra perda de memória e diminuição cognitiva relacionada com a idade, diminuindo o risco de Alzheimer.

A vitamina B6 também metaboliza as proteínas consumidas, fazendo com que a pele se torne elástica. A suplementação desta vitamina ainda diminui os sintomas causados pela TPM, devido ao envolvimento da B6 na eliminação do excesso de estrogênio.

Mulher com mãos na pele do rosto.

A ingestão de vitamina B6 atua no combate a dermatites e problemas de pele. (Fonte: ivanovgood / Pixabay)

Outro benefício é que a vitamina B6 auxilia na melhora dos sintomas da depressão. Isto porque ela é importante para a produção de serotonina, um neurotransmissor essencial nos processos do sono e do humor.

As mulheres grávidas e as que amamentam também se beneficiam com a Vitamina B6. O fato é que a B6 auxilia no metabolismo da proteína consumida, que será usada na produção de leite materno.

Além disso, a vitamina B6 é fundamental no combate às inflamações crônicas e doenças da retina.

Mulher sentada sozinha de costas.

A vitamina B6 também é eficaz no combate à depressão. (Fonte: cocoparisienne / Pixabay)

Na menopausa, a suplementação da vitamina B6 diminui os efeitos colaterais da reposição hormonal.

Isso porque ela ajuda a regular os níveis de estrogênio no organismo, amenizando o desconforto causado por seu excesso ou sua falta.

Por outro lado, como desvantagem está o excesso da B6, que pode causar efeitos colaterais e prejudicar a saúde, causando, inclusive, problemas nos rins e neurológicos.

A seguir, você confere as principais vantagens e desvantagens da Vitamina B6:

Vantagens
  • Previne e trata a anemia
  • Aliada do cérebro
  • Boa para a pele
  • Boa para o coração
  • Alivia a TPM
  • Combate a depressão
  • Bom para quem amamenta
  • Importante para a visão
  • Alivia sintomas da menopausa
  • Ajuda o metabolismo
Desvantagens
  • Em excesso é prejudicial

Quanto custa a vitamina B6?

O preço do suplemento de Vitamina B6 varia bastante em função da marca fabricante, da dosagem e da quantidade de comprimidos. Em geral, você vai encontrar a B6 custando entre R$ 16 e R$ 170.

É claro que você não precisa comprar a mais cara de todas. Tudo vai depender da sua necessidade de uso.

Onde comprar a vitamina B6?

Você vai encontrar a Vitamina B6 à venda em farmácias, lojas de suplementos, departamento e hipermercados como Lojas Americanas e Extra.

Ainda assim, nós recomendamos que você realize a sua compra em lojas online como a Amazon Brasil.

Dessa forma, você não apenas garante mais opções de modelos para escolher, e preços mais interessantes, como ainda adquire a Vitamina B6 do conforto da sua casa.

Critérios de Compra: O que levar em conta antes de escolher a vitamina B6

Como vimos, o primeiro passo para iniciar a suplementação é ter o acompanhamento de um médico e a certeza da real necessidade de reposição do nutriente.

Mas, na hora de comprar o produto, é fundamental que você entenda o que de fato diferencia uma opção de outra. Por isso, selecionamos para você os principais fatores que devem ser levados em conta antes de comprar a vitamina B6:

  • Tipo
  • Composição
  • Forma
  • Dosagem
  • Quantidade

A seguir, nós vamos explicar cada um desses fatores em detalhes para que você tome a melhor decisão e compre a vitamina B6 ideal, que irá suprir as suas necessidades nutricionais.

Tipo

O primeiro fator que você deve considerar antes escolher a melhor vitamina B6 é o tipo do nutriente utilizado na fabricação.

O fato é que a vitamina B6 está presente nos alimentos na forma de três compostos diferentes e, por isso, pode ser classificada de acordo com o seu princípio ativo:

  • Piridoxina: presente principalmente nos vegetais e em suplementos nutricionais.
  • Piridoxal: presente nos alimentos de origem animal. Nos suplementos, esse tipo é geralmente denominado como P-5-P (Piridoxal-5-Fosfato).
  • Piridoxamina: também encontrada nos alimentos de origem animal.

Em geral, ao escolher o suplemento de vitamina B6, você irá encontrar opções que são fabricadas tanto com a Piridoxina quanto com a P-5-P.

Para realizar a melhor escolha, é preciso a orientação do seu médico. Isso porque, apesar de todas terem as mesmas indicações de uso, elas são princípios ativos diferentes.

Composição

É importante que você também leve em consideração a composição da Vitamina B6 antes de comprá-la. Nesse caso, você poderá optar por adquirir a fórmula pura, que contém apenas o nutriente e nenhum outro elemento na composição.

No entanto, o mais comum é que você encontre complexos vitamínicos em que a B6 é encontrada ao lado de outras vitaminas.

Em geral, você encontrará a B6 aliada, por exemplo, ao magnésio e ao zinco. Essa combinação tem o objetivo de melhorar o desempenho de força, o metabolismo, a recuperação e construção de massa muscular e a produção hormonal em atletas.

Mas fique atento pois existem outras combinações, com benefícios para diferentes tipos de necessidades e objetivos.

Forma

Além disso, antes de investir na Vitamina B6, recomendamos que você observe a forma de ingestão do suplemento. Em geral, você poderá optar por fazer a suplementação por meio de cápsulas ou pela forma líquida.

Aqui, vale levar em conta tanto a praticidade quanto a facilidade de ingestão do suplemento.

Não é raro que em pessoas mais velhas a digestão da vitamina seja facilitada quando feita pela forma líquida, em gotas. Ainda que essa forma seja mais difícil de ser encontrada à venda no mercado. No entanto, a precisão da dosagem é certamente maior no caso da vitamina B6 em cápsulas.

Frasco aberto com cápsulas para fora.

A vitamina B6 vendida em cápsulas ainda é a forma mais comum de se realizar a suplementação. (Fonte: stevepb / Pixabay)

Dosagem

A dosagem é outro fator muito importante que você deve considerar antes de escolher o melhor suplemento. A variação aqui é grande e, é, claro, vai depender do grau de deficiência da vitamina no seu organismo.

Mas, em termos gerais, você vai encontrar a vitamina B6 com doses que variam de 1,3mg a 33mg de vitamina B6 em cada cápsula. Lembrando que a suplementação em excesso pode causar problemas de saúde.

Quantidade

Por fim, sugerimos que você avalie a quantidade, seja em número de cápsulas, seja em mililitros. Essa avaliação deve levar em consideração a prescrição do seu médio do período em que você deve utilizar o suplemento.

Em geral, você encontrará a B6 em frascos que oferecem uma quantidade de cápsulas que pode variar entre 40 e 250. Já com relação à vitamina B6 líquida, você encontrará embalagens contendo entre 30ml e 60ml.

(Fonte da imagem destacada: Tatjana Baibakova / 123rf)

Por que você pode confiar em nós?

Gustavo Conceição Nutricionista
Na escola, Gustavo participava de todas as modalidades. Ele acabou não se tornando atleta profissional, mas manteve-se próximo do universo esportivo cursando nutrição e, depois de graduado, prestando consultoria a atletas de várias modalidades e clubes de futsal e vôlei pelo país. Pós-graduado em suplementação, compartilha online seu conhecimento sobre o que há de melhor em complementos alimentares.
Izabel Toscano Jornalista
Nômade digital, jornalista, leitora e questionadora compulsiva. Já trabalhou em jornais diários e sites de notícias no Brasil, e em plataformas online na Irlanda e na França. Hoje, roda o mundo escrevendo sobre temas variados, sempre atenta às novas tecnologias e a tudo que surge para trazer leveza à vida.